quarta-feira, 26 de julho de 2006

Cifras de Chico Buarque

Músicas Cifradas de Chico

A banda
A foto da capa
A história de Lily Braun
A mais bonita
A mulher de cada porto
A noiva da cidade
A ostra e o vento
A permuta dos santos
A Rita
A Rosa
A televisão
A violeira
A volta do malandro
A voz do dono e o dono da voz
Acalanto para Helena
Acorda amor
Agora falando sério
Ai, se eles me pegam agora
Almanaque
Amando sobre os jornais
Amanhã, ninguém sabe
Amor barato
Ana de Amsterdam
Angélica
Ano Novo
Anos dourados
Apesar de você
Aquela mulher
As minhas meninas
As vitrines
Assentamento
Até o fim
Até pensei
Até Segunda-Feira
Atrás da porta
Baioque
Bárbara
Basta um dia
Bastidores
Beatriz
Bem-querer
Benvinda
Biscate
Boi voador não pode
Bolero blues
Bom conselho
Bom tempo
Brejo da Cruz
Bye bye Brasil
Caçada
Cadê você?
Cala a boca, Bárbara
Cálice
Cantando no toró
Capital do samba
Carioca
Carolina
Cecília
Chão de esmeraldas
Choro bandido
Com açúcar e com afeto
Construção / Deus lhe pague
Copo vazio
Corrente
Cotidiano
Cuidado com a outra
De todas as maneiras
De volta ao samba
Deixe a menina
Desalento
Desencontro
Doze anos
Dueto
Dura na queda
E se...
Ela desatinou
Ela é dançarina
Ela e sua janela
Ela faz cinema
Essa moça tá diferente
Estação derradeira
Eu te amo
Fado tropical
Fantasia
Feijoada completa
Filosofia
Flor da idade
Folhetim
Funeral de um lavrador
Futuros amantes
Geni e o zepelim
Gente humilde
Gota d'água
Grande hotel
Hino da Repressão (Segundo Turno)
Hino de Duran
Homenagem ao malandro
Ilmo. Sr. Ciro Monteiro
Imagina
Injuriado
Iolanda
Iracema voou
Já passou
Januária
Joana Francesa
João e Maria
Jorge Maravilha
Juca
Leve
Lígia
Logo eu?
Lola
Lua cheia
Ludo real
Lugar de cobra é no chão
Luiza
Mambembe
Maninha
Mar e lua
Me deixe mudo
Meninos, eu vi
Meu caro amigo
Meu refrão
Mil perdões
Minha história
Morena de Angola
Morena dos olhos d'água
Moto-contínuo
Mulher, vou dizer quanto te amo
Mulheres de Atenas
Na carreira
Na ilha de Lia, no barco de Rosa
Não existe pecado ao sul da equador
Não fala de Maria
Não sonho mais
Nego maluco
Noite dos mascarados
O casamento dos pequenos burgueses
O cio da terra
O circo místico
O futebol
O malandro
O meu amor
O meu guri
O que será
O que será (À flor da pele)
O que será (À flor da terra)
O rei de Ramos
O último blues
O velho Francisco
Ode aos ratos
Olê, olá
Olha Maria
Olhos nos olhos
Outros sonhos
Palavra de mulher
Paratodos
Partido alto
Pássara
Passaredo
Pedaço de mim
Pedro pedreiro
Pelas tabelas
Pequena serenata diurna
Piano na Mangueira
Pivete
Porque era ela, porque era eu
Qualquer amor
Qualquer canção
Quando o carnaval chegar
Quem te viu quem te vê
Receita pra virar casaca de neném
Renata Maria
Retrato em branco e preto
Rio 42
Roda viva
Rosa dos ventos
Sabiá
Samba de Orly
Samba do grande amor
Samba e amor
Samba pra Vinícius
Se eu fosse teu patrão
Sem açúcar
Sem compromisso
Sem fantasia
Sem você
Sempre
Sentimental
Será que Cristina volta?
Sinal fechado
Sob medida
Soneto
Sonho de um carnaval
Sonhos sonhos são
Suburbano coração
Subúrbio
Tango de Nancy
Tango do covil
Tanta saudade
Tantas palavras
Tanto amar
Tanto mar
Tatuagem
Tem mais samba
Teresinha
Tira as mãos de mim
To voltando
Todo sentimento
Trapaças
Trocando em miúdos
Um chorinho
Uma canção desnaturada
Umas e outras
Vai levando
Vai passar
Vai trabalhar vagabundo
Valsa brasileira
Valsinha
Vence na vida quem diz sim
Vida
Você vai me seguir

Veja também:

14 Bis
Agepê
Alceu Valença
Belchior
Benito Di Paula
Beth Carvalho
Caetano Veloso
Cazuza
Clara Nunes
Djavan
Elis Regina
Fagner
Gal Costa
Gilberto Gil
Gonzaguinha
Joanna
João Bosco
Legião Urbana
Mamonas Assassinas
Maria Bethânia
Maria Creuza
Martinho da Vila
Milton Nascimento
Moraes Moreira
Oswaldo Montenegro
Paulinho da Viola
Raul Seixas
Rita Lee
Roberto Carlos
Secos e Molhados
Toquinho
Zé Ramalho

Vida

Chico Buarque
Am/E        F/Eb C7M          Cm6    Cm7
Vida, minha vida,   olha o que é que eu fiz
Cm6     Cm(6-)   Cm6 F7M/A
Deixei a fatia mais doce da vida
E7/G#  Am7(11)         Fm6/Ab
Na mesa dos homens       de vida vazia
C/E            B7/D#   Bm7(11)    E/D
Mas, vida, ali, quem sabe, eu fui feliz
Am/E        F/Eb C7M          Cm6     Cm7
Vida, minha vida,   olha o que é que eu fiz
Cm6     Cm(6-)   Cm6 F7M/A
Verti minha vida nos cantos, na pia
E7/G#  Am7(11)         Fm6/Ab
Na casa dos homens de vida vadia
C/E            B7/D#   Bm7(11)    E/D
Mas, vida, ali, quem sabe, eu fui feliz
Am6/E     Fm/Eb Fm6/D Am/E
Luz, quero luz          
F6      Bb7M/D  A7/C# F7(9)/C
sei que além das cortinas são palcos azuis
E7/B     F7M/A        E7/G#
E infinitas cortinas com palcos atrás
Am7(11)          Fm6/Ab
Arranca, vida, estufa, veia
C/E             B7/D#           Bm7(11) E/D
E pulsa, pulsa, pulsa, pulsa, pulsa mais
Mais, quero mais,
nem que todos os barcos recolham ao cais
Que os faróis da costeira me lancem sinais
Arranca, vida, estufa, vela
Me leva, leva longe, longe, leva mais
Vida, minha vida, olha o que é que eu fiz
Toquei na ferida, nos nervos, nos fios
Nos olhos dos homens de olhos sombrios
Mas, vida, ali, eu sei que fui feliz
Am/E        F/Eb C7M                    Cm6
Vida, minha vida,   olha o que é que eu fiz...

Você vai me seguir

Chico Buarque

Tom: D

D            G6/7/9 F#m7             Fm6/5+
Você vai me seguir aonde quer que eu vá
Em           C6/9  G6/B          A#º
Você vai me servir, você vai se curvar
D           G6/7/9 F#m7            Fm6/5+
Você vai resistir, mas vai se acostumar
Em           C6/9  G6/B          A#º
Você vai me agredir, você vai me adorar
Am4/7        D7     G7+          Gm7    C7/9
Você vai me sorrir, você vai se enfeitar
F7+      F#m7
E vem me seduzir
B7       E         A7
Me possuir, me infernizar
D          Eº      F#m7       Fm6/5+
Você vai me trair, você vem me beijar
Em          C6/9   G3b       C#7/G# C#7
Você vai me cegar e eu vou consentir
F#m7        B7      Em         Gm7   C7/9
Você vai conseguir enfim me apunhalar
F#m7         B7/9-  E7             A7
Você vai me velar, chorar, vai me cobrir
D9        D9/B     D9/C      D9/Bb
E me ninar, me ninar, me ninar, me ninar,
  D9/A
menina, menina...

