terça-feira, 28 de março de 2006

Isto é bom

Xisto Bahia compôs a primeira música gravada no Brasil, o lundu "Isto é bom", que completou mais de cem anos. A voz do cantor Bahiano, o primeiro cantor profissional da Casa Edison soava fanhosa, os discos eram frágeis - feitos de cera de carnaúba - e o aparelho para ouvi-los, o gramofone, funcionava a corda. Mas nada disso tirava o glamour de levar para casa, no distante ano de 1902, o registro de uma gravação nos raros discos produzidos pela Casa Edison.

O primeiro deles, o Zono-o-Phone 10.001, traz o registro do lundu Isto é bom, do baiano Xisto de Paula Bahia com a honraria de ter sido a primeira música gravada no Brasil.

Isto é bom (lundu, 1902) - Xisto Bahia - Interpretação: Bahiano

O inverno é rigoroso / Bem dizia a minha vó
Que dorme junto tem frio / Quanto mais quem dorme só


Isto é bom, isto é bom / Isto é bom que dói...

Se eu brigar com meus amores / Não se intrometa ninguém
Que acabado os arrufos / Ou eu vou, ou ela vem

Quem ver mulata bonita / Bater no chão com o pezinho
No sapateado a meio / Mata o meu coraçãozinho

Minha mulata bonita / Vamos ao mundo girar
Vamos ver a nossa sorte / Que Deus tem para nos dar

Minha mulata bonita / Que te deu tamanha sorte
Foi o Estado de Minas / Ou Rio Grande do Norte

Minha viola de pinho / Que eu mesmo fui o pinheiro
Quem quiser ter coisa boa / Não tenha dó de dinheiro


Agora a outra versão da música, possivelmente a original:

Já já você quer morrer (Lundu) - Xisto Bahia

Já já você que morrer / Quando morrer, morramos juntos / Que eu quero ver como cabe / Numa cova dous defuntos

Isto é bom / Isto é bom / Isto é bom que dóe

A saia da Carolina / Me custou cinco mil reis / Arrasta mulata a saia / Que eu dou mais cinco e são dez

Isto é bom / Isto é bom / Isto é bom que dóe

Mulata levanta a saia / Não deixa a renda arrastar / A saia custa dinheiro / Dinheiro custa ganhar

Isto é bom / Isto é bom / Isto é bom que dóe

Os padres gostão de moças / E os solteiros tambem / Eu como rapaz solteiro / Gosto mais do que ninguém

Isto é bom / Isto é bom / Isto é bom que dóe

Nenhum comentário: