terça-feira, 15 de agosto de 2006

Uva de caminhão

Assis Valente
Uva de caminhão (samba, 1939) - Assis Valente

Disco 78 rpm / Título da música: Uva de caminhão / Autoria: Valente, Assis (Compositor) / Carmen Miranda, 1909-1955 / (Intérprete) / Conjunto Odeon (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1939 / Nº Álbum 11712 / Gênero musical: Samba


Já me disseram que você andou pintando o sete
Andou chupando muita uva
E até de caminhão
Agora anda dizendo que está de apendicite
Vai entrar no canivete, vai fazer operação


Oi que tem a Florisbela nas cadeiras dela
Andou dizendo que ganhou a flauta de bambu
Abandonou a batucada lá na Praça Onze
E foi dançar o pirolito lá no Grajaú

Caiu o pano da cuíca em boas condições
Apareceu Branca de Neve com os sete anões
E na pensão da dona Estela foram farrear
Quebra, quebra gabiroba quero ver quebrar

Você no baile dos quarenta deu o que falar
Cantando o seu Caramuru, bota o pajé pra brincar
Tira, não tira o pajé, deixa o pajé farrear
Eu não te dou a chupeta, não adianta chorar

O dinheiro que ganho

Assis Valente
O dinheiro que ganho (samba, 1951) - Assis Valente

Disco 78 rpm / Título da música: O dinheiro que ganho / Autoria: Valente, Assis (Compositor) / Quatro Ases e Um Coringa (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: RCA Victor, Julho/1951 / Nº Álbum 800791 / Lado B / Gênero musical: Samba /

O dinheiro que ganho
Não dá pra ficar no meio da rua
Pra cá e pra lá, pra lá e pra cá
O dinheiro que ganho só dá pra viver
No meu barracão, sentado no chão
Comendo de mão farinha, feijão
Olhando a cabrocha mexendo o legume
Pra não azedar


O dinheiro que ganho...

Se fico na rua lá vem um amigo
E eu sou obrigado a lhe convidar
Tomar um traguinho, bater um papinho
Dar uma voltinha pro tempo passar
Depois do passeio, lá vem o jantar
E também o café
Lá se vai meu dinheiro
E eu vou pro Salgueiro a pé
Meu dinheiro não dá

O dinheiro que ganho ...

Se fico na rua lá vem um amigo ...

Minha Embaixada chegou

Minha Embaixada chegou (samba, 1934) - Assis Valente

Disco 78 rpm / Título da música: Minha embaixada chegou / Autoria: Valente, Assis (Compositor) / Carmen Miranda, 1909-1955 (Intérprete) / Grupo do Canhoto (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1934 / Nº Álbum 33847 / Lado A / Gênero musical: Samba /
  C        G7       C
Minha embaixada chegou
G7      C
Deixa meu povo passar
F        Fm      C
Meu povo pede licença
A7      D7   G7    C
Pra na batucada desacatar
                      C Bb7 A7
Vem vadiar no meu cordão
Dm
Cai na folia meu amor
G7           C
Vem esquecer tua tristeza
A7            D7
Mentindo a natureza
G7           C
Sorrindo a tua dor
                   C    Bb7 A7
Eu vi o nome da favela
Dm
Na luxuosa academia
G7          C
Mas a favela pro doutô
A7           D7
É morada de malandro
G7           C
E não tem nenhum valor
Vem vadiar no meu cordão...
                      C    Bb7  A7
Não tem doutores da favela
Dm
Mas na favela tem doutores
G7          C
O professor se chama bamba
A7           D7      
Medicina na macumba
G7          C
Cirurgia lá é samba
Vem vadiar no meu cordão...
                      C    Bb7  A7
Já não se ouve a batucada
Dm
A serenata não há mais
G7            C
E o violão deixou o morro
A7          D7
E ficou pela cidade
G7           C
Onde o samba não se faz
Vem vadiar no meu cordão...
  C        G7       C
Minha embaixada chegou
G7       C
Meu povo deixou passar
F      Fm         C
Ela agradece a licença
A7       D7
Que o povo lhe deu
G7       C
Para desacatar

Este samba foi feito pra você

Assis Valente
Este samba foi feito pra você (samba, 1935) - Assis Valente e Humberto Porto

Disco 78 rpm / Título da música: Este samba foi feito pra você / Autoria: Valente, Assis (Compositor) / Porto, Humberto, 1929- (Compositor) / Mário Reis (Intérprete) / Diabos do Céu (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1935 / Nº Álbum 33928 / Gênero musical: Samba /

Este samba foi feito pra você
Pra você numa noite de luar
Na noite em que eu fiquei sem o teu amor
Sozinho pelas ruas a vagar

Noite em que você de mim se afastou
Tendo no riso uma condenação
Noite em que você sorrindo matou
Toda a esperança do meu coração

Este samba foi feito pra você...
E pela rua este samba a cantar
Vi um alguém na tristeza gemer
Era o amor que você quis matar
Meu coração que você fez sofrer
Este samba foi feito pra você...

