quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Homem primata

Titãs
Tom: C#
Intro: (C# F# G#) (F# C# F# C#)
(F# G#)
C#
Desde os primórdios
F# G#
Até hoje em dia
C#
O homem ainda faz
F# G#
o que o macaco fazia
C# F# G#
eu não trabalhava, eu não sabia
C# F# G#
que o homem criava e também destruia
  [C#
[Homem primata
b [F# G# C#
i [ Capitalismo Selvagem
s [ F# G#
[Ôô ô
C#
Eu aprendi
F# G#
a vida eh um jogo
C#
cada um por si
F# G#
e Deus contra todos
C#
você vai morrer,
F# G#
e nao vai pro céu
C#
é bom aprender,
F# G#
a vida eh cruel
  [C#
[Homem primata
b [F# G# C#
i [ Capitalismo Selvagem
s [ F# G#
[Ôô ô
 F#        G#    F# G#      C#
Eu me perdi na selva de pedra
F# C# F# C#
Eu me perdi, eu me perdi
 F#
"I'm a cave man
a young man

C#
I fight with my hands
(with my hands)

F#
I am a jungle man,
a monkey man

C#
Concrete jungle!
Concrete jungle!!"
  F# G# Bbm Solo

Hereditário

Titãs
Introdução: E
     E
A cada parto
D
A cada luto
E
A cada perda
D
A cada lucro
E
O sol que dura, só um dia
D
A cada dia, o sol diário
E D
Contra o que for hereditário.
E
Contra o que for hereditário.
     E
Em cada mira
D
Em cada muro
E
Em cada fresta
D
Em cada furo
E
O sol que nasce, a cada dia
D
A cada aniversário
E D
Contra o que for hereditário
E
Contra o que for hereditário
E D
Contra o que for hereditário
E
Contra o que for hereditário

Go back

Titãs
C       Em
Você me chama
Dm G
Eu quero ir pro cinema
C Em
Você reclama
Dm G
Meu coração não contenta
C Em
Você me ama
Dm G
Mas de repente a madrugada
C
mudou
Em Dm G
E certamente
C
Aquele trem já passou
Em
E se passou
Dm G C Em
Passou daqui pra melhor,
Dm G
foi!
   C           Em
Só quero saber
4X Dm G
do que pode dar certo
C
Nao tenho tempo a perder.

Gina superstar

Titãs
Intro: A
A
Gina quer ser capa revista
Gina andar com milionário
Gina quer levar vida de artista
Gina quer posar pro calendário
A
Ela quer ser chique
Quer comprar uma mansão
Quer gravar um clipe
Ser a musa do verão
B              A
Vão te conquistar
B A
E te seduzir
B A
Vão te contratar
B A
E te produzir
E
Pop star
D
Movie star
A
Rock star
B
Super star
E
Pop star
D
Movie star
A
Rock star
B
Super star
E A
Gina
E  A  E  A  E  A  E  A

A
A
Gina que trocar o silicone
Gina quer sair na avenida
Gina quer ganhar um sobrenome
Gina quer mudar a sua vida
A
Ela quer dinheiro
E ser estrela de cinema
Quer o mundo inteiro
Seja loira ou morena
B           A
Vão te explorar
B A
E te consumir
B A
Vão te abandonar
B A
E te destruir
E
Pop star
D
Movie star
A
Rock star
B
Super star
E
Pop star
D
Movie star
A
Rock star
B
Super star
E
Pop star
D
Movie star
A
Rock star
B
Super star
E
Pop star
D
Movie star
A
Rock star
B
Super star
E A
Gina
E  A  E  A  E  A  E

Fuga nº II

Titãs
De: Rita Lee
Tom: C
Introdução: C Cm Dm/C C#7+/5- C
C                        
Hoje eu vou fugir de casa,
Cm
vou levar a mala cheia de ilusão.
Dm/C
Vou deixar alguma coisa velha,
C#7+/5-
esparramada toda pelo chão.
C
Vou correr num altomóvel,
Cm
enorme, forte, a sorte, a morte a esperar,
Dm/C
vultos altos e baixos
C#7+/5-
que me assustavam só em olhar.
REFRÃO:
    C            F      
Prá onde eu vou, ah...
F C
Prá onde eu vou, venha também.
F C
Prá onde eu vou, venha também.
Ab Bb/Ab
Prá onde eu vou .....
Repete introdução
C                    
Faróis altos e baixos
Cm
que me fotografam a me procurar.
Dm/C
Dois olhos de mercúrio,
C#7+/5-
iluminam meus passos a me espionar.
C
O sinal está vermelho,
Cm
e os carros vão passando,

e eu ando, ando, ando.
Dm/C
Minha roupa atravessa
C#7+/5-
e me leva pela mão

do chão, do chão, do chão, do chão.
REPETE REFRÃO
              F                C 
3x {Prá onde eu vou, venha também,
Ab Bb/Ab
Prá onde eu vou ....

Flores

Titãs
Intro: (solo 5x) > D
D                          G
Olhei até ficar cansado de ver
os meus olhos no espelho
D G
Chorei por ter despedacado as flores
que estão no canteiro
D G
Os punhos e os pulsos cortados e o resto
do meu corpo inteiro
D G
Há flores cobrindo o telhado e embaixo
do meu travesseiro
D G
Há flores por todos os lados Há flores
em tudo que eu vejo
D G
A dor vai curar estas lastimas
D G
O choro tem gosto de lágrimas
D G
As flores têm cheiro de morte
D G
A dor vai fechar estes cortes
(SOLO)A
Flores
(SOLO)A
Flores
D G D G D G
As flores de plástico não morrem


Felizes são os peixes

Titãs
Intro: (G G# A A#)
 G     G#  A A# G G# A A#  G   G#  A A# G G# A A#
Tanto faz, é igual
C (G G# A A#)
Felizes são os peixes, felizes são os peixes
G G# A A# G G# A A# G G# A A# G G# A A#
Tanto faz, é igual, tanto faz, é igual
C
Felizes são os peixes, felizes são os peixes
 (C F#)(C C# C F# G A) 
(G G# A A#)
Nada, nada, nada, nada

Família

Titãs
Tom:D
Intr.: (D G)
  A
Família, família
D G
Papai, mamãe, titia,
A
Família, família
D G
Almoça junto todo dia,
D G
Nunca perde essa mania
D G
Mas quando a filha quer fugir de casa
D G
Precisa descolar um ganha-pão
D G
Filha de família se não casa
D G
Papai, mamãe, não dão nenhum tostão
A
Família ê
G
Familia á
D G
Família
  A
Família, família
D G
Vovô, vovó, sobrinha
A
Família, família
D G
Janta junto todo dia,
D G
Nunca perde essa mania
D G
Mas quando o nenê fica doente
D G
Procura uma farmácia de plantão
D G
O choro do nenê estridente
D G
Assim não dá pra ver televisão
A
Família ê
G
Familia á
D G
Família
   A
Família, família,
D G
Cachorro, gato, galinha
A
Família, família,
D G
Vive junto todo dia,
D G
Nunca perde essa mania
D G
A mãe morre de medo de barata
D G
O pai vive com medo de ladrão
D G
Jogaram inseticida pela casa
D G
Botaram um cadeado no portão
A
Família ê
G
Familia á
D G
Família

