terça-feira, 28 de novembro de 2006

Querem acabar comigo

Titãs
Introdução: G7+ Am7 D7 G7+ Am7 D7 


Am D7
Querem acabar comigo
Am7 D7
Nem eu mesmo sei porque
G7+ Am7
Enquanto eu tiver você aqui
G7+ Am7
Ninguém poderá me destruir


Am D7
Querem acabar comigo
Am7 D7
Isso eu não vou deixar
G7+ Am7
Me abrace assim, me olhe assim
G7+ Am7
Não vá ficar longe de mim


G D C Am7 D7
Pois enquanto eu tiver você comigo
G D C Am D7
Sou mais forte para mim não há perigo

Am7 D7
Você está aqui,
Am7 D7
E eu estou também
Am7 D7
E com você eu temo ninguém

G7+ Am7
Você sabe bem de onde eu venho
G7+ Am7
E no coração o que tenho
G
Tenho muito amor
D C Am7 D7
E é só o que interessa
G
Fique sempre aqui
D C Am7 D7
Pois a verdade é essa.

Qualquer negócio

Titãs
Intro: E A (4x)
E          A                    E
Está ao alcance das mãos-experimente
A E
Como é antigo o passado recente
A E
Dentro de mais alguns instantes
A E
De novo tudo igual ao que era antes
Repete Intro 2x
B                 A                  B
Sem conservantes, cem por cento natural
A B
Cada um é seu próprio animal
A B
Troque a armação e leve grátis as lentes
A E
O que os olhos não vêem o coração não sente
A E
O sexo do homem que é mulher
A E
Até mesmo o que você não quer
A E
O espírito santo está na sua tevê
A E
O pior cego é aquele que não quer ver
Repete intro 2x
B          A             B
Compra-se tudo, tudo se vende
A B
É conversando que a gente se entende
A B
Você pode ser a namorada do Brasil
A E
De novo pra você o que você nunca viu




( E D ) (2X)
E           D      E               D
E antes de ir, doe aqui o seu coração
E D E D
Guarde o que tem agora para a próxima encarnação
(B B B B A A A A)
Morreram Sérgio de Britto Álvares Affonso
e Charles de Souza Gavin
Desaparecido Paulo Roberto de Souza Miklos,
desde sábado de manhã
INTRO 2X
E           A                   E
Dentro de apenas mais alguns segundos
A E
Pra você, agora sim, um novo mundo
A E
A estátua da Nossa Senhora que chora
A B
Estamos abertos vinte e quatro horas
A B
Para crianças, jovens e adultos
A B
A nossa mais nova linha de produtos
A B
Os cavaleiros do zodíaco estão aqui
A E
O sorriso do homem que não sorri
A E
Divirta-se, você é o que você come
A E
Aqui é o paraiso para mulheres e homens
A E
E antes que mais um dia acabe
A B
De novo pra você tudo como já se sabe
A B
Dinheiro é bom, dinheiro é bom até assim
A B
Ainda é muito bom mesmo quando é ruim
A B
Se você não provou, um dia ainda vai provar
A B
É fácil dizer, difícil é acreditar
(E D) (2X)
E              D                 E              D
E quem é que quer ver as coisas como realmente são?
E D E
Sempre tem alguma farmácia que fica aberta de
D
plantão
(B B B B A A A A)
Internados Joaquim Claudio Corrêia de Mello Junior
e José Fernando Gomes dos Reis
Detidos Antonio Carlos Liberalli Bellotto e Marcelo
Fromer, desde o último dia seis
E
Libertado Arnaldo Augusto Nora Antunes Filho,
poeta e compositor
Que havia sido sequestrado ao sair de um baile funk
do morro chapéu
mangueira na zona sul no Rio de Janeiro

