quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Lado a lado

Carlos Alberto
Lado a lado (bolero, 1964) - Jerônimo Bragança e Nóbrega de Souza - Intérprete: Carlos Alberto



Lado a lado meu amor mas tão longe
Como é grande a distância entre nós
O que foi que se passou
Entre nós dois que nos separou
Porque foi que os meus ideais morreram
Assim dentro de mim

Ombro a ombro tanta vez mas tão longe
Indiferença entre nós quem diria
Custa a crer que tanto amor
Tão profundo amor tenha acabado
E nós ambos sem amor lado a lado

Fomos no passado um só destino
Somos um amor desencontrado
Doidos que nós somos
Loucos que nós fomos
Não sei qual é de nós mais desgraçado
Postar um comentário