quarta-feira, 26 de julho de 2006

Chico Buarque: Letras, Cifras e Músicas


Canções de Chico na grande maioria interpretadas por ele, outras dele interpretadas por outros artistas, excepcionalmente algumas canções de outros compositores.
































































































































































































































Veja também:

Vida

Vida (1980) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

LP Vida / Título da música: Vida / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1980 / Nº Álbum: 6349 435 / Lado A / Faixa 1 / Gênero musical: MPB.

>
Am/E        F/Eb C7M          Cm6    Cm7
Vida, minha vida,   olha o que é que eu fiz
Cm6     Cm(6-)   Cm6 F7M/A
Deixei a fatia mais doce da vida
E7/G#  Am7(11)         Fm6/Ab
Na mesa dos homens       de vida vazia
C/E            B7/D#   Bm7(11)    E/D
Mas, vida, ali, quem sabe, eu fui feliz
Am/E        F/Eb C7M          Cm6     Cm7
Vida, minha vida,   olha o que é que eu fiz
Cm6     Cm(6-)   Cm6 F7M/A
Verti minha vida nos cantos, na pia
E7/G#  Am7(11)         Fm6/Ab
Na casa dos homens de vida vadia
C/E            B7/D#   Bm7(11)    E/D
Mas, vida, ali, quem sabe, eu fui feliz
Am6/E     Fm/Eb Fm6/D Am/E
Luz, quero luz          
F6      Bb7M/D  A7/C# F7(9)/C
sei que além das cortinas são palcos azuis
E7/B     F7M/A        E7/G#
E infinitas cortinas com palcos atrás
Am7(11)          Fm6/Ab
Arranca, vida, estufa, veia
C/E             B7/D#           Bm7(11) E/D
E pulsa, pulsa, pulsa, pulsa, pulsa mais
Mais, quero mais,
nem que todos os barcos recolham ao cais
Que os faróis da costeira me lancem sinais
Arranca, vida, estufa, vela
Me leva, leva longe, longe, leva mais
Vida, minha vida, olha o que é que eu fiz
Toquei na ferida, nos nervos, nos fios
Nos olhos dos homens de olhos sombrios
Mas, vida, ali, eu sei que fui feliz
Am/E        F/Eb C7M                    Cm6
Vida, minha vida,   olha o que é que eu fiz...

Você vai me seguir

Você Vai Me Seguir (1976) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

LP Meus Caros Amigos / Título da música: Você Vai Me Seguir / Chico Buarque (Compositor) / Ruy Guerra (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1976 / Nº Álbum: 6349 189 / Lado A / Faixa 4.


Tom: D

D            G6/7/9 F#m7             Fm6/5+
Você vai me seguir aonde quer que eu vá
Em           C6/9  G6/B          A#º
Você vai me servir, você vai se curvar
D           G6/7/9 F#m7            Fm6/5+
Você vai resistir, mas vai se acostumar
Em           C6/9  G6/B          A#º
Você vai me agredir, você vai me adorar
Am4/7        D7     G7+          Gm7    C7/9
Você vai me sorrir, você vai se enfeitar
F7+      F#m7
E vem me seduzir
B7       E         A7
Me possuir, me infernizar
D          Eº      F#m7       Fm6/5+
Você vai me trair, você vem me beijar
Em          C6/9   G3b       C#7/G# C#7
Você vai me cegar e eu vou consentir
F#m7        B7      Em         Gm7   C7/9
Você vai conseguir enfim me apunhalar
F#m7         B7/9-  E7             A7
Você vai me velar, chorar, vai me cobrir
D9        D9/B     D9/C      D9/Bb
E me ninar, me ninar, me ninar, me ninar,
  D9/A
menina, menina...

Valsinha

Valsinha (1971) - Chico Buarque e Vinícius de Moraes - Intérprete: Chico Buarque

LP Construção / Título da música: Valsinha / Vinícius de Moraes (Compositor) / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1971 / Nº Álbum: 6349 017 / Lado A / Faixa 4 / Gênero musical: Valsa.


Bbdim               A7
Um dia ele chegou tão diferente  
       Dm                 Dm/C 
Do seu jeito de sempre chegar  
  Bb°              A7             
Olhou-a dum jeito muito mais quente  
       Dm 
Do que sempre costumava olhar  
    D7                D7/A       
E não maldisse a vida tanto  
                Gm               Gm/F 
Quanto era seu jeito de sempre falar  
   E7                 E7/G#            
E nem deixou-a só num canto,  
                 A7               A7(b9) 
Pra seu grande espanto convidou-a pra rodar  
  Bb°              A7              
Então ela se fez bonita  
              Dm                 Dm/C 
Como há muito tempo não queria ousar  
    Bb°             A7             
Com seu vestido decotado  
                 Dm 
Cheirando a guardado de tanto esperar  
   D7                      D7/A     
Depois os dois deram-se os braços  
              Gm               Gm/F 
Como há muito tempo não usavam dar  
   E7                 E7/G# 
E cheios de ternura e graça  
             A7                     A7(b9) 
Foram para a praça e começaram a se abraçar  
   Bb°               A7 
E ali dançaram tanta dança  
          Dm                Dm/C 
Que a vizinhança toda despertou  
  Bb°          A7                Dm  
E foi tanta felicidade que toda cidade enfim se iluminou  
    D7                D7/F#   
E foram tantos beijos loucos,  
              Gm 
Tantos gritos roucos como não se ouvia mais  
      Dm   
Que o mundo compreendeu  
  Bbdim     A7 
E o dia amanheceu  
   Dm 
Em paz

Vai trabalhar vagabundo

Vai Trabalhar Vagabundo (samba, 1976) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

LP Meus Caros Amigos / Título da música: Vai Trabalhar Vagabundo / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1976 / Nº Álbum: 6349 189 / Lado A / Faixa 5 / Gênero musical: Samba.