Eu não sou um bom lugar

Titãs
Introdução: (D A G D A D) X2
A          G             D           A           G
Em cada buraco que eu entrava, eu cavava e não cabia
A G D A G
Toda porta em que eu batia, tava fechada ninguém abria
(D A G D A D)
A           G             D          A              G
Em cada esquina que eu parava, eu falava, ninguém ouvia
A G D A G
Toda sargeta em que eu caia, eu rolava e não dormia
D     A       D      A
Vou sair, não vou mentir
G A G A
Eu não sou um bom lugar, aqui eu já não fico mais
D A D A
vou mudar, não vou parar
G A G A
Não quero mais ficar assim, eu vou começar por mim
(D A G D A D) X2
A         G               D            A             G
Em cada espelho que eu olhava, eu procurava e não me via
A G D A G
Toda gaveta em que eu mexia, não tinha nada, tava vazia
A G D A G
Em cada rua que eu passava, eu perguntava pra onde eu ia
A G D A G
Toda placa que eu seguia, tava errada, e eu me perdia
D     A       D      A
Vou sair, não vou mentir
G A G A
Eu não sou um bom lugar, aqui eu já não fico mais
D A D A
vou mudar, não vou parar
G A G A
Não quero mais ficar assim, eu vou começar por mim
(C G D A) X3 (C G A)
D     A       D      A
Vou sair, não vou mentir
G A G A
Eu não sou um bom lugar, aqui eu já não fico mais
D A D A
vou mudar, não vou parar
G A G A
Não quero mais ficar assim, eu vou começar por mim
(D A G D A D) X2

Eu não sei fazer música

Titãs
Intro: E
E
Eu não sei fazer música mas eu faço
D
Eu não sei cantar as músicas que faço mas eu canto
E
Eu não tenho certeza mas eu acho
D
Eu não sei o que falar mas eu falo
C
Ninguém sabe nada
Ninguém sabe nada
 Intro
E
Eu não sei fazer música mas eu faço
D
Eu não sei cantar as músicas que faço mas eu canto
E
Eu não tenho certeza mas eu acho
D
Eu não sei o que falar mas eu falo
C
Ninguém sabe nada
Ninguém sabe nada
Ninguém sabe nada
Ninguém sabe nada

Eu não presto

Titãs
A         C#m
Eu vivo mudando de opinião
F#m Bm E
Teias de aranhas habitam o meu coracão
A C#m
Pessoas tão honestas vagando pelas ruas
F#m Bm E
Me fazem lembrar que eu não passo de um canalha
A              E
Eu nao presto, eu nao presto
F#m E
Eu nao presto, eu nao presto
A                                 C#m
Eu já tentei de tudo pra me modificar
F#m Bm E
Dos vícios eu larguei até Deus fui procurar
A C#m
Mais num mundo tão sincero não há lugar pra mim
F#m Bm E
Todos dizem a verdade só eu sou falso assim

Eu não agüento

Titãs
Tom: E
Introdução: [2x]
E--------------------
B--------------------
G--------------------
D--------------2-----
A-2-4------2-4-------
E-----0~---------0~--
Intr.: E A  E A

E A
Eu não agüento,eu não agüento
E A
Eu não agüento,eu não agüento
E A
É de noite é de dia
E A (G#m F#m E)
Mão na cabeça e o documento
(F# E F# G)
E--------------------
B--------------------
G--------------------
D-4---4-2-4---4-4-5-4
A--------------------
E--------------------
 (F#  E  F#   G)
Eu vou me embora para a ilha fazer a cabeça
sob o sol que irradia queimando em ritual
E na batida do reggae, com o cabelo trançado
Eu livre na vida, o que é que há de errado
Com a noite que brilha, o que é que há de errado
Com a noite que brilha
Eu não aguento, eu não aguento,
eu não aguento, eu não aguento
É de noite é de dia, mão na cabeça e documento (F#)
E--------------------
B--------------------
G--------------------
D--------------------
A-(2-3-2)------------
E---------3-0-2------

Eu vou me embora..... (2X)
En mão agüento ... documento (2X)
Na terceira e na quarta vez:
E--------------------
B--------------------
G--------------------
D-6---6-4-6---6-6-7-6
A--------------------
E--------------------
(F#  E  F#   G)
É malandragem a vida não tá fácil não,
Mas deixa que eu seguro esta broca, se liga.
Mão na cabeça e o documento
Avisa pra galera, que eu sei mais nada
Eu fico esperando ele vem me dá
A arma pra mim agora está apontada
Só vai para uma geral vou ter que aguentar
Tá liberado vai embora some da minha frente
Se te encontro na sua frente vou te matar (enquadrar)
Nnão posso viver a vida alegremente
Tem sempre autoridade para me discriminar
Todo mundo pinta o sete eu também quero pintar

Eu e ela

Titãs
Intr. C9
C9                  E
Você quis terminar
Am
Pediu que fosse assim
F7+
Trancou a porta e fechou as janelas
F C Bb Dm
Pra não pensar mais em mim
F C9
E eu te pergunto: pra quê?
C9                   E
Não vou te procurar
Am
Vou deixar você me esquecer
F7+
Para encontrar a pessoa mais certa
F C Bb Dm
Que possa lhe amar longe de mim
F C9
E eu te pergunto: por quê?
Cm        Cm/Bb       F/A    Ab
Escrevo as últimas palavras
Bb4 Bb
Estendo a mão sem dar um beijo
Cm Cm/Bb F/A
Espelho meu desiste dessa cara
Ab Bb4 Bb
Entrego a ela todos os segredos
            CmF7Ab                 Bb
Ela que era tudo para mim

Foi tudo para mim

Eu quis tudo, tudo, tudo, tudo

Estados alterados da mente

Titãs
Intro: (E F#)
E                  F# E                        F#
Atitudes mecânicas, movimentos involuntários
E F#
Estímulos elétricos, tempestades mentais
E F#
Choques térmicos, crises de melancolia
E
Choro compulsivo, riso histérico
F#
Choro compulsivo, riso histérico
E
Choro compulsivo, riso histérico
F#
Choro compulsivo, riso histérico
E F# G
Euforia, vertigens
E F#
Estados alterados da mente
(B D B) E A C
     E                     A    C
Devaneios, delírios, desvarios
E A C
Estados alterados da mente
E A C
Devaneios, delírios, desvarios
B D B
Estados alterados da mente
B D B
Estados alterados da mente

Estado violência

Titãs
Introdução: Cm F Eb
   Cm
Sinto no meu corpo
F
A dor que angustia
Cm
A lei ao meu redor
F
A lei que eu não queria
Cm
Estado de violência
F
Estado hipocrisia
Cm
A lei não é minha
F
A lei que eu não queria
Cm
Meu corpo não é meu
F
Meu coração é teu
Cm
Atrás de portas frias
F F E Eb D
O homem está só
   F          E
Homem em silêncio
Eb D
Homem na prisão
F E
Homem no escuro
Eb D
Futuro da nação
F E
Homem em silêncio
Eb D
Homem na prisão
F E
Homem no escuro
Eb D
Futuro da nação
     Cm
Estado violência
F
Deixem-me querer
Cm
Estado violência
F
Deixem-me pensar
Cm
Estado violência
F
Deixem-me sentir
Cm
Estado violência
F
Deixem-me em paz
Cm
Estado violência
F
Deixem-me querer
Cm
Estado violência
F
Deixem-me pensar
Cm
Estado violência
F
Deixem-me sentir
Cm
Estado violência
F
Deixem-me em paz
Cm
Estado violência
F
Deixem-me querer
Cm
Estado violência
F
Deixem-me pensar
Cm
Estado violência
F
Deixem-me sentir
Cm
Estado violência
F
Deixem-me em paz

