sexta-feira, 21 de julho de 2006

Abrigo de vagabundos

Abrigo de vagabundos - Adoniran Barbosa - Intérprete: Demônios da Garoa

Tom: A
  

Intro: Bm C#7 F#m Bm C#7 F#m Abm5-/7 C#7 F#m                

  F#m      C#7          F#m
Eu arranjei o meu dinheiro
       C#7            F#m
Trabalhando o ano inteiro
          D
Numa cerâmica
      Abm         C#7                Abm
Fabricando potes e lá no alto da Moóca
        C#7           Abm            C#7             F#m
Eu comprei um lindo lote dez de frente e dez de fundos
       C#7         F#m D7 C#7
Construí minha maloca
      F#m                C#7
Me disseram que sem planta
        F#m
Não se pode construir
           C#m5-/7        F#7       Bm
Mas quem trabalha tudo pode conseguir
                  C#7                F#m
João Saracura que é fiscal da Prefeitura
               Bm          C#7          F#m
Foi um grande amigo, arranjou tudo pra mim
            Bm    C#7         F#m
Por onde andará Joca e Matogrosso
               Bm
Aqueles dois amigos
          C#7          F#m
Que não quis me acompanhar
           C#7                   F#m
Andarão jogados na avenida São João
                   Bm   C#7     F#m
Ou vendo o sol quadrado na detenção
F#7      Bm             C#7            F#m
Minha maloca, a mais linda que eu já vi
                Bm            C#7     F#m
Hoje está legalizada ninguém pode demolir
 F#7     Bm                   C#7  F#m
Minha maloca a mais linda deste mundo
                 Bm
Ofereço aos vagabundos
         C#7         F#m
Que não têm onde dormir

A luz da Light

A luz da Light - Adoniran Barbosa - Interpretação: Demônios da Garoa



Lá no morro quando a luz da Light pifa
A gente apela pra vela, que alumeia também
Quando tem, se não tem não faz mal
A gente samba no escuro que é muito mais legal

Quando isso acontece
É um grito de alegria
A torcida é grande pra luz voltar só no outro dia
Mas o dono da casa
Estranhando a demora e achando impossível
Desconfia logo que alguém passou a mão no fusíl
no relógio da luz

Um samba no Bexiga

Demônios da Garoa

Um samba no Bexiga - Adoniran Barbosa

Tom: A
  
E7  A   D7  A D7
    Domingo nós fumos num samba no bexiga
 A  Bm7
Na rua major, na casa do Nicola
A meza note o'clock
 E7/9         A
Saiu uma baita duma briga
 F#m     Bm7  E7  A
Era só pizza que avuava junto com as brajola

E   A
Nóis era estranho no lugar
E  A
E não quisemo se meter
A7      D  E7    A  A7
Não fumos lá pra briga, nós fumo lá pra come
 D  E7    A
Na hora "h" se enfiemo de baixo da mesa
 F#m    Bm7  E7    A  A7
Fiquemo ali, que beleza vendo a nicola briga
 D  E7    A
Dali a pouco escuitemo a patrulha chegá
F#m     Bm7 E7
E o sargento oliveira falá
  A
Num tem importânça
 E7  A
Voi chamá duas embulânça

Carma pessoal,
A situação tá cínica
Os mais pior vai pras clínica.

Malvina

Malvina - Adoniran Barbosa - Interpretação: Demônios da Garoa

 Intro:(Cm D7 G Cm) 

Cm 
Malvina, você não vai me abandonar, 
Fm        G                           Cm 
Não pode, sem você como é que eu vou ficar. 
Cm 
Malvina, você não vai me abandonar, 
Fm         G                          Cm 
Não pode, sem você como é que eu vou ficar 

Cm                     A# 
Tá fazendo mais de dez anos 
                  G# 
Que nóis estemos juntos 
                  G 
E daqui você não sai 
     Cm          G       Cm 
Minha vida sem você não vai 
      Cm       G        Cm 
Minha vida sem você não vai 
  

Pafunça

Pafunça - Adoniran Barbosa / Oswaldo Moles - Intérpretes: Adoniran Barbosa e Demônios da Garoa

Tom: D  

Intro: Bm   Bm   Em   Em   Bm   F#7   Bm   G7   
      F#7   Bm   Bm   Em   Em   Bm   F#7   Bm

Bm         Em
Pafunça, Pafunça!
Em                  Bm
Pafunça, que pena, Pafunça,
            F#7            Bm        G7    F#7
Que nossa amizade virou bagunça.     (virada)
Bm         Em
Pafunça, Pafunça!
Em                        Bm
Pafunça, que pena, Pafunça,
            F#7            Bm
Que nossa amizade virou bagunça.
Bm                                            F#7
Pafunça acabou-se a sopa que tu dava pra eu morfar
F#7                                            Bm
Pafunça acabou-se as roupa que eu te dava pra lavar
                    B7                      Em
Hoje eu vivo no abandono, um vira-lata sem dono.
                    Bm            F#7        Bm        G7   F#7
E pra me judiar, Pafunça, nem meu nome tu pronunça     (virada)

Bm         Em
Pafunça, Pafunça!
Em                  Bm
Pafunça, que pena, Pafunça,
            F#7            Bm        G7    F#7
Que nossa amizade virou bagunça.     (virada)
Bm         Em
Pafunça, Pafunça!
Em                        Bm
Pafunça, que pena, Pafunça,
            F#7            Bm
Que nossa amizade virou bagunça.
Bm                                         F#7
O teu coração sem amor se esfriou, se desligou.
F#7                                Bm
Inté parece, Pafunça, aqueles alevador,
                         B7                     Em
Que está escrito  não fonunça  e a gente sobe a pé!
                    Bm    
E pra me judiar, Pafunça, 
        F#7        Bm        G7   F#7
 nem meu nome tú pronunça.    (virada)

( Bm   Bm   Em   Em   Bm   F#7   Bm   G7   
  F#7   Bm   Bm   Em   Em   Bm   F#7   Bm )
 
Ah! Que pena, Pafunça.

Lamento sertanejo

Dominguinhos
Lamento sertanejo - Gilberto Gil e Dominguinhos
Intro: Dm A7/C# Dm/C


Dm/C        G/B
Por ser de lá
      Bb7+           Dm
Do sertão, lá do serrado
          Dm/F F#° Gm
Lá do interior do mato
    C7             F7+ Cm7
Da caatinga e do roçado
 F7       Bb7+
Eu quase não saio
  Am                  Dm
Eu quase não tenho amigo
 Dm/C               G/B
Eu quase que não consigo
           Bb7+        Am        Dm
Viver na cidade sem ficar contrariado
Dm A7/C# Dm/C G/B
      Por ser de lá
     Bb7+          Dm
Na certa por isso mesmo
             Dm/F F#° Gm
Não gosto de cama mole
         C7           F7+
Não sei comer sem torresmo
Cm7 F7        Bb7+
 Eu quase não falo
 Am                  Dm
Eu quase não sei de nada
 Dm/C                G/B
Sou como rês desgarrada
            Bb7+        Am        Dm
Nessa multidão boiada caminhando à esmo

Isso aqui tá bom demais


Isso aqui tá bom demais (1985) - Nando Cordel e Dominguinhos - Intérpretes: Dominguinhos e Chico Buarque

LP Isso Aqui Tá Bom Demais / Título da música: Isso Aqui Tá Bom Demais / Dominguinhos (Compositor) / Nando Cordel (Compositor) / Dominguinhos (Intérprete) / Chico Buarque (Partic.) / Gravadora: RCA Camden / Ano: 1985 / Nº Álbum: 107.0450 / Lado A / Faixa 1.