Provas de amor

Titãs
___1ª estrofe___
G5
Acabo de te trair

Em pensamento
C C/B Am7
Não deixo você ouvir
C/B C9 C#º C/D
O que te traz sofrimento
C C/B Am7
Acabo de me trair
G5
O que é que eu estou dizendo ?
G5
Se é amor tem desencontros
Amar também um contra o outro
C9 C9/B Am7 C9/G C9/E C9/G
E lutar sempre por esse amor
C9 C9/B C9 C#º C9/D
Que morre e reascende
G5
Melhor
----------(REFRAO)-----------
C9
Existem provas de amor
Provas de amor apenas
Provas de amor
G5
Não existe o amor
C9
Não existe o amor
Não existe o amor não existe
O amor
G5
Apenas provas de amor

___2ª estrofe
(harmonia igual a 1ª - seguindo a letra)
Acabo de me separar
Sem fazer alarde
Te ligo quando chegar lá
E te escondo a verdade
Nós vamos nos reconciliar
E você nem sabe
Se é amor tem
Desencontros
Amar também
Um contra o outro
E lutar sempre
Por esse amor
Que morre e reascende
E não tem fim
Combinamos
Destruir mas
Sempre estamos
Enganados
Vendo-o ressurgir
É você que eu amo
Existem provas de amor
Provas de amor apenas
Provas de amor
Não existe o amor
Não existe o amor
Não existe o amor não existe
O amor
C9 G5

Apenas provas de amor

Prá dizer adeus

Titãs
Introdução: G
   D       C   D     C
Você apareceu do nada
G D C G
E você mexeu demais comigo
G D C G
Não quero ser só mais um amigo
D C D C
Você nunca me viu sozinho
G D C G
E você nunca me ouviu chorar
G D C G C D
Não dá pra imaginar quanto
   G       B7       C
É cedo ou tarde demais
G D C G
Pra dizer adeus, pra dizer jamais
G B7 C
É cedo ou tarde demais
G D C G
Pra dizer adeus, pra dizer jamais
    D       C       D     C
Às vezes fico assim pensando
G D C G
Essa distância é tão ruim
G D C G
Por que você não vem pra mim
D C D C
Eu já fiquei tão mal sozinho
G D C G
Eu já tentei, eu quis chamar
G D C G C D
Não dá pra imaginar quanto

Porrada

Titãs
Tom: G
Intro: (G5 E5 G5 E5 F5 G5)
      G5      E5
Nota dez para as meninas da torcida adversária
G5 E5
Parabéns aos acadêmicos da associação
G5 E5
Saudações para os formandos da cadeira de direito
G5 E5
A todas as senhoras muita consideração.
    G5        E5
Porrada! Nos caras que não fazem nada.
G5 E5
Porrada! Porrada! Nos caras que não fazem nada.
(A)
Medalinhas para o presidente
Condecorações aos veteranos
Bonificações para os bancários
Congratulações para os banqueiros

    G5        E5
Porrada! Nos caras que não fazem nada.
G5 E5
Porrada! Porrada! Nos caras que não fazem nada.
G5   E5
Distribuição de panfletos
G5 E5
Reivindicação dos direitos
G5 E5
Associação de pais e mestres
G5 E5
Proliferação das pestes
    G5        E5
Porrada! Nos caras que não fazem nada.
G5 E5
Porrada! Porrada! Nos caras que não fazem nada.

Polícia

Titãs
(B  D  A)
Dizem que ela existe pra ajudar
Dizem que ela existe pra proteger
Eu sei que ela pode te parar
Eu sei que ela pode te prender
2 vezes ->   B             A
Polícia! Para quem precisa?
B D A
Polícia! Para quem precisa de polícia?
 (B  D  A)
Dizem pra você obedecer
Dizem pra você responder
Dizem pra você cooperar
Dizem pra você respeitar
2 vezes ->   B             A
Polícia! Para quem precisa?
B D A
Polícia! Para quem precisa de polícia?

