segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Oba

Osvaldo Nunes
Oba (samba/carnaval, 1962) - Osvaldo Nunes - Interpretação: Osvaldo Nunes e Bloco Carnavalesco Bafo da Onça



Olha a rapaziada (oba)
Vem dizendo no pé (oba)
As cabrochas gingando (oba)
Como tem mulher (oba)
Todo mundo presente (oba)
Olha a empolgação (oba)
Esse é o Bafo da Onça
Que eu trago guardado no meu coração
Eu vou, eu vou, eu vou

Essa onda que eu vou
Olha a onda iaiá
É o Bafo da Onça que acabou de chegar
Essa onda que eu vou
Olha a onda iaiá
É o Bafo da Onça que acabou de chegar

Não me perguntes

Ângela Maria
Não me perguntes (samba-canção, 1962) - Adelino Moreira

Título da música : Não me perguntes / Gênero musical: Samba canção / Intérprete: Ângela Maria / Compositor: Moreira, Adelino / Gravadora : Rca victor / Número do Álbum 802419 / Data de Gravação 00/1961 / Data de Lançamento 1961-1962 / Lado A / Disco 78 rpm


Não me perguntes quem fui eu no meu passado
Se pontilharam minha vida de amargor

Se te ofertei meu coração apaixonado
Cabe a ti ver se é sincero o meu amor

Não me perguntes se no amor tive apogeu
Se fui cruel, se sofri, se fiz sofrer
Se fui cruel, teu amor me converteu
Na mais fiel e doce amante, podes crer

Eu também não perguntarei se alguém deixou
Alguma vez teu coração amargurado
Desfrutarei o que o presente me ofertou
Sem perguntar se outra existiu no teu passado

Eu também não indagarei dos teus fracassos
Devo esquecer o teu viver de outrora
Não, não interessa se algum dia outros braços
Te abraçaram como eu te abraço agora

Meu querido lindo

Moacir Franco
Meu querido lindo (cha-cha-chá, 1962) - Moacir Franco e Canarinho - Intérprete: Moacir Franco


Esta vida é engraçada
Engraçada como o quê
Pra fazer uma piada
Basta só você querer

Ai, eu vou contar
O que houve ao me casar
Ai, ele vai contar
O que houve ao se casar

Na igreja nós entramos
Fomos logo pro altar
O sacerdote após o ato
Foi a noiva a desejar

E o mentor é que um dos filhos
(?)
E se alegre bendizendo
Distraída ela responde:
-Igualmente, reverendo

Ai, essa foi boa
Que mancada da patroa
Ai, essa foi boa
Que mancada da patroa

Ai, ai, outra mancada
É o meu filho, querem ver?
Quando no domingo
Levei ele a matinê

Lá na tela apareceu
Um mocinho que é um estouro
Expliquei pra meu filhinho:
-Esse é o afamado Zorro...

(-Que bacana, né, papai?)

Mas em seguida quase morro
Quando ele me perguntou:
-E quem que tá montado no Zorro?

-Meu querido lindo!

Malena

Rossini Pinto
Malena (rock, 1962) - Fernando Costa e Rossini Pinto - Intérprete: Roberto Carlos



Malena,
Eu sou um sofredor!
Oh! Oh! Oh! Malena
Eu quero o teu amor!
Não posso mais sofrer,
Oh! Oh! Oh! Malena,
Sem ti não sei viver

Eu vivo triste
Amargurado, assim
No mundo não existe
Quem sofra igual a mim!

Malena,
Não quero mais chorar!
Oh! Oh! Oh! Malena,
Eu choro por te amar

Garota solitária

Ângela Maria
Garota solitária (cha-cha-chá, 1962) - Adelino Moreira - Interpretação: Ângela Maria


Esta noite eu chorei tanto
Sozinha sem um bem
Por amor todo mundo chora
Um amor todo mundo tem
Eu, porém, vivo sozinha
Muito triste sem ninguém

Será que eu sou feia?
Não é, não senhor
Então eu sou linda?
Você é um amor.

Respondam, então, por que razão
Eu vivo só, sem ter um bem.
Você tem o destino da lua
Que a todos encanta
E não é de ninguém.

Ai, eu tenho o destino da lua,
A todos encanto,
E não sou de ninguém....

Garota de Saint-Tropez

Garota de Saint-Tropez (marcha/carnaval, 1962) - João de Barro e Jota Júnior

Disco 78 rpm / Título: Garota de Saint-Tropez / Autoria: João de Barro, 1907-2006 (Compositor) / Jota Júnior (Compositor) / Jorge Veiga (Intérprete) / Coro (Acompanhante) / Orquestra (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: RCA Victor, 08/01/1962 / Nº Álbum 802423 / Lado A /

Ulalá! Ulalá!
Você é mais você
Com o umbiguinho de fora,
Garota de Saint-Tropez!

(bis)

Laranja da Bahia
Tem o umbiguinho de fora.
Por que é que você, Maria
Escondeu o seu até agora?

Esta noite ou nunca

Ângela Maria
Esta noite ou nunca (samba-canção, 1962) - Adelino Moreira - Interpretação: Ângela Maria


Esta noite ou nunca, meu amor,
Amanhã será tarde demais,
Colhe nos meus lábios uma flor,
Beija-me com beijos sensuais.

Fica nos meus braços esta noite,
E os mais lindos sonhos sonharás,
Esta noite ou nunca, meu amor,
Amanhã será tarde demais.

Meu interior está em brasa,
Queima com loucura, com afã,
Mata o desejo que me abrasa,
Ou brasas serão cinzas amanhã.

Sou uma fogueira crepitando,
Vesúvio de lavas colossais,
Esta noite ou nunca, meu amor,
Amanhã será tarde demais....

Amor em cha-cha-chá

Fernando Costa
Amor em cha-cha-chá (cha-cha-chá, 1962) - Fernando Costa e Rossini Pinto - Intérprete: Fernando Costa


É sublime o amor
Amado com fervor
É tão sublime o amor
Cheio de calor
É tão sublime o amor
Que a gente faz feliz

Amor

Antenógenes Silva
Amor (tango, 1962) - Antenógenes Silva e Ernâni Campos - Intérpretes: Rinaldo Calheiros e Silvana


Amor
Tratamento de bem querer
Feliz
De quem consegue amar alguém
Ama
Que o amor é um hino

Vive
Que amar é viver
E não esquece
Que o coração também fenece
Pois não vicejado da flor
Sem o orvalho do amor...

Sofri
Mas mesmo assim eu fui feliz
Chorei
E bendisse a minha dor
Hoje
Que não sinto e nem choro
Sofro
Por viver sem amor

E na saudade
É que encontro o lenitivo
De não chorar aquela dor
De não sofrer por amor