Era uma vez

Titãs
Intr: B  F#m  B  F#m  A  E  E4  E
solo intro:
e-0-2-4-0-0-2-4-2-0-0-0-0-2-0-
B-0-0-0-0-0-0-0-0-0-2-0-0-0-0-
G-----------------------------
D-----------------------------
A-----------------------------
E-----------------------------
B     F#m  A             E
Uma Lua que nasceu de dia
B F#m A G#m
Um poeta que bebeu perfume
B F#m A E
Um gota que secou na pia
B F#m A G#m
Uma estrela que era vagalume
B F#m A E
Uma fruta que ficou madura
B F#m A G#m
Um cavalo que dormiu de quatro
B F#m A E
Um covarde que partiu pra luta
B F#m A B F#m A
Um Deus que cometeu pecado
E
Era uma vez...
Era uma vez...
B F#m B F#m A E refrão
Que é, que é, que é, que era uma vez
B      F#m    A             E
Um segredo que ninguém sabia
B F#m A G#m
Uma onda que morreu na praia
B F#m A E
Um problema que não existia
B F#m A G#m
Uma estrela quando o dia raia
B F#m A E
Uma roupa que saiu de moda
B F#m A G#m
Um camelo que sentia sede
B F#m A E
E um sonho que já não importa
B F#m A B F#m A
Uma pedra que virou parede
  F#m               G#m     B
Fugiu de casa muito cedo
A G#m
O trem levou pra muito longe
F#m G#m B
Uma nuvem que pousou na Terra
A G#m
Um amigo que virou amante
F#m G#m
Uma cena que saiu da tela
A B E
Um vida que seguiu adiante
Solo:  B  F#m  A  E  B  F#m  A  G#m   2x
Refrão
Solo:  B  F#m  B  F#m  A  E

Epitáfio

Titãs
Intro: G D/F#  Em G7 C Cm G
G   D/F#    Em       G7
Devia ter amado mais
C
Ter chorado mais
Cm G
Ter visto o sol nascer
G D/F# Em G7
Devia ter arriscado mais
C
E até errado mais
Cm G
Ter feito o que eu queria fazer
C Cm G E7 A7 D7
Queria ter aceitado as pessoas como elas são
C Cm G E7
Cada um sabe a alegria
D#7 D7 G
e a dor que traz no coração
G G/B Am7
O acaso vai me proteger
Cm G
Enquanto eu andar distraído 2 X
G G/B Am7
O acaso vai me proteger
Cm G D/F# Em G7 C Cm G
Enquanto eu andar...
G     D/F#       Em         G7
Devia ter complicado menos
C
Trabalhado menos
Cm G
Ter visto o sol se pôr
G D/F# Em G7
Devia ter me importado menos
C
Com problemas pequenos
Cm G
Ter morrido de amor
C Cm G E7 A7 D7
Queria ter aceitado a vida como ela é
C Cm G E7 D#7 D7 G
A cada um cabe alegrias e a tristeza que vier
G G/B Am7
O acaso vai me proteger
Cm G
Enquanto eu andar distraído 2 X
G G/B Am7
O acaso vai me proteger
Cm
Enquanto eu andar...
G     D/F#       Em         G7
Devia ter complicado menos
C
Trabalhado menos
Cm G
Ter visto o sol se pôr



Enquanto houver sol

Titãs
       A7+              A G#m B
Quando não houver saída
A A G#m B
Quando não houver mais solução
A7+ G#m7
Ainda há de haver saída
F#7 A B/D# E
Nenhuma idéia vale uma vida
A7+ A G#m B
Quando não houver esperança
A7+ A G#m B
Quando não restar nem ilusão
A G#
Ainda há de haver esperança
F# A B/D# E
Em cada um de nós há algo de uma criança
-> refrão
    A7+                    Am7+
Enquanto houver sol, enquanto houver sol
E7+ G#m
Ainda haverá
A7+ Am7+ E B A G#
Enquanto houver sol, enquanto houver sol
 passagem   (Bm C#m A C#m Bm C#m Bm A)
        A7+              A G#m B
Quando não houver caminho
A7+ A G#m B
Mesmo sem amor, sem direção
A G#m
A sós ninguém está sozinho
F# A B/D# E
É caminhando que se faz o caminho
A7+ A G#m B
Quando não houver desejo
A7+ A G#m B
Quando não restar nem mesmo dor
A G#m
Ainda há de haver desejo
F# A B/D# E
Em cada um de nós, aonde Deus colocou
-> repete refrão
-> passagem  
-> repete refrão x2

É preciso saber viver

Titãs
Tom: D
Intr: D D7+ D7 G Gm6 D Bm E G A
       D
Quem espera que a vida
D7+
Seja feita de ilusão
D7
Pode até ficar maluco
G
Ou morrer na solidão
Gm6
É preciso ter cuidado
D Bm
Pra mais tarde não sofrer
E G A
É preciso saber viver
D
Toda pedra do caminho
D7+
Você pode retirar
D7
Numa flor que tem espinhos
G
Você pode se arranhar
Gm6
Se o bem e o mal existem
D Bm
Você pode escolher
E G A
É preciso saber viver
G D Bm
É preciso saber viver
G D Bm
É preciso saber viver
G D Bm
É preciso saber viver
G D Bm
É preciso saber viver
E G A
Saber viver
solo:
D D7+ D7 G Gm6 D Bm E G A
       D
Quem espera que a vida
D7+
Seja feita de ilusão
D7
Pode até ficar maluco
G
Ou morrer na solidão
Gm6
É preciso ter cuidado
D Bm
Pra mais tarde não sofrer
E G A
É preciso saber viver
D
Toda pedra do caminho
D7+
Você pode retirar
D7
Numa flor que tem espinhos
G
Você pode se arranhar
Gm6
Se o bem e o mal existem
D Bm
Você pode escolher
E G A É preciso saber viver :
G D Bm :
É preciso saber viver :
G D Bm :----3x
É preciso saber viver :
G D Bm :
É preciso saber viver :
E G A :
Saber viver /
D

É bom desconfiar

Titãs
Tom: E
Intro: ( E A E A )
(E D A)
Atualmente é comum
Não olhar para o lado
Balançar a cabeça:
"Hoje eu tô sem trocado"
Arrancar a cabeça
Por um simples trocado
Todo mundo é suspeito
De puxar pro seu lado
   :     D           G
R : É bom desconfiar
e : D G
f : De ser desconfiado
r : D C G
ã : Não vou desconfiar de você
o : F E (E D A E D A)
: Até que prove o contrário
(E D A)
Nunca tive essa grana
Posso ser assaltado
Escondo minha carteira
E eu faturo trocados
Dessa vida urbana
Eu fui posto de lado
Mas que cara estranho
Parou do eu lado
Refrão...
E A E A C Bb F E D A E D A E C Bb F
 

(E D A)
Construí essa casa
Assentando tijolos
Mas uma bala perdida
Pode estourar meus miolos
É bom desconfiar
Refrão...

