domingo, 28 de maio de 2006

Leva eu (Sodade)

Nilo Amaro
O ponto alto da toada “Leva Eu Sodade”, lançada pelos Cantores de Ébano, é sua letra, ingênua, tosca, de uma simplicidade comovedora: “O leva eu / minha sodade / eu também quero ir / minha sodade / quando chego na ladeira tenho medo de cair! leva eu, ô leva eu... / minha sodade.”

Essas características seriam valorizadas pela interpretação do grupo, puxada pelas vozes dolentes de Nilo Amaro e Noriel Arantes, este um baixo profundo que depois fez carreira individual com o nome de Noriel Vilela. A saída de Noriel provocou um vazio difícil de ser preenchido no conjunto, pois seu tipo de voz, tradicional na música americana (em grupos negros como os Ink Spots e os Four Knights, ou na área country com Don Williams e Mark McCauley), é incomum no Brasil.

Quando finalmente foi encontrado um substituto, o cantor Geraldo, os Cantores de Ébano se recompuseram, chegando a regravar a toada em 1980, sem alcançar a mesma projeção. Nilo Amaro e seus Cantores de Ébano cultivavam um repertório eclético que ia das baladas internacionais (“Greenfields”, o bolero “La Novia”) a canções brasileiras como “O Uirapuru”, “A Lenda do Abaeté” e a simplória “Leva Eu Sodade” (A Canção no Tempo - Vol. 2 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34).

Leva eu Sodade (toada, 1962) - Tito Guimarães e Alventino Cavalcanti - Intérprete: Nilo Amaro e seus Cantores de Ébano

Disco 78 rpm / Título da música: Leva eu sodade / Alventino Cavalcanti (Compositor) / Tito Neto (Compositor) / Nilo Amaro (Intérprete) / Gravadora: Odeon / Ano: 1962 / Álbum: 14.805 / Lado B / Gênero musical: Toada.

D       G 
Ô leva eu, 
 
Minha sodade, 
                D 
Eu também quero ir, 
 
Minha sodade, 
                   G 
Quando chego na ladeira, 
               A 
Tenho medo de cair, 
G     A 
Leva eu, (leva eu) 
         D 
Minha sodade.  
 
                    G 
Menina tu não te lembra, 
          A 
(Minha sodade), 
                 D 
Daquela tarde fagueira, 
          Bm 
(Minha sodade) 
 
Tu te esqueces, 
         G 
E eu me lembro, 
                    A 
Ai, que sodade matadeira, 
G     A 
Leva eu, (leva eu) 
         D    D7 
Minha sodade. 
  
                  G 
Na noite de São João, 
          A 
(Minha sodade), 
                   D 
No terreiro uma bacia, 
          Bm 
(Minha sodade), 
                        G 
Que é pra ver se para o ano, 
                  A 
Meu amor ainda me via, 
G     A 
Leva eu, (leva eu) 
         D 
Minha sodade.

Leilão


Leilão (cenas coloniais, 1933) - Hekel Tavares e Joracy Camargo - Intérprete: Jorge Fernandes

Disco 78 rpm / Título da música: Leilão / Tavares, Hekel, 1896-1969 (Compositor) / Camargo, Joracy, 1898-1973 (Compositor) / Fernandes, Jorge (Intérprete) / Orquestra Odeon de Salão (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 15/04/1933 / Nº Álbum: 11032 / Gênero musical: Cenas coloniais / Lado B.



---------------C -----------Am------------- Dm
De manhã cedo / Num lugar todo enfeitado
-----------E7 ---------Am----------- D7----------- G7
Nós ficava amontoado / Pra esperá os compradô
---------------Dm -------G7------------- C
Depois passava pela frente do palanque
---------Am------------- G------------ D7 ----------G7
Afincado ao pé do tanque / Que chamava “bebedô”
------------Dm -------G7 ------------C
E nesse dia minha véia foi comprada
-----------Am ------Dm----------- E7------------- Am----- C7
Numa leva separada / Pra um sinhô mocinho ainda
-------------F-------------- Fm-------- C
Minha veínha que era a frô dos cativeiro
--------Am ------------Dm7 -------G7 ----------C-------- G7
Foi inté mãe do terreiro / Da família dos Cambinho

---------------C-------------- Am---------- Dm
No mesmo dia em que levaram minha preta
----------E7------------- Am--------------- D7
Me botaram nas grilheta / Que é pra mode
---------------G7 --------------Dm7
De eu não fugi / E desde então
--------------G7 -------C ----------Am--------- G
O preto velho procurô // Ficou feio como eu tô
------------------D7 ------------G7
Mas como é grande esse Brasil
--------------Dm -------G7 ---------C
E quando veio de Isabel as alforria
---------Am -------------Dm --------E7 -------Am--------- C7
Procurei mais quinze dia / Mas a vista me faltou
---------------F------------ Fm-------- C
Só peço agora / Que me leve siá Isabel
-----------Am---------- Dm--------- G7 --------C
Quero vê se está no céu / Minha véia meu amô

João de barro


João de barro (1973) - Teddy Vieira e Muybo Cury - Interpretação: Sérgio Reis

Compacto simples / Título da música: João de Barro / Teddy Vieira (Compositor) / Muybo Cury (Compositor) / Sérgio Reis (Intérprete) / Gravadora: RCA Victor / Ano: 1974 / Álbum: 101.0257 / Lado A / Gênero musical: Regional / Sertaneja


E|-------2-2-5-2-2-2-5-2-3-3-7-3-3-3-7-3-3-3-1-1-0-0---|
B|-0-1-2-3-3-3-3-3-3-3-3-5-5-5-5-5-5-5-5-0-0-0-0-0-0---|
G|---------------------------------------------------2-|

          E7                       A
O João de Barro pra ser feliz como eu
               E7                    A
Certo dia resolveu arranjar uma companheira
          E7        D          A
Num vai e vem com o barro da biquinha
              Bm          E7          A
Ele fez uma casinha lá no galho da Paineira

       E7                   A
Toda manhã o pedreiro da floresta
                Bm           E7            A
Cantava fazendo festa pra'quela que tanto amava
            E7    D          A         
Mas quando ele ia buscar o raminho
                   Bm          E7          A
Para construir seu ninho, seu amor lhe enganava

          E7           D           A
Mas nesse mundo o mal feito é descoberto
                     Bm          E7         A
João de Barro viu de perto sua esperança perdida
        E7           (D     E7)  A
Cego de dor trancou a porta da morada
                 Bm         E7           A
Deixando lá sua amada presa pro resto da vida

         E7          D          A                   
Que semelhança entre o nosso fadário
                   Bm              E7             A
Só que eu fiz o contrário do que o João de Barro fez
         E7         D           A 
Nosso Senhor me deu força nesta hora
                     Bm           E7          A
A ingrata eu pus pra fora... onde anda eu não sei

Felicidade de caboclo


Felicidade de caboclo (toada, 1954) - Pechincha e Gino Alves - Interpretação: Liu e Léu

LP Felicidade de Caboclo / Título da música: Felicidade de caboclo / Pechincha (Compositor) / Gino Alves (Compositor) / Liu e Léu (Intérprete) / Gravação: Continental / Ano: 1963 / Álbum: CSLP-6043 / Lado B / Faixa 3 / Gênero musical: Regional / Sertanejo.


Introdução: A7 D E7 D A A7 D E7 A  
 
A               E7 
Todo o caboclo tem  
                                A 
Uma viola, uma cabocla e uma canção    (x2)
 
A                                   Bm 
Tenho na mente uma canção bem decorada  
                E7                      A 
Uma viola pendurada no meu rancho de sapê  
                                     Bm 
Uma cabocla pra cuidar dos meus trapinhos  
                     E7            D            A 
Na gaiola um passarinho que me acorda ao amanhecer. 
           A7                        D 
Felicidade não se compra e nem se vende  
                         E7                      A 
Quando dois amor se entende tem de graça até morrer! 
 
A               E7 
Todo o caboclo tem  
                                A 
Uma viola, uma cabocla e uma canção     (x2)
 
A                                    Bm 
Minha cabocla tem os olhos tão ligeiros  
                   E7                    A 
Um olhar tão feiticeiro, delicada no falar  
                                Bm 
Tenho ciúmes dos olhos dessa cabocla  
                  E7            D           A 
Por que ela prende a gente só no modo de olhar 
              A7                       D 
Mas se algum dia essa cabocla for embora  
                     E7                         A 
Juro por nosso Senhora que vou morrer de chorar.  

Estrada da vida


Estrada da vida (valsa, 1970) - José Rico - Interpretação: Milionário e José Rico

LP Estrada da Vida / Título da música: Estrada da Vida / José Rico (Compositor) / Milionário e José Rico (Intérprete) / Gravadora: Sertanejo / Chantecler / Ano: 1977 / Álbum: 2.11.405.184 / Lado A / Faixa 1 / Gênero musical: Regional/Sertanejo


(intro) D  A7  D

  D         A7      D
Nesta longa estrada da vida 
                         A7
vou correndo não Posso parar.
          G                D
Na esperança de ser campeão 
     A7                  D
alcançando o primeiro lugar.

(refrão)
      G
Mas o tempo secou minha estrada
                   D
e o cansaço me dominou 
                       A7
minhas vistas se escureceram
      G         A7       D
e o final da corrida chegou.

     D    A7        D
Este é o exemplo da vida 
                        A7
pra quem não quer compreender
       G              D
Nós devemos ser o que somos 
     A7                 D
ter aquilo que bem merecer.

É o amor


É o amor (1991) - Zezé Di Camargo - Interpretação: Zezé Di Camargo & Luciano

LP Zezé Di Camargo & Luciano / Título da música: É o amor / Zezé Di Camargo (Compositor) / Zezé Di Camargo & Luciano (Intérprete) / Gravadora: Copacabana / Ano: 1991 / Álbum: 613.052 / Lado A / Faixa 1 / Gênero musical: Regional/Sertanejo


Intro: F  C  G7  C  G7 
  
    C 
Eu não vou negar que sou louco por você 
                                   G7 
Tô maluco pra te ver / Eu não vou negar 
    Dm                                G7
Eu não vou negar, sem você tudo é saudade 
                                     C Dm G7 
Você traz felicidade / Eu não vou negar 
    C 
Eu não vou negar, você é meu doce mel 
                  C7               F 
Meu pedacinho de céu / Eu não vou negar 
                                 C 
Você é minha doce amada, minha alegria, meu conto de fada 
            Dm                   G7              C
Minha fantasia, a paz que eu preciso pra sobreviver 
    F                                    C 
Eu sou o seu apaixonado, de alma transparente 
                                 Dm 
Um louco alucinado meio inconseqüente 
               G7        C 
Um caso complicado de se entender... 

            F                                             C 
      É o amor, que mexe com a minha cabeça e me deixa assim 
                                            G7 
R     Que faz eu pensar em você e esquecer de mim 
e          Dm                    G7                 C  C7 
f     Que faz eu esquecer que a vida é feita pra viver 
r           F                                           C 
ã     É o amor, que veio como um tiro certo no meu coração 
o                                            G7 
      Que derrubou a base forte da minha paixão 
           Dm                    G7                C G7
      Que fez eu entender que a vida é nada sem você 
      
    C 
Eu não vou negar, você é meu doce mel 
                  C7               F 
Meu pedacinho de céu / Eu não vou negar 
                                 C 
Você é minha doce amada, minha alegria, meu conto de fada 
            Dm                   G7              C 
Minha fantasia, a paz que eu preciso pra sobreviver
    F                                    C 
Eu sou o seu apaixonado, de alma transparente 
                                 Dm 
Um louco alucinado meio inconseqüente 
               G7        C 
Um caso complicado de se entender... 

(Refrão)

Entre tapas e beijos


Entre tapas e beijos (1989) - Nilton Lamas e Antônio Bueno - Interpretação: Leandro e Leonardo

LP Leandro & Leonardo / Título da música: Entre tapas e beijos / Nilton Lamas (Compositor) / Antônio Bueno (Compositor) / Leandro e Leonardo (Intérprete) / Gravadora: Continental / Ano: 1989 / Álbum: 4.66.405.003 / Lado B / Faixa 2 / Gênero musical: Regional/Sertanejo


Intro: E7 A E7 A

                  E7
  Perguntaram pra mim
                 A
  Se ainda gosto dela
                  E7
  Respondi, tenho ódio
 D                    A
  E morro de amor por ela

                  E7
  Hoje estamos juntinhos
                A
  Amanhã nem te vejo
                 E7
  Separando e voltando
                   D                   A
  A gente segue andando entre  tapas e beijos

                       E7
  Eu sou dela, e ela é minha
                     A
  E sempre queremos mais
                   E7
  Se me manda ir embora
              D                   A
  Eu saio pra fora ele chama pra trás

  Entre tapas e beijos

  É ódio é desejo

               E7
  É sonho é ternura

  O casal que se ama
               D
  Até mesmo na cama
             A
  Provoca loucuras

  E assim vou vivendo

  Sofrendo e querendo
                E7
  Esse amor doentio
                   D
  Mas se falto pra ela
                E7
  Meu mundo sem ela
             A
  Também é vazio

Calix Bento


Calix Bento (folclore mineiro / tradicional) - Adaptação de Tavinho Moura - Interpretação: Milton Nascimento

LP Geraes / Título da música: Calix Bento / Tradicional / Milton Nascimento (Intérprete) / Gravadora: Odeon / Ano: 1976 Álbum: XEMCB 7020 / Lado A / Faixa 2.


Intr.: D

          A7         D
Oh, Deus salve o oratório (2x)
      D7           G              A7
Onde Deus fez a morada, oiá, meu Deus
                   D    A7 D
Onde Deus fez a morada, oiá

      A7            D
Onde mora o cálix bento (2x)
      D7         G              A7
E a hóstia consagrada, oiá, meu Deus
                  D    A7 D
E a hóstia consagrada, oiá

      A7           D
De Jessé nasceu a vara (2x)
     D7           G              A7
Da vara nasceu a flor, oiá, meu Deus
                  D    A7 D
Da vara nasceu a flor, oiá

      A7            D
E da flor nasceu Maria (2x)
      D7         G              A7
De Maria o Salvador, oiá, meu Deus
                 D   A7 D
De Maria o Salvador, oiá

Beijinho doce

Adelaide Chiozzo
Beijinho doce (valsa, 1951) - Nhô Pai

Disco 78 rpm / Título da música: Beijinho doce / Autoria: Nhô Pai (Compositor) / Adelaide Chiozzo (Intérprete) / Eliana (Intérprete) / Matos, Carlos (Acompanhante) / Conjunto (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Star, Indefinida / Nº Álbum 263 / Lado A / Gênero musical: Valsa

E7            A      A7
Que beijinho doce
         D
Que ela tem
                   E7
Depois que beijei ela
       D            A
Nunca mais amei ninguém

                      D
        Que beijinho doce
R                       B7 
e       Foi ela quem trouxe
f                     E7
r       De longe prá mim
ã                         D
o       Se me abraça apertado
                    E7
        Suspira dobrado
                      A   E7
        Que amor sem fim

             A     A7
Coração que manda
               D
Quando a gente ama
                E7
Se estou junto dela
              D
Sem dar um beijinho
            A
Coração reclama

A bandeira do Divino


Bandeira do Divino (1978) - Ivan Lins e Vítor Martins - Intérprete: Ivan Lins

LP Nos Dias De Hoje / Título da música: Bandeira do Divino / Ivan Lins (Compositor) / Vítor Martins (Compositor) / Ivan Lins (Intérprete) / Gravadora: EMI-Odeon / Ano: 1978 / Álbum: 064 422808 / Lado A / Faixa 3.


E        
Os devotos do Divino 
                   A 
  vão abrir sua morada 
        F#7          
Pra bandeira do menino
         B4/7     B7     E 
  ser bem-vinda, ser louvada, ai, ai 
                                   A 
Deus nos salve esse devoto pela esmola em vosso nome 
        F#7                        B4/7  B7       E 
Dando água a quem tem sede, dando pão a quem tem fome, ai, ai 
     F                        Bb 
A bandeira acredita que a semente seja tanta 
           G7                       C4/7 C7   F 
Que essa mesa seja farta, que essa casa seja santa, ai, ai 
                                 Bb 
Que o perdão seja sagrado, que a fé seja infinita 
       G7                       C4/7  C7   F 
Que o homem seja livre, que a justiça sobreviva, ai, ai 
       F#                             B 
Assim como os três reis magos que seguiram a estrela guia 
    G#7                         C#4/7  C#7    F# 
A bandeira segue em frente atrás de melhores dias 
                                   B 
No estandarte vai escrito que ele voltará de novo 
    G#7                     C#4/7 C#7  F  (F#7+/9 F#6) 
E o rei será bendito, ele nascerá do povo, ai, ai 

As mocinhas da cidade


Mocinhas da cidade (chotis, 1959) - Nhô Belarmino - Interpretação: Nhô Belarmino e Nhá Gabriela

Gravação original: disco 78 rpm / Título da música: Mocinhas da cidade / Nhô Belarmino (Compositor) / Nhô Belarmino (Intérprete) / Nhá Gabriela (Intérprete) / Gravadora: RCA Victor / Ano: 1959 / Álbum: 80-2106 / Lado A / Gênero: Regional/Sertaneja


Tom: A
Intro: A E A

      A           E                            A
As mocinhas da cidade,   são bonitas e dançam bem
                E                            A
as mocinhas da cidade,   são bonitas e dançam bem
    D               A
Dancei uma vez com uma moreninha,
      E             A
já fiquei querendo bem
    D               A
dancei uma vez com uma moreninha,
      E             A
já fiquei querendo bem

                   E                        A
E o sol já vai entrando, e a saudade vem atrás
                   E                        A
e o sol já vai entrando, e a saudade vem atrás
      D             A            
vou buscar aquela linda moreninha
           E           A
que é pra eu viver em paz
      D            A     
vou buscar aquela linda moreninha
           E           A
que é pra eu viver em paz

                 E                     A
Fui na casa da morena, pedi água pra beber
                  E                     A
fui na casa da morena, pedi água pra beber
       D           A      
não é sede, não é nada, moreninha,
      E             A
vim aqui só pra te ver
       D           A        
não é sede, não é nada, moreninha,
      E             A
vim aqui só pra te ver

                   E                            A
Embora seu pai não queira, que eu me case com você
                    E                            A
embora seu pai não queira, que eu me case com você
       D              A             
Mas depois de nóis casado, moreninha,
     E              A
ele vai me compreender
       D              A              
mas depois de nóis casado, moreninha,
     E              A
ele vai me compreender

Arapuca


Arapuca (1981) - Solevante, Itamaracá e Mangabinha - Interpretação: Trio Parada Dura

LP Último Adeus / Título da música: Arapuca / Solevante (Compositor) / Itamaracá (Compositor) / Mangabinha (Compositor) / Trio Parada Dura (Creone - Mangabinha - Barrerito) (Intérprete) / Gravadora: Copacabana / Ano: 1981 / Álbum: COELP 41578 / Lado B / Faixa 2 / Gênero musical: Regional/Sertaneja


Tom: E
(intro) E  B7

E                                  B7
Armei uma arapuca na beira da estrada
                   A         B7           E
Pra pegar moça bonita e também mulher casada.  (2x)

    B7
Quem é, quem é
                   A         B7              E
Que vive neste mundo, sem dinheiro e sem mulher?
    B7
Quem é, quem é
                   A         B7              E
Que vive neste mundo, sem dinheiro e sem mulher?

( E B7 )

E                                  B7
A primeira vez que a arapuca desarmou
                    A       B7              E
Eu fui pra lá correndo pra ver o que ela pegou.   (2x)

    B7
Pegou, pegou...
              A        B7            E
Uma mulher bonita que meu coração gamou.         (2x)

( E B7 )

E                                 B7
A segunda vez que a arapuca desarmou
                  A        B7                E
Eu fui pra lá correndo pra ver o que ela pegou.   (2x)

   B7
Pegou, pegou...
                  A          B7           E
Um baita de um "negão" que meu coração gelou.  (2x)

( E B7 )

Adeus solidão


Adeus solidão (Picking Up Pebbles) (balada, 1969) - Johnny Curtis - Versão: Newton Miranda - Interpretação: Carmen Silva

Compacto simples / Título da música: Adeus solidão (Picking Up Pebbles) / Johnny Curtis (Compositor) / Newton Miranda (Compositor) / Carmen Silva (Intérprete) / Gravadora: RCA Victor / Ano: 1969 / Álbum: LC-6582 / Lado A / Gênero musical: Balada.


Tom: E
Intro.: E

E             F#m
Eu já sofri e até chorei
   A     B7      E
Sozinha sem ninguém
                 F#m
Mas de repente apareceu
    A      B7     E
O amor em mim nasceu
                                 F#m
Quero bem alto ao mundo inteiro gritar
B7                                 E
Que sou feliz e tenho alguém para amar
                               F#m
Agora eu posso dizer adeus solidão
      B7                                    E     B7
Pois sei que o amor tomou conta do meu coração
  E                  F#m
Eu nunca mais quero lembrar
   A     B7     E
Daquilo que passou
                    F#m
Sei que este amor virá fazer
     A   B7       E
De tudo me esquecer
                                 F#m  
Quero bem alto ao mundo inteiro gritar
 B7                                 E
Que sou feliz e tenho alguém para amar
                               F#m
Agora eu posso dizer adeus solidão
      B7                                    E     B7
Pois sei que o amor tomou conta do meu coração
      E               F#m
hoje eu só penso em meu bem
    A    B7    E
Com todo meu calor
                    F#m
Sei que agora encontrei
 A      B7     E
Tudo o que sonhei
                                 F#m
Quero bem alto ao mundo inteiro gritar
 B7                                 E
Que sou feliz e tenho alguém para amar
                             F#m
Agora eu posso dizer adeus solidão
      B7                                    E
Pois sei que o amor tomou conta do meu coração. 

A pobreza


A pobreza (jovem guarda, 1968) - Renato Barros - Intérprete: Leno

LP Leno / Título da música: A pobreza / Renato Barros (Compositor) / Leno (Intérprete) / Gravadora: CBS / Ano: 1968 / Álbum: 37581 / Lado A / Faixa 4.


Em                A  
  todo mundo tem    um amor na vida
  C        C7       B
  e por ele tudo é capaz
  Em                     A
  eu tenho uma paixão   que é proibida
  C             D       E    Em
  só porque sou pobre demais
  E            E7M   G#m                    C#7
  a garota que eu   adoro   por quem tanto choro
               F#m
  não pode me ver
                           A                 B7
  nunca soube o que é tristeza    vive na riqueza
               E
  sem poder viver
                E7M   G#m                         C#7           
  nosso amor é tão   bonito   mais seus pais não querem
           F#m
  nossa união
                         A                   B7
  pensam que a pobreza é lixo    e que rapaz pobre
               E   Em
  não tem coração

Até o fim


Até o fim (You Won't See Me) - John Lennon e Paul McCartney - Versão: Lílian Knapp - Interpretação: Renato E Seus Blue Caps

LP Um Embalo Com Renato E Seus Blue Caps / Título da música: Até o fim (You Won't See Me) / John Lennon (Compositor) / Paul McCartney (Compositor) / Lilian Knapp (Compositora) / Renato E Seus Blue Caps (Renato Barros: Guitarra, Voz - Paulo César Barros: Baixo, Voz - Carlinhos: Guitarra - Cid Chaves: Saxofone - Tony: Bateria) (Intérprete) / Gravadora: CBS / Ano: 1966 / Álbum: 37473 / Lado A / Faixa 3 / Gênero musical: Rock / Jovem Guarda.


D                 E7
  você vai     crescer   (lá lá lá)   
        G     D
  e então verá   (lá lá lá)
                    E7            
  como é bom     sofrer   (lá lá lá)   
       G       D
  sofrer e amar  (lá lá lá)
                    D7         G
          se eu não sou    seu bem  (lá lá lá)
              Gm               D
          porque é jovem pra' mim  (lá lá lá)
  REFRÃO                  E7    G         D
          eu te espe...rarei    a...té o fim     (até o fim)
          G         D
          a...té o fim
             E7                        G     D
  o amor é assim  (lá lá lá)      nos faz sofrer  (lá lá lá)
              E7                     G         D
  com você serei  (lá lá lá)      capaz de morrer  (lá lá lá)
  REFRÃO
 Gm                   C7          D
  o tempo pas...sa depres...sa querida
    E7                       A7
  e en...tão nós dois     uniremos nossas vidas

O escândalo


O Escândalo (Shame And Scandal In The Family) (1965) - Huon Donaldson e Slim Henry Brown - Versão: Renato Barros - Interpretação: Renato E Seus Blue Caps

LP Isto É Renato E Seus Blue Caps / Título da música: O escândalo (Shame And Scandal In The Family) / Huon Donaldson (Compositor) / Slim Henry Brown (Compositor) / Renato Barros (Compositor) / Renato E Seus Blue Caps (Renato Barros, Paulo César Barros (Baixo, Voz), Carlinhos (Guitarra), Cid Chaves (Sax) e Tony (Bateria)) (Intérprete) / Gravadora: CBS / Ano: 1965 / Álbum: 37433 / Lado A / Faixa 3 / Gênero musical: Rock / Jovem Guarda.


               Gm C7       F Dm
               co...nhe...ci
               Gm   C7             F    Dm
               um capeta em forma de guri
  REFRÃO       Gm C7        F  Dm
               co....nhe....ci
               Gm   C7             F     C7
               um capeta em forma de guri
 
     F              C7
  de uma família tradicional   
                            F
  surgiu um menino que era mesmo infernal
                         C7
  seus primeiros passos ainda neném
                                      F
  já foram botinadas na canela de alguém
 
  REFRÃO
 
       F                    C7                                       
  crescendo o menino pra’ escola entrou   
                          F
  de cara feia logo a professora olhou
                      C7
  no meio da aula num teco fatal
                                        F
  mandou o coleguinha logo para o hospital
 
  REFRÃO
 
     F                C7                                            
  e depois da aula na bola era o tal   
                               F
  quebrar as vidraças para ele era normal
                        C7
  mas um belo dia por perder um gol
                                    F
  botou fogo na casa e depois derrubou
 
  REFRÃO
 
  F                    C7
  aos quinze anos resolveu namorar    
                          F
  pois seu coração queria se apaixonar
                      C7
  um lindo brotinho ele conquistou
                                            F
  mas no primeiro beijo os dentes dela quebrou
 
  REFRÃO
 
  F                       C7                                     
  depois disso tudo conseguiu se casar   
                         F
  do seu casamento não quero lembrar
                     C7
  saiu da igreja de short e blusão
                                           F
  dizendo a todo mundo que era filho de Adão
 
  REFRÃO
 
  solo
   13   15 13 11 10 23 21 23   10 21 23 11
  (Gm)                   (C7)          (F)

Menina linda


Menina linda (I Should Have Know Better) (1965) - John Lennon e Paul McCartney - Versão: Renato Barros - Interpretação: Renato E Seus Blue Caps

LP Viva A Juventude! / Título da música: Menina linda (I Should Have Know Better) / John Lennon (Compositor) / Paul McCartney (Compositor) / Renato Barros (Compositor) / Renato E Seus Blue Caps (Renato Barros, Paulo César Barros (Baixo, Voz), Carlinhos (Guitarra), Cid Chaves (Sax) e Tony (Bateria)) (Intérprete) / Gravadora: CBS / Ano: 1965 / Álbum: 37397 / Lado A / Faixa 2 / Gênero musical: Rock / Jovem Guarda.


Intro: (G D)

 (G D)                     Em  
Ah! Deixa essa boneca, faça-me o favor
      Em
Deixe isso tudo e vem brincar de amor
     C            D7    (G D)
De amor, hei hei hei  de amor
Oh! Meu bem 
Lembre que existe por ai alguém
                   Em
Que tão sozinho que vive sem ninguém
        C       B7
Sem ninguém, sem ninguém
Em       C     G  B7
      Menina linda eu te adoro
Em       C    G 
      Menina pura como a flor
 C      D7     G     Em
Sua boneca vai quebrar
 C  D7     (G D)
Mas viverá o nosso amor
Oh! Meu bem 
Deixa essa boneca, faça mil favor
                     Em
Deixe isso tudo e vem brincar de amor
      C             D7     (G D)
De amor, hei hei hei  de amor 

E|----------------------------------------|
B|----------------------------------------|
G|----------------------------------------|
D|----------------------------------------|
A|----5-5---77-5----5---5--567--679---7910|
E|----------------7---7---7---------------|

Oh! Meu bem 
Lembre que existe por ai alguém
      Em
Que tão sozinho que vive sem ninguém
        C     B7
Sem ninguém, sem ninguém
Em       C    G B7
      Menina linda eu te adoro
Em       C    G 
     Menina pura como a flor
 C     D7     G     Em
Sua boneca vai quebrar
 C       D7     (G D)
Mas viverá o nosso amor
O nosso amor, o nosso amor

Ovelha negra


Ovelha negra (1975) - Rita Lee - Intérpretes: Rita Lee e Tutti Frutti

LP Fruto Proibido - Rita Lee & Tutti Frutti / Título da música: Ovelha Negra / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Tutti Frutti (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1975 / Álbum: 410.6006 / Lado B / Faixa 4.


D              G        D     G
  Levava uma vida sossegada
D             G             D      G
  Gostava de sombra e água fresca
D                   G
  Meu Deus quanto tempo
           A7     A7/4  A7
  eu passei sem saber...    ...uh, uh

D                 G             D         G
  Foi quando meu pai me disse: -filha
D                    G          D         G
  Você é a ovelha negra da família
D          G        A7  A7/4  A7
  Agora é hora de você assumir...   ...uh, uh e sumir

G       Bm
  Baby, baby...
Bb                F
  Não adianta chamar
C                        G
  Quando alguém está perdido
A                      A7
  procurando se encontrar
G         Bm
  Baby, baby,
Bb                     F
  Não vale a pena esperar, oh! Não
C                 G
  Tire isso da cabeça...
A                     A7
  Ponha o resto no lugar...

  ah,ah,ah,ah tchu, tchu, tchu, tchu

  não ah, ah, ah, ah, ah, tchu, tchu, tchu, tchu, não

Papai me empresta o carro


Papai me empresta o carro (1979) - Roberto de Carvalho e Rita Lee - Intérprete: Rita Lee

LP Rita Lee / Título da música: Papai me empresta o carro / Roberto de Carvalho (Compositor) / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1979 / Álbum: 403.6193 / Lado A / Faixa 2.


Tom: C
  
(intro) C Bb F C Bb F C

 C
 Papai me empresta o carro
 Papai me empresta o carro
 To precisando dele pra levar
                 F
 Minha garota ao cinema
                 C
 Papai não crio problema
           G
 Não tenho grana pra pagar
 um motel, (não tenho grana)
            F
 Não sou do tipo que frequenta
 bordel, (não sou do tipo)
          G
 Você precisa me quebrar esse galho,
 (você precisa)
   F
 Então me empresta o carro
 papai me empresta o carro
 D7                       G
 Pra poder tirar um sarro com
 meu bem!

C
 Papai eu não fumo
 papai eu  não bebo
 Meu único defeito é não ter medo
                F
 De fazer o que gosto
          C
 Papai eu aposto

         G
 Na minha idade ce pintava
 o sete, (na minha idade)
           F
 Mamãe tem ódio de uma tal
 Elizete, (pintava o sete)
         G
 Aqui em casa é impossível
 namorar, qual é a sua?
   F
 Então qual é a sua?
 Eu só quero um sarro
 D7
 Meia hora no seu carro
 G
 com meu bem! Uuu..

 (solo)
 C F C G F G F D7 G

(início)

(solo)
 C Bb F C Bb F

Ôrra meu!



Ôrra meu (1980) - Rita Lee - Intérprete: Rita Lee

LP Rita Lee / Título da música: Ôrra meu / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1980 / Álbum: 403.6217 / Lado B / Faixa 4.


INTRODUÇÃO: B E B E

 - Ôrra meu, manda mais um aqui 
   pra mim mano, tá legal!
   Mais alto, mais alto!
    B
 Eu tô ficando velho
                        E
 Cada vez mais doido varrido
    B                                        E
 Roqueiro brasileiro, sempre teve cara de bandido
           B                                    E
 Vou botar fogo nesse asilo, respeite minha caducagem
             B
 Porque essa vida é muito louca
                     E
 E loucura pouca é bobagem
 A7                                                   D
 Nunca fui de muito papo e sei que o meu negócio é farra, farra!
G7                                            C
 Pego na guitarra e não largo até Pompéia gritar:
 - Muda o disco! (- Vou chamar a polícia!)
 REPETIR DO INÍCIO

 A7                                         D
 Juventude transviada para mim é conto de fada! fada!
   G7
 E quanto mais o rock rola mais a gente gosta
 Quanto mais dinheiro em jogo mais a gente aposta
  A7                                             D
 Quanto mais o tempo passa mais eu quero me divertir
       C#          C
 Me despir, me sentir
 ESTRIBILHO 6 VEZES ->           B7
                          Guerrilheiro
                          Forasteiro
                          E
                          Ôrra meu!

 REPETIR DO INÍCIO AO FIM

 Mas eu tô ficando velho...

 FINAL:
 ESTRIBILHO VÁRIAS VEZES

Obrigado não


Obrigado não (1997) - Roberto de Carvalho e Rita Lee - Intérprete: Rita Lee

CD Santa Rita de Sampa / Título da música: Obrigado não / Rita Lee (Compositora) / Roberto de Carvalho (Compositor) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Polygram / Ano: 1997 / Álbum: 534 962 2 / Faixa 11.


INTRO.: (A C G D) 4 vezes
 
   A              C
 Quanto mais proibido
   G                    F
 Mais faz sentido a contravenção
 A                     C
 Legalize o que não é crime
 G                       F
 Recrimine a falta de educação
 Solo (A G C) 2 vezes
  A               C
 Gravidez versus aborto
 G                        F
 Quem quer nascer no mar morto?
  A                     C             G
 Quem quer morrer antes da concepção?
D          A  C
 Obrigado não
G    D     A  C
 Obrigado não
G    D     A  C
 Obrigado não
G    D     A     C G D
 Obrigado não...
 Solo A C G F
   A               C
 Separe o joio do trigo
G                    F
 O Maquiavel do seu amigo
 A               C
 Casamento gay além de opção
G                 F
 É controle de população
 Solo (A G C) 2 vezes
  A                     C
 Foi-se a ditadura militar
  G                        F
 Foice e martelo não vão mais vingar
     A                  C              G
 Servir exército só se for da salvação
D          A  C
 Obrigado não
G    D     A  C
 Obrigado não
G    D     A  C
 Obrigado não
G    D     A     C G A
 Obrigado não...
 (F G A)
Vocalização: Chuchururu
  F    G       A
 Diga não às drogas
               F          G      A
 -Mas seja educado, diga não obrigado
       F         G        A                 F G A
 -Por que whisky sim? Por que Cannabis não?
     F          G
 -Cuidado com polícia
    A               F G A
 Cuidado com ladrão
     F          G       A                F G
 Não seja condenado a votar em canastrão
           A  C
 Obrigado não
G    D     A  C
 Obrigado não
G    D     A  C
 Obrigado não
G    D     A     C G D
 Obrigado não...
             (A C G F)
Vocalização: Chuchururu...
           A  C
 Obrigado não
           G  F
 Obrigado não
           A  C
 Obrigado não
           A     C
 Obrigado não...

Lança-perfume

No auge da carreira, no começo dos anos oitenta, Rita Lee conseguiu emplacar dois álbuns seguídos, com várias faixas nas paradas. No segundo, por exemplo, além da citada “Baila Comigo”, destacaram-se “Bem Me Quer”, “Caso Sério”, “Nem Luxo Nem Lixo”, “Orra Meu” e “Lança-Perfume”, este possivelmente o seu maior sucesso.

Uma canção bem ao estilo da dupla Lee/Carvalho, a maliciosa “Lança-Perfume” faz a ligação entre o rock dançante e o carnaval, uma combinação havia muito almejada por nossos compositores: “Lança menina / lança todo esse perfume/ desbaratina / não dá pra ficar imune / ao teu amor / (...) / me faz de gato e sapato / e me deixa de quatro no ato / me enche de amor, de amor...”

A melodia ritmicamente simples é armada sobre uma seqüência de colcheias, predominantes nos 16 primeiros compassos, uma divisão típica das marchinhas carnavalescas. Na gravação de Rita, sempre com a voz dobrada, o seguimento inicial, na introdução do arranjador Lincoin Olivetti, tem uma confessada influência dos Doobie Brothers, com os teclados em evidência na marcação, que prossegue ao longo da música.

Em depoimento para este livro, Rita Lee afirma que “a ideia de dobrar a voz era para incrementar a falta de potência mesmo, pois minha voz sempre foi mais para Nara Leão do que para Elis Regina... No fim dos anos setenta fiz uma cirurgia nas cordas vocais que me tirou graves e agudos”. Essas sobreposições de voz — que ela não utilizava no começo da carreira podem ser produzidas eletronicamente com a utilização do Harmonizer, mas Rita preferia fazê-las naturalmente, num canal separado, para obter um efeito mais macio e consistente, no que alcançou um alto grau de perfeição.

“Lança-Perfume”, que também foi um show espetacular, fez sucesso no exterior, atingindo o primeiro lugar no hit parade francês, em versão intitulada “Question de Choix”, cantado por Henri Salvador. Seria ainda gravado no Japão e figuraria durante três semanas na parada do Billboard, em gravação instrumental que chegou ao 7° lugar (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Lança-perfume (1981) - Rita Lee e Roberto de Carvalho - Intérprete: Rita Lee

LP Rita Lee / Título da música: Lança-perfume / Rita Lee (Compositora) / Roberto de Carvalho (Compositor) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1980 / Álbum: 403.6217 / Lado A / Faixa 1.

D       Bm7          Em7          A7    D      Bm7
Lança menina   Lança todo esse perfume, desbaratina
       Em7        A7
Não dá pra ficar imune
F       Dm7         Gm7          C7   A7/4(9)  A7(9)
Ao teu amor que tem cheiro de coisa maluca,
D           Bm7
Vem cá, meu bem
      Em7       A7    D        Bm7
Me descola um carinho eu sou neném
      Em7         A7
Só sossego com beijinho
F        Dm7     Gm7        C7       A7/4(9)
Vê se me dá o prazer de ter prazer comigo
           Ab7(#11)
Me aqueça
G7M             D7M
     Me vira de ponta cabeça
G7M            D7M      D7
     Me faz de gato e sapato
Gm7  C7       F         Dm7
E me deixa de quatro no ato
Gm7     C7        F        Em7
     Me enche de amor, de amor
A7   Em7    A7   Em7  A7       D
     Lança,           lança perfume
               Em7    A7   Em7  A7       D
Oh, oh, oh, oh lança,           lança perfume
               Em7    A7  Em7    A7       D
Oh, oh, oh, oh lança,     lança, lança perfume
Em7   A7   Em7   A7   B7/4(9)
Lan---ça         per--fume

Mania de você


A carreira de Rita Lee entrou em ascensão a partir de sua parceria com o músico e compositor Roberto de Carvalho, com quem aliás se casou. Isso já começou a acontecer no primeiro elepê, que trazia seis composições da dupla, melodias de Roberto e letras de Rita, entre as quais “Chega Mais” (que virou nome de telenovela) e “Mania de Você”.

“Foi em cinco minutos que a gente fez ‘Mania de Você’. A gente tinha acabado de transar, ele pegou o violão e eu o caderninho e começamos: ‘Meu bem, você me dá água na boca...”, afirma a cantora em seu Songbook. “Mania de Você” é uma balada com uma levada latina, de melodia fácil, sensualizada por algumas imagens picantes e marcada pelo refrão: “Nada melhor do que não fazer nada / só pra deitar e rolar com você.” A voz caliente e dobrada de Rita — que também tocou as flautas do refrão — e o arranjo leve e gostosamente dançante, na linha “latin” de Henry Mancini do filme “Bonequinha de Luxo” (“Breakfast at Tiffany’s”) foram decisivos para o sucesso rápido da composição.

Considerando o seu trabalho anterior, vinculado ao rock, Rita Lee realizou na ocasião praticamente um crossover em sua carreira, ampliando a faixa etária de seu público nas duas extremidades, a das crianças e a dos quarentões. Daí a subida de patamar, à qual Roberto de Carvalho deu base e sustentação indispensáveis ao acabamento sofisticado de seu novo estilo (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Mania de você (1980) - Rita Lee e Roberto de Carvalho - Intérprete: Rita Lee

LP Rita Lee / Título da música: Mania de você / Roberto de Carvalho (Compositor) / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1979 / Álbum: 403.6193 / Lado B / Faixa 1.

Tom :Gm
Intro: ( Gm  C7 )

     Gm       C7          Gm    C7
Meu bem você me dá água na boca
    Gm       C7             Cm7   F7
Vestindo fantasias tirando a roupa
   Cm7       F7             A#7+
Molhada de suor, de tanto a gente se beijar
   A4/7         A7    C    D7
De tanto imaginar loucuras
     Gm       C7          Gm    C7
A gente faz amor por telepatia, 
    Gm       C7              Cm7   F7
no chão, no mar, na lua, na melodia
   Cm7       F7             A#7+
Mania de você, de tanto a gente se beijar,
 A4/7         A7    C    D7
de tanto imaginar loucuras
(Gm                  C7)
Nada melhor do que não fazer nada, 
      só prá deitar e rolar com você
(Gm                  C7)
Nada melhor do que nada na cuca, 
     só pra deitar e rolar com Bituca
     Gm       C7          Gm
Meu bem você me dá água na boca

Jardins da Babilônia


Jardins da Babilônia (1978) - Lee Marcucci e Rita Lee - Intérpretes: Rita Lee e Tutti Frutti

LP Babilônia - Rita Lee & Tutti Frutti / Título da música: Jardins da Babilônia / Lee Marcucci (Compositor) / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Tutti Frutti (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1978 / Álbum: 403.6149 / Lado A / Faixa 4.


G                              C  
Suspenderam os jardins da Babilônia
          G 
E eu prá não ficar por baixo
      D                    C         D   
Resolvi botar as asas prá fora, porque
          G                                  C  
Quem não chora dali, não mama daqui, diz o ditado
           G                    A        D   G    
Quem pode, pode, deixa os acomodados que se incomodem

Em                     C  
Minha saúde não é de ferro mão
Em                      A  
Mas meus nervos são de aço
       G    Bm        Em          
Prá pedir silêncio eu berro,
        D              A              D      
 prá fazer barulho eu mesma faço, ou não

Mas pegar fogo nunca foi atração de circo
Mas de qualquer maneira
Pode ser um caloroso espetáculo, então
O palhaço ri dali, o povo chora daqui, e o show não pára
E apesar dos pesares do mundo
Vou segurar esta barra

Eu e meu gato


Eu e meu gato (1978) - Rita Lee - Intérpretes: Rita Lee e Tutti Frutti

LP Babilônia - Rita Lee & Tutti Frutti / Título da música: Eu e meu gato / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1978 / Álbum: 403.6149 / Lado B / Faixa 4.