Tom: D  

Refrão:
A    E
Olha, isso aqui tá muito bom
      B7    E
Isso aqui tá bom demais
A    E
Olha, quem ta fora qué entra
  B7        E
Mas quem ta dentro não sai

Verso:
Bm      D         G7    B7/F#  E    Bm
Vou perder me afogar no teu amor
           D           G7    B7/F#  E   Bm
Vou desfrutar me lambuzar deste calor
        D            G7      B7/F#  E   Bm
Te agarrar pra descontar minha paixão
        D          G7     B7/F# E
Aproveitar o gosto dessa animação

Tantas palavras

Dominguinhos
Tantas palavras - Chico Buarque e Dominguinhos
Tom: G7+
G7+               F#m7/5-         B9-/7     E13/7
Tantas palavras    que eu conhecia
Bm7/5- E7  Am7    E7/5+   Am7
Só por ouvir      falar, falar
F#m7/5-   B9-/7  Em7+          Em7     A9/7/4
Tantas pala........vras      que ela gostava
A13/7  A7/9/11+ Am9/7          D7/5+   G7+
E repeti...a             só por gostar
Gm7   C9/7  Bm7  
Não tinham tradução,        
E7/5+ Am7   Am6   C#9+/7/11+
mas combinavam bem
F#7/5+    Bm7            Bm7/5-   E13/7
Toda sessão ela virava uma atriz
Bm7  E9+/7      Am7         D9-/7    G7+
"Give me a kiss,   darling", "Play it again"
D/F#  G/F    E7
Trocamos confissões,
A9/7   D9/7
Sons no cinema
B13/7   B7/5+   Bm7   E9+/7   Am7
Dublando as paixões
F#m7/5- B9-/7          Em7           E7/5+/9-
Movendo as bocas     com palavras ocas ou fora de si
Am7                     F13/7
Minha boca sem que eu compreendesse
A13/7  Eb9/7       D9/7  D9-/7  G7+
Falou c'est fini,        c'est fini
F#13/7 B9/7           E7/5+/9-  Am7
Tantas palavras    que eu conhecia
E7/5+ Am7     E7/5+   C7+
E já não falo  mais, jamais
C#m7/5-   F#7/5+ Bm7           E7/5+/9-  Am7
Quantas pala........vras      que ela adorava
E7/5+ Am7   D13/7  G7+
Saíram de cartaz
D/F#   Dm7         G7     C7+
Nós aprendemos     palavras duras
E7/5+  Am7    E7/5+  C#9+/7/11+
Como dizer perdi, perdi
F#7/5+ Bm7/5-      E7/5+   Am7
Palavras tontas,   nossas palavras
D9-/7              G7+
Quem falou    não está mais aqui

Eu só quero um xodó

Eu só quero um xodó- Anastácia e Dominguinhos
    D              Bm    F#m
Que falta eu sinto de um bem
    G            A7   D    A7
Que falta me faz um xodó
    D           Bm       F#m
Mas como eu não tenho ninguém
   G             A7      D
Eu levo a vida assim tão só

      Am7       D7
Eu só quero um amor
     Am7          E
Que acabe o meu sofrer
     Bm     Em         Bm      Em
Um xodó prá mim do meu jeito assim
     G     F#m   Em   A7  D
Que alegre o     meu    viver
D Bm F#m G A7
Am7 D7 E Em

Valsa brasileira

Valsa brasileira - Edu Lobo e Chico Buarque
[Intro:] Gm7(9) A7(#9) Dm7(11) Dm7/C Bm7(b5)
E7(#9) Bb7(13) A7(b13) A7
              Dm7                    Bbm6
Vivia a te buscar porque pensando em ti
Dm7  Ebº               Bb7M/D
Corria contra o tempo, eu descartava os dias
Ebm7M(b5)              Bb7M/D
Em que não te vi, como de um filme
A/C#
A ação que não valeu
          Cm6           B7(b5)
Rodava as horas pra trás
Bb7M
Roubava um pouquinho
Bm7(b5)         E7(b9)(13)
E ajeitava o meu caminho
Bb7(13) A7(b13)
Pra encostar no teu
Subia na montanha, não como anda um corpo,
Mas um sentimento, eu surpreendia o sol
Antes do sol raiar, saltava as noites
Sem me refazer
Cm6             B7(b5)         Bb7M
E pela porta de trás da casa vazia
Bm7(b5)     Dm7/C      A/C#
Eu ingressaria e te veria
Dm7    G7(b5)    G7
Confusa por me ver
F7M          C7(9)
Chegando assim mil dias antes de
C#7M/G# Gm7(b5) C#7M/G# Gm7(b5) C#7M Bb7(13) A7(b13)
te conhecer
        Cm6      B7(b5)       Bb7M
E pela porta de trás da casa vazia
Bm7(b5)    Dm7/C      A/C#
Eu ingressaria e te veria
Dm7    G7(b5)    G7
Confusa por me ver
F7M     C7(9)
Chegando assim mil dias antes de
F7M     Dm7    G7(b5)    G7
te conhecer
F7M C7(9) C#7M/G# Gm7(b5)
Chegando assim mil dias antes de te conhecer

Fim: C#7M/G# Gm7(b5)

Vento bravo

P. C. Pinheiro
Vento bravo - Paulo César Pinheiro e Edu Lobo
Tom: Cm



Cm4/7                                Eb6/9
Era um cerco bravo, era um palmeiral,
Cm4/7                                 Eb6/9
Limite do escravo entre o bem e o mal
Cm4/7                       Eb6/9
Era a lei da coroa imperial
Cm4/7
Calmaria negra de pantanal
F7
Mas o vento vira e, do vendaval,
        Cm4/7
Surge o vento bravo, o vento bravo





Cm4/7                        Eb6/9
Era argola, ferro, chibata e pau
Cm4/7                             Eb6/9
Era a morte, o medo, o rancor e o mal
Cm4/7                 Eb6/9     
Era a lei da coroa imperial
Cm4/7
Calmaria negra de pantanal
F7
Mas o tempo muda e do temporal
        Cm4/7
Surge o vento bravo, o vento bravo
        Eb6/9 Bb/D  D7/9+
Como um san...gue   novo
Eb6/9                  Db6/9
      Como um grito no ar
      Gm7   Fm7   Em7
Corrente....za de rio
Eb6/9    Db6/9  Cm4/7
Que não vai     se acalmar
Se acalmar



Cm4/7                        Eb6/9
Vento virador, no clarão do mar,
Cm4/7                        Eb6/9
Vem sem raça e cor, quem viver, verá
Cm4/7                       Eb6/9
Vindo a viração vai se anunciar
Cm4/7
Na sua voragem, quem vai ficar
F7
Quando a palma verde se avermelhar
        Cm4/7
É o vento bravo, o vento bravo.

Veleiro

Edu Lobo
Tom: E7+

E7+   C7+               E7+    C7+
Hei, ô! tá na hora e no tempo
                 Am7
Vamo lá que esse vento
D7/9-  G7+  C7/9  F#m7
Traz recado de partir
F7+      E7+    C7+
Beira de praia
                   E7+   C7+
Não faz mal que se veje
                Am7
Se o caminho da gente
F7+   F7    Em7/9    A7/9
Vai     pro mar
Em7   A7/9             Em7    A7/9
Hei, ô! tanta praia deixando
              Em
Sem saber até quando eu vou
Em/D
Quando eu vou
C7/9             B7(9/4) F7+
Quando eu vou voltar
E7+   C7+                E7+    C7+
Hei, ô! vou pra terra distante
                     Am7
Não tem mar que me espante
F7+   F7    Em7/9   A7/9
Não     tem não
B7+    D#m/A#
Anda
                 G#m7   C#7(9/4)
Vem comigo que é tempo
      C#7/9-        F#m7
Vem depressa que eu tenho
      B7/9-
Braço forte
         E7+    C7+
E o rumo certo
                 F#/E    E   C7+
Ah! que o dia tá per.....to
Que é preciso ir embora
Cm7   F7/9      Bb7+
Ah!       vem comigo
D#7/9   D7+    Bb7+
Nesse veleiro
                    D7+     Bb7+
: Tá na hora e no tempo
               D7+     Bb7+
Vamo embora no vento :

Sem pecado

Edu Lobo
Tom: D7+

D7+(6/9)  Bb7+/5-           D/A
   Meu passado faz parte de mim
      Bb7+/5-      F#7(5+/9+) Bm7/9   Bm/A#
Meu pecado é o que fiz de   melhor
       Bm/A       G#7(5+/9+)
Já não quero implorar
       G7+(9/11+)  F#m7(9/11)
Quanto mais me humilhei
Em7/9       Eb7/9+       D7+(6/9)
Mais tive razão pra lamentar
      Bb7+/5-             D/A
Eu me dou e a mim ninguém dá
      Bb7+/5- F#7(5+/9+) Bm7/9   Bm/A#
Nem a mínima  chance de  ser
      Bm/A        G#7(5+/9+)
Perguntei quem eu sou
      G7+(9/11+) F#m7(9/11)
Pro espelho    dizer
Em7/9        Eb7/9+ D7+   Bb7(9/13)
Você não tem nada a ver
    A7+
Trancada no banheiro
         G#7(9-/13)
Mordo os braços
                    C#m7+/9   C#m7/9
Meu amor são minhas mãos
Am/C                      E7+/9
E alguém me assalta o coração
  Bb7+/5-             A7(9/4)
Menino sim gozando em mim
            A7(9-/13)
Diz que é feliz
       F#7(5+/9+)/E F#7(5+/11+)/E
E a ilusão me faz   rir
        D7+
Ah, mas como isso dói
      Bb7+/5-  F#7(5+/9+)
Eu morrer a partir
       Bm7/9         Bm/A#
Do que mais me dá prazer
      Bm/A    G#7(5+/9+)
Meu marido sorri
        G7+(9/11+) F#m7(9/11)
E eu de tanto   chorar
Em7/9    Eb7(9+/11+) E7/9  Eb7+/9
Posso me dilace......rar
A7+
E a cada vez que eu choro
  G#7(9-/13)                   C#m7+/9   C#m7/9
A raiva dele entorta as minhas mãos
Am/C                     E7+/9
Os meus olhos perdem a visão
   Bb7+/5-
Culpada sim
             A7(9/4)     A7(9-/13)
Sem culpa em mim peço perdão
      F#7(5+/9+)/E F#7(5+/11+)/E
E ele zomba de     mim
        D7+
Ah, mas como isso dói
     Bb7+/5-  F#7(5+/9+) Bm7/9      Bm/A#
Renascer a partir do que mais me destrói
     Bm/A         G#7(5+/9+) G7+(9/11+) F#m7(9/11)
Pra achar quem eu sou  me cortei em   vocês
Em7/9      Eb7(9+/11+) E7/9
Isso vai cicatrizar de vez
Eb7+/9   D6  C7(9/11+)   D6  C7(9/11+) D7+