Valsinha



Valsinha (1971) - Chico Buarque e Vinícius de Moraes

Bbdim               A7
Um dia ele chegou tão diferente  
       Dm                 Dm/C 
Do seu jeito de sempre chegar  
  Bb°              A7             
Olhou-a dum jeito muito mais quente  
       Dm 
Do que sempre costumava olhar  
    D7                D7/A       
E não maldisse a vida tanto  
                Gm               Gm/F 
Quanto era seu jeito de sempre falar  
   E7                 E7/G#            
E nem deixou-a só num canto,  
                 A7               A7(b9) 
Pra seu grande espanto convidou-a pra rodar  
  Bb°              A7              
Então ela se fez bonita  
              Dm                 Dm/C 
Como há muito tempo não queria ousar  
    Bb°             A7             
Com seu vestido decotado  
                 Dm 
Cheirando a guardado de tanto esperar  
   D7                      D7/A     
Depois os dois deram-se os braços  
              Gm               Gm/F 
Como há muito tempo não usavam dar  
   E7                 E7/G# 
E cheios de ternura e graça  
             A7                     A7(b9) 
Foram para a praça e começaram a se abraçar  
   Bb°               A7 
E ali dançaram tanta dança  
          Dm                Dm/C 
Que a vizinhança toda despertou  
  Bb°          A7                Dm  
E foi tanta felicidade que toda cidade enfim se iluminou  
    D7                D7/F#   
E foram tantos beijos loucos,  
              Gm 
Tantos gritos roucos como não se ouvia mais  
      Dm   
Que o mundo compreendeu  
  Bbdim     A7 
E o dia amanheceu  
   Dm 
Em paz
 
 

Vai trabalhar vagabundo

Chico Buarque
Intr.: Bb/Ab / D7/A / Bb/Ab / D7/A / Bb/Ab / 
       D7/A / Bb/Ab / D7/A /
D7(4/9)          G6            E7(4/9)        Am7      /
Vai     trabalhar,  vagabundo  Vai  trabalhar, criatura
F#7(4/9)          Bm7             D7(4/9)      G6   /
Deus     permite a    todo mundo  Uma     loucu—ra
D7(4/9)        G6               E7(4/9)    Am7      /
Passa   o domin--go em família  Segunda-fei---ra beleza
F#7(4/9)    Bm7          D7(4/9)         G6    /
Embarca  com    alegria  Na      corrente—za
D7/F#        Em7            G7/D         C6      /
Prepara o teu    documento  Carimba o teu   coração
Eb/Db          G/D             Bb/Ab     D7/A /
Não   perde nem    um momento  Perde a razão
D7/F#         Em7           G7/D         C6        /
Pode  esquecer    a mulata  Pode esquecer   o bilhar
Eb/Db        G/D            Bb/Ab         D7/A /
Pode  apertar    a gravata  Vai   te enforcar
Bb/Ab        D7/A / Bb/Ab        D7/A / Bb/Ab     D7/A /
Vai  te entregar   Vai   te estragar   Vai   trabalhar
D7(4/9)           G6             E7(4/9)     Am7      /
Vê      se não dor--me no ponto  Reúne   as e---conomias
F#7(4/9)            Bm7              D7(4/9)      G6   /
Perde    os três con---tos no conto  Da     loteri--a
D7(4/9)        G6              E7(4/9)    Am7      /
Passa   o domin--go no mangue  Segunda-fei---ra vazia
F#7(4/9)       Bm7              D7(4/9)           G6   /
Ganha    no ban---co de sangue  Pra     mais um di--a
D7/F#        Em7          G7/D       C6       /
Cuidado com o    viaduto  Cuidado com   o avião
Eb/Db           G/D            Bb/Ab       D7/A /
Não   perde mais    um minuto  Perde a questão
D7/F#       Em7            G7/D           C6       /
Tenta pensar    no futuro  No   escuro ten--ta pensar
Eb/Db        G/D            Bb/Ab     D7/A /
Vai   renovar    teu seguro Vai   caducar
Bb/Ab         D7/A / Bb/Ab       D7/A / Bb/Ab     D7/A /
Vai   te entregar  Vai   te estragar   Vai   trabalhar
D7(4/9)        G6            E7(4/9)    Am7          /
Passa   o domin--go sozinho  Segunda-fei---ra a desgraça
F#7(4/9)            Bm7              D7(4/9)      G6   /
Sem      pai nem mãe,   sem vizinho  Em   plena pra--ça
D7(4/9)       G6           E7(4/9)         Am7      /
Vai   terminar  moribundo  Com  um pouco de   paciência
F#7(4/9)          Bm7             D7(4/9)        G6    /
No       fim da fi---la do fundo  Da     previdên—cia
D7/F#        Em7             G7/D       C6          /
Parte tranqüi---lo, ó irmão  Descansa na   paz de Deus
Eb/Db      G/D             Bb/Ab         D7/A /
Deixaste ca---sa e pensão  Só    para os teus
D7/F#        Em7             G7/D       C6        /
A     criança---da chorando  Tua  mulher   vai suar
Eb/Db         G/D             Bb/Ab       D7/A /
Pra   botar ou---tro malandro No    teu lugar
Bb/Ab         D7/A / Bb/Ab       D7/A / Bb/Ab     D7/A /
Vai   te entregar    Vai te estragar  Vai   te enforcar
Bb/Ab     D7/A / Bb/Ab      D7/A / Bb/Ab      D7/A /
Vai   caducar    Vai   trabalhar   Vai   trabalhar
Bb/Ab      D7/A       D7(9/#11) 
Vai   trabalhar   Vagabundo

Vai levando


“Vai Levando” foi feita para o show “Chico & Bethânia no Canecão”, em 1975. Traz a irreverência eterna de Caetano Veloso, mesclada com a poesia social de Chico Buarque. É cantada em três vozes, a de Tom Jobim, a de Miúcha e a de Chico Buarque. A letra fala da fama, da roda viva da vida, da pílula, das suas convulsões numa época de claustrofóbica ditadura e mudança de costumes, afinal 1977 trouxe após anos de luta contra os desgastados preconceitos morais e religiosos, a aprovação da lei do divórcio.

É o existencialismo explícito, onde desfilam palavras do cotidiano midiático, como ‘Ibope’, ou marca de cerveja como ‘Brahma’. O disco mal tinha saído do forno e a canção tornou-se tema de abertura da novela global “Espelho Mágico” , um grande avanço na emissora de Roberto Marinho, que havia excluído Chico Buarque da sua programação desde a época dos festivais de canções, tendo-o como presença não grata: “Mesmo com o nada feito, / com a sala escura / com o nó no peito, / com a cara dura / a gente não tem cura / mesmo com o todavia, / com todo dia, / com todo ia, / todo não ia, / a gente vai levando / a gente vai levando...”

Em 1977 a música brasileira assistiu ao encontro histórico de Tom Jobim e Miúcha, registrado no álbum “Miúcha & Antonio Carlos Jobim”, desde então um clássico da MPB. A voz afinada e tranqüila de Miúcha encontrou suporte decisivo no universo do maestro soberano, num disco em que ele abre mão da Bossa Nova jazzística, conforme era acusado na época, optando pela brasilidade genuína do som romântico e universal da sua obra.