Tom: E
Intr.: E  (B F# B) 
E        E6  E7 E6     E     E6    E7 E6
Mais um dia desses eu vou fugir de casa 
      B         B7+ B        B7+
       e não volto, e não volto
E        E6  E7 E6     E     E6    E7 E6 B         B7+ B    B7+
Vou bater as asas, só vou levar comigo o retrato do meu gato
E            G         C#m          F#
Companheiro dessa minha melancolia, oh...

E você me pede prá ter paciência e juízo, e juízo
Mas o que eu gosto é de andar na beira  do abismo, abismo
Arriscando minha vida por um pouco de emoção

E        B      G#     C#     F#      B
Eu e meu gato, ele na cama, eu no telhado,
           F#7/4               F#
Ele sem as botas e eu sem grana

Erva venenosa


Erva venenosa (Poison Ivy) (1965) - Jerry Leiber e Mike Stoller - Versão: Rossini Pinto - Intérprete: Golden Boys

LP The Golden Boys / Título da música: Erva venenosa (Poison Ivy) / Jerry Leiber (Compositor) / Mike Stoller (Compositor) / Rossini Pinto (Compositor) / Golden Boys (Intérprete) / Gravadora: Odeon / Ano: 1965 / Álbum: MOFB 3411 / Lado B / Faixa 3.


Intro: G7 (4x)

  G7 
Parece uma rosa (parece uma rosa) 
  G7                         
Longe é formosa (thuru ru ru) 
   G7                    
É toda recalcacada (recalcada!) 
      G7 
A alegria alheia incomoda

   Em7
Venenosa.. Eh eh eh eh eh.. 
         Bm 
Erva venenosa.. Eh eh eh eh eh.. 
   Em7                  A 
É pior do que cobra cascavél 
      Am       E     G5  B5  D5
Seu veneno é cruel.. el. el. el..

Repete intro

    G7  
De longe não é feia (de longe não é feia) 
     G7   
Tem voz de uma sereia (thuru ru ru) 
   G7
Cuidado não lhe toque (não lhe toque!) 
      G7 
Ela é má pode até te dar um choque

   Em7
Venenosa.. Eh eh eh eh eh.. 
         Bm 
Erva venenosa.. Eh eh eh eh eh.. 
   Em7                  A 
É pior do que cobra cascavél 
      Am       E     G5  B5  D5
Seu veneno é cruel.. el. el. el..

    C7(9)
Se coça como louca, rachada tem a boca
  G/D 
Parece uma bruxa, um anjo mau
  C7(9) 
Detesta todo mundo, não para um segundo
 G/D             C7(9)   Riff 1
Fazer maldade é seu ideal, ouoooooo...

Repete intro

G7                                 
Como um cão danado (como um cão danado)
     G7  
Seu grito é abafado (thuru ru ru)
   G7     
É vil, é mentirosa (mentirosa!)
        G7
Deus do céu, como ela é maldosa

   Em7
Venenosa.. Eh eh eh eh eh.. 
         Bm 
Erva venenosa.. Eh eh eh eh eh.. 
   Em7                  A 
É pior do que cobra cascavél 
      Am       E     G5  B5  D5
Seu veneno é cruel.. el. el. el..

    C7(9)
Se coça como louca, rachada tem a boca
  G/D 
Parece uma bruxa, um anjo mau
  C7(9) 
Detesta todo mundo, não para um segundo
 G/D             C7(9)   Riff 1
Fazer maldade é seu ideal, ãh ãh ãh...

G7
Erva... venenosa..
Erva... venenosa..
Erva... venenosa..
Erva... venenosa..

Doce vampiro


Doce vampiro (1979) - Rita Lee - Intérprete: Rita Lee

LP Rita Lee / Título da música: Doce vampiro / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1979 / Álbum: 403.6193 / Lado A / Faixa 3.


Intro:  Em7  Em6  Em7  Em6  2x

            Em7               A7
Venha me beijar, meu doce vampiro
Em7                     A7
Oh, oh, uh, na luz do luar
D7 D7/4 D7 D7/9  G                    G/B       C     G/B    G
Ah, ah, venha sugar o calor de dentro do meu sangue vermelho
          G/B    C     G/B   A7
Tão vivo, tão eterno veneno
                D  Em7              A7   G      Gm    D
Que mata a sua sede   que me bebe quente   como um licor
             E    A7            Em7
Brindando a morte     e fazendo amor
             A7    Em7               A7
Meu doce vampiro, oh, oh, na luz do luar
D7 D7/4 D7 D7/9  G                   G/B    C      G/B   G   
Ah, ah, me acostumei com você sempre reclamando da vida
            G/B   C        G/B    A7
Me ferindo, me curando a ferida
                  D    Em7              A7  G        Gm  D
Mas nada disso importa,   vou abrir a porta   prá você entrar
               E  A7              
Beijar minha boca     até me matar 

Em7       Em6            Em7         Em6
......    Sha,la,la,la   Oh,oh,uh,   Sha,la,la,la 
Em7       Em6            Em7         Em6
Oh,oh,uh  Ah,ah,aah,ah   Oh,oh,uh,   Ah,ah,aah,ah   
  
D7 D7/4 D7 D7/9  G                   G/B    C      G/B   G   
Ah, ah, me acostumei com você sempre reclamando da vida
            G/B   C        G/B    A7
Me ferindo, me curando a ferida
                  D    Em7              A7  G        Gm  D
Mas nada disso importa,   vou abrir a porta   prá você entrar
               E  A7              
Beijar minha boca     até me matar
G   Gm           D                   
........ de amor

Desculpe o auê


Desculpe o auê (1983) - Rita Lee e Roberto de Carvalho - Intérprete: Rita Lee


LP Bom Bom - Rita Lee e Roberto de Carvalho / Título da música: Desculpe o auê / Rita Lee (Compositora) / Roberto de Carvalho (Compositor) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1983 / Álbum: 403.6296 / Lado A / Faixa 2.


E |-----------------------|
B |-----------------------|
G |-----------------------|
D |-----------------------|
A |-----------------------|
E |-0-0-2-3---------------|

E |-----------------------|
B |-----------------------|
G |-----------------------|
D |-----------------------|
A |-----------------------|
E |-3-5-3-2-0-------------|

(intro) G Em G Em D5+

             G                    Em
Desculpe o auê, eu não queria magoar você
      D4/7    D7              G                   Bm7/5
Foi ciúme, sim, fiz greve de fome, guerrilhas, motim
    E     Am  Cm    G   Bb° Am D7
Perdi a cabeça, esqueça
             G                    Em
Desculpe o auê, eu não queria magoar você
      D4/7    D7              G                   Bm7/5
Foi ciúme, sim, fiz greve de fome, guerrilhas, motim
    E     Am  Cm    G  F#m   B7
Perdi a cabeça, esqueça
    Em                A7           D7+                   Bm
Da próxima vez eu me mando, que se dane o meu jeito inseguro
        Em       A7
Nosso amor vale tanto, 
         Am        Bm       C7M      C#m7/b5 Cm G Bb° Am D7
   por você vou roubar os anéis de Saturno

Coisas de casal


Coisas de casal - Rita Lee e Roberto de Carvalho - Intérprete: Rádio Taxi

LP Rádio Taxi / Título da música; Coisas de casal / Rita Lee (Compositora) / Roberto de Carvalho (Compositor) / Rádio Taxi (Lee Marcucci, Wander Taffo, Willie, Gel Fernandes) (Intérprete) / Gravadora: Epic/CBS / Ano: 1982 / Álbum: 144463 / Lado A / Faixa 2.