Salmo

Edu Lobo
Salmo - Edu Lobo e Chico Buarque
    F       Bb(add9)/D    C(add9)/E
Meu corpo está          sofrendo
  Dm              Am
É grande o meu torpor
   Eb           Bb(add9)/D
Eu vou enlanguescen.......do
              C/Bb          C7/4(9) C7/9
Rendo-vos mil graças, meu senhor


   F      Bb(add9)/D     C(add9)/E
Conturbam-se        meus os.......sos
    Dm            Am
Meu vulto perde a cor
     Eb           Bb(add9)/D
Minh'alma está confu........sa
             C/Bb      
Fustigai-me, meu  senhor


F7/4  F    Db(add9)/F           Ab6
       Meu Deus,     abri-me as portas
    Db6/Ab      Ab
Da eterna  servidão
Ab/G    F(add9)      C
     Lançai-me vossa cólera
C/B    Am7         C/Bb
    No templo de Sião


A           D(add9)/F#   E(add9)/G#
Meu corpo está         sofren......do
  F#m          C#m
É grande o meu torpor
   G            D(add9)/F#
Eu vou enlanguescen.......do
              E/D           F/Eb   Dm   A
Rendo-vos mil graças, meu senhor

Quase sempre

Edu Lobo
Tom: Cm  
Cm7                   Fm(7M)  Fm7
_DE MUITA COISA QUE EU SINTO
Bb7/4(9)  Bb7/9(11#)  Eb7M(5#) Eb7M
_EU NÃO ENTENDO  A   METADE
Ab7M            Dm7/5b(9b)
_A CALMARIA ME INVADE
G7(13)    C#7(11#)  C7/4(9)
_SE ENTRO NA MINHA   DOR
C7(9b)           Fm(7M)/C  Fm7/C
_DO FUNDO DA CLARIDADE
Bb7/4(9) Bb7/9(11#)  Eb7M(5#)/Bb  Eb7M/Bb
_O DIA   GERA   O   PAVOR
Ab7M              Dm7/5b(9b)
_ME LEMBRO DO MEU AMOR
G7(13)               Cm7   
_EM NOITE DE    TEMPESTADE
Cm7                Fm7(7M)  Fm7
_ME LEMBRO DE MINHA MÃE
Bb7/4(9)  Bb7/9(11#)   Eb7M(5#)  Eb7M
_FECHANDO PORTA  E     JANELA
Ab7M                 Dm7/5b(9b)
_PASSANDO TRINCO E TRAMELA
G7(13)   C#7(11#)    C7/4(9)   C7(9b)
_OLHOS PARADOS DE  HORROR

Am7
QUEM ME CHAMAVA LÁ FORA
Fm7                Em7
_QUEM DEMORAVA NA ESPERA
Bb7(11#) A7(13b)     Dm7/5b(9b)
_QUEM   APAGAVA  AS ESTRELAS
G4/7(9) G7(9b)     Cm7
E QUASE SEMPRE ÍA EMBORA           (VOLTA AO INÍCIO)
(2ª VEZ)
                   Am7
QUEM ME CHAMAVA LÁ FORA
Fm7                Em7
_QUEM DEMORAVA NA ESPERA
Bb7(11#) A7(13b)     D7(9)
_QUEM   APAGAVA AS ESTRELAS
G4/7(9)  G7(9b)     C7/4(9)   C7(13b)
_E QUASE SEMPRE ÍA EMBORA
Am7
QUEM ME CHAMAVA LÁ FORA
Fm7                Em7
_QUEM DEMORAVA NA ESPERA
Bb7(11#) A7(13b)     D7(9)
_QUEM   APAGAVA  AS ESTRELAS
G4/7(9) G7(9b)      F#m7(5b)    Fm7    Cm7(11)  
E QUASE SEMPRE  ÍA EMBORA

Nego maluco

Edu Lobo
Tom: E6
E6           A7/9          E6   A7/9   E6
Eu tava jogando vinte e um
A7/9      G#7/5+   C#7(9/4)
Um nego maluco apareceu
C#7/13               F#7/13  E/G#
Vinha com baita de um rádio no colo
Aº       F#/A#   B7(9/4)
Tocando um samba a mil
B7/13 
E dizia pro povo
E7+/9 A7+ D7+/9 B7(9/4) B7/13 E6
que o samba era meu
A7/9       E6   A7/9   E6
Pintou saia justa no salão
A7/9      G#7/5+   C#7(9/4)
Por culpa daquele fariseu
C#7/13          F#7/13 E/G# Aº F#/A#  B7(9/4)
Dando, batendo no mesmo bordão
B7/13
Toma aqui, toma aqui,
E7+/9   Bb7/5-
Toma que o samba é teu
A7+    Am6/9    G#m7
Sou da banda do jazz
Gº      F#m7    B7/9 Bm7/9   Bb7/5-
Ganzá jamais me apeteceu
A7+   Am6/9     G#7/5+
Não conheço o rapaz
C#7/9+  F#7/13       B7(9/4) B7/13 E6
Tenho família e esse samba   não é meu

Na ilha de Lia, no barco de Rosa

Na ilha de Lia, no barco de Rosa - Edu Lobo e Chico Buarque
Intr.:
(F7M C/E Dm7/9 C7M(#5) Gb7(#11)
 F7M C/E Dm7/9 E7/4(9 13) Bb7(9 #11)/E)

A7M          A6     A7M
Quando adormecia na ilha de Lia
    E7/4(9)                E7/9
Meu Deus,  eu só vivia a sonhar
Em7/9           E7/9     E7/4(9)   E7(b5)
Que  passava ao largo no barco  de Rosa
     A7M                 Eb7(9 #11)
E queria aquela ilha abordar
D7M                               E7(9)/D   C#m7/9
Pra dormir com Lia que via que eu ia      sonhar
                   F#7/4(9 13)   F#7(9 13)
Dentro do barco de Ro.........sa
Bm7/9             C#m7/9              E7/4(9) E7(b9)
Rosa que se ria e dizia nem coisa com coisa

A7M         A6       A7M
Era uma armadilha de Lia com Rosa
    E7/4(9)                 E7/9
Com Lia,   eu não podia escapar
Em7/9      E7/9       E7/4(9)   E7(b5)    A7M
Girava num barco, num lago,  no centro da ilha
              Eb7(9 #11)
Num moinho do mar
D7M                              E7(9)/D
Era estar com Rosa nos braços de Lia
    C#m7/9               F#7/4(9 13)   F#7(9 13)
Era Lia   com balanço de Ro.........sa
Bm7/9          C#m7/9          Dm7/9
Era  tão real, era   devaneio, era  meio a meio
     G7/4(9 13)      G7(9 13)
Meio Rosa,      meio Lia
     Bm7/9      Bm(7M 9)  
Meio Rosa, meio dia
     Bm7/9      Bb/E
Meia lua,  meio Lia, meio...

A7M        A6       A7M
Era uma partilha de Rosa
             E7/4(9)                 E7/9
Com Lia, com Rosa,  eu não podia esperar
Em7/9          E7/9       E7/4(9)  E7(b5)
Na    feira do porto, meu corpo, minh'alma
     A7M                 Eb7(9 #11)
Meus sonhos vinham negociar
D7M                      E7(9)/D
Era poesia nos pratos de Rosa
    C#m7/9               F#7/4(9 13)  F#7(9 13)
Era prosa, na balança de Li.........a
Bm7/9          C#m7/9          Dm7/9
Era  tão real, era   devaneio, era  meio a meio
     G7/4(9 13)     G7(9 13)
Meio Lia,      meio Rosa,   meio...