Intr.: Bb/Ab / D7/A / Bb/Ab / D7/A / Bb/Ab / 
D7/A / Bb/Ab / D7/A /

D7(4/9)          G6            E7(4/9)        Am7      /
Vai     trabalhar,  vagabundo  Vai  trabalhar, criatura
F#7(4/9)          Bm7             D7(4/9)      G6   /
Deus     permite a    todo mundo  Uma     loucu—ra
D7(4/9)        G6               E7(4/9)    Am7      /
Passa   o domin--go em família  Segunda-fei---ra beleza
F#7(4/9)    Bm7          D7(4/9)         G6    /
Embarca  com    alegria  Na      corrente—za
D7/F#        Em7            G7/D         C6      /
Prepara o teu    documento  Carimba o teu   coração
Eb/Db          G/D             Bb/Ab     D7/A /
Não   perde nem    um momento  Perde a razão
D7/F#         Em7           G7/D         C6        /
Pode  esquecer    a mulata  Pode esquecer   o bilhar
Eb/Db        G/D            Bb/Ab         D7/A /
Pode  apertar    a gravata  Vai   te enforcar
Bb/Ab        D7/A / Bb/Ab        D7/A / Bb/Ab     D7/A /
Vai  te entregar   Vai   te estragar   Vai   trabalhar
D7(4/9)           G6             E7(4/9)     Am7      /
Vê      se não dor--me no ponto  Reúne   as e---conomias
F#7(4/9)            Bm7              D7(4/9)      G6   /
Perde    os três con---tos no conto  Da     loteri--a
D7(4/9)        G6              E7(4/9)    Am7      /
Passa   o domin--go no mangue  Segunda-fei---ra vazia
F#7(4/9)       Bm7              D7(4/9)           G6   /
Ganha    no ban---co de sangue  Pra     mais um di--a
D7/F#        Em7          G7/D       C6       /
Cuidado com o    viaduto  Cuidado com   o avião
Eb/Db           G/D            Bb/Ab       D7/A /
Não   perde mais    um minuto  Perde a questão
D7/F#       Em7            G7/D           C6       /
Tenta pensar    no futuro  No   escuro ten--ta pensar
Eb/Db        G/D            Bb/Ab     D7/A /
Vai   renovar    teu seguro Vai   caducar
Bb/Ab         D7/A / Bb/Ab       D7/A / Bb/Ab     D7/A /
Vai   te entregar  Vai   te estragar   Vai   trabalhar
D7(4/9)        G6            E7(4/9)    Am7          /
Passa   o domin--go sozinho  Segunda-fei---ra a desgraça
F#7(4/9)            Bm7              D7(4/9)      G6   /
Sem      pai nem mãe,   sem vizinho  Em   plena pra--ça
D7(4/9)       G6           E7(4/9)         Am7      /
Vai   terminar  moribundo  Com  um pouco de   paciência
F#7(4/9)          Bm7             D7(4/9)        G6    /
No       fim da fi---la do fundo  Da     previdên—cia
D7/F#        Em7             G7/D       C6          /
Parte tranqüi---lo, ó irmão  Descansa na   paz de Deus
Eb/Db      G/D             Bb/Ab         D7/A /
Deixaste ca---sa e pensão  Só    para os teus
D7/F#        Em7             G7/D       C6        /
A     criança---da chorando  Tua  mulher   vai suar
Eb/Db         G/D             Bb/Ab       D7/A /
Pra   botar ou---tro malandro No    teu lugar
Bb/Ab         D7/A / Bb/Ab       D7/A / Bb/Ab     D7/A /
Vai   te entregar    Vai te estragar  Vai   te enforcar
Bb/Ab     D7/A / Bb/Ab      D7/A / Bb/Ab      D7/A /
Vai   caducar    Vai   trabalhar   Vai   trabalhar
Bb/Ab      D7/A       D7(9/#11) 
Vai   trabalhar   Vagabundo

Vai levando

Tom Jobim, Miúcha, Vinícius de Moraes e Toquinho - 1977
“Vai Levando” foi feita para o show “Chico & Bethânia no Canecão”, em 1975. Traz a irreverência eterna de Caetano Veloso, mesclada com a poesia social de Chico Buarque. É cantada em três vozes, a de Tom Jobim, a de Miúcha e a de Chico Buarque. A letra fala da fama, da roda viva da vida, da pílula, das suas convulsões numa época de claustrofóbica ditadura e mudança de costumes, afinal 1977 trouxe após anos de luta contra os desgastados preconceitos morais e religiosos, a aprovação da lei do divórcio.

É o existencialismo explícito, onde desfilam palavras do cotidiano midiático, como ‘Ibope’, ou marca de cerveja como ‘Brahma’. O disco mal tinha saído do forno e a canção tornou-se tema de abertura da novela global “Espelho Mágico” , um grande avanço na emissora de Roberto Marinho, que havia excluído Chico Buarque da sua programação desde a época dos festivais de canções, tendo-o como presença não grata: “Mesmo com o nada feito, / com a sala escura / com o nó no peito, / com a cara dura / a gente não tem cura / mesmo com o todavia, / com todo dia, / com todo ia, / todo não ia, / a gente vai levando / a gente vai levando...”