Pelo avesso

Titãs
e--------------------------
B--------------------------
G--------------------------
D--------------------------
A----7-7-7-4-2-4-7-7-7-9-7-
E--------------------------

E
Vamos deixar que entrem
Que invadam o seu lar
Pedir que quebrem
Que acabem com seu bem-estar
Vamos pedir que quebrem
O que eu construi pra mim
Que joguem lixo
Que destruam o meu jardim
F#m
Eu quero o mesmo inferno
                                      A
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
E
Eu quero a mesma humilhação - a falta de futuro
E
Vamos deixar que entrem
Que invadam o meu quintal
Que sujem a casa
E rasguem as roupas no varal
Vamos pedir que quebrem
Sua sala de jantar
Que quebrem os móveis
E queimem tudo o que restar
F#m
Eu quero o mesmo inferno
A
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
E
Eu quero a mesma humilhação - a falta de futuro
F#m
Eu quero o mesmo inferno
A
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
E
O mesmo desespero
F#m
Vamos deixar que entrem
Bm
Como uma interrogação
F#m
Até os inocentes
Bm
Aqui já não tem perdão
F#m
Vamos pedir que quebrem
Bm
Destruir qualquer certeza
F#m
Até o que é mesmo belo
A
Aqui já não tem beleza
E
Vamos deixar que entrem
E fiquem com o que você tem
Até o que é de todos
Já não é de ninguém
Pedir que quebrem
Mendigar pelas esquinas
Até o que é novo
Já esta em ruinas
Vamos deixar que entrem
Nada é como você pensa
Pedir que sentem
Aos que entraram sem licença
Pedir que quebrem
Que derrubem o meu muro
Atrás de tantas cercas
Quem é que pode estar seguro?
F#m
Eu quero o mesmo inferno
A
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
E
Eu quero a mesma humilhação - a falta de futuro
F#m
Eu quero o mesmo inferno
A
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
E
O mesmo desespero

A mesma humilhação

Palavras

Titãs
Intro: (B9  A9)
(B9  A9)
Palavras não são más Palavras não são quentes
Palavras são iguais Sendo diferentes
(E  E4  E  E9/4)
Palavras não são frias Palavras não são boas
Os números pra os dias E os nomes pra as pessoas
(B9  A9)
Palavra eu preciso Preciso com urgência
Palavras que se usem em caso de emergência
Dizer o que se sente Cumprir uma sentença
Palavras que se diz Se diz e não se pensa
(B9   A9)
Palavras não têm cor Palavras não têm culpa
Palavras de amor Pra pedir desculpas
(E  E4  E  E9/4)
Palavras doentias Páginas rasgadas
Palavras não se curam Certas ou erradas
(B9  A9)
Palavras são sombras As sombras viram jogos
Palavras pra brincar Brinquedos quebram logo
(B9  A9)
Palavras pra esquecer Versos que repito
Palavras pra dizer De novo o que foi dito (2x)
B9     A9     E      E4
Todas as folhas em branco Todos os livros fechados
B9 A9 E E9/4
Tudo com todas as letras Nada de novo debaixo do sol

Os cegos do castelo

Titãs
Intro: C Fm6
C       C5+/9            C      Fm13/C
Eu não quero mais mentir
C C5+/9 C Fm13/C
Usar espinhos que só causam dor
C C5+/9 C Fm13/C
Eu não enxergo mais o inferno que me atraiu
C C5+/9 Am7 Am6
Dos cegos do castelo me despeço e vou
F
A pé até encontrar
Fm
Um caminho, o lugar
(C C5+/9)
Pro que eu sou
C C5+/9 C C5+/9
Eu não quero mais dormir
C C5+/9 C C5+/9
De olhos abertos me esquenta o sol
C C5+/9 C C5+/9
Eu não espero que um revólver venha explodir
C Fm6 Am7 Am6
Na minha testa se anunciou
F
A pé a fé devagar
Fm
Foge o destino do azar
C C5+/9
Que restou
C C5+/9 C C5+/9
E se você puder me olhar
C C5+/9 C C5+/9
E se você quiser me achar
C Bb G
E se você trouxer o seu lar
C F
Eu vou cuidar, eu cuidarei dele
Bb
Eu vou cuidar
C
Do seu jardim
F
Eu vou cuidar, eu cuidarei muito bem dele
Bb
Eu vou cuidar
Dm
Eu cuidarei do seu jantar
F C
Do céu e do mar, e de você e de mim.

Obrigado

Titãs
A
Obrigado
B
de nada
A
Obrigado
B
a nada (2X)
A       B
Obrigado
A B
de nada
A B
Obrigado
A B
a nada