domingo, 13 de agosto de 2006

Obras raras da MPB



As obras a seguir estão disponíveis no formato "pdf":

O Choro (Reminiscências dos chorões antigos), 1936
- Alexandre Gonçalves Pinto


Samba - Orestes Barbosa

Na roda do samba - Francisco Guimarães - "Vagalume"

O cabrocha - Jota Efegê

Minha Vida - Francisco Alves

Mystérios do Violão, 1905 - Eduardo das Neves

Quem será

Custódio Mesquita
Quem será? (valsa, 1943) - Custódio Mesquita e David Nasser

Disco 78 rpm / Título da música: Quem será? / Autoria: Mesquita, Custódio, 1910-1945 (Compositor) / Nasser, David, 1917-1980 (Compositor) / João Petra de Barros, 1915-1948 (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: RCA Victor, 1943 / Nº Álbum 800111 / Lado A / Gênero: Valsa /

Muita gente existe que pensa
Os mistérios do amor conhecer
Amo tanto e são tantos amores
Eu não sei qual devo escolher.

Quem será, quem será, quem será
A senhora da minha ilusão
Onde está, onde vive, onde mora
A dona do meu coração

Minha voz se transforma num grito
Percorrendo o azul da amplidão
Onde está, onde vive, onde mora
A dona do meu coração

Nossa comédia

Nelson Gonçalves
Nossa comédia (fox-blue, 1944) - Custódio Mesquita e Evaldo Rui

Disco 78 rpm / Título da música: Nossa comédia / Autoria: Mesquita, Custódio, 1910-1945 (Compositor) / Rui, Evaldo, 1913-1954 (Compositor) / Nelson Gonçalves, 1919-1998 (Intérprete) / Orquestra (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: RCA Victor, 1944 / Nº Álbum 800194 / Lado A / Gênero musical: Fox /

Termina aqui
Nossa comédia...
Sem briga e sem rancor...
Pois pressenti
Que uma tragédia
Seria o fim
Do nosso amor...

Pra que mentir
Já não me queres,
Não finjas mais,
Todas iguais,
São as mulheres.

Sempre inconstantes
Fúteis, banais
Desceu o pano,
Do desengano
Queres partir
Pra que mentir ?

No meu tempo de criança

Custódio Mesquita
No meu tempo de criança (marcha, 1940) - Custódio Mesquita

Disco 78 rpm / Título: No meu tempo de criança / Autoria: Mesquita, Custódio, 1910-1945 (Compositor) / Francisco Alves (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Columbia, 1940 / Nº Álbum 55230 / Lado A / Gênero: Marcha /

No meu tempo de criança
Brincando com os moleques da rua
Soltava o meu balão, pensando
Que ele iria até a lua
E quando o balão sumia e desaparecia
Pelo céu, na amplidão
Eu dava pulos de contente
Enganando a toda gente
Com a mentira da ilusão


Passaram-se os dias, os anos
Cruéis desenganos
Vieram em meu peito morar
E eu continuo a acreditar
Que chegue até você o meu olhar
Você não me vê
A lua também, não via o meu balão
Passou-se o meu tempo de criança
Mas não envelheceu, meu coração !

Mês de maio

Custódio Mesquita
Mês de maio (canção, 1942) - Custódio Mesquita e Edgar Proença

Disco 78 rpm / Título da música: Mês de maio / Autoria: Mesquita, Custódio, 1910-1945 (Compositor) / Proença, Edgard (Compositor) / Orlando Silva (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1942 / Nº Álbum 34920 / Lado B / Gênero musical: Valsa /

Maio dos noivos e das novenas
Maio dos lírios e dos missais
Maio das virgens, brancas e serenas
Maio dos sonhos, que não voltam mais

Céus estrelados, doces luares
Beijos de aroma pelos rosais
Maio dos noivos que se vão aos pares
Num terno e doce enlevo
De almas tão iguais.

Bater de asas por sobre os mares
Sonhos de poeta, mãos divinais
Doces saudades dos meus cismares,
Num mês de maio, que não volta mais.