*Repete introdução

A7M/E                             E7/4(9) E7/9
Na    ilha de Lia, de Lia, de Lia
A7M/E                                 E7/4(9) E7/9
No    barco de Rosa, de Rosa, de Rosa

Na carreira

Na carreira - Edu Lobo e Chico Buarque
   E7M/9            E°(7M 9)
Pintar (pintar), vestir (vestir)
E7M/9         E°(7M 9)
Virar  uma aguardente
E7M/9   E°(7M 9)       E7M/9 E°(7M 9)
Para a pró...xima       função
E7M/9           E°(7M 9)
Rezar (rezar), cuspir (cuspir)
E7M/9       E°(7M 9)   G#m7(b5)     C#7(b9)
Surgir  repentinamente na frente  do telão
F#m7                   Am6         E/G#  G°(7M b13)
Mais    um dia, mais uma cidade pra se apaixonar
F#7/13     F#7(b13) F#7 F#7(b5)
Querer   casar
B7/4(9)      B7(9 #11) B7/9
Pedir    a mão
   E7M/9           E°(7M 9)
Saltar (saltar), sair (sair)
E7M/9        E°(7M 9)
Partir  pé ante pé
E7M/9  E°(7M 9)  E7M/9 E°(7M 9)
Antes do povo   despertar
E7M/9          E°(7M 9)
Pular (pular), zunir (zunir)
E7M/9         E°(7M 9)         G#m7(b5)     C#7(b9)
Como um   furtivo amante,  antes do dia     clarear
F#m7                      Am6        E/G# G°(7M b13)
Apagar as pistas de que um dia ali já foi  feliz
F#7/13    F#7(b13) F#7 F#7(b5)
Criar    raiz                 
B7/4(9)  B7(9 #11) B7/9
E se arrancar
G/B            Gm/Bb             F#m/A
Hora de ir embo.....ra, quando o corpo quer ficar
C#7/4(9)          C#7(b9)          Am/C
Toda    alma de artis....ta quer partir
B7/4(9)     B7/9   B7(b9)    G#7/13 G#7(b13) G#m7 C#7(b9)
Arte   de deixar al....gum lugar
F#7/13        F#7(b13)         F#m7    B7/9 B7(b9)
Quando não se tem     pra onde ir
   E7M/9           E°(7M 9)
Chegar (chegar), sorrir (sorrir)
E7M/9            E°(7M 9)
Mentir  feito um mascate
E7M/9 E°(7M 9)        E7M/9 E°(7M 9)
Quando desce na      estação
E7M/9          E°(7M 9)
Parar (parar), ouvir (ouvir)
E7M/9        E°(7M 9)    G#m7(b5)         C#7(b9)
Sentir  que tatibitate  que ba......te o coração
F#m7                   Am6         E/G#  G°(7M b13)
Mais    um dia, mais uma cidade para enlouquecer
F#7/13     F#7(b13) F#7 F#7(b5)
O bem-querer
B7/4(9)   B7(9 #11) B7/9
O turbilhão
G/B            Gm/Bb    F#m/A
Bocas, quantas bocas a cidade vai abrir
C#7/4(9)         C#7(b9)        Am/C
Pr'uma  alma de artista se entregar
B7/4(9)      B7/9  B7(b9)    G#7/13 G#7(b13) G#m7 C#7(b9)
Palmas pro artista      confundir
F#7/13       F#7(b13)     F#m7    B7/9 B7(b9)
Pernas pro artista   tropeçar
  E7M/9        E°(7M 9)
Voar (voar), fugir (fugir)
E7M/9          E°(7M 9)
Como o    rei dos ciganos
E7M/9    E°(7M 9)     E7M/9 E°(7M 9)
Quando junta os cobres  seus
E7M/9           E°(7M 9)
Chorar (chorar), ganir (ganir)
E7M/9          E°(7M 9)       G#m7(b5)       C#7(b9)
Como o   mais pobre dos  pobres, dos pobres  dos plebeus
  F#m7                      Am6        E/G#    G°(7M b13)
Ir  deixando a pele em cada palco e não olhar pra trás
F#7/13      F#7(b13) F#7 F#7(b5)
E nem   jamais
B7/4(9)      B7(9 #11) B7/9
Jamais   dizer
C7M   Am  F7M  B7/4(9)  E7M/9  E°(7M 9) E7M/9 E°(7M 9)
Adeus

Meia-noite

Edu Lobo
Meia-noite - Edu Lobo e Chico Buarque
Tom: A#

Intr.: 

Gm  Ebm(add9)/Gb  Dm/F  E7(#11)  Eb6  Bb/Ab

     Gm(add9)        Ab7/13   Gm6           Ebm6/Gb
Se a noite   não tem fundo, o mar perde o valor
 Bb/F            E7(#9 #11)
Opaco é o fim do mundo
        Eb7/9      D7(b9 #11)
Pra qualquer navegador
    Gm(add9)   Ab7/13   Gm6          Ebm6/Gb
Que perde   o oriente e entra em espirais
  Bb/F      E7(#9 #11)
E topa pela frente
         Eb7/9         D7(b9 b13)           Gm
Um contingente que ele já        deixou pra trás

     Eb/Db  G/B         Cm
Os soluços  dobram tão iguais
       Am7(b5) F#°  D7(b9 b13)  Eb7M/9
Seus rivais,        seus      irmãos
Am7/11  Ab7(#11)  Gm(add9)     Ebm/Gb      Bb/F
        Seu     navio     carregado  de ideais
E7(#9 #11)    Eb7M(6 #11)     D7(b9)      Gm7
          Que foram      escorrendo feito grãos
     Gm7/9          Ebm6/Gb      Bb/F  E7(#9 #11)
As estrelas que não voltam nunca mais
     Eb7M(6 #11) D7(#5 #9)         Gm
E um oceano      pra      lavar as mãos

Lero lero

Cacaso
Lero-lero (1978) - Edu Lobo e Cacaso

Tom: Dm
Intro: (Dm) F/D#
        Dm7
Sou brasileiro de estatura mediana
D#7/9      Dm7       A5+/7             Dm7 D#7/9
Gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer
Dm7               C           A#
Porque no amor quem perde quase sempre ganha
Am7            G#6/7     G6/7   A5+/7  Dm7
Veja só que coisa estranha, saia dessa se puder
Dm7         A5+/7         Dm7
Não guardo mágoa, não blasfemo, não pondero
D#7/9    Dm7       A5+/7      Dm7  D#7/9
Não tolerolero lero devo nada pra ninguém
Dm7             C              A#
Sou descasado, minha vida eu levo a muque
Am           G#6/7   G6/7 A5+/7    Dm7
Do batente pro batuque faço como me convém
G6/7
Eu sou poeta e não nego a minha raça
F7+
Faço versos por pirraça e também por precisão
E7/9+
De pé quebrado, verso branco, rima rica
A#6/7                A5+/7
Negaceio, dou a dica, tenho a minha solução
Dm7
Sou brasileiro, tatu-peba taturana
D#7/9         Dm7     A5+/7        Dm7 D#7/9
Bom de bola, ruim de grana, tabuada sei de cor
Dm7           C        A#
Quatro vez sete vinte e oito nove fora
Am7     G#6/7    G6/7  A5+/7      Dm7
Ou a onça me devora ou no fim vou rir melhor
G6/7
Não entro em rifa, não adoço, não tempero
F7+
Não remarco, marco zero, se falei não volto atrás
E7/9+
Por onde passo deixo rastro, deixo fama
A#6/7            A5+/7
Desarrumo toda a trama, desacato Satanás
Dm7
Sou brasileiro de estatura mediana
D#7/9     Dm7        A5+/7           Dm7 D#7/9
Gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer
Dm7
Diz um ditado natural da minha terra
D#7/9               Dm7        A5+/7    Dm7
Bom cabrito é o que mais berra onde canta o sabiá
Dm7            C             A#
Desacredito no azar da minha sina
Am7          G#6/7   G6/7   A5+/7       Dm7
Tico-tico de rapina, ninguém leva o meu fubá

Frevo diabo

Edu Lobo
Tom: G7+

  G7M  F#m7(9)      F7(9)
É bom, é            brabo
E7(b9)   A7/4(9) A7(13)
É o frevo  diabo  no corpo
D7/4(9) D7(9)
Torto   corpo
G7M          D7(9)
Pára mais não
        G7M  C7M    C#m7(b5)    F#7(b9)   Bm(7M)  Bm7
Fogo no rabo de qualquer        cris......tão
C#m7(b5)     F#7
Solta o frevo      diabo
Am7           D7(9)
E adeus procissão
  G7M    F#m7(9)   F7(9)  E7(b9) A7/4(9)   A7(13)
Pelo     sinal         da Santa  Cruz pandemônio
D7/4(9) D7(9)    G7/4(9) G7(13)
No  dia da  padroei......ra
C#º              Bm7   E7(9)
Não tem romeira, tem são morenas
A7(13)   Eb7(9)   D7/4(9)  D7(9)  G7M       G6
Não tem nove.............nas       diabo, a gente é feliz
    G9     C#º                 B7(13)  F7(9)  E7/4(9)
Não tem sermão, tem não, tem orquestra
E7(b9) A7(13)  Eb7(9) D7/4(9)
E cana e briga e fogo e festa
D7(9) G7M   G6
Na  matriz
F#m7(b5)         B7(b9) F7(#11)  Em(7M)
É o barro, é o berro na  gargan............ta
Bb7(#11) Am7        D7(9)       G7/4(9)  G7(b9)
Olha a ginga da santa, devagar com o andor
    C#º                     Bm7
Meu corpo já não sabe o que faz
E7/4(9) E7(9)      A7(13)
Santanás diz     para parar
Eb7(9)     D7/4(9)
Que eu não posso mais
D7(9)       B7(13)
Diz     para parar
F7(9)       E7/4(9)
Faz um pouco mais
E7(b9)   A7(13) Eb7(9)
Faz o      diabo
D7/4(9)           D7(9)      G7M
Hoje é que eu me acabo meu irmão

Dos navegantes

P. C. Pinheiro
Dos navegantes - Paulo César Pinheiro e Edu Lobo
   D(9 #11)  A/C#         Bm7    Bm/A
Desculpe    senhora se eu sigo via...gem
  A7/4(9)    A7(9 #11)     A7/4(9)
Passei   por aqui     de passa....gem
    D(9 #11)    A/C#     Bm7         Bm/A
Meu jeito    amoroso não quis te enganar
    A7/4(9)       A7(9 #11)     A7/4(9)  A7/9
Não era    pra te apai........xonar
    D7/4(9)             D7/9     D7(b9 13)
Não foi    aventura, loucura, mentira
  G7M(#5 9)      C7/9
Mira.........gem
   F#7/13   F#7(b13)      B7/4(9)       B7(b9)
Um vento  vadio     é que fez     meu navio
   E7/13       E7/9
Perder   o mar
    A7/9             A7(b9)
Por isso senhora, perdão
                 D(9 #11)
Eu não vim pra ficar


C#m7/9           F#7/13      F#7(b13)   B7M/9
Não    sou feliz       se me deixo   criar   raiz
Cm7/9          F7/13      F7(b9)      Bb7M/9
Como os navais,     que a vida  é o revés   do cais


A7/4(9)  D(9 #11)   A/C#       Bm7      Bm/A
        Agora     senhora, são tantos anseios
   A7/4(9)     A7(9 #11)     A7/4(9)
Promessas  de amor       delirantes
     D(9 #11)   A/C#    Bm7        Bm/A     A7/4(9)
Mais tarde   agonias, silêncios, receios, mistérios
   A7(9 #11)     A7/4(9)  A7/9
Só dos       navegan......tes
    D7/4(9)            D7/9      D7(b9 13)
Não foi    fantasia, feitiço, suspeita
   G7M(#5 9)      C7/9
Pressá........gio
  F#7/13   F#7(b13)      B7/4(9)      B7(b9)
O vento  vadio     é que fez    meu navio
  E7/13         E7/9
Voltar  pro mar
    A7/9             A7(b9)
Por isso senhora, perdão
                 D(9 #11)
Eu não vim pra ficar

Corrida de jangada

Corrida de jangada - Capinam e Edu Lobo
Tom :D
Intro: D

                    Em7
Meu mestre deu a partida
       A7       D
É hora vamos embora
                 Em7  A7
Nos rumos do litoral
         D
Vamos embora
                    Em7
Na volta eu venho ligeiro
A7         D
Vamos embora
             Em7         A7          D
Eu venho primeiro pra tomar seu coração
Em7             A7     D
É hora, é hora vamos embora
  E/G#    A/G    D
Viração virando vai
         Bm7           Am7
Olha o vento,  a embarcação
         G          Gm     D
Minha jangada não é navio não
       D/G         A7
Não é vapor nem avião
      A#/A           B/A
Mas carrega tanto amor
        C/A      Em7  A7  D
Dentro do seu coração
                       A7
Sou seu mestre, meu proeiro
                        D
Sou segundo, sou primeiro
                 Em7         A7        D
Olha reta de chegar, olha a reta de chegar
          Em7         A7      D
Mestre proeiro, segundo, primeiro
           Em7       A7       D
Reta de chegar, reta de chegar
               E/G#
Meu barco é procissão
       A/G               D
Minha terra é minha igreja
         G#m7          C#7        F#m7
O meu rosário no seu corpo vou rezar
        B7           Em7
Minha noiva é meu rosário
          A7        D
No seu corpo vou rezar
   Em     A7      D
É hora, vamos embora.

Cirandeiro

Edu Lobo
Cirandeiro - Capinam e Edu Lobo
Tom: D#

Refrão:
           Cm       G/B         C/Bb
||: Ó cirandeiro, ó cirandeiro, ó
    F/A    Ab   Cm
A pedra do teu anel
       G7/9-         Cm
Brilha mais do que o sol :||
    Cm    Cm7  Gm/Bb
A ciranda de estrelas
    G7/9+       Cm
Caminhando pelo céu
      Fm7       Cm
É o luar da lua cheia
      Fm7         G/F   Cm/Eb
É o farol de Santarém
      Ab  Dm7/5-      Cm     Cm7
Não é lua       nem estrela
         Ab7+      Cm    Cm7
||: É saudade clareando
     Db      G/B    Cm
Nos olhinhos de meu bem :||

Refrão
    Cm    Cm7  Gm/Bb
A ciranda de sereno
    G7/9+        Cm
Visitando a madrugada
    Fm7            Cm
O espanto achei dormindo
    Fm7           G7    Eb7/13
Nos sonhos da namorada
      Ab7+ Dm7/5-        Cm     Cm7
Que serena       dorme e sonha
         Ab7+      Cm     Cm7
||: Carregada pelo vento
      Db     G/B   Cm
Num andor de nuvem clara :||

Refrão
    Cm     Cm7       Gm/Bb
São sete estrelas correndo
     G7/9+     Cm
Sete juras a jurar
       Fm7          Cm
Três Marias, Três Marias
   Fm7              Db7/5-   Eb7/13
Se cuidem de bom cuidar
    Ab7+ Dm7/5-        Cm     Cm7
No amor        e o juramento
            Fm7          Cm      Cm7
||: Que a estrela D'alva chora
       Db    G/B  Cm
De nos sete acreditar :||

Choro bandido

Choro bandido - Chico Buarque e Edu Lobo
Intr.: Dm7  Fm(7M)/Ab Fm7/Ab Fm6/Ab
       Fm(7M) Fm7 Bb7/4(9) A7(b9)

Dm(7M 9)         Dm7/9       G7/4(9) G7(b5) G7(9 13)
Mesmo  que os cantores sejam falsos  como   eu
  G7(#9 b13)  C7M/9        E7(b9)
Serão       bonitas, não importa
      Am7/11      D7(9 #11)
São bonitas as canções
Dm(7M 9)    Dm7/9       G7/4(9)
Mesmo   miseráveis os poetas
        G7/9         C7M(#5)  C7M
Os seus versos serão bons

F#m7/9                      B7(b9 13)
Mesmo  porque as notas eram surdas
                         E°(add9)  E7M/9
Quando um deus sonso e ladrão
A#m7(b5)                      D#7
Fez     das tripas a primeira lira
       A7/9           G#7M G7(#5) F#7(#11) F7(#11)
Que animou  todos os sons

E7M/9                  C#m(7M 9)
E    daí nasceram as baladas
       C#m7/9       A7M                     G#7/4(9)
E os arroubos de bandidos como eu, cantando assim:
G#7/9 C#m7(b5)                F#7/4(9)
              Você nasceu pra mim
F#7 Bm7(b5)                E7/4(9)  Eb7/4(9)
           Você nasceu pra mim

Dm(7M 9)      Dm7/9           G7/4(9)
Mesmo   que você   feche os ouvidos
G7(b5)     G7(9 13) G7(#9 b13)   C7M/9
E     as janelas    do        vestido
      E7(b9)      Am7/11        D7(9 #11)
Minha musa  vai cair    em tentação
Dm(7M 9)         Dm7/9        G7/4(9)
Mesmo   porque estou  falando grego
        G7/9   C7M(#5)  C7M
Com sua imaginação

F#m7/9                  B7(b9 13)
Mesmo  que você fuja de mim
                     E°(add9)  E7M/9
Por labirintos e alçapões
A#m7(b5)                   D#7
Saiba   que os poetas como cegos
      A7/9         G#7M G7(#5) F#7(#11) F7(#11)
Podem ver na escuridão

  E7M/9                         C#m(7M 9)
E eis  que, menos sábios do que antes
        C#m7/9    A7M                       G#7/4(9)
Os seus lábios ofegantes Hão de se entregar assim:
G#7/9 C#m7(b5)              F#7/4(9)
              Me leve até o fim
F#7 Bm7(b5)              E7/4(9)  Eb7/4(9)
           Me leve até o fim

Dm(7M 9)        Dm7/9        G7/4(9) G7(b5) G7(9 13)
Mesmo  que os romances sejam falsos  como o nosso
G7(#9 b13)  C7M/9        E7(b9)
São       bonitas, não importa
      Am7/11       D7(9 #11) Eb°(b13)
São bonitas  as canções
G7/4(9)
Mesmo  sendo errados os amantes
                  F7M  C/E Dm7/9 Db7M C6/G
Seus amores serão bons

Candeias

Edu Lobo
Tom: F#7
 F#7/13 F#7/5+   Bm7/5- 
Ain...........da hoje 
          E7(9/11+)   C#m7/9 C7/9
 vou-me embora pra Candeias
Bm7       Cº            A7(9/4)  A7/9-
Ainda hoje meu amor eu vou voltar
D6          D5-/6  E/D      C#m7/9   F#7/5+
Da terra nova nem sauda.....de vou levando
B7/9                         Bm7/9 E7/5+ C#m7/9
Pelo contrário, pouca história pra contar
      F#7/5+    Bm7  Bm/A      G#m7/5- C#7/9- F#m7+  F#m7
Quero ver a lua vindo    por detrás    da samambaia
F#m/E             G#7/5+ C#m7/9           C7/9
Rede de palha se abrindo em cada palmo de praia
Bm7       Dm6         C#7/13 C#7/5+   F#7/9  F#7/9-
Quero ver a lua branca clarean.....do como um dia
      B7/9
E nos teus olhos de espanto
Bb7+              Bm7/9  E7/5+  C#m7/9
Tudo quanto eu mais queria
 Cº   Bm7/5-        E7(9/11+)   C#m7/9   C7/9
Ainda hoje vou-me embora pra Candeias
Bm7       Cº            A7(9/4)  A7/9-
Ainda hoje meu amor eu vou voltar
D6          D5-/6  E/D      C#m7/9   F#7/5+
Da terra nova nem sauda.....de vou levando
B7/9                         Bm7/9  E7/5+ C#m7/9
Pelo contrário, pouca história pra contar
      F#7/5+        Bm7
E nas sombras lá de longe
Cº                  C#m7/9
Lá onde o céu principia
      C7/13         Bm7  Bm/A   G#m7/5- C#7/9- F#m7+ F#m7
Quero ver mestre proeiro     no remo e na valen...tia
F#m/E        D#m7/5-       G#7/5+    C#m7/5-
Procissão de velas brancas no sentido da Bahia
F#7/5+       Bm7/5-        E7/5+     Aº7+
Procissão de velas brancas no sentido da Bahia

Branca Dias

Edu Lobo
Tom: Dm

Dm7                G6/D      Gm6/D    Dm7
Esse soluço que ouço, que ouço
Dm7+      D2     Gm7/9
Será o vento passando, passando
Gm7/9/F
Pela garganta da noite, da noite
Em7(9/11)    A7(9-/4)  A7/9-  Dm7
A sua lâmina fria, tão fria
G6/D      Gm6/D    Dm7
Será o vento cortando, cortando
Dm7+   D2     Gm7/9
Com sua foice macia, macia
Gm7/9/F
Será um poço profundo, profundo
Eb6(9/11+) A7(9-/4) F#7(5+/9-)
Alvoroço,   agoni.......a
Bm7/9              B7(9/4)        B7(9-/4)
Será a fúria do vento querendo
B7/9-          Em7
Levar teu corpo de moça tão puro
Em/D            Bb7/5-
Pelo caminho mais longo e escuro
A7/9-
Pela viagem mais fria e sombria
Dm7                  G6/D     Gm6/D    Dm7
Esse seu corpo de moça tão branco
Dm7+     D2     Gm7/9
Que no clarão do luar se despia
Gm7/9/F
Será o vento noturno clamando
Eb6(9/11+) A7(9-/4) F#7(5+/9-)
Alvoroço,   agoni.......a
Bm7/9                B7(9/4)        B7(9-/4)
Será o espanto do vento querendo
B7/9-          Em7
Levar teu corpo de moça tão puro
Em/D            Bb7/5-
Pelo caminho mais longo e escuro
A7/9-
Pela viagem mais fria e sombria
Dm7                G6/D      Gm6/D    Dm7
Esse soluço que ouço, que ouço
G6/D      Gm6/D    Dm7   Dm7+*   G(b6)/D
Esse soluço que ouço, que ouço

Canção do amanhecer

Edu Lobo
Canção do amanhecer - Vinícius de Moraes e Edu Lobo
Tom: C7+

C7+/G  Am7
Ouve
         D/C         D/C
Fecha os olhos, meu amor
         Bm7/5-  Bm7/5-
É noite ainda
      E5+/9- E
Que silên....cio!
Am7/9       G6/11
E nós dois
            D7(9/11+) Db7(9/11+)
Na tristeza de      depois
  Em7+/9      Em7/9
A contemplar
         Dm7/9   G7/13  G7/5+
O grande céu do adeus
Cm7  Eb/Bb   F7/A
Ah!
G7/5+ G7    Cm7  Eb/Bb   F7/A
Não  existe paz
G7/5+     G7    C7+/G   Am7
Quando o adeus existe
        D/C             D/C
E é tão triste o nosso amor
          Bm7/5-   Bm7/5-
Ah! Vem comigo
     E5+/9- E
Em silên....cio
Am7/9       G6/11
Vem olhar
            D7(9/11+) Db7(9/11+)
Esta noite amanhe.....cer
 Em7+/9    Em7/9
Iluminar
          Dm7/9
Os nossos passos tão sozinhos
Dm6/9
Todos os caminhos
Em7/9      Em6/9
Todos os carinhos
Gm7/9         Bbm7/9
Vem raiando a madrugada
D7+       A7+/9   C7+/G
Música no céu!

Ave rara

Edu Lobo
Ave rara - Aldir Blanc e Edu Lobo
Em7(9)/B      Em6(9)/B       Bm7/9  Bm6/9
        Minha vida    peregri.......na
Em7(9)/B       Em6(9)/B       Bm7/9  Bm6/9
        Vai em busca   de você
Em7/B         A#°(b13)         A7/13      G#m7
      Como se eu      fosse um       malê
G7/9                 F#7/4(9)      F#7(b9 #11)
E   você fosse a Reve........lação

Em7(9)/B     Em6(9)/B           Bm7/9  Bm6/9
        Do poente    vem teu can.......to
Em7(9)/B     Em6(9)/B       Bm7/9  Bm6/9
        Ave rara     do Islã
Em7/B        A#°(b13)  A7/13          G#m7
      Quem é pedra   co.....mo eu sou
G7M    Em7/9   F#m7   G#m7
Bebe a água do amanhã

Em(7M 9)  Em7/9  A7/4(9)
Ah
      A7/9            D7M(#5 9)  D7M(6 9)
Tanta sede é meu desti...........no
G7M      G6          C#m7(b5 9) C#m7(b5) F#7(b9)
    Esse amor é beduí....................no
                     Bm7/9  F7(9 #11)
E o oásis teu lençou

Em(7M 9)  Em7/9  A7/4(9)
Mas
       A7/9          D7M(#5 9)  D7M(6 9)
Sempre no  fim da via...........gem
G7M      G6              C#m7(b5 9) C#m7(b5) F#7(b9)
    Você volta a ser mira....................gem
            F7(#11)    Bm7/9 Em6/G G#m7(b5) Gm(7M)
Areia e sol

Angu de caroço

Edu Lobo
Tom: F

F                   Am7
No frevo dança, dancei
        D7        G7(13)
Entrei até o pescoço
        G7(#5)     Gm7
Estava muito mais moço
          C/Bb      Bm7(b5)
E quase me atrapalhei
        F7          Bm7(b5)
E cada passo que eu dei
      E7        Am7
Cada fogueira pulei
         D7(9)       G7(13)
E nunca mais que larguei
   G7(#5)   Gm7  C7(9) F
Aquele angu de caroço
                     Am7
Quando cheguei por aqui
           D7      G7(13)
Troquei a hora do trem
         G7(#5)   Gm7
Perdi a vez do almoço
          C/Bb    Bm7(b5)
E nesse pique, porém
           F7     Bm7(b5)
Eu já não era ninguém
         E7         Am7
No meio desse alvoroço
          D7      G7(13)
E nunca mais que saí
     G7(#5) Gm7  C7(9) F
Do fundo daquele poço

Ai quem me dera

Edu Lobo
Tom: F#m

           F#m7/9     B7/13
Ai quem me dera ser poeta
       E6/9
Pra cantar em seu louvor
         F#m7/9         B7/13
Belas canções, lindos poemas,
      G#m7/5-    C#7/9-
Doces frases de amor
       F#m7/9      Am6
Infelizmente, como eu
         E7+/G#   C#m7
Não aprendi o A-B-C
        F#m7/9      B7/13      E6/9
Eu faço sambas de ouvido pra você
  Am7            D7/9       G7+          G6
Depois de muitas frases lapidar, eu percebi
       Gm7             C7/9
Que as rimas que eu preciso,
      F7+        F6
Essas rimas esqueci
  F#m7/9       B7/13         E7+/9      
E que o verbo amar não se conjuga sem você
        F#m7/9      B7/13      E6/9
Eu faço sambas de ouvido pra você

Acalanto (Edu Lobo)

Edu Lobo
Acalanto - Edu Lobo e Paulo César Pinheiro
Cm7/9
Dorme que eu vou te embalar
B7(9 13)
No      meu colo quente
Eb7(9 #11 13)
Como         a lua embala o mar
Dbm6(7M)/Fb
E          a maré embala a gente

Cm7/9
Dorme que eu vou te levar
B7(9 13)
Pela    noite quieta
Eb7(9 #11 13)
Como         a chama do luar
Dbm6(7M)/Fb
Vela       o sono dos poetas

Fm7/9
Dorme que eu vou te ninar
Fb7M/9
No    teu canto de criança
Bb7/9  Bb7/4(9)   Bb7(9 #11)    Bb7/9
Como   sempre   ouvi        meu pai   cantar
   G7/4(9)         Db7(#9 #11)
Um acalanto de esperan........ça

A mulher de cada porto

Edu Lobo
Edu Lobo
Tom: C7+
(Ele)
C7+/9   
Quem me dera ficar,
G7(9/4) G7(9/13)     C7+   G7(9/4) G7(9/13)
meu amor,          de uma vez
C7+/9               Gb7(5+/9+) F7+/9  Bb7(9/13)
Mas escuta o que dizem as ondas do   mar
A7(9/4)              A7/5-
Se eu me deixo amarrar por um mês
A7         D7/9    Am6   Ab6/5- G7(9/4) G7
Na amada de um porto
C7(9/4)               C7/9
Noutro porto outra amada é capaz
A7(9/4) A7/9
De outro amor amarrar,    ah
D7+/9              Gb7(5+/9+)      G7+/9  C7/9
Minha vida, querida, não é nenhum mar de ro.....sas
F7+   B7/9   Bb7+/9   A7/5+
Chora não,
Dm7/9   Ab7/13   Db7+   G7(9/13)
Vou voltar
(Ela)
Quem me dera amarrar meu amor quase um mês
Mas escuta o que dizem as pedras do cais
Se eu deixasse juntar de uma vez
Meus amores num porto
Transbordava a baía com todas as forças navais
Minha vida, querido, não é nenhum mar de rosas
Volta não,
Segue em paz

A permuta dos santos

Chico Buarque
A permuta dos santos - Edu Lobo e Chico Buarque

Intr.: A7 G#7/A G7/A G#7/A A7 G#7/A G7/A
G#7/A A7 G#7/A G7/A G#7/A A7 G#7/A G7/A

G#7/A   A7    G#7/A  G7/A  G#7/A   A7  G#7/A G7/A
São   José de porce--lana  vai   morar
G#7/A   A7      G#7/A  G7/A  G#7/A   A7  G#7/A G7/A
Na    matriz da Imacu--lada  Concei--ção
A7    D7   C#7/D  C7/D  C#7/D  D7   D7/4  D7(#11) Am/D
O bom José desalo---jado  Pode  agora despertar
B7/D#   A/C#   B7   B/A       E/G#   D/F#    E7      A7
E    acudir os seus fiéis sem terra, sem  trabalho e pão

G#7/A G7/A G#7/A A7 G#7/A G7/A

G#7/A   A7     G#7/A    G7/A   G#7/A   A7  G#7/A G7/A
Vai   a Virgem de    alabastro Concei--ção
G#7/A    A7   G#7/A    G7/A  G#7/A    A7  G#7/A G7/A
Na    charola para  a igreja do    Bonfim
A7    D7    C#7/D C7/D C#7/D D7    D7/4   D7(#11) Am/D
A Conceição incomo--dada Vai  ouvir nossa   oração
B7/D#  A/C#    B7    B/A     E/G#   D/F#   E7    A7 / /
Nos  livrar da seca, da enxurrada e da  estação ruim

B7 A#7/B A7/B A#7/B B7 A#7/B A7/B

A#7/B   B7     A#7/B   A7/B     A#7/B    B7  A#7/B A7/B
Bom   Jesus de luz   neon   sai do    Bonfim
A#7/B   B7   A#7/B     A7/B   A#7/B  B7  A#7/B A7/B
Pra   capela de    São Carlos Borro--meu
B7    E7     D#7/E  D7/E  D#7/E  E7  E7/4  E7(#11) Bm/E
O bom Jesus contrari--ado   Deve   se lembrar enfim
C#7/E#   B/D#  C#7  C#/B    F#/A# E/G#     F#7/4 F#7 C#7
De    mandar o tempo de  fartura  que  nos pro---me--teu

B#7/C# B7/C# B#7/C# C#7 B#7/C# B7/C#

B#7/C#  C#7   B#7/C#  B7/C#     B#7/C#  C#7 B#7/C# B7/C#
Borro---meu pedra---sabão   vai pro    altar
B#7/C#  C#7       B#7/C# B7/C#  B#7/C#  C#7 B#7/C# B7/C#
Perten--cente à estrela--mãe de Naza----ré
C#7   F#7 E#7/F# E7/F# E#7/F# F#7 F#7/4 F#7(#11) C#m/F#
A Naza--ré vai de    jumento Pro  mosteiro de São João
D#7/F#   C#/E#   D#7   D#/C#   G#/B#  F#/A#    G#7   A
E      o Evange--lista pra   basíli---ca    de São José

G A   G A   G A

G   A         G  A            G  A     G A
Mas se a vida mesmo assim não melhorar
G  A      G   A        G A    G A
Os beatos vão largar a boa-fé
G    A   D7      D7/4     D7            D7/4 D7(#11) Am/D
E as pa--róquias com seus santos Tudo fora de   lugar
B7/D#  A/C#   B7     B/A     E/G#              A
Santo  que quiser voltar pra casa  Só se for a pé

G A   G A   G A

No Cordão da Saideira

No Cordão da Saideira (frevo-canção, 1968) - Edu Lobo

Hoje não tem dança
Não tem mais menina de trança
Nem cheiro de lança no ar
Hoje não tem frevo
Tem gente que passa com medo
E na praça ninguém pra cantar
Me lembro tanto
E é tão grande a saudade
Que até parece verdade
Que o tempo inda pode voltar

Tempo da praia de ponta de pedra
Das noites de lua
Do susto é carreira na caramboleira
Do bomba-meu-boi
Que tempo que foi
Agulha frita, munguzá, cravo e canela
Serenata eu fiz pra ela
Cada noite de luar

Tempo do corso,da Rua da Aurora
É moço no passo
Menino e senhora do bonde de Olinda
Pra baixo e pra cima
Do caramanchão
Esqueço mais não
E frevo ainda apesar da quarta-feira
No cordão da saideira
Vendo a vida se enfeitar

Ponteio

Edu Lobo
Recém-chegado de uma viagem à Europa, Edu Lobo não se sentia inclinado a participar do III Festival de MPB da TV Record, apesar da insistência de Dori Caymmi, que lhe pedia uma letra para a canção que deveria inscrever. De qualquer forma, procurando atender o amigo, começou a pensar no assunto e até encontrou um mote, que lhe pareceu de forte apelo popular: “Ai, quem me dera agora /eu tivesse a viola pra cantar.”