Em 1977 a música brasileira assistiu ao encontro histórico de Tom Jobim e Miúcha, registrado no álbum “Miúcha & Antonio Carlos Jobim”, desde então um clássico da MPB. A voz afinada e tranquila de Miúcha encontrou suporte decisivo no universo do maestro soberano, num disco em que ele abre mão da Bossa Nova jazzística, conforme era acusado na época, optando pela brasilidade genuína do som romântico e universal da sua obra.

Vai Levando (1975) - Chico Buarque e Caetano Veloso - Intérpretes: Tom Jobim e Miúcha - Participação: Chico Buarque.

LP Miúcha & Antônio Carlos Jobim / Título da música: Vai Levando / Chico Buarque (Compositor) / Caetano Veloso (Compositor) / Tom Jobim (Intérprete) / Miúcha (Intérprete) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: RCA Victor / Ano: 1977 / Nº Álbum: 103.0213 / Lado A / Faixa 1 / Gênero musical: .


Tom: G7+
Intro: D7/9

G7+               Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com toda a fama, com toda a brahma
      E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com toda a cama, com toda a lama
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando,
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9        G7+
A gente vai levando essa chama
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com todo o emblema, todo o problema
  E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Todo o sistema, todo Ipanema
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
         D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa gema
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com o nada feito, com a sala escura
      E7/9   Am4/7    D7/9      G7+
Com um nó no peito, com a cara dura
              Bm7          Am7  D7/9 G7+
Não tem mais jeito, a gente não tem cura
              Bbm7   D#7/9    Bm7
Mesmo com o todavia, com todo dia
  E7/9  Am4/7 G#7/5- G7+
Com todo ia, todo não ia
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa guia
           Bbm7       D#7/9   Bm7
Mesmo com todo rock, com todo pop
      E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com todo estoque, com todo Ibope
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando esse toque
              Bbm7     D#7/9   Bm7
Mesmo com toda sanha, toda façanha
    E7/9 Am4/7  G#7/5-  G7+
Toda picanha, toda campanha
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa manha
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com toda estima, com toda esgrima
     E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com todo clima, com tudo em cima
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai levando,
       D7/9  Bm7
a gente vai levando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai levando essa rima
                 Bbm7     D#7/9    Bm7
Mesmo com toda cédula, com toda célula
     E7/9  Am4/7    G#7/5-  G7+
Com toda súmula, com toda sílaba
A7/6 A7/5+ D7/9 G7+         Bm7 A#7 Am7
A gente vai levando, a gente vai tocando, 
        D7/9  Bm7
a gente vai tomando
  E7/9   Am7   D7/9       G7+
A gente vai dourando essa pílula

Um chorinho

Um Chorinho (1967) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

LP Chico Buarque De Hollanda Vol. 2 / Título da música: Um Chorinho / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: RGE / Ano: 1967 / Nº Álbum: XRLP 5314 / Lado B / Faixa 4 / Gênero musical: Chorinho.


Intr.: A/C# F#7 Bm7 E7/B E7 E/D A/C# E7
A/C# F#7 Bm7 E7/B F E Am /

          G          G/F          Am/E
Ai, o meu amor, a sua dor, a nossa vida
Am/C       A7          A7/C#     Dm     Dm/F
Já não cabem na batida Do meu pobre cavaquinho
Dm                   Am/E
Ai, quem me dera Pelo menos um momento
Bb/F                     Bb/D  A7/C#
Juntar todo sofrimento Pra botar nesse chori____nho
Dm          G7            C
Quem me dera ter um choro de alto porte
A7                        Dm
Pra cantar com a voz bem forte E anunciar a luz do dia
Am/E
Mas quem sou eu Pra cantar alto assim na praça
Bb/F                        Bb/D  A7/C#
Se vem dia, dia passa E a praça fica mais vazi____a
Am/C G/B Am Am/G D7/F# D7 E7 E/D A7/C# Bb
Vem,     mo______re_______na,           
A7        A/G         Dm/F Dm/A Dm Dm/C G7/B
Não me despreza mais, não
Am       G7        G7/B     C  E7/B
Meu cho__ro é coisa  peque_na  
Am       Am/G      F#º Aº Cº
Mas roubado a du____ras penas
Ebº     Dº Fº Abº Bº
Do co___ração
Am/C G/B Am Am/G     D7/F# D7   E7 E/D
Meu             chori________nho     

A7/C# Bbº A7    A/G     Dm/F Dm/A Dm Dm/C G7/B
Não   é   uma so___lução
Am G7                 C    E7/B
Enquan_____to eu cantar sozi_nho
Am       Am/G    F#º   Aº Cº      Ebº      E/D
Quem cruzar o meu    cami___nho,    não pá___ra não
Em7(b5)  A7     Dm                              Am/C
Mas    eu  insis__to E quem quiser que me compreenda
A7               A7/C#      Dm
Até que alguma luz acenda, este meu canto continua
D#º            Am/E
Junto meu canto a cada pranto, a cada choro
F            Dm          D#º   E7  Am
Até que alguém me faça coro pra cantar na  ru__a
Dm           D#º            Am/E
Junto meu canto a cada pranto, a cada choro
F            Dm          D#º   E7  Am
Até que alguém me faça coro pra cantar na  ru__a

Umas e outras


Umas e Outras (1969) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

Compacto Duplo Chico Buarque (7', vinil) / Título da música: Umas e Outras / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: RGE / Ano: 1969 / Nº Álbum: CD-80.266 / Lado A / Faixa 2 / Gênero musical: MPB.