Vai levando (1975) - Chico Buarque e Caetano Veloso
Tom: G7+
Intro: D7/9

G7+               Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com toda a fama, com toda a brahma
      E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com toda a cama, com toda a lama
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando,
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9        G7+
A gente vai levando essa chama
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com todo o emblema, todo o problema
  E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Todo o sistema, todo Ipanema
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
         D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa gema
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com o nada feito, com a sala escura
      E7/9   Am4/7    D7/9      G7+
Com um nó no peito, com a cara dura
              Bm7          Am7  D7/9 G7+
Não tem mais jeito, a gente não tem cura
              Bbm7   D#7/9    Bm7
Mesmo com o todavia, com todo dia
  E7/9  Am4/7 G#7/5- G7+
Com todo ia, todo não ia
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa guia
           Bbm7       D#7/9   Bm7
Mesmo com todo rock, com todo pop
      E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com todo estoque, com todo Ibope
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando esse toque
              Bbm7     D#7/9   Bm7
Mesmo com toda sanha, toda façanha
    E7/9 Am4/7  G#7/5-  G7+
Toda picanha, toda campanha
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa manha
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com toda estima, com toda esgrima
     E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com todo clima, com tudo em cima
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando,
       D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa rima
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com toda cédula, com toda célula
     E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com toda súmula, com toda sílaba
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai tocando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai tomando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai dourando essa pílula

Um chorinho

Chico Buarque
Intr.: A/C# F#7 Bm7 E7/B E7 E/D A/C# E7
A/C# F#7 Bm7 E7/B F E Am /
           G          G/F          Am/E
Ai, o meu amor, a sua dor, a nossa vida
Am/C       A7          A7/C#     Dm     Dm/F
Já não cabem na batida Do meu pobre cavaquinho
Dm                   Am/E
Ai, quem me dera Pelo menos um momento
Bb/F                     Bb/D  A7/C#
Juntar todo sofrimento Pra botar nesse chori____nho
Dm          G7            C
Quem me dera ter um choro de alto porte
A7                        Dm
Pra cantar com a voz bem forte E anunciar a luz do dia
Am/E
Mas quem sou eu Pra cantar alto assim na praça
Bb/F                        Bb/D  A7/C#
Se vem dia, dia passa E a praça fica mais vazi____a
Am/C G/B Am Am/G D7/F# D7 E7 E/D A7/C# Bb
Vem,     mo______re_______na,           
A7        A/G         Dm/F Dm/A Dm Dm/C G7/B
Não me despreza mais, não
Am       G7        G7/B     C  E7/B
Meu cho__ro é coisa  peque_na  
Am       Am/G      F#º Aº Cº
Mas roubado a du____ras penas
Ebº     Dº Fº Abº Bº
Do co___ração
Am/C G/B Am Am/G     D7/F# D7   E7 E/D
Meu             chori________nho     

A7/C# Bbº A7    A/G     Dm/F Dm/A Dm Dm/C G7/B
Não   é   uma so___lução
Am G7                 C    E7/B
Enquan_____to eu cantar sozi_nho
Am       Am/G    F#º   Aº Cº      Ebº      E/D
Quem cruzar o meu    cami___nho,    não pá___ra não
Em7(b5)  A7     Dm                              Am/C
Mas    eu  insis__to E quem quiser que me compreenda
A7               A7/C#      Dm
Até que alguma luz acenda, este meu canto continua
D#º            Am/E
Junto meu canto a cada pranto, a cada choro
F            Dm          D#º   E7  Am
Até que alguém me faça coro pra cantar na  ru__a
Dm           D#º            Am/E
Junto meu canto a cada pranto, a cada choro
F            Dm          D#º   E7  Am
Até que alguém me faça coro pra cantar na  ru__a

Umas e outras

Chico Buarque
Gm                  A5b
Se uma nunca tem sorriso, 
      D#º             Gm
   é pra melhor se reservar
                     Dm7      A7             D4/7 D7
E diz que espera o paraíso e a hora de desabafar
    G7                 Cm7 
A vida é feita de um rosário
     F6/7              A#7+  D7/9-
que custa tanto a se acabar
     Gm      A#7 
Por isso às vezes
     D#7+   A6/7     A5+/7      D7/9  D7/9-
ela pára e senta um pouco pra chorar
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7                   C7/9
Nossa, pra que tanta conta
             Gm7            D4/7 D7
Já perdi a conta de tanto rezar


       Gm            A5b  
Se a outra não tem paraíso,
  D#º                     Gm Gm7b Gm6b
não dá muita importância, não
                       Dm7      A7               D4/7 D7
Pois já forjou o seu sorriso e fez do mesmo profissão
    G7                  Cm7
A vida é sempre aquela dança
   F6/7                A#7+  D7/9-
aonde não se escolhe o par
     Gm      A#7       D#7+
Por isso às vezes ela cansa
   A6/7     A5+/7      D7/9  D7/9-
e senta um pouco pra chorar
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7             C7/9
Puxa, que vida danada
             Gm7            D4/7 D7
Tem tanta calçada pra se caminhar


       Gm          A5b      D#º                     Gm
Mas toda santa madrugada quando uma já sonhou com Deus
                       Dm7      A7
E a outra, triste namorada, coitada,
                  D4/7 D7
já deitou com os seus
    G7                    Cm7 
O acaso faz com que essas duas,
  F6/7                A#7+  D7/9-
que a sorte sempre separou
     Gm        A#7   D#7+
Se cruzem pela mesma rua
   A6/7     A5+/7      D7/9  D7/9-
olhando-se com a mesma dor
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7             C7/9
Puxa, que vida danada
           Gm7             D4/7 D7
é tanta calçada pra se caminhar

Gm Gº F#º
Que Dia!
Gm7                   C7/9
Nossa pra que tanta conta,
           Gm7             D4/7 D7
já perdi a conta de tanto rezar
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7               C7/9
Puxa, que vida comprida,
               Gm7     D4/7 D7   Gm
pra que tanta vida pra gente desanimar

Uma canção desnaturada

Chico Buarque

Por que cresceste, curuminha
Assim depressa, e estabanada
Saíste maquilada dentro do meu vestido
Se fosse permitido eu revertia o tempo
Pra reviver a tempo de poder

Te ver as pernas bambas, curuminha
Batendo com a moleira
Te emporcalhando inteira
E eu te negar meu colo
Recuperar as noites, curuminha
Que atravessei em claro
Ignorar teu choro e cuidar só de mim

Deixar-te arder em febre, curuminha
Cinqüenta graus, tossir, bater o queixo
Vestir-te com desleixo
Tratar uma ama-seca
Quebrar tua boneca, curuminha
Raspar os teus cabelos
E ir te exibindo pelos botequins

Tornar azeite o leite do peito que mirraste
No chão que engatinhaste
Salpicar mil cacos de vidro
Pelo cordão perdido te recolher pra sempre
À escuridão do ventre, curuminha
De onde não deverias nunca ter saído

Tango do covil

Chico Buarque

Ai, quem me dera ser cantor, quem dera ser tenor
Quem sabe ter a voz igual aos rouxinóis
Igual ao trovador que canta os arrebóis
Pra te dizer gentil
Bem-vinda, deixa eu cantar tua beleza
Tu és a mais linda princesa aqui deste covil
Ai, quem me dera ser doutor, formado em Salvador
Ter um diploma, anel e voz de bacharel
Fazer em teu louvor discursos a granel
Pra te dizer gentil
Bem-vinda, tu és a dama mais formosa
E, ouso dizer, a mais gostosa aqui deste covil
Ai, quem me dera ser garçom, ter um sapato bom
Quem sabe até talvez ser um garçom francês
Falar de champignon, falar de molho inglês
Pra te dizer gentil
Bem-vinda, és tão graciosa e tão miúda
Tu és a dama mais tesuda aqui deste covil
Ai, quem me dera ser Gardel, tenor e bacharel
Francês e rouxinol, doutor em champignon
Garçom em Salvador e locutor de futebol
Pra te dizer febril
Bem-vinda, tua beleza é quase um crime
Tu és a bunda mais sublime aqui deste covil

Tango de Nancy

De: Edu Lobo e Chico Buarque

Quem sou eu para falar de amor
Se o amor me consumiu até a espinha
Dos meus beijos que falar
Dos desejos de queimar
E dos beijos que apagaram os desejos que eu tinha

Quem sou eu para falar de amor
Se de tanto me entregar nunca fui minha
O amor jamais foi meu
O amor me conheceu
Se esfregou na minha vida
E me deixou assim