Doutor em samba

Custódio Mesquita
Doutor em samba (samba, 1933) - Custódio Mesquita

Disco 78 rpm / Título da música: Doutor em samba / Autoria: Mesquita, Custódio, 1910-1945 (Compositor) / Mário Reis (Intérprete) / Diabos do Céu (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 06/11/1933 / Nº Álbum 33728 / Lado B / Gênero musical: Samba /

Sou doutor em samba
Quero ter o meu anel
Tenho esse direito
Como qualquer bacharel

Sou doutor em samba...

Vou cantar a vida inteira
Para meu samba vencer
É a causa brasileira
Que eu quero defender


Sou doutor em samba...

Só o samba me interessa
E me traz animação
Quero o meu anel depressa
Pra seguir a profissão

Só o samba me interessa...

Sou doutor em samba...

Casa de sopapo

Nelson Gonçalves
Casa de sopapo (samba, 1944) - Custódio Mesquita e Luiz Peixoto

Disco 78 rpm / Título da música: Casa de sopapo / Autoria: Mesquita, Custódio, 1910-1945 (Compositor) / Peixoto, Luiz (Compositor) / Nelson Gonçalves, 1919-1998 (Intérprete) / Orquestra (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: RCA Victor, 1944 / Nº Álbum 800194 / Lado B / Gênero musical: Samba /

Desta vez eu não escapo
De contigo me ajuntá !
Uma casa de sopapo
Já arrumei pra nóis morá

O ferreiro foi o sapo
Pedreiro tamanduá
O sagui mandou os trapo
Pra fazer nosso enxová,
O tatu os guardanapo,
As toalhas, o boi-tatá.
Pica-pau, deu uns fiapo de linha
Pra alinhavá...


E pra não viver de esmola
Nós precisa trabalhá
De dia, pito e viola
De noite, papo pro ar.

Mas na casa de sopapo
Só tem dois que pode entrá:
A chuva, pra bate papo,
E o vento, pra assobiá...

Caixinha de música

Caixinha de música (valsa, 1939) - Custódio Mesquita

Disco 78 rpm / Título da música: Caixinha de música / Autoria: Mesquita, Custódio, 1910-1945 (Compositor) / Sílvio Caldas (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1941 / Nº Álbum 34756 / lado A / Gênero: Valsa /

No meu tempo de criança
Mamãe me embalava
Com a música de uma caixinha
Eu dormia, eu sonhava

Com princesas encantadas
Feiticeiras e gigantes
Eu dormia e acordava
Enquanto a caixinha tocava


Passaram-se os dias e os anos
Cruéis desenganos
Vieram em meu peito morar
A caixinha já não existe mais
Só ficou a saudade do seu trá-lá-lá
Trá-lá-lá

Até parece que eu sou da Bahia

Deo
Até parece que eu sou da Bahia (samba-batucada, 1942) - José Batista e Roberto Martins

Disco 78 rpm / Título da música: Até parece que eu sou da Bahia / Autoria: Batista, J (Compositor) / Martins, Roberto (Compositor) / Déo (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Columbia, 1942 / Nº Álbum 55376 / Lado B / Lançamento: 1942 / Gênero: Samba /

Depois da briga
Ela fez um cangerê pra mim
Meu Santo é forte
E o feitiço não pegou
Até parece que eu sou da Bahia
Ate parece que eu sou de São Salvador
(bis)

Eu trago um breve
Pendurado no pescoço
E uma medalha
Do meu santo protetor
Até parece que eu sou da Bahia
Ate parece que eu sou de São Salvador
(bis)

Tenho uma figa
Pra lidar com mau olhado
E um patuá
Que tem pra mim muito valor
Até parece que eu sou da Bahia
Até que eu sou de São Salvador
(bis)

Mas o feitiço
Virou contra o feiticeiro
Tenho dinheiro,
Tenho sorte e tenho amor
Até parece que eu sou da Bahia
Até parece que eu sou de São Salvador
(bis)