Domingo

Titãs
Intro: ( G )
                ( G )
Não sei o que fazer
Não sei o que fazer
Eu saio por aí
Sem ter aonde ir
Não é sete de setembro
Nem dia de finados
Não é sexta-feira santa
Nem um outro feriado
C
E antes que eu esqueça aonde estou
Antes que eu esqueça aonde estou
aonde estou com
( G )
a cabeça?
Tudo está fechado
Tudo está fechado
( G )
Domingo é sempre assim
E quem não está acostumado?
É dia de descanso
Nem precisava tanto
É dia de descanso
Programa Silvio Santos
C
E antes que eu confunda o domingo
Antes que eu confunda o domingo
G
O domingo com a segunda
Am C
Domingo eu quero ver
G
o domingo passar
Am C
Domingo eu quero ver
G
o domingo acabar
Am C
Domingo eu quero ver
G
o domingo passar
Am C
Domingo eu quero ver
G (Solo)
o domingo acabar
( G )
Tudo está fechado
Tudo está fechado
Domingo é sempre assim
E quem nao está acostumado
( G )
É dia de descanso
Nem precisava tanto
É dia de descanso
Programa Silvio santos
Domingo eu quero ver o domingo passar
Domingo eu quero ver o domingo passar
Domingo eu quero ver o domingo passar
Até o proximo, até o proximo,
até o proximo domingo
                   C
E antes que eu confunda o domingo
Antes que eu confunda o domingo
G
O domingo com a segunda
Am C
Domingo eu quero ver
G
o domingo passar
Am C
Domingo eu quero ver
G
o domingo acabar
Am C
Domingo eu quero ver
G
o domingo passar
Am C
Domingo eu quero ver
G
o domingo acabar
( G )
Até o proximo
Até o proximo
Até o proximo domingo
Até o proximo
Até o proximo
Até o proximo domingo


Dissertação do Papa sobre o crime seguida de orgia

Titãs
Intro: D 
          (D)
O assassinato é uma paixão como o jogo,
o vinho, os rapazes e as mulheres,
e jamais corrigida se a ela nos acostumarmos.
   (Bb)
O crime é venerado e posto em uso em toda a terra,
de um pólo a outro se imolam vidas humanas.
(E F# C F# E F# C)
Quase todos os selvagens da América
matam os velhos se os encontram doentes.
É uma obra de caridade por parte do filhos.
Em Madagascar, todas as crianças nascidas às terças,
quintas e sextas-feiras
são abandonadas aos animais ferozes.
Constantino, imperador tão severo e querido dos Cristãos,
(D)
assassinou o cunhado, os sobrinhos,
a mulher e o filho.
(E F# C F# E F# C)
Nos mares do Sul,
existe uma ilha em que as mulheres são mortas
como criaturas inúteis ao mundo
quando ultrapassam a idade de procriar.
Em Capo Di Monte, se uma mulher dá à luz
a duas crianças gêmeas
o marido logo esmaga uma delas.
Quando Gengis Khan se apoderou da China
mandou degolar à sua frente dois milhões de crianças.
(Bb)
Os Quóias furam as costas das vítimas
a pancada de azagaia,
em seguida cortam o corpo em quartos
e obrigam a mulher do morto a comê-lo.
(E F# C F# E F# C)
Os Hurões penduram um cadáver por cima do paciente,
de maneira a que possa receber na cara
toda a imundice que escorre do corpo morto,
atormentado assim o desgraçado até que ele expire.
Os irlandeses esmagavam as vítimas.
Os noruegueses perfuravam-lhes o crânio.
Os gauleses partiam-lhes a bacia.
Os celtas enfiavam-lhes um sabre no esterno.
(D)
Apuleio fala do tormento de uma mulher
cujo pormenor é bem agradável,
coseram-na com a cabeça de fora,
dentro da barriga de um burro
ao qual tinham sido arrancadas as entranhas.
Deste modo foi exposta aos animais ferozes
(E F# C F# E F# C)(Bb)

Dívidas

Titãs
intro:(D A)
D          A
Meu salário
D A
Desvalorizou
D A D A
Dívidas, juros, dividendos.(ô ô ô)
D
Credores credores credores,
A D A
Agora é assim.
D
Senhores senhores senhores,
A D A
Tenham pena de mim.
D A
Muito já gastei,
D A
Vive como rei.
D A D A
Diversões, luxo, divertimento. (ô ô ô)
D
Credores credores credores,
A D A
Agora é assim.
D
Senhores senhores senhores,
A D A
Fiquem longe de mim.

Diversão

Titãs
Int.:(E D) 
    E              D         E D
A vida até parece uma festa
E D E D
Em certas horas isso é o que nos resta
E D E D
Não se esquece o preço que ela cobra
E D E D
Em certas horas isso é que nos sobra
E D E D
Ficar frágil feito uma criança
E D E D
Só por medo ou por insegurança
E D E D
Ficar bem ou mal acompanhado
E D E D
Não importa se der tudo errado
A
Às vezes qualquer um faz qualquer coisa
E D E D
Por sexo, drogas e diversão
A
Tudo isso às vezes só aumenta
E D E D
A angústia e a insatisfação
A E D
Às vezes qualquer um enche a cabeça de álcool
E D
Atrás de distração
A
Nada disso às vezes diminui
E D E D
A dor e a solidão
E F#m G#m
Tudo isso, às vezes, tudo é fútil
A B D
Ficar sóbrio atrás de diversão
E F#m G#m
Nada disso às vezes nada importa
A B D
Ficar ébrio não é solução
E F#m G#m
Tudo isso, às vezes, tudo é fútil
A B D
Ficar sóbrio atrás de diversão
E F#m G#m
Nada disso às vezes nada importa
A
Ficar ébrio não é solução
   
Refrão:
   

E D E D
Diversão, solução sim...
E D E D
Diversão, solução pra mim...
E D
Diversão, solução sim... 2x
E D
Diversão, solução pra mim...
E D E D E D E D
Diversão... diversão...

Deus e o Diabo

Titãs
Introdução: Em7
  (Em)
Deus está debaixo da mesa
O diabo está atrás do armário
Deus está atrás da porta
O diabo está no meio da sala
O que há de errado com meu coração?
                      Em7
O que há de errado?
  (Em)
Deus está lendo jornal
O diabo está dançando
O diabo está fazendo o jantar
Deus está escrevendo uma carta
O que há de errado com meu coração?
                      C7+ D C7+ D
O que há de errado?
C7+
Deus está sonhando
D
O diabo está fazendo discurso
C7+
Deus está lavando os pratos
D Em7
O diabo está tocando piano
  (Em7)
Deus é o teto da casa
O diabo é a porta dos fundos
O diabo é o chão da cozinha
Deus é o vão da entrada
O que há de errado com meu coração?
                     Em7
O que há de errado?
  C7+
Deus está debaixo da mesa
D
O diabo está atrás do armário
C7+
Deus está atras da porta
D
O diabo está no meio da sala
  (Em7)
O que há de errado com meu coração?
Em7
O que há de errado?
  (Em)
Deus está lendo jornal
O diabo está dançando
O diabo está fazendo o jantar
Deus está escrevendo uma carta
O que há de errado com meu coração?
O que há de errado?
O que há de errado com meu coração?
O que há de errado com meu coração?
                     Em7
O que há de errado?

Desordem

Titãs
Intr: G F G F
G
Os presos fogem do presídio
C
Imagens na televisão
G
Mais uma briga de torcidas
C
Termina tudo em confusão
Em
A multidão enfurecida
Am
Queimou os carros da polícia
Em
Quando estão fora de controle
F C
Não são as regras exceção
G
Não é tentar o suicídio
F
Querer andar na contramão ?
refrão 2 vezes:
G
Quem quer, (quem quer), manter a ordem?
C
Quem quer, (quem quer) , criar desordem ?
G
Não sei se existe uma justiça
C
Nem quando é pelas próprias mãos
G
Nas invasões, nos linchamentos
C
Como não ver contradição ?
Em
Não sei se tudo vai arder
Am
Igual a um líquido inflamável
Em
O que mais pode acontecer
F C
Neste país, rico e no entanto miserável
G F
Em que pese isto sempre há, graças a Deus
F
Quem acredite no futuro
Repete refrão 2 vezes
Solo: A  G/A  G  A  G/A  G
A
É seu dever manter a ordem
D
É seu dever de cidadão
A
Mas o que é criar desordem
D
Quem é que diz o que é ou não ?
F#m
São sempre os mesmos governantes
Bm
Os mesmos que lucraram antes
F#m
Põe esperança lado a lado
G D
Às filas de desempregados
A
Que tudo tem que virar óleo
G
Pra por na máquina do estado
Repete refrão 2 vezes
A  G/A  G  A  G/A