Homens, eu nem fiz a soma
De quantos rolaram no meu camarim
Bocas chegavam a Roma passando por mim
Ela de braços abertos
Fazendo promessas
Meus deuses, enfim!
Eles gozando depressa
E cheirando a gim
Eles querendo na hora
Por dentro, por fora
Por cima e por trás
Juro por Deus, de pés juntos
Que nunca mais

To voltando

Tô voltando (1979) - Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro - Intérprete: Simone
Tom: G

A7
Pode ir armando o coreto
e preparando aquele feijão preto
       D7M
Eu tô voltando
B7
Põe meia dúzia de brahma prá gelar,
muda a roupa de cama
         E7
Eu tô voltando
C#7
Leva o chinelo prá sala de jantar
                                   D
Que é lá mesmo que a mala eu vou largar
        G7    C7      F#      B7           E7    A
Quero te abraçar, pode se perfumar porque eu tô voltando
Dá uma geral, faz um bom defumador, enche a casa de flor
Que eu tô voltando
Pega uma praia, aproveita, tá calor, vai pegando uma cor
Que eu tô voltando
Faz um cabelo bonito prá eu notar 
que eu só quero mesmo é despentear
Quero te agarrar, pode se preparar porque eu tô voltando
Põe prá tocar na vitrola aquele som, estréia uma camisola
Eu tô voltando
Dá folga prá empregada, manda a criançada prá casa da avó
Que eu tô voltando
Diz que eu só volto amanhã se alguém chamar
Telefone não deixa nem tocar
Quero lá lá lá iá, lá lá lá lá lá iá, porque eu tô voltando


Trapaças

Chico Buarque
  D7M         C#7(b13)
Contigo aprendi        
           Bb7M           A7(b13)
   A perder    e achar gra_______ça
F7M          F7(#5)        Bb7M   A7/4
Pagar e não dar      importân____cia 

Em(b6)       Em6      
Contigo  a trapa___ça
Cm6/Eb        Ab7(#11)   G7M(#11)
Por trás      da trapa________ça      
F#7/13  B7/13  D7/13
É pura elegân___cia
G(add9)/D       G(#5)         C6          F7(#11)
Se deres    por fal_____ta Do teu  riso esper_______to
E7(9/#11)       E7/4(9)          F6          E7/G#
Dos teus     sortilé_______gios Enten__de e perdo_____a
C#m7(b5)      Cm6            Bb7M/D       A7/C#
Eu ando    nas ru___as Com o sol      descola_____do
Cm6/Eb       D7/13
Da tua pessoa
G6 / F#7/13 / B7/13 / E7/9 / A7/13 / D7/9 / G7M/B /
Ab7 /G6 / F#7/13 / B7/13 / E7/9 / A7/13 / D7/9 / G6 /
A7 /

Todo sentimento

Todo Sentimento - Chico Buarque e Cristóvão Bastos

           G          D/F#
 Preciso não dormir
         Em         Eb°
 Até se consumar
   C9    G/B   Am7   G#°
 O tempo    da gente
           Am        Am9/G#
 Preciso conduzir
           Am9/G       F#m7/5-
 Um tempo de te amar
            C/E       D7           G°  G
 Te amando devagar e urgentemente
           Bm7        Bb7/5-
 Pretendo descobrir
           Dm/A     E9b/G#
        No último momento
           C/G         F°          A7/E
 Um tempo que refaz o que desfez
        C9          D#/C#     G/D  D#°
 Que recolhe todo sentimen__to
        Em7       A7              D#7/5- D7
 E bota no corpo uma outra vez
           G         D/F#
 Prometo te querer
         Em          Eb°
 Até o amor cair
          C9  G/B  Am7  G#°
 Doente,   doente
           Am            Am9/G#
 Prefiro então partir
          Am9/G      F#m7/5-
 A tempo de poder
             C/E      D7           G° G
 A gente se desvencilhar da gente
          Bm7           Bb7/5-
 Depois de te perder
             Dm/A          E9b/G#
 Te encontro com certeza
           C/G           F°       Am7/E Cm6
 Talvez num tempo da delicadeza
        G/D       G7M/D G7/D
 Onde não diremos nada
        C#7        Cm6
 Nada aconteceu
         G/B       D#/C#
 Apenas seguirei
                  Am7     D7/9b G
 Como encantado ao lado  seu

Trocando em miúdos

Trocando em miúdos - Chico Buarque e Francis Hime
Tom: A
  
Intro:

A7M A7(13) D7M(9)/A Dm6/A A7M C7/Bb D/F# Dm/F

A7M          A7/G               D/F# Dm/F       A7M
Eu vou lhe deixar a medida do Bonfim,     não me valeu
              A7/G                  D/F#   Dm/F       Am7
Mas fico com o disco do Pixinguinha, sim, o resto é seu
            Am7/G              F#m7(b5)
Trocando em miúdos, pode guardar
             F7M            Am7
As sobras de tudo que chamam lar
             Am7/G          F#m7
As sombras de tudo que fomos nós
               B7               E7M
As marcas do amor nos nossos lençóis
  E7(b9)           A7M
As nossas melhores lembranças

          A7/G            D/F#                Dm/F A7M
Aquela esperança de tudo se ajeitar, pode esquecer
        A7/G                   D/F#      Dm/F Am7
Aquela aliança você pode empenhar ou derreter
          Am7/G              F#m7(b5)
Mas devo dizer que não vou lhe dar
            F7M                Am7
O enorme prazer de me ver chorar
              Am7/G          B7(4)  B7
Nem vou lhe cobrar pelo seu estra...go,
   B7(4)   B7   E7(4)(9) E7(9) E7(9)(11) E7(9)
Meu pei...to tão   di.....la....cera......do

  A7M             A7/G          D/F#     Dm/F        A7M A7/G
Aliás, aceite uma ajuda do seu futuro amor,  pro aluguel
                          D/F#     Dm/F           Am7
Devolva o Neruda que você me tomou     e nunca leu
     Am7/G                F#m7(b5)
Eu bato o portão sem fazer alarde,
      F7M               Am7
Só levo a carteira de identidade
             Am7/G       F#m7(b5)
Uma saideira,      muita saudade
           F7M            Am7(9) Am5+(9)
E a leve impressão    de que já vou tarde

Fim: Am7(9) Am9(5+)

Tira as mãos de mim

Rui Guerra
Tira as mãos de mim - Chico Buarque e Rui Guerra

[Intro:]  G#º  C#º  G#º
 G#º     Gm7(b5) C7(b9)(b13) C7(b9)

Fm7(9) C/E    Cm/Eb D7(b9)
Ele era mil, tu és nenhum
Gm7(9)           G/B
Na guerra és vil, na cama és mocho
Cm7 C#º             Bb/D Eb7M(9)
Tira as mãos de mim, põe as mãos em mim
Em7(b5)(9)              Am7(b5)
E vê se o fogo dele, guardado em mim
Ab7(b5)
Te incendeia um pouco
Gm7(9)    D/F#        Dm/F
Éramos nós, estreitos nós
E7(b9)  Am7(9)       A/C#
Enquanto tu és laço frouxo
Dm7 D#º             C/E F7M(9)
Tira as mãos de mim, põe as mãos em mim
F#m7(b5)(9)         Bm7(b5)
E vê se a febre dele, guardada em mim
Bb7(b5)
Te contagia um pouco
Solo: Am7(9) E/G# Em/G D/F# Cm Cm7M Cm7 Cm6
Bbm7(11) G7(b13) Gm7(b5) C7(b9)(b13) C7(b9)
Fm7(9) C/E      Cm/Eb
Éramos nós, estreitos nós
D7(b9)  Gm7(9)       G/B
Enquanto tu és laço frouxo
Cm7 C#º             Bb/D Eb7M(9)
Tira as mãos de mim, põe as mãos em mim
Em7(b5)(9)         Am7(b5)
E vê se a febre dele, guardada em mim
D6(b9) Eb7/Bb D7(b5)/G# Gm7(9)
Te contagia um pouco