E7M           E6          Bm7  E7/4   E7   
Tive sorte de encontrar você          
A7M         G#7/4   
Que debocha do   
 G#7      C#m7     Bm7     E7   
 meu jeito de ser
A7M            A#º       E/B   D7
De repente faz juras de amor       
        C#7/4  C#7      F#7/4
                   me esquenta no frio
F#7              B7/4        C7/4        D7/4   
Me refresca no calor
  E7M            E6               G#m7(b5)  C#7(b9/#11)   C#/B
A gente troca, A gente troca de lugar
  A7M             G#7/4        G#7     C#m7     Bm7     E7
A gente brinca, A gente brinca de   brigar                     
A7M           D7     C#m7          F#7(#11)
Chora de rir,         fica de mal
       F#7    F#m7   B7/4                 E7/4        E7   
Coisas de   casal,            coisas de casal
A7M           D7     C#m7          F#7(#11)
Chora de rir,        fica de mal                      
       F#7     F#m7  B7/4                E
Coisas de   casal,           coisas de casal...

Chega mais


Chega mais (1979) - Rita Lee e Roberto de Carvalho - Intérprete: Rita Lee

LP Rita Lee / Título da música: Chega mais / Roberto de Carvalho (Compositor) / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1979 / Álbum: 403.6193 / Lado A / Faixa 1.


Am        D7        G7+    E7
Eu conheço essa cara essa fala esse cheiro
                  Am         D7        G4/7  G7
Essa tara de louco esse fogo esse jeito
            E7                    Am            Eb/F
Escandaloso, você é guloso e quer me sequestrar
Am   D7
Chega mais, chega mais !  (3x)
                       Am       D7         G7+    E7
Depois me leve pra casa me prenda nos braços
                   Am        D7          G4/7   G7
Me torture de carinhos, beijinhos, abraços
               E7             Am          Eb/F
Depois me coce, me adoce até eu confessar
Am   D7
Chega mais, chega mais ! (3x)
Am   D7

Baila comigo

Com suas canções alegres, maliciosas, verdadeiros jingles facilmente assimiláveis, Rita Lee tornou-se uma fértil provedora de temas para telenovelas. Esses temas chegariam mesmo a dar título a algumas delas como “Baila Comigo”, uma história de gêmeos criados separados (personagens vividos pelo ator Tony Ramos), que nada tinha a ver com a letra da canção: “Um dia eu quero ser índio / viver pelado pintado de verde / num eterno domingo / (...) / baila comigo, como se baila na tribo / lá no meu esconderijo...”

Tal como “Mania de Você”, esta melodia também ficou pronta em minutos, sendo uma das chamadas (pela própria autora) “psicografias musicais”. O arranjo de Roberto de Carvalho e a interpretação macia de Rita — com a voz mais uma vez dobrada — repetem o esquema latino do disco anterior, com todo aquele refinado acabamento.

Destacam-se ainda na gravação a adequada intervenção de um naipe de sopros, mais uma coda rumbada, devidamente recheada de muitos “ay, ay, ay”, “corazón”, “que locura” e outros chamamentos típicos dos “sofieros”, bem a calhar com o estilo de dança então em moda nas discothèques brasileiras. Lançado no final de 80, “Baila Comigo” foi sucesso no período março/setembro de 81, quando a novela esteve no ar (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Baila comigo (1981) - Rita Lee - Intérprete: Rita Lee

LP Rita Lee / Título da música: Baila comigo / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1980 / Álbum: 403.6217 / Lado A / Faixa 3.

Intro: E       E5+       E6 E7

           A7M Bm7          E      A7M   Bm7
Se Deus quiser, um dia eu quero ser índio
         E       A7M         Am7   D7(9)    G7M  G6 Gm7
Viver pelado, pintado de verde num eterno domingo
      C7(9)      F7M      F6        B7
Ser um bicho preguiça e espantar turista
         E            E5+           E6             E7
E tomar banho de sol, banho de sol, banho de sol, sol

Se Deus quiser um dia acabo voando
Tão banal, assim como um pardal, meio de contrabando
Desviar de estilingue, deixar que me xinguem
E tomar banho de sol, banho de sol, banho de sol, banho de sol

Bm7  E  A7M F#m7 Bm7
Baila comigo,
         E        A7M F#m7
Como se baila na tribo
Bm7 E   A7M F#m7 B7(9)
Baila comigo,
                  E  E5+ E6 E7
Lá no meu esconderijo

Se Deus quiser um dia eu viro semente
E quando a chuva molhar o jardim, ah, eu fico contente
E na primavera vou brotar na terra
E tomar banho de sol, banho de sol, banho de sol, sol

Se Deus quiser um dia eu morro bem velha
Na hora "H" quando a bomba estourar quero ver da janela
E entrar no pacote de camarote
E tomar banho de sol, banho de sol, banho de sol, banho de sol

Ando jururu


Ando jururu - Rita Lee - Intérprete: Rita Lee e Tutti Frutti

LP Atrás do Porto Tem Uma Cidade - Rita Lee & Tutti Frutti / Título da música: Ando jururu / Rita Lee (Compositora) / Rita Lee (Intérprete) / Tutti Frutti (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1974 / Álbum: 6349 111 / Faixa 7.


INTRODUÇÃO: (C A C A)

 A                   D
 E pensar que eu passei todo esse tempo
      A                 D
 Investindo no meu know-how
 A                D
 E pensar que eu quase me danei
     A                 D
 Apostando no meu background
    A        D
 Eu ando jururu
   A                   D
 I don't know what to do
  A                        D
 Quero me encontrar pelo caminho
                   A
 Um cogumelo de zebu
          F#                  A
 E descansar os meus olhos no pasto
         F#                  A
 Descarregar esse mundo das costas
        F#               D
 Eu só quero fazer parte do backing vocal
      B                E
 E cantar o tempo todo
 3 vezes ->                 (A D)
              "Shoobeedoodaudau"
   E
 Aaa...
 Solo: (A D A D A D E)

A          D           A     D
 E pensar que passei o tempo
 A          D            A    D
 Investindo no meu background
    A        D
 Eu ando jururu
   A                  D
 I don't know what to do
  A                        D
 Quero me encontrar pelo caminho
                   A
 Um cogumelo de zebu
         F#                   A
 E descansar os meus olhos no pasto
         F#                  A
 Descarregar esse mundo das costas
        F#               D
 Eu só quero fazer parte do backing vocal
      B                E
 E cantar o tempo todo
 3 vezes ->                 (A D)
              "Shoobeedoodaudau"
     (C A C A)
 Aaa...