Daqui pra lá

Titãs
Am               Bm
O futuro é hoje, cabe na mão,
Am Bm
O futuro é hoje, cabe na mão,
G                    Bm
Era um pacato cidadão, sem documento,
G Bm 2 vezes
Não tinha nome, profissão, não teve tempo,
Gm                          Fm
Mas certo dia deu-se um caso e ele ambarcou num disco
Am D
E foi levado pra bem longe do asterisco em que vivemos
G                    Bm
Ele partiu e não voltou e não voltou porque não quis
G Bm
Quero dizer ficou por lá, já que por la se é mais feliz
Gm                          Fm
E um espaçograma ele enviou, Pra quem quisesse compreender
Am D
Mas ninguém nuca decifrou o que ele nos mandou dizer
Am               Bm
O futuro é hoje, cabe na mão,
Am Bm
O futuro é hoje, cabe na mão,
G                    Bm
Era um pacato cidadão, sem documento,
G Bm 2 vezes
Não tinha nome, profissão, não teve tempo,
VietVistaVisão
Para Azar de quem não sabe
e Não crê
Que sempre pode a sorte escolher
E Enterrar uma estrela no chão
VietVistaVisão
Terramarear Atenção
Fica a morte por medidia
Fica a vida por prisão

Cuidado com você

Titãs
Intro: A Em 4x
(A Em)
Estão olhando pra você
Estao pensando em você
A chuva é pra molhar você
A guerra é pra matar você
A reza é pra salvar você
Cachorros latem pra você
Estão pensando em você
Cuidado com você
Cuidado!
Cuidado!
Com você! (A Em)
(A Em)
Quem tem dinheiro te roubou
Quem tem amante te traiu
Se alquém partiu, te abandonou
Se ela é puta, te pariu
Se não tem pai o filho é seu
Se alquém morreu a culpa é sua
O prazer é todo seu
Se você entra a casa é sua
Cuidado!
Cuidado!
Com você! (A Em)
 (C E C B)
 C                        E
Olha para os outros e se vê
C B
Todos são Espelhos pra você
C B
Só para você a vida corre
C B
Quando você dorme o mundo morre
C
Até você morrer
(A Em)
Até
Até
Você morrer!
Cuidado!
Cuidado!
Com você! (A)
 Cuidado!   (A)

AA UU

Titãs
Intro:(A F# A F# A G)
refrão: 
(A  F#)
AA UU AA UU
AA UU AA UU
Estou ficando louco de tanto pensar
Estou ficando rouco de tanto gritar
AA UU AA UU
AA UU AA UU
Eu como, eu durmo, eu durmo, eu como
Eu como, eu durmo, eu durmo, eu como
A
Está na hora de acordar
G
Está na hora de deitar
A
Está na hora de almoçar
G A
Está na hora de jantar
       
Solo:(A F# A F# A G)
   
refrão:
(A    F#)
AA UU AA UU
AA UU AA UU
Estou ficando cego de tanto enxergar
Estou ficando surdo de tanto escutar
AA UU AA UU
AA UU AA UU
Não como, não durmo, não durmo, não como
Não como, não durmo, não durmo, não como
A
Está na hora de acordar
G
Está na hora de deitar
A
Está na hora de almoçar
G A
Está na hora de jantar
A F# A F#
AA UU AA UU
Solo:(A F# A F# A G)

Comida

Titãs
   E7
Bebida é agua

Comida é pasto
A7                                    
Você tem sede de que?
E7 A7              
Você tem fome de que?
E7
A gente não quer só comida,

A gente comida, diversão e arte
A7                              
A gente não quer só comida,
E7
A gente quer saída para qualquer parte,  hum
E7                              
A gente não quer só comida,

A gente quer bebida, diversão, balé
A7                               
A gente não quer só comida,
E7 A7
A gente quer a vida como a vida quer
E7
Bebida é agua

Comida é pasto
A7                                    
Você tem sede de que?

Você tem fome de que?
E7
A gente não quer só comer,

A gente quer comer e quer fazer amor
A7                              
A gente não quer só comer,

A gente quer prazer pra aliviar a dor
E7                              
A gente não quer só dinheiro,

A gente quer dinheiro e felicidade
A7                              
A gente não quer só dinheiro,

A gente quer inteiro e não pela metade
Solo: G7 Ab7 G7 A7 Ab7 G7 Gb7 G7 (E7 A7 E7 A7)
   E7
Bebida é agua

Comida é pasto
A7                                    
Você tem sede de que?
E7 A7              
Você tem fome de que?
E7
A gente não quer só comida,

A gente comida, diversão e arte
A7                              
A gente não quer só comida,
E7
A gente quer saída para qualquer parte,  hum
E7                              
A gente não quer só comida,

A gente quer bebida, diversão, balé
A7                               
A gente não quer só comida,
E7 A7
A gente quer a vida como a vida quer
E7
Bebida é agua

Comida é pasto
A7                                    
Você tem sede de que?

Você tem fome de que?
E7
A gente não quer só comer,

A gente quer comer e quer fazer amor
A7                              
A gente não quer só comer,

A gente quer prazer pra aliviar a dor
E7                              
A gente não quer só dinheiro,

A gente quer dinheiro e felicidade
A7                              
A gente não quer só dinheiro,

A gente quer inteiro e não pela metade
Solo: (E7 A7 E7 A7)
E7
Desejo,
A7
Necessidade e vontade

Necessidade e desejo
E7
Necessidade e vontade

Necessidade e desejo
A7
Necessidade e vontade, au
E7 A7
Necessidade
Solo (2x)

Clitóris

Titãs
C         Eb               F           C
Clitóris, clitóris, clitóris, ah clitóris
Eb F (C)
Clitóris, clitóris, clitóris, ah clitóris
C Eb
Genuflexório, ah genuflexório
F C (C)
Genuflexório, ah genuflexório
 C                       C#
Virgem suja, ah suja, suja
C C#
Corpo suja, ah mente suja, imunda
C C#
Em cada berço que esse esperma espesso inunda
C C#
Em cada fosso que esse gozo grosso suja
 C            Eb           F C
Papanicolau, papanicolau
Eb F (C)
Papanicolau, papanicolau

Ciúme

Ciúme (1985) - Roger Moreira - Intérprete: Ultraje a Rigor
intro:A E D E (2x)
A          E         D        E
Eu quero levar uma vida moderninha
A           E         D          E
E deixar minha menininha sair sozinha
A          E               D          E
Não ser machista e não bancar o possessivo
A           E          D            E
Ser mais seguro e não ser tão impulsivo
(refrão)
A          E       D     E     
Mas eu me mordo de ciúme
A          E       D     E
Mas eu me mordo de ciúme
A          E            D          E
Meu bem me deixa sempre muito à vontade
A      E              D             E
Ela me diz que é muito bom ter liberdade
A            E             D            E
E que não há mal nenhum em ter outra amizade
A         E             D          E
E que brigar por isso é muita crueldade
(Repete o Refrão)
A          E            D          E
Meu bem me deixa sempre muito à vontade
A      E              D             E
Ela me diz que é muito bom ter liberdade
A            E             D            E
E que não há mal nenhum em ter outra amizade
A         E             D          E
E que brigar por isso é muita crueldade
(Repete o Refrão)

Circo de feras

Titãs
E
A vida vai torta
E7 +
Jamais se endireita
A7+
O azar persegue
E E7+
Esconde-se à espreita
E
Nunca dei um passo
E7+
Que fosse o correto
A7+
Eu nunca fiz nada
(E E7+)
Que batesse certo
B
Enquanto esperava
F#
No fundo da rua
A
Pensava em ti
E
E em que sorte era a tua
B
Te quero tanto, te quero tanto,
A E
te quero tanto, te quero tanto,
(E E7+)
De modo que a vida
( E E7+)
É um circo de feras
( A A7+)
E os entretantos
( E E7+)
São a minha espera
E
Nunca dei um passo
E7+
Que fosse o correto
A7+
Eu nunca fiz nada
(E E7+)
Que batesse certo
B
Enquanto esperava
F#
No fundo da rua
A
Pensava em ti
E
E em que sorte era a tua
B
Te quero tanto, te quero tanto,
A E
te quero tanto, te quero tanto

Caras como eu

Titãs
Tom: C
Intr.: (C7 C6) C7 F C
 C          G
Caras como eu
F Am
Estao ficando raros
F Am
Como cabelos ralos
G F
Que se batem e caem
C G
pelo chao
C G
Caras como eu
F Am
Estao tirando o pe
F Am
Andando em marcha-re
G F
Com medo de entrar na
C G
contramao
D C F
Como trens do interior
C
Que nao chegam no
G
horario
D C F
Como velhos elefantes
C G
Que morrem solitarios
C G
Caras como eu
F Am
Estao ficando chatos
F Am
Como solas de sapatos
G
Que se gastam
Dm G C G
Com o passar do tempo
 <--Refrao
 F                    Am
Nao vou mais medir o tempo
F C
Nao vou mais contar as horas
F Am
Vou me entregar no momento
G Dm
Nao vou mais tentar matar
C
o tempo
 Solo (C7 C6) C7 F C
 D                C    
Como palavras de amor
F Am
Que nao se guardam em
G
disquetes
D C
Como segredos sem valor
F C G
Que a gente nunca esquece
C G
Caras como eu
F Am
Estao ficando velhos
F Am
Calcando os seus chinelos
G Dm G
Concluindo que nao ha
C G
mais tempo
 Repete Refrao 3 vezes
 Solo: (C7 C6) C7 F C

Cabeça dinossauro

Titãs
Tom: G
(G5)   (C#5  D5)    44  42  54 42 G5
Cabeça dinossauro
Cabeça dinossauro
Cabeça cabeça
Cabeça dinossauro
Pança de mamute
Pança de mamute
Pança pança
Pança de mamute
Espírito de porco
Espírito de porco
Espírito de porco
Final
(G5) C#5 E5 (G#) F#5 E5 D5 E5 (G5)...

Bom gosto

Titãs
Marcelo Fromer / Tony Bellotto / Sérgio Britto
Ton: E
Intr: (E A E A)
(E A)
Hoje estou bem disposto
Eu vou ficar na minha
Faça tudo ao seu gosto
Que eu sigo a minha linha
Fique com seu bom gosto
Seu jeito, seu estilo
A7
Mesmo que seja o oposto
daquilo que eu prefiro
E              A7
Fique com seu gosto
Que eu vou ficar com o meu

E A7
Eu vou lavar o rosto
E A E A
Melhor lavar o seu
(E A)
Eu tô de bem com a vida
Nada me incomoda
Use sua medida
Que eu faço à minha moda
Fique com seu bom gosto
Pra mim o que falta é sal
O que pra você é mau gosto
Pra mim é o normal
E              A7
Fique com seu gosto
Que eu vou ficar com o meu

E A7
Eu vou lavar o rosto
Melhor lavar o seu

Fique com seu gosto
(B A)
Prefiro não pensar igual, igual a você pensa
Por que ficar igual, igual às latas na dispensa?
Prefiro não pensar igual, igual a você pensa
Prefiro sim pensar que é boa,
é boa a diferença (E A E A)
(E A)
Quero ficar à toa
Não vou criar problema
Hoje tô numa boa
Pra mim não vale a pena
Não vá levar a mal
Gosto não se discute
Hoje eu tô na real
Você que me desculpe
Eu vou ficar com o seu bom gosto, fique com o seu
Eu vou ficar com o seu bom gosto, fique com o seu
(B A B A)B

Bichos escrotos

Titãs
Intro:
    Dm     C#7   
E--5--5/-9----
B--6--6/-9----
G--7--7/-10--- Repete
D--7--7/-9----
A--5--5/-11---
E--------9----
* Esse riff repete até:
- Só bicho escroto é que vai ter!
Dm

Bichos,
saiam dos lixos
Baratas,
me deixem ver suas patas
Ratos,
entrem nos sapatos
Do cidadão civilizado
Pulgas,
que habitam minhas rugas
Onçinha pintada,
Zebrinha listrada,
Coelhinho peludo,
Vão se foder!
Porque aqui na face da terra
Só bicho escroto é que vai ter!
Dm
Bichos escrotos, saiam dos esgotos
Bichos escrotos, venham enfeitar
C
Meu lar,
Meu jantar,
Meu nobre paladar

Bananas

Titãs
(Charles Gavin / Paulo Miklos / Sérgio Dias)
Ton: Em
Intr: Em7
Em7
Yes, nós temos pierrôs
O arco de oxóssi nas mãos do Cristo Redentor
Temos ioiô e iaiá
Minha terra tem palmares onde gorjeia o mar
Dm7
Yes, nós somos o carnaval
Temos o corpo blindado, não tem nada igual
Em7
Temos a Carmem Miranda
Temos café e também temos o samba
Dm7
Yes, nós temos o amanhã
A Virgem Maria sem culpa, e sem sutiã
Yes, nós temos a lua
Quadra de tênis e meninos de rua
Dm7
Yes, nós somos mulatas
Temos loirinhas, rios e matas
Em7
Aqui sempre dá o que quer que se plante
Temos roletas-russa e roda gigante e a bossa nova
Em7           A7
Temos bananas, temos bananas

C C7+ Em
E temos o sol pra rasgar nossas retinas

Em7 A7
Temos bananas, temos bananas

C C7+ Em
E temos o céu pra agradar nossas meninas
Em7 Dm7

"A minha esperança é um sol que brilha mais
Este sol iluminará nossos passos

Em7
Pela harmonia universal dos infernos
Chegaremos a uma civilização"
Em7           A7
Temos bananas, temos bananas
C          C7+        Em
E temos o sol pra rasgar nossas retinas
Temos bananas, temos bananas

Em7 C7+ Em Em7
E temos o céu pra exorcizar nossa ruína

Balada de John e Yoko

Titãs
De: John Lennon (Versão Titãs)

E
Barra limpa é o porto de Santos
Os barcos vão até o Japão
E7
De ônibus ou trem, ninguém viaja sem
Vê se vestiu a calça ou está de calção
A
Cristo não é biscoito
E
As coisas andam ruins
B7
Se é mau aos dezoito
E
Me crucificam no fim

E
De pára-quedas sobre Paris
Difícil ver casal mais feliz
E7
Pular na cama do hotel
Viver em lua de mel
Atravessar os estreito de Gibraltar
A
Cristo não é fumaça
E
O sol está de rachar
B7
Se bebe a garrafa
E
Me traz a cruz e o altar

E
Fomos até Amsterdã
No vôo das sete da manhã
E7
Os jornais querem saber
O que pretendemos fazer
Eu digo: Não conseguimos resolver
A
Cristo não tire a roupa
E
Se você quer se queimar
B7
Debaixo da sombra
E
Então comece a rezar

A
Encha a boca e o bolso que é pra se chover
Dê a roupa velha aos pobres
Ela disse a você: É tão fácil morrer
B7
A velha carne vai apodrecer

E
De passagem pela Espanha
Os touros andam cheios dee manhas
E7
Lá no jornal ninguém escreve com giz
Nós já cansamos de tentar explicar
A
Cristo chá não é sopa
E
A arca vai afundar
B7
E de proa a popa
E
Só Noé vai se salvar
E
Na fazenda lá em São Carlos
Pilatos lava a mão na colher
E7
Disseram cê tá pinel
Isso é amor de aluguel
Os dois sentaram foi no banco dos réus
A
Cristo deu luz ao cegos
E
Martelo é fácil de usar
B7
Se acharem três pregos
C
vão é me crucificar.
B7
Se acharem três pregos
C
vão é me crucificar.

Babi Índio

Titãs
Intro: (A) D C (A)
(A)
Babi índio enjoy selva coca-cola
Babi índio enjoy selva coca-cola
Babi índio enjoy selva coca-cola
Babi índio enjoy selva coca-cola
 D                                 E   D E
Pode ser que eu vá viajar nesse navio
A
Não sei, não sei, não sei
D A
Pode ser, pode ser, poder ser, não sei
A
Cenas de terror e tensão,
Fúria na terra, ira no céu
B C D C D
Televisão o futuro será
(A)
Babi índio enjoy selva coca-cola
Babi índio enjoy selva coca-cola
D E D E
Acho que eu já vou embarcar nesse navio
A
Bagdá, província de Kales, Boca do tigre
B C D C D
Beira do abismo, o futuro será

Autonomia

Titãs
Tom: G
Intro: G (A D C)
     (A D C)
O que eu queria, o que eu
sempre queria
Era conquistar a minha
autonomia
O que eu queria, o que eu
sempre quis
Era ser dono do meu nariz
(G C Bb)
Os pais são todos iguais
Prendem seus filhos na jaula
Os professores com seus lapis
cores
Te prendem na sala de aula
(A D C)
O que eu queria, o que eu
sempre queria
Era conquistar a minha
autonomia
O que eu queria, o que eu
sempre quis
Era ser dono do meu nariz
(G C Bb)
Ia pra rua, mamãe atrás s
Ela não me deixava em paz
Não aguentava o grupo escolar
Nem a prisão domiciliar
(A D C)
O que eu queria, o que eu
sempre queria
Era conquistar a minha
autonomia
O que eu queria, o que eu
sempre quis
Era ser dono do meu nariz
Bb
Mas o tempo foi passando
(A D C)
então eu ca¡ numa outra
armadilha
Me tornei prisioneiro da minha
própria família
Arranjei um emprego de
professor
F
Vejo os meus filhos, Não sei
A D C)
mais onde estou
(A D C)
O que eu queria, o que eu
sempre queria
Era conquistar a minha
autonomia
O que eu queria, o que eu
sempre quis
Era ser dono do meu nariz
(G C Bb)
Os pais São todos iguais
Prendem seus filhos na jaula
Os professores com seus lapis
cores
Te prendem na sala de aula
(A D C)
O que eu queria, o que eu
sempre queria
Era conquistar a minha
autonomia
O que eu queria, o que eu
sempre quis
Era ser dono do meu nariz
(G C Bb)
Ia pra rua, Mamãe atrás s
Ela não me deixava em paz
não aguentava o grupo escolar
Nem a prisão domiciliar
(A D C)
O que eu queria, o que eu
sempre queria
Era conquistar a minha
autonomia
O que eu queria, o que eu
sempre quis
Era ser dono do meu nariz
Bb
Mas o tempo foi passando
(A D C)
então eu ca¡ numa outra
armadilha
Me tornei prisioneiro da minha
própria família
Arranjei um emprego de
professor
F
Vejo os meus filhos, não sei
(A D C)
mais onde estou

As aventuras do guitarrista Gourmet atrás da refeição ideal

Titãs
Intro: A  E  A  E  A  E  A  E
A  E       A    E      B
A--trás da refeição ideal
A
Marcelo foi pro Nepal
E B
Comer iogurte com colher pau
B
Também foi pro Alaska
Peixe na brasa
Dentro do iglu
B   E       B
Navegou o Xingu
E B
Pra comer o angu
E B
Da índia tupi
E     A           E
Comeu tudo o que quis
A E
Marreco, perdiz.
A E
Sempre um aprendiz
A    E      A     E
Marcelinho, pão e vinho
A B
Guitarrista gourmet
Am E
Malandro sommelier
A  E       A    E      B
A--trás da refeição ideal
A
Na cordilheira central
E B
Uma receita contra todo mal
B
Marcelo pisou na lama
Carne de lhama
Experimentou
B    E        B
O inferno de Dante
E B
Foi mais distante
E B
Até Paris
E      A          E
Comeu tudo o que quis
A E
E dizem que assim
A E
Ele foi feliz
A    E      A     E
Marcelinho, pão e vinho
A B
Guitarrista gourmet
Am E
Malandro sommelier
A E A E
Marcelinho, pão e vinho
A B
Guitarrista gourmet
Am E
Malandro sommelier
E
Atrás da refeição ideal
Marcelo encontrou afinal
Uma receita contra todo mal
A    E      A     E
Marcelinho, pão e vinho
A B
Guitarrista gourmet
Am E
Malandro sommelier

Anjo exterminador

Titãs
(intro) A F#m E (3x) F#m
A              C#          A             C#
Hoje o ar vai nos faltar, dois mil anos vão passar
D E D E
Hoje a terra vai se abrir, hoje o mar vai recuar,
e te engolir
A F#m A
Hoje em nome de uma só verdade, vão riscar de fogo o
F#m
breu do céu
A F#m A
Hoje em nome de uma só vontade, vão cuspir no azul
F#m
do céu
A               C#         A                C#
Hoje o sol vai despencar, hoje as ruas vão parar
D E D E
O teu beijo me traiu, hoje os prédios vão rachar,
e cair
A F#m A
Hoje um cruzador americano, vai para no mar do
F#m
Arpoador
A F#m A F#m
Vai descer um gladiador romano, de um disco voador
                      D                       
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o seu
D
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o meu
D
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o seu
D
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o meu
(F#m A)2x (A F#m)2x
A            F#m     A           F#m
Tempestades vão cair, edifícios vão ruir
D E D E
Hoje o céu vai desabar, hoje as moscas vão parar
no lugar
A F#m A
Hoje em nome de uma só verdade, vão riscar de fogo o
F#m
breu do céu
A F#m A
Hoje em nome de uma só vontade, vão cuspir no azul
F#m
do céu
                      D
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o seu
D
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o meu
D
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o seu
D
(Em nome da liberdade) Em nome de um deus que não é
E
o meu
A                 F#m
Vão cair do céu de pára quedas
A F#m
Filmes, drogas e tanques de guerra
A F#m
Sete pragas para a nova era
A F#m
Dez minutos para o fim da terra
A F#m
Vão mandar um projétil humano
A F#m
Vão levar o Cristo Redentor
A F#m
Vão pedir a benção ao Vaticano
A F#m E A
Vão mandar o anjo exterminador

Amanhã não se sabe

Titãs
Tom: C  - Intr. ( C Dm )
C       Dm      C     Dm
Como as folhas, com o vento
C Dm C Dm
Até onde vai dar o firma..mento
G Em
Toda hora enquanto é tempo
Dm F ( C Dm )
Vivo aqui neste momento
C Dm C Dm
Hoje aqui, amanhã não se sabe
C Dm C Dm
Vivo agora antes que o dia acabe
G Em
Neste instante, nunca é tarde
Dm F C C7
Mal começou eu já estou com saudade
Dm F C
Me abraça, me aceita, (aaa)
C7
Me aceita assim meu amor
Dm F
Me abraça, me beija
C Bb9 Am D7
Me aceita assim como eu sou
F7+ Fm G7
Me deixa ser o que for
C Dm C Dm
Como as ondas com a maré
C Dm C Dm
Até onde não vai dar mais pé
G Em
Este instante tal qual é
Dm F (C Dm )
Vivo aqui e seja o que Deus quiser
C Dm C Dm
Hoje aqui não importa pra onde vamos
C Dm C Dm
Vivo agora, não tenho outros planos
G Em
É tão fácil viver sonhando
Dm F C C7
Enquanto isso a vida vai passando
Dm F C
Me abraça, me aceita, (aaa)
C7
Me aceita assim meu amor
Dm F
Me abraça, me beija
C Bb Am D7
Me aceita assim como eu sou
F7+ Fm G7
Me deixa ser o que for
Dm F C
Me abraça, me aceita, (aaa)
C7
Me aceita assim meu amor
Dm F
Me abraça, me beija
C Bb9 Am D7
Me aceita assim como eu sou
F7+ Fm (C Dm) C
Me deixa ser o que for.

