domingo, 20 de agosto de 2006

Disseram que voltei americanizada

Disseram que voltei americanizada (samba, 1940) - Vicente Paiva e Luiz Peixoto

Título da música: Disseram que voltei americanizada / Gênero musical: Samba / Intérprete: Carmen Miranda / Compositores: Peixoto, Luiz - Paiva, Vicente / Gravadora Odeon / Número do Álbum 11913 / Data de Gravação 00/1940 / Data de Lançamento 00/1940 / Lado B / Disco 78 rpm /

Disseram que voltei americanizada
Com o burro do dinheiro
Que estou muito rica
Que não suporto mais o breque de um pandeiro
E fico arrepiada ouvindo uma cuíca


E disseram que com as mãos estou preocupada
E corre por aí
Que eu sei
Certo zum-zum
Que já não tenho molho, ritmo, nem nada


E dos balangandãs
Já nem existe mais nenhum
Mas para cima de mim
Pra que tanto veneno?
Eu posso lá ficar americanizada?


Eu que nasci com o samba
E vivo no sereno
Tocando a noite inteira a velha batucada
Nas rodas de malandro, minhas preferidas
Digo mesmo ‘eu te amo’ e nunca ‘I love you’
Enquanto houver Brasil na hora da comida
Eu sou do camarão, ensopadinho com chuchu

Bambo de bambu

Bambo de bambu (samba, 1939) - Donga e Patrício Teixeira

Título da música: Bambo bambú / Gênero musical: Embolada / Intérprete: Teixeira, Patrício / Compositores: Donga e Teixeira, Patrício / Gravadora Odeon / Número do Álbum 122961 / Data de Gravação: 1921-1926 / Data de Lançamento : 1921-1926 / Lado B / Disco 78 rpm:

Título da música: Bambú-bambú / Gênero musical: Samba-embolada / Intérprete: Carmen Miranda / Acompanhamento Bando da Lua e Garoto / Gravadora Decca / Álbum 23132 / Lado B / Disco 78 rpm:

(Refrão:)

Olha o bambo de bambu, bambu, bambu
A pequena notável
Olha o bambo de bambu, bambulelê
Olha o bambo de bambu, bambulalá
Eu quero ver dizer três vezes
Bambulelê, bambulalá


Fui a um banquete na casa do Zé Pequeno
A mesa tava no sereno pra todo mundo caber
Tinha de toda qualidade de talher
Tinha mais homem que mulher
Mas só não tinha o que comer, bambu


(Refrão)

No tal banquete dito-cujo referido
Mulher que tinha marido
Não passou aperto, não
Pois as danadas, para não morrer de fome
Cada qual comeu seu homem
Não tiveram indigestão, bambu


(Refrão)

Conheço um homem que tem 17 filhos
Que pôs tudo no desvio
Pra polícia empregar
A mulher dele, de beleza ainda promete
Dar a luz a 17
Pra depois então parar


(Refrão).

Coração (Sinval Silva)

Coração (samba, 1934) - Synval Silva - Intérprete: Carmen Miranda

Disco 78 rpm / Título da música: Coração / Autoria: Silva, Sinval (Compositor) / Miranda, Carmen, 1909-1955 (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1934 / Álbum 33885 / Gênero: Samba


Coração,
Governador da embarcação do amor,
Coração,
Meu companheiro na alegria e na dor,
A felicidade procurada corre,
E a esperança é sempre a última que morre.
(bis)

Coração que não descansa noite e dia,
Sempre aguardando uma alegria,
Esperando no mar desta vida,
Embarcação à procura,
De um porto feliz de salvação....