domingo, 22 de julho de 2007

O neguinho e a senhorita

Noel Rosa de Oliveira
O “Noel” e o “Rosa” do Noel Rosa de Oliveira fazem parte de seu nome verdadeiro, não sendo, como poderia parecer, uma homenagem a Noel Rosa. Também compositor, esse outro Noel pertence ao morro do Salgueiro, onde nasceu em 15 de julho de 1920, quando o xará de Vila Isabel tinha apenas nove anos. Aliás, ali nasceu, viveu e aprendeu, pois foi o Salgueiro que lhe deu notoriedade.

Embora com um sucesso no carnaval de 49 (“Falam de Mim”), ele realmente só se projetaria fazendo para os Acadêmicos do Salgueiro sambas-enredo como “Quilombo dos Palmares” (com Nescarzinho e Valter Moreira, em 60) e “Chica da Silva” (com Nescarzinho, em 63). Esses dois sambas abriram-lhe as portas da mídia, dando-lhe oportunidade de aparecer e gravar suas músicas, entre as quais “O Neguinho e a Senhorita”, a primeira a levá-lo às paradas, cantada por Noite Ilustrada.

Uma composição ingênua, este samba descreve o romance do Neguinho com a filha da madame” (“O Neguinho gostou da filha da madame / que nós tratamos de Sinhá”), um caso de preconceito racial leve, com final feliz, pois, à revelia de madame, “senhorita foi morar lá na colina com o Neguinho que é compositor”, e até acabou se tornando “rainha da escola”.

Noel Rosa de Oliveira, que morreu em 18.3.88, emplacou novo sucesso na trilha do “Neguinho”, a batucada “Vem Chegando a Madrugada” (com Zuzuca), desta vez na voz de Jair Rodrigues (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

O neguinho e a senhorita - (samba, 1965), Noel Rosa de Oliveira e Abelardo Silva - Interpretação: Noite Ilustrada

LP Caminhando / Título da música: O neguinho e a senhorita / Noel Rosa de Oliveira (Compositor) / Abelardo da Silva (Compositor) / Noite Ilustrada (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1965 / Álbum: P-632.754-L / Lado A / Faixa 3 / Gênero musical: Samba.

E 
O Neguinho gostou da filha da Madame 
    C#7              F#m 
Que nós tratamos de sinhá  
    B7                                              
Senhorita também gostou do Neguinho                                                                    
Mas o Neguinho não tem dinheiro pra  
  E 
Gastar  
                 C#7                               
A Madame tem preconceito de cor                  
          F#m  
Não pôde evitar esse amor 
     A         B7           E       
Senhorita foi morar lá na Colina 
         F#m       B7    E           
Com o Neguinho que é compósito 
    A           B7          E       
Senhorita foi morar lá na Colina 
         F#m       B7    E           
Com o Neguinho que é compósito 
O Neguinho gostou da filha da Madame 
          C#7        F#m 
Que nós tratamos de sinhá  
    B7                                              
Senhorita também gostou do Neguinho    
                                    
Mas o Neguinho não tem dinheiro pra  
  E 
Gastar  
                C#7                                 
A Madame tem preconceito de cor                        
          F#m  
Não pôde evitar esse amor 
    A           B7          E       
Senhorita foi morar lá na Colina 
         F#m       B7    E           
Com o Neguinho que é compósito 
    A           B7          E       
Senhorita foi morar lá na Colina 
         F#m       B7    E           
Com o Neguinho que é compósito  
   F#m               B7        E     
Senhorita ficou com nome na história 
       G#              C#m      
E agora é a rainha da escola 
            A           Am              
Gostou do samba e hoje vive muito  
 E 
Bem 
     F#m          B7     E         
Ela devia nascer pobre também 
            A           Am             
Gostou do samba e hoje vive muito  
 E 
Bem 
     F#m          B7     E         
Ela devia nascer pobre também 

Sucessos de 1965

1859 1866 1880 1901 1902 1903 1904 1905 1906 1907 1908 1909 1910 1911 1912 1913 1914 1915 1916 1917 1918 1919 1920 1921 1922 1923 1924 1925 1926 1927 1928 1929 1930 1931 1932 1933 1934 1935 1936 1937 1938 1939 1940 1941 1942 1943 1944 1945 1946 1947 1948 1949 1950 1951 1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1968 1969 1970 1971 1972 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 1980 1981 1982 1983 1984 1985