Cai, cai, balão

Assis Valente
Cai, cai, balão (marcha junina, 1932) - Assis Valente

Disco 78 rpm / Título: Cai cai balão! / Autoria: Valente, Assis (Compositor) / Aurora Miranda (Intérprete) / Francisco Alves (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1933 / Nº Álbum 11018 / Gênero: Marcha /

( Gm, D, D7, G )
Cai, cai, balão!
Você não deve subir
Quem sobe muito
Cai depressa sem sentir
A ventania
De sua queda vai zombar
Cai, cai, balão!
Não deixe o vento te levar

Numa noite na fogueira
Enviei a São João
O meu sonho de criança
Num formato de balão
Mas o vento da mentira
Derrubou sem piedade
O balão do meu destino
Da cruel realidade

Atirada pelo mundo
Eu também sou um balão
Vou subindo de mentira
No azul da ilusão
Meu amor foi a fogueira
Que bem cedo se apagou
Hoje vivo de saudade
É a cinza que ficou!

Tem marujo no samba

Braguinha
Tem marujo no samba (samba, 1949) - João de Barro

Disco 78 rpm / Título: Tem marujo no samba / Autoria: João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Emilinha Borba (Intérprete) / Nuno Roland, 1913-1975 (Intérprete) / Orquestra Tabajara (Acompanhante) / Araújo, Severino (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Continental, 1948 / Nº Álbum 15980 / Lado B / Gênero: Samba /

Chegou a primeira escola de samba
Escola que não tem rival
Pelo som da bateria
Até parece o Batalhão Naval


Neste mundo só há duas coisas
Que balançam o meu coração
É a ginga da minha cabrocha
E a cadência do meu Batalhão


Duas coisas somente no mundo
Fazem meu corpo balancear
A cadência de um samba de morro
E o balanço das ondas do mar

Tem gato na tuba

Tem gato na tuba (marcha, 1948) - João de Barro e Alberto Ribeiro

Disco 78 rpm / Título: Tem gato na tuba / Autoria: Ribeiro, Alberto, 1902-1971 (Compositor) / João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Nuno Roland, 1913-1975 (Intérprete) / Orquestra Tabajara (Acompanhante) / Araújo, Severino (Acompanhante) / Imprenta[S.l.]: Continental, 1947 / Nº Álbum 15843 / Lado B / Gênero: Marcha


Todo domingo
Havia banda
No coreto do jardim
E já de longe
A gente ouvia
A tuba do Serafim


Porém um dia
Entrou um gato
Na tuba do Serafim
E o resultado
Dessa "melódia"
Foi que a tuba
Tocou assim:


Pum, pum, pum - miau
Pum, pururum, pum, pum - miau
Pum, pum, pum - miau
Pum, pururum, pum, pum - miau

A mulata é a tal

Ruy Rey
A mulata é a tal (marcha, 1948) - João de Barro e Antônio Almeida

Disco 78 rpm / Título da música: A mulata é a tal / Autoria: Almeida, Antônio (Compositor) / João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Ruy Rey (Intérprete) / Orquestra Tabajara (Acompanhante) / Araújo, Severino (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Continental, 1947 / Nº Álbum 15841 / Gênero musical: Marcha


Branca é branca, preta é preta
mas a mulata é a tal, é a tal!
Quando ela passa todo mundo grita:
Estou aí nessa marmita?


Quando ela bole com os seus quadris
Eu bato palmas e peço bis
Ai, mulata, cor de canela!
Salve, salve, salve, salve ela!

Pirata

Dircinha Batista
Pirata (marcha, 1936) - João de Barro e Alberto Ribeiro

Disco 78 rpm / Título da música: Pirata / Autoria: Ribeiro, Alberto, 1902-1971 (Compositor) / João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Dircinha Batista, 1922-1999 (Intérprete) / Diabos do Céu (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1936 / Nº Álbum 34030 / Data lançamento: 1936 / Lado B / Gênero musical: Marcha


Pirata
Pirata da areia
Que não rouba embarcações
Que fica nas praias serenas
Avançando nas pequenas
E assaltando corações!


