sábado, 18 de setembro de 2010

Vida de solteiro

Teixeirinha

Vida de Solteiro
Tom: C7
Intro: F C7 F


Nascido e criado lá meu Rio Grande
C7
não tem quem me mande eu sou meu patrão

Encilho meu pingo quando amanhece
F
e quando anoitece estou noutro rincão

Chego numa festa de chapéu tapeado
C7
não sou mal criado trato com respeito

Eu toco violão e sou bom cantador
F
ser namorador é meu maior defeito
Int.

Gosto de carreira e de briga de galo
C7
tenho um bom cavalo para condução

Por onde eu passo eu namoro um pouco
F
mas eu não sou louco prender o coração

As moças perguntam porque não me caso
C7
eu não me atraso pra dar a resposta

Eu sou muito novo e se eu me casar
F
irei carregar uma mulher nas costas
Int.

As velhas implicam por que não me amarro
C7
só ponho no barro algum namoradinho

Conheço as morenas, das loiras eu entendo
F
mas não me arrependo de viver sozinho

Em porta de baile eu arrasto as esporas
C7
briga sem demora logo me aparece

Puxo meu facão e no meio da sala
F
eu encho de bala quem não me obedece
Int.

A vida é tão curta por isso aproveito
C7
vivo desse jeito até quando eu quiser

Quero aproveitar a vida de solteiro
F
gasto meu dinheiro e não quero mulher

Se eu me casar eu perco a liberdade
C7
vou sentir saudade das noites de farra

Mais quando eu cansar de viver na orgia aí,
F
qualquer dia uma moça me agarra
Postar um comentário