1965

A garota do baile, Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Acender as velas (samba), Zé Keti
Arrastão, Edu Lobo e Vinícius de Moraes
Carcará, João do Vale e José Cândido
Das rosas, Dorival Caymmi
Eu preciso aprender a ser só, Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle
Festa de arromba, Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Festa do Bolinha, Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Folhas no ar (samba), Elton Medeiros e Hermínio Bello de Carvalho
Garota moderna, Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Gatinha manhosa, Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Joga a chave, meu amor (marcha/carnaval), João Roberto Kelly e J. Rui
Malvadeza Durão (samba), Zé Keti
Mascarada (samba), Zé Keti e Elton Medeiros
Mexericos da Candinha, Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Minha namorada, Carlos Lyra e Vinícius de Moraes
Minhas madrugadas (samba), Paulinho da Viola e Candeia
Mulata iê iê iê (marcha/carnaval), João Roberto Kelly
Não me esquecerás, Oto Borges
Não quero ver você triste, Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Nunca mais brigarei contigo (bolero), Elias Soares e Sebastião Rodrigues
O neguinho e a senhorita (samba), Noel Rosa de Oliveira e Abelardo Silva
O trovador (marcha-rancho), Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Opinião (samba), Zé Keti
Os cinco bailes da história do Rio, Silas de Oliveira, Bacalhau e Dona Ivone Lara
Parei olhei, Rossini Pinto
Pau de arara, Carlos Lyra e Vinícius de Moraes
Pedro Pedreiro (samba), Chico Buarque
Primavera, Carlos Lyra e Vinícius de Moraes
Quero que vá tudo para o inferno, Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Rancho da Praça Onze (marcha-rancho), João Roberto Kelly e Chico Anísio
Reza, Edu Lobo e Rui Guerra
Rosa de ouro, Elton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho
Samba de verão, Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle
Saravá (samba/carnaval), Carvalhinho, Jorge Silva e Zilda do Zé
Sentimental demais, Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Sinfonia da mata, Adelino Moreira
Terra de ninguém, Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle
Trem das onze (samba), Adoniran Barbosa
Um par de alianças (bolero), Leonel Cruz e Gentil Gilberto

Músicas estrangeiras de sucesso no Brasil:

Abbracciami forte, Mogol e Donida
Amore, scusami, Pallavicini e Mescoli
A casa d'Irene, Maresca e Pagani
Don’t Let them Love (Querida), C. Garret e C. Howard
Eight Days a Week, John Lennon e Paul McCartney
Fais Attention (Preste Atenção), Jean Loup Chauby e Bob Du Pac
Fallaste corazón (Falhaste coração)”, Cuco Sanchez
A Hard Day’s Night, John Lennon e Paul McCartney
Help, John Lennon e Paul McCartney
The House of the Rising Sun, Alan Price
Io che non vivo (Senza te), Pino Donaggio e Vito Pallavicini
Ma Vie, Alain Barriere
Michael (Row the Boat Ashore), David Fisher
Ol’Man Mose (História de um Homem Mau)”, Armstrong e Randolph
Que c'est triste Venise, F. Dorin e Charles Aznavour
Red Roses for a Blue Lady, Sid Tepper e Ray Brodsky (lançado em 1948)
Sabor a mí, Alvaro Carrillo
Se Piangi, se Ridi, Mogol, Marchetti e Satti
Shame and Scandal in Family, Donaldson e Brown
Theme from Zorba the Greek, Mikis Theodorakis
The Wanderer (Lobo Mau)”, Ernest Maresca

Cronologia:

28.01: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Marino Pinto.

15.02: Morre em Santa Mônica (Califórnia, EUA) o cantor/pianista Nat King Cole.

01.03: É comemorado o IV Centenário da cidade do Rio de Janeiro.

18.03: Estréia no Teatro do Jovem, no Rio de Janeiro, o espetáculo “Rosa de Ouro”, de de Hermínio Bello de Carvalho, com Clementina de Jesus, Araci Cortes e vários compositores ligados às escolas de samba.

04: Realiza-se o I Festival de Música Popular Brasileira, promovido pela TV Excelsior (Rio de Janeiro e São Paulo) e vencido pela composição Arrastão, de Edu Lobo e Vinícius de Moraes, cantada por Elis Regina.

26.04: É inaugurada a TV Globo do Rio de Janeiro.

01.05: Estréia no Teatro de Arena de São Paulo a peça “Arena Conta Zumbi”, de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri, música de Edu Lobo, com o próprio Guarnieri, Lima Duarte e grande elenco.

02.05: O “Pássaro Madrugador”, satélite americano para comunicação comercial, é utilizado pela primeira vez para a transmissão de programas de televisão.

