domingo, 26 de setembro de 2010

Brasil de bombacha

Os Monarcas

(intro 2x) D G A G A D

D G
Após muito tempo guardando os limites do sul do Brasil
A G A D
O gaúcho migrou para o norte e do norte mudou o perfil
D7 G
Deixou para trás a campanha e a beleza dos campos dobrados
A G A D
E se foi a buscar nova vida numa terra de mato fechado

Bm F#m G D
(Este é o Brasil de bombacha, é a saga da raça guerreira
Em D A D
Nos fundões dessa pátria se acha um gaúcho abrindo fronteiras)2X

(solo)
Bm F#m G D Em D A D

D G
Só quem parte é que sabe da dor, de deixar o seu pago e sua gente
A G A D
As lembranças rebrotan ao redor só o forte consegue ir em frente
G
Nos persuelos vão laços de afeto e a honra de ser o que são
A G A D
Os centauros das bandas do sul, povo guapo criado em galpão

(intro)

D G
Ao chegar no torrão do seu gosto vão semeando alegria e respeito
A G A D
O trabalho em seguida da fruto e o fruto é um consolo pro peito
G
Mate quente ou mate gelado, chimarrão ou tererê
A G A D
Os costumes vão sendo mesclados num país com sotaque de tchê (2X)

D G
Quando bate a saudade daninha nos gaudérios tão longe de casa
A G A D
A cordeona resmunga num rancho e o churrasco respinga na brasa
G
No alicerce de algum CTG o Rio Grande campeiro floresce
A G A D
Aos gaúchos de alma pioneira comovido o Brasil agradece (3X)
Postar um comentário