Gm                  A5b
Se uma nunca tem sorriso, 
      D#º             Gm
   é pra melhor se reservar
                     Dm7      A7             D4/7 D7
E diz que espera o paraíso e a hora de desabafar
    G7                 Cm7 
A vida é feita de um rosário
     F6/7              A#7+  D7/9-
que custa tanto a se acabar
     Gm      A#7 
Por isso às vezes
     D#7+   A6/7     A5+/7      D7/9  D7/9-
ela pára e senta um pouco pra chorar
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7                   C7/9
Nossa, pra que tanta conta
             Gm7            D4/7 D7
Já perdi a conta de tanto rezar


       Gm            A5b  
Se a outra não tem paraíso,
  D#º                     Gm Gm7b Gm6b
não dá muita importância, não
                       Dm7      A7               D4/7 D7
Pois já forjou o seu sorriso e fez do mesmo profissão
    G7                  Cm7
A vida é sempre aquela dança
   F6/7                A#7+  D7/9-
aonde não se escolhe o par
     Gm      A#7       D#7+
Por isso às vezes ela cansa
   A6/7     A5+/7      D7/9  D7/9-
e senta um pouco pra chorar
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7             C7/9
Puxa, que vida danada
             Gm7            D4/7 D7
Tem tanta calçada pra se caminhar


       Gm          A5b      D#º                     Gm
Mas toda santa madrugada quando uma já sonhou com Deus
                       Dm7      A7
E a outra, triste namorada, coitada,
                  D4/7 D7
já deitou com os seus
    G7                    Cm7 
O acaso faz com que essas duas,
  F6/7                A#7+  D7/9-
que a sorte sempre separou
     Gm        A#7   D#7+
Se cruzem pela mesma rua
   A6/7     A5+/7      D7/9  D7/9-
olhando-se com a mesma dor
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7             C7/9
Puxa, que vida danada
           Gm7             D4/7 D7
é tanta calçada pra se caminhar

Gm Gº F#º
Que Dia!
Gm7                   C7/9
Nossa pra que tanta conta,
           Gm7             D4/7 D7
já perdi a conta de tanto rezar
Gm Gº F#º
Que dia!
Gm7               C7/9
Puxa, que vida comprida,
               Gm7     D4/7 D7   Gm
pra que tanta vida pra gente desanimar

Uma canção desnaturada

Uma Canção Desnaturada (1979) - Chico Buarque - Interpretação: Chico Buarque e Marlene

LP Ópera Do Malandro - Trilha Sonora da Peça Teatral / Título da música: Uma Canção Desnaturada / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Marlene (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1979 / Nº Álbum: 6349.400/1 / Disco 1 / Lado A / Faixa 4.



Por que cresceste, curuminha
Assim depressa, e estabanada
Saíste maquilada dentro do meu vestido
Se fosse permitido eu revertia o tempo
Pra reviver a tempo de poder

Te ver as pernas bambas, curuminha
Batendo com a moleira
Te emporcalhando inteira
E eu te negar meu colo
Recuperar as noites, curuminha
Que atravessei em claro
Ignorar teu choro e cuidar só de mim

Deixar-te arder em febre, curuminha
Cinqüenta graus, tossir, bater o queixo
Vestir-te com desleixo
Tratar uma ama-seca
Quebrar tua boneca, curuminha
Raspar os teus cabelos
E ir te exibindo pelos botequins

Tornar azeite o leite do peito que mirraste
No chão que engatinhaste
Salpicar mil cacos de vidro
Pelo cordão perdido te recolher pra sempre
À escuridão do ventre, curuminha
De onde não deverias nunca ter saído

Tango do covil

Tango do Covil (tango, 1979) - Chico Buarque - Interpretação: MPB-4

LP Ópera Do Malandro - Trilha Sonora da Peça Teatral / Título da música: Tango do Covil / Chico Buarque (Compositor) / MPB-4 (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1979 / Nº Álbum: 6349.400/1 / Disco 1 / Lado B / Faixa 1 / Gênero musical: Tango.



Ai, quem me dera ser cantor, quem dera ser tenor
Quem sabe ter a voz igual aos rouxinóis
Igual ao trovador que canta os arrebóis
Pra te dizer gentil
Bem-vinda, deixa eu cantar tua beleza
Tu és a mais linda princesa aqui deste covil
Ai, quem me dera ser doutor, formado em Salvador
Ter um diploma, anel e voz de bacharel
Fazer em teu louvor discursos a granel
Pra te dizer gentil
Bem-vinda, tu és a dama mais formosa
E, ouso dizer, a mais gostosa aqui deste covil
Ai, quem me dera ser garçom, ter um sapato bom
Quem sabe até talvez ser um garçom francês
Falar de champignon, falar de molho inglês
Pra te dizer gentil
Bem-vinda, és tão graciosa e tão miúda
Tu és a dama mais tesuda aqui deste covil
Ai, quem me dera ser Gardel, tenor e bacharel
Francês e rouxinol, doutor em champignon
Garçom em Salvador e locutor de futebol
Pra te dizer febril
Bem-vinda, tua beleza é quase um crime
Tu és a bunda mais sublime aqui deste covil

Tango de Nancy

Tango de Nancy (tango, 1985) - De: Edu Lobo e Chico Buarque - Intérprete: Lucinha Lins

LP O Corsário Do Rei - Trilha Sonora da Peça Teatral - Chico Buarque e Edu Lobo / Título da música: Tango de Nancy / Chico Buarque (Compositor) / Edu Lobo (Compositor) / Lucinha Lins (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1985 / Nº Álbum: 530.012 / Lado B / Faixa 1 / Gênero musical: Tango.