Alma lavada

Titãs
Tom: G
Intr: (G C G C)
G
Lavo a alma
Lavo a alma bem lavada
Lavo a alma
C
Lavo com omo total
G
Lavo a alma
Lavo a alma bem lavada
Lavo a alma
C
Escovo e passo fio dental
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B G C
Enxugo e passo talco de neném
G
Quero a alma
Quero a alma renovada
Lavo a alma
C
Lavo e esfrego com varsol
G
Quero a alma
Quero a alma renovada
Lavo a alma
C
Lavo e seco no varal
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B
Enxugo e passo a ferro muito bem
D C Bm Am G D C Bm Am G
Alma la_va_da, alma la_va_da
G D
Dessa vida não se leva nada
G D (G C G C)
Dessa vida não se leva nada
G
Lavo a alma
Lavo a alma bem lavada
Lavo a alma
C
Lavo com sabão em pó
G
Lavo a alma
Lavo a alma bem lavada
Lavo a alma
C
Lavo e esfrego sem ter dó
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B G C
Enxugo e passo talco de neném
G
Quero a alma
Quero a alma bem lavada
Lavo a alma
C
Lavo e passo pinho sol
G
Quero a alma
Quero a alma renovada
Lavo a alma
C
Lavo e seco no quintal
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B Bb a
Enxáguo, esfrego
B
Enxugo e passo a ferro muito bem
D C Bm Am G D C Bm Am G
Alma la_va_da, alma la_va_da
G D
Dessa vida não se leva nada
G D (G C G C)G
Dessa vida não se leva nada

A verdadeira Mary Poppins

Titãs
Intro: (F# G F# E  F# G F# E C B) B
(F# G F# E F# G F# E C B)
        (F# G F# E  F# G F# E C B)
Do que é que vocês estão rindo?,
o que é que vocês estão olhando?
Do que é que vocês estão rindo?,
o que é que vocês estão falando?
(E F# G F#)
Eu sei que estou fedendo, eu sei que estou apodrecendo
Eu sei que estou fedendo, eu sei que estou apodrecendo
(B C B C B C D)
Eu sou o rei Salomão, eu sou John Kennedy
Eu sou Raul Seixas, eu sou Jimi Hendrix
(F# G F# E  F# G F# E C B)
Mesmo que ninguém escute, Mesmo que ninguém ouça
Mesmo que ninguém acredite No que sai da minha boca


(B C B C B C D)
Eu sou o verdadeiro Bruce Lee,
eu sou o verdadeiro Boby Marley
Eu sou o verdadeiro Peter Sellers,
eu sou a verdadeira Mary Poppins
(E F# G F#)
Eu sei que estou fedendo, eu sei que estou apodrecendo
Eu sei que estou fedendo, eu sei que estou apodrecendo
(E F# G F#)
(B C B C B C D)
Eu sou o rei Salomão, eu sou John Kennedy
Eu sou Raul Seixas, eu sou Jimi Hendrix
Eu sou o verdadeiro Bruce Lee,
eu sou o verdadeiro Boby Marley
Eu sou o verdadeiro Peter Sellers,
eu sou a verdadeira Mary Poppins
(E F# G F#)
Eu sei que estou fedendo, eu sei que estou apodrecendo
Eu sei que estou fedendo, eu sei que estou apodrecendo
(F# G F# E  F# G F# E C B)B

A melhor forma

Titãs
Introdução: G D C D G D C D
   G                      D
A melhor forma de esquecer
C D
É dar tempo ao tempo
G D
A melhor forma de curar o vício
C D
É no início
G D
A melhor forma de escolher
C D
É provar o gosto
G D
A melhor forma de chorar
C D
É cobrindo o rosto
Em
Evitar as rugas
C D
É não olhar no espelho
Em
Esvaziar o revólver
C D
É puxar o gatilho
G D
A melhor forma de esconder as lágrimas
C D
É na escuridão
G D
A melhor forma de enxergar no escuro
C D
É com as mãos
   G             D  
As idéias estão no chão
C D
Você tropeça e acha a solução
   Em
Acabar com a dor
C D
É tomar um analgésico
Em
Matar a saudade
C D
É não olhar pra trás
G D
A melhor forma de manter-se jovem
C D
É esconder a idade
G D
A melhor forma de fugir
C D
É a toda velocidade
   G            D
As idéias estão no chão
C D
Você tropeça e acha a solução

A melhor banda de todos os tempos da última semana

Titãs
Tom: D
Intro: G A D Bm G A D:- G:- D
Solo: D# F A# A#7 G# A# D# - G# - D#
                  D
Quinze minutos de fama
Em A
Mas um pros comerciais
A7 G
Quinze minutos de fama
A D:- G:- D
Depois descanse em paz
D
O gênio da última hora
E A
É o idiota do ano seguinte
A7 G
O último novo-rico
A D:- G:- D
É o mais novo pedinte
D A
A melhor banda de todos os tempos da última semana
Em F#m - A D G:- D
O melhor disco brasileiro de música americana
D A
O melhor disco dos últimos anos de sucessos do passado
Em F#m - A D
O maior sucesso de todos os tempos entre os dez maiores
G:- D
fracassos
G
Não importa contradição
A
O que importa é televisão
D Bm
Dizem que não há nada que você não se acostume
G A D:- G:- D
Cala a boca e aumenta o volume então
D
As músicas mais pedidas
Em A
Os discos que vendem mais
A7 G
As novidades antigas
A D:- G:- D
Na páginas do jornais
D
Um idiota em inglês
Em A
Se é um idiota, é bem menos que nós
A7 G
Um idiota em inglês
A D:- G:- D
É bem melhor do que eu e vocês
      D                              A
A melhor banda de todos os tempos da última semana
Em F#m - A D G:- D
O melhor disco brasileiro de música americana
D A
O melhor disco dos últimos anos de sucessos do passado
Em F#m - A D
O maior sucesso de todos os tempos entre os dez maiores
G:- D
fracassos
G
Não importa contradição
A
O que importa é televisão
D Bm
Dizem que não há nada que você não se acostume
G A D:- G:- D
Cala a boca e aumenta o volume então
Solo (o mesmo da intro)
                      D#
Os bons meninos de hoje
Fm A#
Eram os rebeldes da outra estação
A#7 G#
O ilustre desconhecido
A# D# - G# - D#
É o novo ídolo do próximo verão
D# A#
A melhor banda de todos os tempos da última semana
Fm Gm - A# D# G# - D#
O melhor disco brasileiro de música americana
D# A#
O melhor disco dos últimos anos de sucessos do passado
Fm Gm A# D#
O maior sucesso de todos os tempos entre os dez maiores
G# - D#
fracassos
G#  G# - D#  G#  G# - D#  G#  G# - D#