sábado, 18 de setembro de 2010

Gaita velha do seu Ary

Gaita velha do seu Ary - Teixeirinha

LP Que Droga de Vida - 1982



Tom: C
Intro: F C7 F

C7                                F
Tenho saudade da minha terra em cima da serra onde eu nasci
C7 F
A verde mata temperou meu sangue por isso eu nunca eu te esqueci
C7 F
Ainda moço o inhandú piando imaginado a verde mata
C7 F
As saracuras cantando em festa nas águas puras de uma cascata
C7                           F
(Ouço o tinido da oito baixo da gaita velha do seu Ary
C7 F Bis
Fazendo eco dentro da noite o som mais lindo que eu já ouvi)
( )Int.
C7 F
O sol desponta por trás da mata o dia cresce a tarde vem
C7 F
A noite desce, o céu estrelado canta o roceiro lembrando alguém
C7 F
Um galo canta, outro responde na vizinhança da madrugada
C7 F
Que coisa linda é amanhecer com a sinfonia da passarada
( )Int.
C7 F
As noites lindas de lua cheia iluminou a minha infância
C7 F
Alto da serra, mãe natureza sonho contigo cá na distância
C7 F
Lá eu nasci, lá eu fiquei moço lá aprendi a dançar rancheira
C7 F
Lá conheci o meu primeiro amor uma serrana linda e faceira
( )Int.
C7 F
Saí no mundo deixei a serra toda florida na primavera
C7 F
A casa branca onde eu nasci hoje a tristeza virou tapera
C7 F
Tive notícias um outro dia que judiou mais meu coração
C7 F
O seu Ary morreu foi embora e a gaita velha foi no caixão
( )Int.
Postar um comentário