Quem sou eu para falar de amor
Se o amor me consumiu até a espinha
Dos meus beijos que falar
Dos desejos de queimar
E dos beijos que apagaram os desejos que eu tinha

Quem sou eu para falar de amor
Se de tanto me entregar nunca fui minha
O amor jamais foi meu
O amor me conheceu
Se esfregou na minha vida
E me deixou assim

Homens, eu nem fiz a soma
De quantos rolaram no meu camarim
Bocas chegavam a Roma passando por mim
Ela de braços abertos
Fazendo promessas
Meus deuses, enfim!
Eles gozando depressa
E cheirando a gim
Eles querendo na hora
Por dentro, por fora
Por cima e por trás
Juro por Deus, de pés juntos
Que nunca mais

Tô voltando


Tô voltando (samba, 1979) - Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro - Intérprete: Simone

LP Pedaços / Título da música: Tô Voltando / Paulo César Pinheiro (Compositor) / Maurício Tapajós (Compositor) / Simone (Intérprete) / Gravadora: EMI-Odeon / Ano: 1979 / Nº Álbum: 064 422848 / Lado B / Faixa 3 / Gênero musical: Samba.


Tom: G

A7
Pode ir armando o coreto
e preparando aquele feijão preto
       D7M
Eu tô voltando
B7
Põe meia dúzia de brahma prá gelar,
muda a roupa de cama
         E7
Eu tô voltando
C#7
Leva o chinelo prá sala de jantar
                                   D
Que é lá mesmo que a mala eu vou largar
        G7    C7      F#      B7           E7    A
Quero te abraçar, pode se perfumar porque eu tô voltando
Dá uma geral, faz um bom defumador, enche a casa de flor
Que eu tô voltando
Pega uma praia, aproveita, tá calor, vai pegando uma cor
Que eu tô voltando
Faz um cabelo bonito prá eu notar
que eu só quero mesmo é despentear
Quero te agarrar, pode se preparar porque eu tô voltando
Põe prá tocar na vitrola aquele som, estréia uma camisola
Eu tô voltando
Dá folga prá empregada, manda a criançada prá casa da avó
Que eu tô voltando
Diz que eu só volto amanhã se alguém chamar
Telefone não deixa nem tocar
Quero lá lá lá iá, lá lá lá lá lá iá, porque eu tô voltando

Trapaças

Trapaças (1989) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

LP Chico Buarque / Título da música: Trapaças / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: BMG Ariola / Ano: 1989 / Nº Álbum: 150.0008 / Lado A / Faixa 2.


  D7M         C#7(b13)
Contigo aprendi        
           Bb7M           A7(b13)
   A perder    e achar gra_______ça
F7M          F7(#5)        Bb7M   A7/4
Pagar e não dar      importân____cia 

Em(b6)       Em6      
Contigo  a trapa___ça
Cm6/Eb        Ab7(#11)   G7M(#11)
Por trás      da trapa________ça      
F#7/13  B7/13  D7/13
É pura elegân___cia
G(add9)/D       G(#5)         C6          F7(#11)
Se deres    por fal_____ta Do teu  riso esper_______to
E7(9/#11)       E7/4(9)          F6          E7/G#
Dos teus     sortilé_______gios Enten__de e perdo_____a
C#m7(b5)      Cm6            Bb7M/D       A7/C#
Eu ando    nas ru___as Com o sol      descola_____do
Cm6/Eb       D7/13
Da tua pessoa
G6 / F#7/13 / B7/13 / E7/9 / A7/13 / D7/9 / G7M/B /
Ab7 /G6 / F#7/13 / B7/13 / E7/9 / A7/13 / D7/9 / G6 /
A7 /

Todo o sentimento


Todo O Sentimento (1987) - Chico Buarque e Cristóvão Bastos - Intérprete: Chico Buarque

LP Francisco / Título da música: Todo o sentimento / Chico Buarque (Compositor) / Cristóvão Bastos (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: BMG Ariola / Ano: 1987 / Nº Álbum: 140.0001 / Lado B / Faixa 2 / Gênero musical: MPB.


           G          D/F#
 Preciso não dormir
         Em         Eb°
 Até se consumar
   C9    G/B   Am7   G#°
 O tempo    da gente
           Am        Am9/G#
 Preciso conduzir
           Am9/G       F#m7/5-
 Um tempo de te amar
            C/E       D7           G°  G
 Te amando devagar e urgentemente
           Bm7        Bb7/5-
 Pretendo descobrir
           Dm/A     E9b/G#
        No último momento
           C/G         F°          A7/E
 Um tempo que refaz o que desfez
        C9          D#/C#     G/D  D#°
 Que recolhe todo sentimen__to
        Em7       A7              D#7/5- D7
 E bota no corpo uma outra vez
           G         D/F#
 Prometo te querer
         Em          Eb°
 Até o amor cair
          C9  G/B  Am7  G#°
 Doente,   doente
           Am            Am9/G#
 Prefiro então partir
          Am9/G      F#m7/5-
 A tempo de poder
             C/E      D7           G° G
 A gente se desvencilhar da gente
          Bm7           Bb7/5-
 Depois de te perder
             Dm/A          E9b/G#
 Te encontro com certeza
           C/G           F°       Am7/E Cm6
 Talvez num tempo da delicadeza
        G/D       G7M/D G7/D
 Onde não diremos nada
        C#7        Cm6
 Nada aconteceu
         G/B       D#/C#
 Apenas seguirei
                  Am7     D7/9b G
 Como encantado ao lado  seu

Trocando em miúdos

Trocando Em Miúdos (1978) - Francis Hime e Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

LP Chico Buarque / Título da música: Trocando Em Miúdos / Chico Buarque (Compositor) / Francis Hime (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1978 / Nº Álbum: 6349 398 / Lado A / Faixa 3 / Gênero musical: Canção / MPB.