Tem mais samba

Chico Buarque
Bm7                   E7(9)              Am7
Tem mais samba no encontro que na espe___ra
D7(9)          Bm7
Tem mais samba a maldade que a feri___da
E7(9)          Am7
Tem mais samba no porto que na ve___la
D7(9)             Bm7
Tem mais samba o perdão que a despedi___da
D7(9)            E7(9)
Tem mais samba nas mãos do que nos o_____lhos
F#7(b9/b13)            Bm7
Tem mais samba no chão           do que na lu___a
D7(9)          E7(9)
Tem mais samba no homem que traba_____lha
F#7(b9/b13)            Bm7
Tem mais samba no som        que vem a ru___a
A7(13)           Am6/C
Tem mais samba no peito de quem cho_____ra
D7(9)
Tem mais samba no pran_____to de quem vê

G7M                    C#m7(b5)     F#7(b13)      Bm7
Que o bom samba não tem     lugar        nem ho___ra
C#7                F#7/4 F#7(b13)
O coração de fo___ra samba sem querer
Bm7 A7(9)       D7M  G7M C#m7(b5) F#7(b13)      B7M B6
Vem      que pas___sa    teu              sofrer
Bm7                 E7(9)        C#7       C#m7 F#7(b13)
Se todo mundo sambasse seria tão fácil viver
Bm7 A7(9)       D7M  G7M C#m7(b5) F#7(b13)      B7M B6
Vem      que pas___sa    teu              sofrer
Bm7                 E7(9)        C#7       C#m7 F#7(b13)
Se todo mundo sambasse seria tão fácil viver

Tanta saudade

Chico Buarque
Tom: C
  

             Am            Bm5-/7  E5+/7
Era tanta saudade, é pra matar
           C7+       
Eu fiquei até doente, 
  F7+             Bm5-/7     E5+/7
   eu fiquei até doente     menina
          Am        F7      Bm5-/7  
Se eu não mato a saudade, é deixa estar
   E5+/7       C7+    F7+         Bm5-/7         E5+/7  
Saudade mata a gente,     saudade mata a gente menina
Am               F7+   Bm5-/7   E5+/7    C7+   
Quis saber o que é o desejo, de onde ele vem
          F7+       Bm5-/7          Am
Fui até o centro da Terra e é mais além
     F7        Bm5-/7     E5+/7   C7+  
Procurei uma saída e     amor não tem
         F7+          Bm5-/7          E5+/7
Estava ficando louco, louco de querer bem
Am           F7          Bm5-/7   E5+/7    C7+
Quis chegar até o limite         de uma paixão
     F7+         Bm5-/7     E5+/7   Am
Baldear o oceano        com a minha mão
            F7          Bm5-/7   E5+/7         C7+
Encontrar o sal da vida         e a solidão
    F7+            Bm5-/7    E5+/7
Esgotar o apetite, todo o apetite do coracão
       Am       F7
Mas voltou a saudade
        Bm5-/7   E5+/7    C7+
É pra ficar,    aí eu encarei de frente
F7+       Bm5-/7           E5+/7 
Aí eu encarei de frente, menina
        Am        F7      Bm5-/7       E5+/7 
Se eu ficar na saudade, é deixa estar
          C7+           C     F7+    Bm5-/7         E5+/7
Saudade engole a gente, sau...dade engole a gente menina
 
Am               F7                      E5+/7 
Quis saber o que é ....   apetite do coracão
 
Am                      F7
Ai amor, miragem minha, minha linha do horizonte
  C7+     
É monte atrás de monte, é monte
        F7                  E5+/7  Am
A fonte nunca mais que seca,       ai saudade ainda sou moco
 F7                             C7+
Aquele poco não tem fundo, é um mundo, dentro um mundo
  F7+                               E5+/7
É dentro um mundo, é o mundo que me leva

Tanto amar

Chico Buarque
C               G/B     Gm/A#
Amo tanto e de tanto amar
                  F/A  A7
Acho que ela é bonita
              D4/7     D7
Tem um olho sempre a boiar
  F/A         G/B
E outro que agita
 C              G/B   Gm/A#             F/A
Tem um olho que não está, meus olhares evita
                 D4/7   D7 F/A G/B C
E outro olho a me arregalar sua pepita
            E7    Am7
A metade do seu olhar
                   C7      F
Está chamando pra luta, aflita
                 G7     F     G7
E metade quer madrugar na bodeguita
C               G/B    Gm/A#
Se seus olhos eu for cantar
                 F/A A7
Um seu olho me atura
                      D7      F        G7
E outro olho vai desmanchar toda a pintura
C         G/B Gm/A#             F/A
Ela pode rodopiar e mudar de figura
 A7         D4/7 D7    F      G7  C
A paloma do seu mirar virar miúra
             E7       Am7
É na soma do seu olhar
                 C7          F
Que eu vou me conhecer inteiro
                  G7          F      G7
Se nasci pra enfrentar o mar ou faroleiro
 C               G/B   Gm/A#
Amo tanto e de tanto amar
                F/A   A7
Acho que ela acredita
                 D4/7  D7   F        G7
Tem um olho a pestanejar e outro me fita
C                      G/B
Suas pernas vão me enroscar
Gm/A#        F/A
Num balé esquisito
  A7                D4/7  D7    F/A   G/B    C
Seus dois olhos vão se encontrar no infinito
                E7        Am7
Amo tanto e de tanto amar
                 C7   F
Em Manágua temos um chico
                G7
Já pensamos em nos casar
 A    G7  C
Em Porto Rico

Suburbano coração

Chico Buarque

A casa está bonita
A dona está demais
A última visita
Quanto tempo faz
Balançam os cabides
Lustres se acenderão
O amor vai pôr os pés
No conjugado coração
Será que o amor se sente em casa
Ou vai sentar no chão
Será que vai deixar cair
A brasa no tapete coração
Quanto aumentar a fita
As línguas vão falar
Que a dona tem visita
E nunca vai casar
Se enroscam persianas
Louças se partirão
O amor está tocando
O suburbano coração
Será que o amor não tem programa
Ou ama com paixão
Mulher virando no sofá
Sofá virando cama coração
O amor já vai embora
Ou perde a condição
Será que não repara
A desarrumação
Que tanta cerimônia
Se a dona já não tem
Vergonha do seu coração

Subúrbio

Chico Buarque
[Intro:] C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C#
C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C# C7M
       A7(9)(b13)/C#      G7/D
Lá não tem brisa, não tem verde-azuis
Eb(#5)        Em7
Não tem frescura nem atrevimento
G/F    Em7(b5)  A7(b9) Fm/Eb
Lá não figura no mapa
Ab7(9)(13)      Abm7M(6) Abm7 G/F
No avesso da montanha, é labirinto
F6(#11)          G7/D A7(9)(b13)/C#
É contra-senha, é cara a tapa
C7M     A7(9)(b13)/C#   G7/D      Eb(#5)
Fala, Penha, fala, Irajá, fala, Olaria
Em7        G/F 
Fala, Acari, Vigário Geral,
F#m7(9) B7(b13)/C# C7M
fala, Piedade
C6/G        Cm7M  B7(b5) Bb7M
Casas sem cor, ruas de pó, cidade
Bbm/F     Bbm7M A7(b13)
Que não se pinta, que é sem vai....dade
 D6    B7/D#        A9/E   F7(b5)
Vai, faz ouvir os acordes do choro-canção
D7M       D#º B7/D#          C#7 C7 F7M
Traz as cabrochas e a roda de samba
C/E    Cm/Eb     D7
Dança teu funk, o rock, forró, pagode, reggae
Bbm/Db  Bb/D Eb7(9)        Bbm6 Em7(11)
Teu hip-hop, fala na língua do rap,
G9/B    Gm/Bb   A7(b13) Dm7
Desbanca a outra a tal que abusa
A(b9) Fm6/Ab G7
De ser tão maravilhosa
C7M   A7(9)(b13)/C# G7/D
Lá não tem moças douradas expostas,
Eb(#5)     Em7  G/F
Andam nus pelas quebradas teus exus
Em7   A7(b9) Dm
Não tem turistas,
A7(b13)/C#    Dm7/C Bm7(b5)
Não sai foto nas revistas
Gm/Bb  A7(b13) Fm6/Ab         G7
Lá tem Jesus      e está de costas
Fala, Maré, fala, Madureira, fala, Pavuna
Fala, Inhaúma, Cordovil, Pilares
Espalha a tua voz nos arredores
Carrega a tua cruz e os teus tambores
Vai, faz ouvir os acordes do choro-canção
Traz as cabrochas e a roda de samba
Dança teu funk, o rock, forró, pagode, reggae
Teu hip-hop, fala na língua do rap,
Fala no pé, dá uma idéia
Naquela que te sombreia
C7M           A7(9)(b13)/C#      G7/D
Lá não tem claro-escuro, a luz é dura,
Eb(#5) Em7        G/F
A chapa é quente    que futuro tem
Em7(b5)  A7(b9) Fm/Eb
Aquela gente toda
Ab7(9)(13)      Abm7M(6) Abm7 G/F
Perdido em ti eu ando em roda
F6(#11)          G7/D A7(9)(b13)/C#
É pau, é pedra, é fim de linha, é lenha, é fogo, é foda
C7M A7(9)(b13)/C#     G7/D       Eb(#5)       Em7
Fala, Penha, fala, Irajá, fala, Encantado, Bangu,
G/F
fala, Realengo...
Solo: Em7 A7(b9) Dm A7(b13)/C# Dm7/C Bm7(b5) Gm/Bb
A7(b13) Fm6/Ab G7
C7M A7(9)(b13)/C#     G7/D        Eb(#5)  
Fala, Maré, fala, Madureira, fala, Meriti,
Em7       G/F
Nova Iguaçu, fala, Paciência...
Fim: Em7(b5) A7(b9) Fm/Eb Ab7(9)(13) Abm7M(6)
Abm7 G/F F6(#11) G7/D A7(9)(b13)/C#
C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C#
C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C# C7M Am7M(9)/E