19.05: Estréia na TV Record de São Paulo o programa “O Fino da Bossa”, apresentado por Elis Regina e Jair Rodrigues.

28.07: Nasce em Salvador (BA) a cantora/compositora Daniela Mercury (Daniela Mercury de Almeida Póvoas).

16.08: É transmitido diretamente do ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, o capítulo final da telenovela “O Direito de Nascer”.

22.08: Estréia na TV Record de São Paulo o programa “Jovem Guarda”, comandado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléia.

03.09: É inaugurado o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro.

03.10: Nasce em Porto Alegre (RS) a cantora/compositora Adriana Calcanhoto.

27.10: É promulgado pelo presidente Castelo Branco o Ato Institucional n° 2, que extingue os partidos políticos existentes e cria o sistema do bi-partidarismo.

13.11: É instituído o Cruzeiro Novo, nova moeda que equivaleria a mil cruzeiros antigos.

12: Estréia no Teatro de Arena, no Rio de Janeiro, o espetáculo “Samba Pede Passagem”, de Oduvaldo Viana Filho e Armando Costa, com Araci de Almeida, Ismael Silva e a participação do MPB-4.

Deixa isso pra lá


O samba “Deixa Isso pra Lá”, que tornou conhecido Jair Rodrigues, tem apenas uma metade cantada, sendo a outra falada. Por isso era “música para ser vista”, pois ao recitar sua primeira parte — “Deixa que digam / que pensem / que falem / deixa isso pra lá / vem pra cá / o que é que tem / eu não estou fazendo nada / você também...” — Jair aproximava-se da platéia gingando e gesticulando com a mão direita espalmada. Esta encenação, um tanto maliciosa, foi a razão do sucesso.

Musicalmente inexpressivo, “Deixa Isso pra Lá” é, pode-se dizer, um rap precursor em ritmo de samba (A Canção no Tempo - Vol. 2 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34).

Deixa isso pra lá(samba, 1964) - Alberto Paz e Edson Menezes

LP Vou de Samba Com Você / Título da música: Deixa isso pra lá / Alberto Paz (Compositor) / Edson Menezes (Compositor) / Jair Rodrigues (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1964 / Álbum: P-632.717-L / Lado B / Faixa 1 / Gênero musical: Samba.

G7M
Deixa que digam 
        C7/9
Que pensem 
  
Que falem 
 G7M
 deixa isso pralá 
          C7/9
 vem pra cá 
  
O que que tem 
           G7M
 eu não estou fazendo nada 
C7/9
 você tambem 
   G7M
 faz mal bater um papo 
            C7/9
 assim gostoso com alguem ? 
  
C#m7/5-    Cm6
 vai,vai,por mim 
              G/B           Bbº
Balanço de amor,é assim 
                            Am              Ab7M
 mãozinhas com mãozinhas pra lá 
                        G7M         C7/9
 beijinhos com beijinhos pra cá 
 C#m7/5-    Cm6
 vem balançar 
                  G/B           Bbº
Amor é balanceiro meu bem 
                     Am               Ab7M
 só vai no meu balanço que tem 
                 G7M
 carinho pra dar

Sucessos de 1964

1859 1866 1880 1901 1902 1903 1904 1905 1906 1907 1908 1909 1910 1911 1912 1913 1914 1915 1916 1917 1918 1919 1920 1921 1922 1923 1924 1925 1926 1927 1928 1929 1930 1931 1932 1933 1934 1935 1936 1937 1938 1939 1940 1941 1942 1943 1944 1945 1946 1947 1948 1949 1950 1951 1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1968 1969 1970 1971 1972 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 1980 1981 1982 1983 1984 1985

1964

A índia vai ter neném (marcha/carnaval), Haroldo Lobo e Milton de Oliveira
Amigo, palavra fácil (samba), Jorge de Castro e Verinha Falcão
Aquarela brasileira (samba-enredo/carnaval), Silas de Oliveira
Beijo gelado (bolero), Rubens Machado
Berimbau (samba), Baden Powell e Vinícius de Moraes
Bicho do mato (samba), Jorge Ben
Bigorrilho (samba-coco/carnaval), Paquito, Romeu Gentil e Sebastião Gomes
Cabeleira do Zezé (marcha/carnaval), João Roberto Kelly e Roberto Faissal
Cansei de pedir (bolero), Nuno Soares
Consolação (samba), Baden Powell e Vinícius de Moraes
Deixa isso pra lá (samba), Alberto Paz e Edson Menezes
Diz que eu fui por aí (samba) Zé Keti e Hortênsio Rocha
É fácil ser feliz (samba), Fernando César e Aloísio Silva Araújo
É proibido fumar (rock), Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Formosa (samba), Baden Powell e Vinícius de Moraes
Inútil paisagem, Tom Jobim e Aloysio de Oliveira
Lado a lado (bolero), Jerônimo Bragança e Nóbrega de Souza
Luz negra (samba), Nelson Cavaquinho e Amâncio Cardoso
Marcha da cegonha (marcha/carnaval), José Messias
Marcha do remador (marcha/carnaval), Antônio Almeida e Oldemar Magalhães
Matriz ou filial (samba-canção), Lúcio Cardim
Nanã, Moacir Santos e Mário Teles
O menino das laranjas, Theo de Barros
O sol nascerá (samba), Cartola e Elton Medeiros
Minha história de amor (*), José Messias
Que queres tu de mim (bolero), Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Rua Augusta, Hervé Cordovil
Serenata da chuva, Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Somente uma saudade, Hélio Justo e Daisy Justo
Telefone (samba), Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli

(*) Em meados dos anos sessenta, as gravadoras deixaram de informar o gênero das composições nos rótulos dos discos.

Músicas estrangeiras de sucesso no Brasil:

America, Leonard Bernstein
La bamba, Tema popular
Can’t Buy Me Love, John Lennon e Paul McCartney
Dominique, Soeur Sourire
Encadenados (Acorrentados), Carlos A. Briz
The Hully Gully, Smith e Goldsmith
I Want to Hold Your Hand, John Lennon e Paul McCartney
If I Had a Hammer (Datemi un Martello), Lee Hays e Pete Seeger
Io che amo solo te, Sergio Endrigo
Una lacrima sul viso, Lunero e Mogol
My Boy Lollipop, Morris Levy e Johnny Roberts
Road Hog (O Calhambeque), Loudermilk e Gwen
Scrivi, Ross e Rich
She Loves You, John Lennon e Paul McCartney
Twist and Shout, Bert Russeli e Phil Medley

Cronologia:

07.01: É promulgada a lei n°488, que torna a marcha Cidade maravilhosa, de André Filho, hino oficial do Estado da Guanabara.

31.01: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Getúlio Marinho.

09.02: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Ary Barroso.

18.02: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o arranjador/compositor Vicente Paiva.

19.02: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Zeca Ivo (José Ivo da Costa).

25.02: Cassius Clay ganha o título de Campeão Mundial de Boxe, categoria peso pesado, ao derrotar em Miami (Florida, EUA) Sonny Liston.

10.03: A estilista inglesa Mary Quant lança a moda da minissaia.

13.03: Estréia no Rio de Janeiro o filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de Glauber Rocha.

31.03: Inicia-se em Minas Gerais um movimento militar contra o governo João Goulart.

02.04: João Goulart deixa a presidência e viaja para o Uruguai, onde pede refúgio político. Ranieri Mazzilli, presidente da Câmara dos Deputados, assume interinamente a presidência da República.

15.04: O marechal Humberto de Castelo Branco assume a presidência da República.

15.05: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Armando Cavalcanti.

27.09: Morre em Natal (RN) o compositor Hianto de Almeida.

10 a 24.10: Realizam-se em Tóquio (Japão) os XVIII Jogos Olímpicos da Era Moderna.

15.10: Nikita Khruschev é derrubado do poder na URSS, sendo substituído por Leonid Brezhnev (como secretário do Partido Comunista) e Alexei Kossigin (como primeiro- ministro). Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor/jornalista Antônio Maria. Morre em Santa Mônica (Califórnia, EUA) o compositor Cole Porter.

28.10: Nasce em Niterói (RJ) a cantora/compositora Zélia Duncan.

23.11: Nasce em Salvador (BA) o compositor/cantor Carlinhos Brown.

10.12: Estréia no Rio de Janeiro (RJ) o show “Opinião”, de Oduvaldo Viana Filho, Paulo Pontes, Armando Costa e Ferreira Gullar, com Nara Leão, Zé Keti e João do Vale.