Intro: A7+ A7/5+ D7+ Dm7 A7+ (A7/6 D6 Dm6)
                                      
 A7+          A7/5+              D7+
Eu vou lhe deixar a medida do Bonfim
 Dm7
Não me valeu
 A7+            A7/6         D6
Mas fico com o disco do Pixinguinha, sim?
 Dm6
O resto é seu
 Am9         Am/G           F#m7/5+
Trocando em miúdos, pode guardar
              F7+             Am
As sobras de tudo que chamam lar
              Am/G            F#m7
As sombras de tudo que fomos nós
              B7                E7+
As marcas de amor nos nossos lençóis
             E7/9-       A7+
As nossas melhores lembranças
          A7/5+                D7+
Aquela esperança de tudo se ajeitar
         Dm7
Pode esquecer
 A7+       A7/6               D6
Aquela aliança, você pode empenhar
       Dm6
Ou derreter
Am9        Am/G                 F#m7/5-
Mas devo dizer que não vou lhe dar
           F7+              Am
O enorme prazer de me ver chorar
             Am/G              F#m7  B7
Nem vou lhe cobrar pelo seu estrago
     F#m7 B7 Bm7  E7 Bm7 E7
Meu peito tão dilacerado
 A7+
Aliás
             A7/5+              D7+
Aceite uma ajuda do seu futuro amor
       Dm7
Pro aluguel
 A7+        A7/6               D6
Devolva o Neruda que você me tomou
    Dm6
E nunca leu
 Am9        Am/G              F#m7/5-
Eu bato o portão sem fazer alarde
             F7+           Am
Eu levo a carteira de identidade
       Am/G            F#m7/5-
Uma saideira, muita saudade
             F7+                   Am9
E a leve impressão de que já vou tarde...

Tira as mãos de mim


Tira as Mãos de Mim (1973) - Chico Buarque e Ruy Guerra - Interpretação: Chico Buarque

LP Calabar, O Elogio Da Traição / Título da música: Tira as Mãos de Mim / Chico Buarque (Compositor) / Ruy Guerra (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1973 / Nº Álbum: 6349 093 / Lado B / Faixa 3 / Obs.: Este disco foi proibido pela Censura e recolhido às lojas em seguida ao lançamento, com sua capa vetada. Foi então relançado, com outra capa, toda branca e com o título de Chico Canta.


[Intro:]  G#º  C#º  G#º
 G#º     Gm7(b5) C7(b9)(b13) C7(b9)

Fm7(9) C/E    Cm/Eb D7(b9)
Ele era mil, tu és nenhum
Gm7(9)           G/B
Na guerra és vil, na cama és mocho
Cm7 C#º             Bb/D Eb7M(9)
Tira as mãos de mim, põe as mãos em mim
Em7(b5)(9)              Am7(b5)
E vê se o fogo dele, guardado em mim
Ab7(b5)
Te incendeia um pouco
Gm7(9)    D/F#        Dm/F
Éramos nós, estreitos nós
E7(b9)  Am7(9)       A/C#
Enquanto tu és laço frouxo
Dm7 D#º             C/E F7M(9)
Tira as mãos de mim, põe as mãos em mim
F#m7(b5)(9)         Bm7(b5)
E vê se a febre dele, guardada em mim
Bb7(b5)
Te contagia um pouco
Solo: Am7(9) E/G# Em/G D/F# Cm Cm7M Cm7 Cm6
Bbm7(11) G7(b13) Gm7(b5) C7(b9)(b13) C7(b9)
Fm7(9) C/E      Cm/Eb
Éramos nós, estreitos nós
D7(b9)  Gm7(9)       G/B
Enquanto tu és laço frouxo
Cm7 C#º             Bb/D Eb7M(9)
Tira as mãos de mim, põe as mãos em mim
Em7(b5)(9)         Am7(b5)
E vê se a febre dele, guardada em mim
D6(b9) Eb7/Bb D7(b5)/G# Gm7(9)
Te contagia um pouco

Tem mais samba

Tem Mais Samba (samba, 1966) - Chico Buarque - Interpretação: Chico Buarque

LP Chico Buarque De Hollanda / Título da música: Tem Mais Samba / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: RGE / Ano: 1966 / Nº Álbum: XRLP 5303 / Lado A / Faixa 2 / Gênero musical: Samba / Bossa Nova.


Bm7                   E7(9)              Am7
Tem mais samba no encontro que na espe___ra
D7(9)          Bm7
Tem mais samba a maldade que a feri___da
E7(9)          Am7
Tem mais samba no porto que na ve___la
D7(9)             Bm7
Tem mais samba o perdão que a despedi___da
D7(9)            E7(9)
Tem mais samba nas mãos do que nos o_____lhos
F#7(b9/b13)            Bm7
Tem mais samba no chão           do que na lu___a
D7(9)          E7(9)
Tem mais samba no homem que traba_____lha
F#7(b9/b13)            Bm7
Tem mais samba no som        que vem a ru___a
A7(13)           Am6/C
Tem mais samba no peito de quem cho_____ra
D7(9)
Tem mais samba no pran_____to de quem vê