Sonhos sonhos são

Chico Buarque
Intr.: F#m7(b5) / / / / / / / Am/G / / / / / / /
Bb/A / / / / / / / Fm6/Ab / / / / /
G7(9) / Fº/C / C7M / Fº/C / C7M / Fº/C /
C7M / Fº/C / C7M /
Fº/C     C7M     Fº/C
Negras nu___vens   
C7M            Bb/A      Dm6/A
Mordes meu ombro em plena tur__bulên_____cia
Fm6/Ab              Abº 
Aeromoça nervo___sa
C7M(9)/G  F#m7(b5) Gm6 C(#5/add9)
pede cal_______ma
F6/C                   G7/B              Gm6/Bb
Aliso teus seios e toco Exaltado coração
A7/4       A7           Am6        G7(9)
Então despes a luva para eu ler-te a mão    
F#m7(b5)   E7/B
E não tem linhas tua pal_____ma
Fº/C        C7M    Fº/C
Sei que é so___nho   
C7M             Bb/A       Dm6/A
Incomodado estou, num corpo estra_____nho
Fm6/Ab               Abº 
Com governantes   da
C7M(9)/G  F#m7(b5) Gm6 C(#5/add9)
América Lati________na
F6/C                    G7/B                   Gm6/Bb
Notando meu olhar ardente Em longínqua direção
A7/4          A7        Am6    
Julgam todos que avisto alguma salvação
G7(9)                   F#m7(b5)
Mas não,    é a ti que vejo na coli____na
Am/G  E7(b13)/G#       Fm6/Ab              
Qual      esquina      dobrei às cegas
Am6              Am7          Am(7M)
E caí  no Cairo, ou Lima, ou Calcutá
Bb°              Bbº(11)     
Que língua é essa em que despejo     pragas
E7/B  G7(9)
E a muralha eco____a
F#m7(b5)     Am/G   F#m7(b5)
Em      Lisbo____a        
Am/G             Bb/A      Dm6/A
Faz algazarra a malta em meu  caste_____lo
Fm6/Ab             Abº  
Pálidos economistas
C7M(9)/G  F#m7(b5) Gm6 C(#5/add9)
pedem cal_______ma
F6/C                 G7/B                    Gm6/Bb
Conduzo tua lisa mão  Por uma escada espiral
A7/4       A7      Am6         G7(9)
E no alto da torre exibo-te o varal    
F#m7(b5)
Onde balança ao léu minh'al______ma
Am/G  E7(b13)/G#               Fm6/Ab
Em        Macau, Maputo, Meca, Bogotá
Am6                Am7
Que sonho é esse de que não se sai
Am(7M)            Bbº
Em que se vai   trocando as pernas
Bbº(11)                    E7/B  G7(9)
E se cai       e se levanta noutro so____nho
F#m7(b5)        Am/G     F#m7(b5)
Sei     que é so____nho        
Am/G         Bb/A   Dm6/A
Não porque da  varanda atiro péro___las
Fm6/Ab                Abº    
E a legião de famintos
C7M(9)/G  F#m7(b5) Gm6 C(#5/add9)
se engalfi________nha
F6/C                     G7/B             Gm6/Bb
Não porque voa nosso jato Roçando catedrais
A7/4        A7        Am6       
Mas porque na verdade não me queres mais
G7(9)                    F#m7(b5)
Aliás,    nunca na vida foste mi______nha
F#m7(b5) / / / / / / / Am/G / / / / / / /
Bb/A / / / / / / / Fm6/Ab / / / / /
G7(9) / Fº/C / C7M / Fº/C / C7M / Fº/C / C7M /
Fº/C / C7M / C(#5/add9) /

Sonho de um carnaval

Chico Buarque
         C7M(6)       D/C
Carnaval,     desenga___no
Bm7(11)        Bb7(9/#11)      Am7  G#º(b13)
Deixei a dor       em casa me        esperan__do
Gm7 C7(9)        F#m7     Dm6/F E7     Am7
E     brinquei    e gritei     e fui   vestido de rei
Em7          Bm7(b5)            E7(b13)     Am7   E7(#9)
Quarta-fei______ra sempre des_____ce o pa__no
Am7 D7(9) Gm7  C7(9)     D/F#
Carnaval,            de_____senga____no
Dm/F         E7(b13)      Am7  G#º(b13)
Essa more____na me deixou    sonhan___do
Gm7   C7(9)      F#m7      Dm6/F       Am7
Mão     na mão,   pé no chão  E hoje   nem lembra não
Em7          Bm7(b5)             E7(b13)       Am7
Quarta-fei_______ra sempre des_______ce o pa___no
C7/G           D/F#            F6
Era  uma canção,   um só cordão
E7(b13)     Am7   C7/G           F7M
E uma       vonta___de De  tomar a mão 
B7       E7(b13)
De cada irmão  pela cidade
Am7 D7(9) Gm7  C7(9)     D/F#
No carnaval,            es_____peran____ça
Dm/F        E7(b13)       Am7
Que gente lon____ge viva na     lembran___ça
C7/G              F7M           E7(b13)      Am7
Que gente tris___te possa entrar   na dan___ça
C7/G              F7M         E7(b13)     Am7
Que gente gran___de saiba ser    crian___ça
C7/G             F7M        E7(b13)       Am7
Que gente lon___ge viva na     lembran___ça
C7/G              F7M           E7(b13)      Am7
Que gente tris___te possa entrar   na dan___ça
C7/G              F7M         E7(b13)     Am7
Que gente gran___de saiba ser    crian___ça...