Sucessos de 1963

1859 1866 1880 1901 1902 1903 1904 1905 1906 1907 1908 1909 1910 1911 1912 1913 1914 1915 1916 1917 1918 1919 1920 1921 1922 1923 1924 1925 1926 1927 1928 1929 1930 1931 1932 1933 1934 1935 1936 1937 1938 1939 1940 1941 1942 1943 1944 1945 1946 1947 1948 1949 1950 1951 1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1968 1969 1970 1971 1972 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 1980 1981 1982 1983 1984 1985

1963

A lua é camarada (marcha/carnaval), Klécius Caldas e Armando Cavalcanti
Amor sincero (bolero), Silvinho e Roberto Muniz
Ave Maria dos namorados (samba-canção), Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Balanço Zona Sul (samba), Tito Madi
Baby, meu bem (rock), Hélio Justo e Tito Santos
Bolinha de sabão (samba), Adilson Azevedo e Orlandivo
Chica da Silva (samba-enredo/carnaval), Anescar e Noel Rosa de Oliveira
Chove chuva (samba), Jorge Ben
Deixa (samba), Baden Powell e Vinícius de Moraes
Ela é carioca (samba), Tom Jobim e Vinícius de Moraes
Enigma (samba-canção), Adelino Moreira
Esta noite eu queria que o mundo acabasse (bolero), Silvinho
Eu agora sou feliz (samba/carnaval), Mestre Gato e Jamelão
Foi assim (samba-canção), Lupicínio Rodrigues
Garota de Ipanema (samba), Tom Jobim e Vinícius de Moraes
Marcha da quarta-feira de cinzas (marcha-rancho), Carlos Lyra e Vinícius de Moraes
Mas que nada (samba), Jorge Ben
Mulher (bolero), Getúlio Macedo
O morro não tem vez (samba), Tom Jobim e Vinícius de Moraes
O que eu gosto de você (samba), Sílvio César e Ed Lincoln
Parei na contramão (rock), Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Piedosa mentira (tango), Adelino Moreira
Pó-de-mico (marcha/carnaval) - Haroldo Lobo e Milton de Oliveira
Por causa de você menina (samba), Jorge Ben
Quem tudo quer nada tem (bolero), Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Rio (samba), Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli
Samba do avião (samba), Tom Jobim
Samba em prelúdio (samba-canção), Baden Powell e Vinícius de Moraes
Só danço samba (samba), Tom Jobim e Vinícius de Moraes
Sonhar contigo (bolero), Adilson Ramos e Armelindo Leandro
Tem bobo pra tudo (samba), Manoel Brigadeiro e João Correia da Silva
Triste e abandonado (balada), Hélio Justo e Erly Muniz
Tudo de mim (bolero), Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Twist no carnaval (marcha/carnaval), João de Barro
Zé da Conceição (samba), João Roberto Kelly
Uirapuru (toada), Murilo Latini e Jacobina

Músicas estrangeiras de sucesso no Brasil:

Afrikaan Beat, Bert Kaempfert
Al di la, Mogol e Donida
Baby Elephant Walk (O Passo do Elefantinho), Henry Mancini e Hal David
Baby Sittin’ Boogie, J. Parker
Blame It on the Bossa Nova, Cynthia Weil e Barry Mann
Chariot, Jacques Plante, J. W. Stole e Del Roma
Cuando calienta el sol, Carlos Rigual e Mario Rigual
Days of Wine and Roses, Henry Mancini e Johnny Mercer
Hava Nagila, A. Z. Idelsohn
I Can’t Stop Loving You, Don Gibson
Papa-Oom-Mow-Mow, Al Frazier, Cari White, Wilson Jr. e John Harris
Roberta, Falella, Nadeo e Lepore
Sabrá Dios, Alvaro Carrillo
Splish splash, Bobby Darin e Jean Murray
Te Guardaró nel Cuore
(Doce Amargura), R. Ortoloni, R. Ciorciolini e N. Oliviero

Cronologia:

06.01: Realiza-se o plebiscito que determina o fim do parlamentarismo e a volta do presidencialismo no Brasil.

04.04: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Ari Kerner Veiga de Castro

22.04: O governo do Estado da Guanabara adquire o Arquivo Almirante, o maior acervo de documentos sobre a música popular brasileira existente na época.

25.05: O Brasil sagra-se Campeão Mundial de Basquetebol masculino. Na partida final, realizada no Rio de Janeiro, vence os Estados Unidos por 85 a 81.

14.06: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Jorge Faraj.

16.06: A soviética Valentina Tereshkova torna-se a primeira mulher a realizar uma viagem espacial. Morre no Rio de Janeiro o compositor Lamartine Babo.

23.07: Nasce em Porto Alegre (RS) o instrumentista Renato Borghetti.

10.10: Morre em Paris a cantora/compositora Edith Piaf.

12.11: Nasce em São Paulo (SP) a cantora Sula Miranda (Suely Brito de Miranda).

22.11: É assassinado em Dallas (Texas, EUA) John Fitzgerald Kennedy, presidente dos Estados Unidos.
10.12: Nasce no Rio de Janeiro (RJ) a cantora/compositora Cássia Eller.