G7M                    C#m7(b5)     F#7(b13)      Bm7
Que o bom samba não tem     lugar        nem ho___ra
C#7                F#7/4 F#7(b13)
O coração de fo___ra samba sem querer
Bm7 A7(9)       D7M  G7M C#m7(b5) F#7(b13)      B7M B6
Vem      que pas___sa    teu              sofrer
Bm7                 E7(9)        C#7       C#m7 F#7(b13)
Se todo mundo sambasse seria tão fácil viver
Bm7 A7(9)       D7M  G7M C#m7(b5) F#7(b13)      B7M B6
Vem      que pas___sa    teu              sofrer
Bm7                 E7(9)        C#7       C#m7 F#7(b13)
Se todo mundo sambasse seria tão fácil viver

Tanta saudade

Tanta Saudade (1989) - Chico Buarque e Djavan - Intérprete: Chico Buarque

LP Chico Buarque / Título da música: Tanta Saudade / Chico Buarque (Compositor) / Djavan (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: BMG Ariola / Ano: 1989 / Nº Álbum: 150.0008 / Lado B / Faixa 4.


Tom: C  

             Am            Bm5-/7  E5+/7
Era tanta saudade, é pra matar
           C7+       
Eu fiquei até doente, 
  F7+             Bm5-/7     E5+/7
   eu fiquei até doente     menina
          Am        F7      Bm5-/7  
Se eu não mato a saudade, é deixa estar
   E5+/7       C7+    F7+         Bm5-/7         E5+/7  
Saudade mata a gente,     saudade mata a gente menina
Am               F7+   Bm5-/7   E5+/7    C7+   
Quis saber o que é o desejo, de onde ele vem
          F7+       Bm5-/7          Am
Fui até o centro da Terra e é mais além
     F7        Bm5-/7     E5+/7   C7+  
Procurei uma saída e     amor não tem
         F7+          Bm5-/7          E5+/7
Estava ficando louco, louco de querer bem
Am           F7          Bm5-/7   E5+/7    C7+
Quis chegar até o limite         de uma paixão
     F7+         Bm5-/7     E5+/7   Am
Baldear o oceano        com a minha mão
            F7          Bm5-/7   E5+/7         C7+
Encontrar o sal da vida         e a solidão
    F7+            Bm5-/7    E5+/7
Esgotar o apetite, todo o apetite do coracão
       Am       F7
Mas voltou a saudade
        Bm5-/7   E5+/7    C7+
É pra ficar,    aí eu encarei de frente
F7+       Bm5-/7           E5+/7 
Aí eu encarei de frente, menina
        Am        F7      Bm5-/7       E5+/7 
Se eu ficar na saudade, é deixa estar
          C7+           C     F7+    Bm5-/7         E5+/7
Saudade engole a gente, sau...dade engole a gente menina
 
Am               F7                      E5+/7 
Quis saber o que é ....   apetite do coracão
 
Am                      F7
Ai amor, miragem minha, minha linha do horizonte
  C7+     
É monte atrás de monte, é monte
        F7                  E5+/7  Am
A fonte nunca mais que seca,       ai saudade ainda sou moco
 F7                             C7+
Aquele poco não tem fundo, é um mundo, dentro um mundo
  F7+                               E5+/7
É dentro um mundo, é o mundo que me leva

Tanto amar


Tanto Amar (1982) - Chico Buarque - Interpretação: Chico Buarque

LP Almanaque / Título da música: Tanto Amar / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Ariola / Ano: 1982 / Nº Álbum: 201.640 / Lado B / Faixa 2 / Gênero musical: MPB.


C               G/B     Gm/A#
Amo tanto e de tanto amar
                  F/A  A7
Acho que ela é bonita
              D4/7     D7
Tem um olho sempre a boiar
  F/A         G/B
E outro que agita
 C              G/B   Gm/A#             F/A
Tem um olho que não está, meus olhares evita
                 D4/7   D7 F/A G/B C
E outro olho a me arregalar sua pepita
            E7    Am7
A metade do seu olhar
                   C7      F
Está chamando pra luta, aflita
                 G7     F     G7
E metade quer madrugar na bodeguita
C               G/B    Gm/A#
Se seus olhos eu for cantar
                 F/A A7
Um seu olho me atura
                      D7      F        G7
E outro olho vai desmanchar toda a pintura
C         G/B Gm/A#             F/A
Ela pode rodopiar e mudar de figura
 A7         D4/7 D7    F      G7  C
A paloma do seu mirar virar miúra
             E7       Am7
É na soma do seu olhar
                 C7          F
Que eu vou me conhecer inteiro
                  G7          F      G7
Se nasci pra enfrentar o mar ou faroleiro
 C               G/B   Gm/A#
Amo tanto e de tanto amar
                F/A   A7
Acho que ela acredita
                 D4/7  D7   F        G7
Tem um olho a pestanejar e outro me fita
C                      G/B
Suas pernas vão me enroscar
Gm/A#        F/A
Num balé esquisito
  A7                D4/7  D7    F/A   G/B    C
Seus dois olhos vão se encontrar no infinito
                E7        Am7
Amo tanto e de tanto amar
                 C7   F
Em Manágua temos um chico
                G7
Já pensamos em nos casar
 A    G7  C
Em Porto Rico

Suburbano coração

Suburbano Coração (1984) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

LP Chico Buarque / Título da música: Suburbano Coração / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Barclay / Ariola / Ano: 1984 / Nº Álbum: 825 161-1 / Lado B / Faixa 2 / Gênero musical: MPB.