Soneto

Chico Buarque
Tom: E

    E7+/9                     D#m7/5- G#7/5+
Por que me descobriste no abando......no?
    C#m7/9         C#m7+/9       G#m7/5- G7/5-
Com que tortura me arrancaste um bei.....jo?
    F#m5+         F#m6      F#7    F#7/13
Por que me incendiaste de dese.....jo
       F#m   F#m7+    F#m7  B7/9         E9+
Quando eu           estava  bem morta de sono?
    E7+/9                     D#m7/5- G#7/5+
Com que mentira abriste meu segre.....do?
   C#m7/9        C#m7+/9    G#m7/5- G7/5-
De que romance antigo me roubas.....te?
    F#m5+       F#m6        F#7     F#7/13
Com que raio de luz me iluminas.....te
       F#m   F#m7+    F#m7  B7/9         E9+
Quando eu           estava  bem morta de medo?
    E7+/9                     D#m7/5-  G#7/5+
Por que não me deixaste adormeci.......da?
  C#m7/9         C#m7+/9        G#m7/5-  G7/5-
E me indicaste o mar, com que navi.......o?
  F#m5+       F#m6          A#m7/5-   D#7/9+
E me deixaste só, com que saí.........da?
    B7+             F7           Bb7+   A7
Por que desceste ao meu porão sombrio?
    D7+            B7/9-       Gm6     F#7/13
Com que direito me ensinaste a vida
       F#m   F#m7+    F#m7  B7/9         E9+
Quando eu           estava  bem morta de frio?

Sem você

Chico Buarque

Sem você - Tom Jobim / Vinícius de Moraes

Dm6      A7M/C#  Dm6     
Sem você       Sem amor
A7M/C#  Cº       Bm7   F#7(b13)
   É tudo sofrimento
Bm7  F#7(b13)
Pois você        
Bm7        E7          A7M
É o amor Que eu sempre procurei em vão
F#m          G#7(b9)         C#m7         F#7
Você é o que resiste   Ao desespero E à solidão
Bm7               E7        E/D  C#m7(b5)  F#7(b9)
Nada existe E o tempo é triste Sem   você
D7M      Dm6  A7M/C#               Cº
Meu amor Meu amor  Nunca te ausentes de mim
Dm6                         F#7(b9)
Para que eu viva em paz Para que eu não so_____fra mais
Bm7             E7/4(9)  E7(b9)  D#m7(b5) Dm6  A6
Tanta mágoa assim Num mun__do sem    você

Sempre

Chico Buarque
[Intro:] G7 F#7(b5)
F7M  F7 Bb7M       Bbm6       F7M/A   E/G# A7M
Sempre,      eu te contemplava sem...pre
A6   Am7 D7(b9) D7 
Feito um gato aos pés da dona
F#7(b5)        F7M  F/Eb Bb7M/D
Mesmo em sonho estive atento
Bbm6/Db       F7M F/Eb Bb7M/D
Para poder lembrar-te sempre
Bbm6        F7M/A  E/G# Gm7
Como olhando o firmamen...to
Gm6    C/Bb    Eb7M Bb/C
Vejo estrelas que já foram
C7(b9)  F7M  F7 Bb7M
Noite afora para sempre
Gm7     Bbm6 A7M   Bm7 A7M/C#
O teu corpo em movimen...to
Bm7           Am7  D7(b9) 
Os teus lábios em flagran...te
F#7(b5)     F7M F/Eb Bb7M/D
O teu riso, o teu silêncio
Bbm6/Db    F7M F/Eb Bb7M/D
Serão meus ainda e sempre
F#m6      Abm6 G7 Gm7(b5)
Dura a vida alguns instantes
C7        F7M   F/Eb Bb7M/D
Porém mais do que bastan...tes
Bbm6/Db      
Quando cada instante
F7M F/Eb Bb7M/D Bbm6 F7M F7 D7(b9)  F#7(b5) F7M
é sempre

Sob medida

Sob medida (1979) - Chico Buarque
[Intro:] E7(9)(11)(13)
    A6/C#       
Se você crê em Deus
Bm7(9)       E7(9) A7M      A#° Bm7 E7(9)
Erga as mãos para os céus    e agradeça
A7M       A6
Quando me cobiçou
C#7/G#    C#7 F#m7         A7(9)(13) A7(b9)(13)
Sem querer, acertou     na cabeça
G7M/B           Gm6/Bb
Eu sou sua alma gêmea, sou sua fêmea
F#7/A#         F#m7(b5)/C B7(b13)
Seu par, sua irmã, eu sou seu incesto
E7(9)/B            Gm6/Bb      D7M(9)/A
Sou igual a você, eu nasci pra você,
E7/G#  E7(b9)
Eu não presto, eu não presto!
    A6/C#         Bm7(9)
Traiçoeira e vulgar
E7(9)   A7M     A#° Bm7 E7(9)
Sou sem nome e sem lar, sou aquela
A7M         A6 F#m6/A G#7(b13) C#m7(9) A/C# A7/C#
Filha da rua,   cria da sua costela
D7M               G7(b5) G7
Sou bandida, sou solta na vida
G#7(b13)             Em6/G F#7
E sob medida pros carinhos seus
B7(9)/F#           Bm7(9) E7(9)
Meu amigo, se ajeite comigo
A6  Bm7 E7(9)
E dê graças a Deus
    A6/C#       
Se você crê em Deus
Bm7(9)     E7(9)      A7M A#° Bm7 E7(9)
Encaminhe pros céus uma prece
A6/C#        
E agradeça ao Senhor
Bm7(9) E7(9)      F6/A G6/B A6/C#
Você tem o amor que merece

Será que Cristina volta?

Chico Buarque
Intro: 

A A#º E C#7 F#7 B7 
E E7 A Am E C#7 F#7 B7 E B7 

 E                  F#7   B7       G#7     C#m
Será que Cristina volta, será que fica por lá
 E                    D#m                 G#7           A
Será que ela não se importa de bater na porta pra me consolar
                G#7                     C#7
Noite dia me pergunto, meu assunto é perguntar
 F#7                      B7
Será que Cristina volta, sei lá se ela quer voltar

 E                  F#7   B7       G#7     C#m
Será que Cristina volta, será que fica por lá
 E                C#m    E         D#m                 A
Cheio de saudades suas procuro nas ruas quem saiba informar
 C#7                F#7          B7             E7
Uns sorrindo fazem pouco, outros me por louco
         G#7         C#7                      F#m   B7
Outros passam tão depressa que não podem me escutar

 E                  F#7   B7       G#7     C#m
Será que Cristina volta, será que ela vai gostar
 E                       D#m               G#7                 A
Será que nas horas mais frias das noites vazias não pensa em voltar?
               C#7                   F#7
Será que vem ansiosa, será que vem devagar
 A          A#º     E     C#7        F#7    B7       E
Será que Cristina volta, será que Cristina fica por lá...

Sentimental

Chico Buarque
F/G C/G          C5+/G#  
 Sentimental, sentimental
    F7M                Fm6
  Um coração saliente
        Em7         D#7M           G#7M
 Bate e bate muito mais que sente
               F/C        C/G      C5+/G#
 Fica doente mas é natural, natural
    F7M                     Fm6
 Que num cochilo de agosto
    Em7                  D#7M          G#7M
 Surja um outro alguém do sexo oposto
                 F/C
 Do sexo oposto outro outro alguém
    D#7M                 B6/5b
 Ontem vi tudo acabado
                     C7M
 Meu céu desastrado
                  C#°
 Medo, solidão, ciúme
    Dm7                  Dm/C
 Hoje contei as estrelas 
                   Am7/#5  G#6/5b
 E a vida parece um filme
        C/G                 C5+/G#
 Gemini, gemini, geminiano
             F7M               Fm6
 Este ano vai ser o seu ano
                      Em7         
 Ou se não, o destino não quis
    D#7M       G#7M
 Ah, eu ei de ser
          F/C
 Terei de ser
          C/G       C5+/G#
 Serei feliz
          F7M            Fm6
 Serei feliz, feliz
              Em7          D#7M
 Façam muitas manhãs
                          G#7M
 Que se o mundo acabar
                     F/C
 Eu ainda não fui feliz
            Em7          D#7M
 Atrapalhem os pés
                       G#7M
 Dos exércitos, dos pelotões
               F/C
 Eu não fui feliz
              Em7          D#7M
 Desmantelem no cais
                     G#7M
 Os navios de guerra
                     F/C
 Eu ainda não fui feliz
            Em7          
 Paralisem no céu 
          
          D#7M      G#7M
 Todos os aviões
                          F/C
 É urgente, eu não fui feliz
              D#7M          B6/5b
 Tenho dezesseis anos
        Cm7/9      G#6/5b
 Sou morena clara, atraente  
          C/G
 E sentimental, sentimental...