Pirata, você não me engana
Pirata da areia de Copacabana
Cuidado linda sereia
E apanhar não se deixe
Que ele diz de boca cheia
Que quem cai na rede é peixe!


A prometer casamento
Passa a noite e passa o dia
E até hoje ainda não sabe
Onde fica a Pretoria!

Cadê Mimi?

Mário Reis
Cadê Mimi? (marcha, 1936) - João de Barro e Alberto Ribeiro

Disco 78 rpm / Título da música: Cadê Mimi / Autoria: Ribeiro, Alberto, 1902-1971 (Compositor) / João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Mário Reis (Intérprete) / Orquestra Odeon (Acompanhante) / Bountman, S (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1935 / Nº Álbum 11305 / Lado B / Gênero musical: Marcha


Cadê Mimi? Cadê Mimi?
Mimi que fugiu pra Xangai
Mimi que partiu me deixando aqui
Do meu pensamento não sai


Cadê Mimi? Cadê Mimi?
O meu bibelô japonês

Que ainda espero encontrar e amar
Amar mais uma vez


Perguntei a todos por Mimi
O meu bibelô que eu encontrei e perdi
Mas ninguém, ninguém soube dizer
Onde é que Mimi foi viver


Se algum dia eu encontrar Mimi
O meu bibelô que eu achei e perdi
Vou guardar Mimi numa prisão
Fechadinha em meu coração

Linda Mimi

Mário Reis
Linda Mimi (marcha, 1936) - João de Barro

Disco 78 rpm / Título da música: Linda Mimi / Autoria: João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Mário Reis (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1935 / Nº Álbum 33957 / Lado B / Gênero musical: Marcha


Minha bonequinha de cristal
Moras dentro do meu coração
Como uma lembrança oriental
Guardada numa caixa de charão


Mimi! Linda Mimi!
Dos olhos que parecem
Pintadinhos de nanquim

Mimi! Não sei se eu vi
Num quadro de Xangai
Ou num vaso de Pequim


Mimi! Vendo-te aqui
E como o seu tipinho
no Brasil não há

Tu deves ter fugido
de alguma ventarola
ou de alguma xícara de chá


Tens um vestidinho todo azul
Onde um crisantemo sobressai
Vendo, a gente diz de Norte a Sul
É um retratinho azul de Butterfly

Deixa a lua sossegada

Almirante
Deixa a lua sossegada (marcha, 1935) - João de Barro e Alberto Ribeiro

Disco 78 rpm / Título da música: Deixa a lua sossegada / Autoria: Ribeiro, Alberto, 1902-1971 (Compositor) / João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Almirante, 1908-1980 (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1934 / Nº Álbum 33882 / Gênero musical: Marcha


É madrugada
De longe eu vim
Deixa a lua sossegada
E olhe pra mim


A lua malcriada quando passa
Espia na vidraça
Dos quartos de dormir

Zombando dos casais enamorados
Quase sempre descuidados
Ela fica sempre a rir


Não quero mais saber de ver a lua
Que passa pela rua
Roubando a escuridão
Prefiro ver você sem ver a lua
Contemplando a imagem sua
Bem juntinho ao seu portão


Se não houvesse lua, eu asseguro
O mundo no escuro
Seria muito bom
Um beijo começava em Realengo
Esquentava no Flamengo
E acabava no Leblon

Trem blindado

Trem blindado (marcha/carnaval, 1933) - João de Barro

Disco 78 rpm / Título: Trem blindado / Autoria: João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Almirante, 1908-1980 (Intérprete) / Grupo da Guarda Velha (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1932 / Nº Álbum 33610 / Gênero: Marcha

Meu bem, pra me livrar da matraca
Da língua de uma sogra
Eu comprei um trem blindado
Pra poder sair no carnaval

Mulata, por teu encanto
Muito eu levei na cabeça

Porém agora eu duvido
Que isto outra vez aconteça
Do teu falado feitiço
Eu pouco caso lhe faço
Mandei fazer em São Paulo, mulata
Um capacete de aço

Meu bem, pra me livrar da matraca
Da língua de uma sogra infernal
Eu comprei um trem blindado
Pra poder sair no carnaval

Mulata, quando eu te vi
Logo pedi anistia
Pois os teus olhos lançavam
Terrível fuzilaria
E pra ninguém aderir
Ao nosso acordo amoroso
Botei na porta da casa, mulata
Um canhão misterioso