Tom: C

Quem vem lá, que horas são
Isso não são horas, que horas são
Quem vem lá, que horas são
Isso não são horas, que horas são
É você, é o ladrão
Isso não são horas, que horas são
Quem vem lá, blim blem blão
Isso não são horas, que horas são

D7M             Cm6/Eb G7M
A casa está bonita
                         Gm6 D7M/F#
A dona está demais
             Fº(b13)
A última visita
  Em7          A7(b13) Bm6
Quanto tempo faz
                       F#7/C# F7M
Balançam os cabides
                         Ebm6/Gb Cm6/Eb
Lustres se acenderão
                                D7
O amor vai pôr os pés
             G7/D                C7 A7/C#
No conjugado coração
                Dm             Bb7M/F
Será que o amor se sente em casa
              A7/E A7/C#
Vai sentar no chão
            Ab7M/C    
Será que vai deixar cair
        Gm6/Bb        A7
A brasa no tapete coração

Quando aumentar a fita
As línguas vão falar
Que a dona tem visita
E nunca vai casar
Se enroscam persianas
Louças se partirão
O amor está tocando
O suburbano coração
Será que o amor não tem programa
Ou ama com paixão
Mulher virando no sofá
Sofá virando cama coração

D7M                    D/C G7M
O amor já vai embora
                             Gm6 D7M/F#
Ou perde a condução
                      Fº(b13)
Será que não repara
   Em7        B7/D# G7M/B
A desarrumação
           Gm6/Bb D7M/A
Que tanta cerimônia
                B7(13) B7(b13)
Se a dona já não tem
     Bm6             Gm6/Bb A7 D7M(#11)
Vergonha do seu co......ra......ção

Subúrbio


Subúrbio (samba, 2006) - Chico Buarque - Intérprete: Chico Buarque

CD Carioca / Título da música: Subúrbio / Chico Buarque (Compositor) / Chico Buarque (Intérprete) / Gravadora: Biscoito Fino / Ano: 2006 / Nº Álbum: BF 646 / Faixa 1.


[Intro:] C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C#
C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C# C7M
       A7(9)(b13)/C#      G7/D
Lá não tem brisa, não tem verde-azuis
Eb(#5)        Em7
Não tem frescura nem atrevimento
G/F    Em7(b5)  A7(b9) Fm/Eb
Lá não figura no mapa
Ab7(9)(13)      Abm7M(6) Abm7 G/F
No avesso da montanha, é labirinto
F6(#11)          G7/D A7(9)(b13)/C#
É contra-senha, é cara a tapa
C7M     A7(9)(b13)/C#   G7/D      Eb(#5)
Fala, Penha, fala, Irajá, fala, Olaria
Em7        G/F 
Fala, Acari, Vigário Geral,
F#m7(9) B7(b13)/C# C7M
fala, Piedade
C6/G        Cm7M  B7(b5) Bb7M
Casas sem cor, ruas de pó, cidade
Bbm/F     Bbm7M A7(b13)
Que não se pinta, que é sem vai....dade
 D6    B7/D#        A9/E   F7(b5)
Vai, faz ouvir os acordes do choro-canção
D7M       D#º B7/D#          C#7 C7 F7M
Traz as cabrochas e a roda de samba
C/E    Cm/Eb     D7
Dança teu funk, o rock, forró, pagode, reggae
Bbm/Db  Bb/D Eb7(9)        Bbm6 Em7(11)
Teu hip-hop, fala na língua do rap,
G9/B    Gm/Bb   A7(b13) Dm7
Desbanca a outra a tal que abusa
A(b9) Fm6/Ab G7
De ser tão maravilhosa
C7M   A7(9)(b13)/C# G7/D
Lá não tem moças douradas expostas,
Eb(#5)     Em7  G/F
Andam nus pelas quebradas teus exus
Em7   A7(b9) Dm
Não tem turistas,
A7(b13)/C#    Dm7/C Bm7(b5)
Não sai foto nas revistas
Gm/Bb  A7(b13) Fm6/Ab         G7
Lá tem Jesus      e está de costas
Fala, Maré, fala, Madureira, fala, Pavuna
Fala, Inhaúma, Cordovil, Pilares
Espalha a tua voz nos arredores
Carrega a tua cruz e os teus tambores
Vai, faz ouvir os acordes do choro-canção
Traz as cabrochas e a roda de samba
Dança teu funk, o rock, forró, pagode, reggae
Teu hip-hop, fala na língua do rap,
Fala no pé, dá uma idéia
Naquela que te sombreia
C7M           A7(9)(b13)/C#      G7/D
Lá não tem claro-escuro, a luz é dura,
Eb(#5) Em7        G/F
A chapa é quente    que futuro tem
Em7(b5)  A7(b9) Fm/Eb
Aquela gente toda
Ab7(9)(13)      Abm7M(6) Abm7 G/F
Perdido em ti eu ando em roda
F6(#11)          G7/D A7(9)(b13)/C#
É pau, é pedra, é fim de linha, é lenha, é fogo, é foda
C7M A7(9)(b13)/C#     G7/D       Eb(#5)       Em7
Fala, Penha, fala, Irajá, fala, Encantado, Bangu,
G/F
fala, Realengo...
Solo: Em7 A7(b9) Dm A7(b13)/C# Dm7/C Bm7(b5) Gm/Bb
A7(b13) Fm6/Ab G7
C7M A7(9)(b13)/C#     G7/D        Eb(#5)  
Fala, Maré, fala, Madureira, fala, Meriti,
Em7       G/F
Nova Iguaçu, fala, Paciência...
Fim: Em7(b5) A7(b9) Fm/Eb Ab7(9)(13) Abm7M(6)
Abm7 G/F F6(#11) G7/D A7(9)(b13)/C#
C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C#
C7M A7(9)(b13)/C# G7/D A7(9)(b13)/C# C7M Am7M(9)/E