terça-feira, 1 de maio de 2012

Destaques de Maio/2012

Vagalume
Vagalume (Francisco Guimarães), jornalista e cronista, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 1875, e faleceu na mesma cidade, em  9 de janeiro de 1946. Filho de família pobre estudou e em 1887 tornou-se...

Juvenal: a história viva do Samba
Muito bem conservado para 72 anos, a maior parte da vida consagrada ao samba, Juvenal Lopes hoje presidente de honra da Estação Primeira de Mangueira, conta a dramática história das escolas de samba....

O Entrudo e o zé-pereira
Baile de fantasia no Cassino Fluminense com os figurões políticos em 1864 - "Semana Ilustrada" A época do Carnaval varia de ano a ano porque está condicionada ao regime das festas móveis ou...

O samba espancado e esnobado
Quando a roda do samba estava bem animada, todos os componentes entoando o coro, certinhos, numa boca só, a polícia aparecia resoluta, descendo o chanfalho, pondo a turma em fuga desordenada. Isto,...

J. Carlos
J. Carlos (José Carlos de Brito e Cunha), chargista e ilustrador, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 18 de junho de 1884, e faleceu na mesma cidade em 2 de outubro de 1950. Também escultor, foi também...

Herivelto e o samba do Edredom
Nilo Chagas, Lamartine Babo, Dalva de Oliveira e Herivelto Martinss A frase “se houver motivo, é mais um samba que eu faço”, constante de vitoriosa produção do compositor Zé Keti, define de...

Os Geraldos e os cafés-cantantes
Os Geraldos Como quase todos os cançonetista da época, o mulato gaúcho Geraldo Magalhães começou nos chopps e cafés-cantantes que, no fim do século passado (1898-99) e princípio deste contavam-se...
Nosso Sinhô do Samba - Parte 5
Arquivos Almirante (Museu da imagem do Som)Em grande parte das suas composições, Sinhô procurou fixar na pauta musical um fato, um acontecimento banal ou importante, um tipo da cidade. Foi o cronista...

Zé Caradípia
Zé Caradípia (José Luiz Fernandes), compositor, cantor e violonista, nasceu em Canoas, RS, em 19/2/1956. Ingressou no cenário artístico de Porto Alegre em 1976, como integrante do grupo Cordas &...

Funeral de Calça Larga
Joaquim Casemiro Quando um sambista ao invés de “exalar o último suspiro” (como é das praxes no preciosismo da formulação literária) apenas, no seu linguajar pitoresco, “abotoa o palitó”, o sentir...

Cidade Maravilhosa não nasceu hino
André Filho Cidade Maravilhosa não nasceu hino nem com pretensão a tal. André Filho, o autor, compositor de música popular, já trazendo em sua bagagem alguns sucessos, concebeu-a, como se depreende...

Chopin e Debussy na música de Vogeler
Henrique Vogeler Estudiosos da música popular brasileira, Vasco Mariz e Elza Cameu apontaram as composições de Henrique Vogeler como influenciadas ou conduzidas por Chopin e Debussy. Ele, em seu...

Elizeth, campeã de “charleston”
Elizeth Cardoso A famosa Kananga do Japão, sociedade recreativa e carnavalesca até hoje é relembrada, como o foi por Lamartine Babo na sua marcha-rancho Seja lá o que Deus quiser. Ali se disputavam...

Glorinha Gadelha
Glorinha Gadelha - 1981 Glorinha Gadelha (Glória Gadelha), cantora e compositora, nasceu em Sousa, PB, em 19/2/1947. Formada em Medicina, fez curso de Linguagem Musical na Colúmbia University, em...

O tema escravatura na música popular
Escravatura: tema de poesia condoreira e de música popular. Se a escravatura teve entre os que a combatiam a lira de Castro Alves anatemizando-a numa poética solene, faustosa, por isso mesmo...

O pandeiro de João da Baiana
João da Baiana “O pandeiro que Pinheiro Machado me deu tem trânsito livre”. Isso mesmo. Depois que o João da Baiana ganhou um pandeiro bacana (de cedro e couro de lei), presente do senador General...

Cláudio Nucci
Cláudio Nucci, cantor, compositor, violonista e produtor musical, nasceu em Jundiaí, SP, em 09/06/1956. Criado em Campinas, SP, foi para o Rio de Janeiro na adolescência. Ex-integrante dos conjuntos...

“Amor” morreu sem fita amarela
Amor (Getúlio Marinho) “Amor morreu com pouco choro, pouca vela e sem fita amarela”. Um sambista, já da época em que tal designação era atribuída a todos os compositores de música popular, pediu um...

Ismael era o samba na casa de Aníbal
Ismael Silva Sempre que Ismael Silva chegava à casa de Aníbal Machado, na Rua Visconde de Pirajá n.° 428, as tertúlias domingueiras, constantes e bem concorridas, já estavam iniciadas e correndo em...

“Dá nela!” gera uma estrela
Zaíra Cavalcanti O maestro J. Cristobal ergueu a batuta e a orquestra do Teatro Recreio onde naquela noite de 24 de janeiro de 1930, era estreada mais uma revista da parceria Marques Porto-Luiz...

Cartola pôs a medalha no prego
Cartola (Angenor de Oliveira) condecorado pela Sra. Ilka Labarthe, vencedor do concurso de música de escola de samba promovido pelo jornal "O País", em janeiro de 1937. “Medalha de sambista não...

Tancredo da Silva Pinto
Tancredo da Silva Pinto, compositor e sambista, nasceu em 10 de agosto de 1905 em Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro, indo morar no Estácio ainda na adolescência. Teve uma atuação marcante também...

Deixa Falar não desfilava como escola
Marçal, Paulo Barcellos e Bide, fundadores da Deixa Falar, posam no meio das pastoras A primeira escola de samba da história, a Deixa Falar, na verdade nunca desfilou como escola de samba. Há duas...

Bide também fez marchas-ranchos
Paulo da Portela, Heitor dos Prazeres, Gilberto Alves, Bide e Marçal no bairro Engenho de Dentro. Sambista famoso, nascido e ainda morando no decantado Estácio de Sá, reduto sempre posto em...
Postar um comentário