Samba pra Vinícius

Chico Buarque e Toquinho
 C7+                D7/9
Poeta meu poeta camarada
Dm7      G7         C7+         G7
Poeta da pesada, do pagode, do perdão
C7+                     Gbm7/-5     B7
Perdoa essa canção improvisa . . . ..da
Em7       A7/6      Em7        A7/5+  
Perdoa a inspiração de todo o coração
D7                    Fm7       G7
Da  moça e do violão,    no fun . . . do 

  C7+               D7/9   
Poeta, poetinha vagabundo
Dm7        G7          C7+          A7
Quem dera todo mundo fosse assim, feito você
F7+     Gb0     Em7        A7/5+
Que a vi . . .da não gosta de esperar

D7                 Fm7          G7
A vida é pra valer, a vida é pra levar
F7+    G7           C7+
Vinícius velho ,  saravá

Samba e amor

Chico Buarque
Tom: Dm

   Dm            Bm7/5-       Gm/Bb    A7
Eu faço samba e amor até mais tar......de
  Dm          Bm7/5-    D/C
E tenho muito sono de manhã
  G/B         Bbº      F/A      Gm/Bb
Escuto a correria da cidade que arde
   Bm7/5-          E7 A7  A7/5+
E apressa o dia de amanhã
   Dm          G/B           Gm/Bb     A7
De madrugada a gente inda se a.........ma
    Dm        Bm7/5-     D/C
E a fábrica começa a buzinar
  G/B         Bbº           F/A      Gm/Bb
O trânsito contorna a nossa cama - reclama
   Bm7/5-         E7    A7
Do nosso eterno espreguiçar
   Dm         D7         Gm7     C7/9
No colo da benvinda companheira
   F7+         Eb6/9   D7/9
No corpo do bendito violão
   Gm7/9         A/C#          D/C    G/B
Eu faço samba e amor a noite inteira
    Gm/Bb            A7         Dm   Bbm6  A7
Não tenho a quem prestar satisfação
   Dm            Bm7/5-       Gm/Bb    A7
Eu faço samba e amor até mais tar......de
  Dm          Bm7/5-       D/C
E tenho muito mais o que fazer
  G/B         Bbº      F/A         Gm/Bb
Escuto a correria da cidade - que alarde
  Bm7/5-         E7          A7   A7/5+
Será que é tão difícil amanhecer?
    Dm           D7/9-        Gm7    C7/9
Não sei se preguiçoso ou se covarde
  F7+          Eb6/9       D7/9
Debaixo do meu cobertor de lã
   G7/9          C#m6/5+      D/C    G/B
Eu faço samba e amor até mais tarde
  Gm/Bb       A7        Dm
E tenho muito sono de manhã

Se eu fosse teu patrão

Chico Buarque
Tom :Ab
Intro: Eb7+/9 Ab/Bb

Ab/Bb            Eb7/9
     Eu te adivinhava
         Eb/G
E te cobiçava
             Gbo           Fm7
É, te arrematava em leilão
              Ab/Bb
Te ferrava a boca, morena
              Bb7/9   Eb7+/9  Ab/Bb
Se eu fosse o teu patrão
           Eb7/9
Aí, eu cuidava
            Eb/G
Como uma escrava
               Gbo         Fm7
Aí, eu não te dava perdão
             Ab/Bb
Te rasgava a roupa, morena
              Bb7/9   Eb7+/9  Ab/Bb
Se eu fosse o teu patrão
              Eb7/9
Eu te encarcerava
           Eb/G
Te acorrentava
            Gbo         Fm7
Te atava ao pé do fogão
             Ab/Bb
Não te dava sopa, morena
              Bb7/9   Eb7+/9  Ab/Bb
Se eu fosse o teu patrão
          Eb7/9
Eu encurralava
        Eb/G
Te dominava
       Gbo         Fm7
Te violava no chão
            Ab/Bb
Te deixava rota, morena
              Bb7/9   Eb7+/9  Ab/Bb
Se eu fosse o teu patrão
             Eb7/9
Quando tu quebrava
         Eb/G
E tu desmontava
               Gbo          Fm7
E tu não precisava mais não
            Ab/Bb
Eu comprava outra, morena
              Bb7/9   Eb7+/9  Ab/Bb
Se eu fosse o teu patrão
             Eb7/9
Pois eu te pagava direito
Eb/G         Ab7+
Soldo de cidadão
             Ab/Bb
Punha uma medalha em teu peito
              Bb7/9   Eb7+/9  Ab/Bb
Se eu fosse o teu patrão
           Eb7/9
O tempo passava sereno
  Eb7/G      Ab7+
E sem reclamação
          Ab/Bb
Tu nem reparava, moreno
   Bb7/9    Eb7+/9  Ab/Bb
Na tua maldição
           Eb7/9
E tu só pegava veneno
 Eb7/G            Ab7+
Beijando a minha mão
        Bb7/9  Eb7+/9  Ab/Bb
Ódio do teu irmão
            Eb7/9
Teu filho pegava gangrena
Eb7/G           Ab7+
Raiva, peste e sezão
         Ab/Bb
Cólera na tua morena
          Bb7/9 Eb7+/9  Ab/Bb
E tu não chiava não
           Eb7/9
Eu te dava café pequeno
  Eb7/G       Ab7+
E manteiga no pão
           Ab/Bb
Depois te afagava, moreno
         Bb7/9   Eb7+/9  Ab/Bb
Como se afaga um cão
             Eb7/9
Eu sempre te dava esperança
Eb7/G       Ab7+
D'um futuro bão
           Ab/Bb
Tu me idolatrava, criança
               Bb7/9  Eb7+/9  Ab/Bb
Seu eu fosse o teu patrão
             Eb7/9
Mas se tu cuspisse no prato
Eb7/G          Ab7+
Onde comeu feijão
             Ab/Bb
Eu fechava o teu sindicato
              Bb7/9  Eb7+/9
Se eu fosse o teu patrão
Ab/Bb              (Eb7+/9  Ab/Bb)
Se eu fosse o teu patrão...

Samba do grande amor

Chico Buarque
C7M          Em7/B        Gm6/Bb
Tinha cá prá mim que agora sim
                    A7(4) A7 Gm6/Bb A7
Eu vivia enfim o grande amor, mentira
Dm7      A7(b13)/C#     Dm7/A
Me atirei assim de trampolim
         G7(b9)      C7M Gm6/Bb
Fui até o fim, um amador

Cm7       G7(b13)/B     Cm7/Bb
Passava um verão a água e pão
            F7(b13)/A        Gm6/Bb A7 Gm6/Bb A7
Dava o meu quinhão pro grande amor, mentira
Dm7      A7(b13)/C#      Dm7/A
Eu botava a mão no fogo então
           G7(b9)     C7M Gm6/Bb
Com meu coração de fiador

Am7            G#7      Em7/G        A7(4) A7
Hoje eu tenho apenas uma pedra no meu peito
Bb6       A7           Gm6/Bb           A7
Exijo respeito, não sou mais um sonhador
 Dm7                Fm6   Em7               A7(4) A7
Chego a mudar de calçada quando aparece uma flor
 D7(9)          G7(13)   C6    G7(b13)
E dou risada do grande amor, mentira

C7M          Em7/B        Gm6/Bb
Fui muito fiel, comprei anel
            F7(b13)/A        Gm6/Bb A7 Gm6/Bb A7
Botei no papel o grande amor, mentira
Dm7      A7(b13)/C#     Dm7/A
Reservei hotel, sarapatel
         G7(b9)      C7M Gm6/Bb
E lua de mel em Salvador

Cm7       G7(b13)/B     Cm7/Bb
Fui rezar na Sé prá São José
            F7(b13)/A        Gm6/Bb A7 Gm6/Bb A7
Que eu levava fé no grande amor, mentira
 Dm7      A7(b13)/C#      Dm7/A
Fiz promessa até prá Oxumaré
 D7(9)          G7(13)   C6    G7(b13)
De subir a pé o Redentor