A parceria entretanto gorou, pois Dori optou por Nelson Mota, com quem ganhara o festival da TV Rio com “Saveiros”, e que acabou fazendo os versos da canção, “O Cantador”, defendida no festival por Elis Regina. Mas o mote permaneceu e, desenvolvido por Edu, originou outra composição, que ele entregaria a Capinan para letrar, aproveitando uma idéia que anotara num caderno de projetos: “Ponteio”.

Já então decidido a participar do festival da Record, o compositor convidou o amigo de infância Téo de Barros e o Quarteto Novo (Hermeto Pascoal, Heraldo Monte, Airto Moreira e Téo) para ensaiarem e participarem do arranjo de “Ponteio”. Chamou ainda o conjunto Momento Quatro e uma amiga do Teatro e Arena, a cantora Marília Medalha, cuja apresentação cênica teve a orientação de Augusto Boal. Após a introdução, com a flauta de Hermeto, a extensa letra da canção, entremeada por repetições do mote original, é entoada em diferentes climas e num crescendo intenso, que culmina no final triunfante.

Assim “Ponteio” venceu um dos mais disputados festivais de todos os tempos, sobrepujando com os aplausos do público a “Domingo no Parque”, “Roda Viva”, “Alegria, Alegria” e até “O Cantador”, a preferida de Edu. Do ponto de vista rítmico, a vencedora inovou com um ponteado no desenho dos baixos (colcheia-semicolcheia-colcheia-colcheia), dando a sensação de um baião mais sincopado do que o típico baião de Luiz Gonzaga.

Esta levada seria aproveitada por Edu em outras composições como “Casa Forte”, “Zanzibar” e “Currupião”, tornando-se ainda modelo de um baião de andamento mais veloz, muito utilizado em temas instrumentais por outros compositores. Posteriormente, ele constatou que esse desenho rítmico já existia em peças de Heitor Villa-Lobos. “Ponteio” tem gravações memoráveis como as de Radamés Gnattali, Sivuca, Zimbo Trio e, no exterior, a da big-band de Woody Herman (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Ponteio (1967) - Edu Lobo e Capinan - Interpretação: Edu Lobo, Marília Medalha e Momento Quatro

Compacto simples / Título da música: Ponteio / Edu Lobo (Compositor) / Capinan (Compositor) / Edu Lobo (Intérprete) / Marília Medalha (Intérprete) / Momento Quatro (Intérprete) / Gravadora: Philips / Ano: 1967 / Nº Álbum: 365.221 PB / Lado A / Gênero musical: Canção / Baião / MPB.

Fm                                            
Era um, era dois, era cem, era o mundo chegando e ninguém, 
          F#
  que soubesse que sou violeiro,
                            Fm       
Que me desse um amor ou dinheiro. 
                                             F#
Era um, era dois, era cem, vieram prá me perguntar:
                                  
Ô voce, de onde vai, de onde vem, 
                            A#m7
     diga logo o que tem prá contar
                                           C#7+
Parado no meio do mundo, senti chegar meu momento
                     A#m7                             Gm  C
Olhei pro mundo e nem via, nem sombra, nem sol, nem vento
F             D#                 F           D#
Quem me dera agora eu tivesse a viola prá cantar, ponteio
F            D#                  F           D#
Quem me dera agora eu tivesse a viola prá cantar, ponteio
F             D#                 F          D#
Quem me dera agora eu tivesse a viola prá cantar, ponteio
F             D#                   F         D#     Fm  F#
Quem me dera agora, eu tivesse a viola prá cantar, prá cantar
Fm                                 
Era um dia, era claro, quase meio, 
                                F#
     era um canto calado, sem ponteio
                                                         Fm
Violência, viola, violeiro, era morte em redor, mundo inteiro
                                                             F#
Era um dia, era claro, quase meio, tinha um que jurou me quebrar
                                                       A#m7
Mas não lembro de dor nem receio, só sabia das ondas do mar
                                                C#7+
Jogaram a viola no mundo, mas fui lá no fundo buscar
                      A#m7                          Gm  C
Se eu tomo e viola, ponteio, meu canto não posso parar, não
F             D#                  F            D#
Quem me dera agora, eu tivesse a viola prá cantar, ponteio
F             D#                  F             D#
Quem me dera agora, eu tivesse a viola prá cantar, ponteio
F              D#                  F            D#    
Quem me dera agora, eu tivesse a viola prá cantar, 
  ponteio, ponteio, todo mundo pontear
F              D#                 F         D#      Fm   F#
Quem me dera agora, eu tivesse a viola prá cantar, pontear
Fm                                                      F#
Era um, era dois, era cem, era um dia, era claro, quase meio
                                                    Fm
Encerrar meu cantar já convém, prometendo um novo ponteio

                                                     F#
Certo dia que sei por inteiro, eu espero, não vai demorar
                                                       A#m7
Esse dia estou certo que vem, diga logo que vim prá buscar
                                                 C#7+
Correndo no meio do mundo, não deixo a viola de lado,
                 A#m7                       Gm  C
Vou ver o tempo mudado, e um novo lugar prá cantar
F             D#
Quem me dera agora,.........

Zambi

Zambi - Vinícius de Moraes e Edu Lobo
Tom:Am
Intro: (Am Em) F7+ Em

Am           Em               Am
É Zambi no açoite, ei, ei é Zambi
              Em                Am
É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi
            Em                Am
É Zambi na noite, ei, ei, é Zambi
               Em               Am  Am/G F7+
É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi
E5+/7      Am  Am/G F7+
Chega de sofrer
E5+/7        Am  Am/G F7+
Eh! Zambi gritou
E5+/7       Am Am/G F7+
Sangue a correr
A#7/9     Am
É a mesma cor
G/A        A
É o mesmo adeus
G/A        Am
E a mesma dor
             Em               Am
É Zambi se armando, ei, ei é Zambi
               Em               Am
É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi
           Em                Am
É Zambi lutando, ei, ei, é Zambi
              Em                Am  Am/G F7+
É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi
E5+/7      Am Am/G F7+
Chega de viver
E5+/7      Am Am/G F7+
Na escravidão
E5+/7      Am Am/G F7+
É o mesmo céu
A#7/9    Am
O mesmo chão
G/A      A
O mesmo amor
G/A      Am
Mesma paixão
            Em            Am
Ganga-Zumba ei, ei, vai fugir
               Em                  Am
Vai lutar tui, tui, tui, tui, com Zambi
           Em                Am
E Zambi gritou ei, ei, meu irmão
            Em                        Am
Mesmo céu, tui, tui, tui, tui, mesmo chão
          A#           Am
Vem filho meu, meu capitão
     A#       (Am Am/G F7+ E5+/7)
Ganga-Zumba liberdade, liberdade
Ganga-Zumba vem meu irmão
É Zambi lutando, é lutador
       Am  Am/G  A#7/9   Am
Faca cortando, talho sem dor
G/A         A
É o mesmo sangue
G/A        Am
E a mesma cor
           Em                Am
É Zambi morrendo, ei, ei é Zambi
              Em                 Am
É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi
             Em          Am
Ganga-Zumba, ei, ei, vem aí
              Em                     Am
Ganga-Zumba, tui, tui, tui, tui, é Zambi

Borandá

Borandá (1964) - Edu Lobo
Am7         D7/9  
Vam'borandá     
                  Am7       Em7/9
 que a terra já secou, borandá
Am7        D7/9  
É  borandá,    
                     F      G  Am7
 que a chuva não chegou, borandá

E7(b9) Am7         E7(#9)             Am7
            Já fiz mais  de mil promessas
      Gm7   C7(b9)   F7M
Rezei tanta o......ração
     Bm7(b5)       E7(b9)   Am7
Deve ser    que eu rezo  bai...xo
         D        Em      Am7
Pois meu Deus não ouve não
     D/F#       Dm/F  Am7
Deve ser que eu rezo  baixo
Am/G         Em7      G       Am
    Pois meu Deus não ouve não
Am7      Am/G  Gm/F    Gm6
Vou-me embora  vou  chorando
Fm7/9             Bm7(b5)      E7(b13)
Vou  me lembrando do     meu lugar

Am7        D7/9                 Am7       Em7/9
É  borandá,    que a terra já secou, borandá
Am7        D7/9                   F      G  Am7
É  borandá,    que a chuva não chegou, borandá

E7(b9) Am7         E7(#9)              Am7
            Quanto mais  eu vou pra lon...ge
        Gm7   C7(b9)  F7M
Mais eu penso sem     parar
        Bm7(b5)   E7(b9)       Am7
Que é melhor   partir   lembran...do
        D    Em     Am7
Que ver tudo piorar
        D/F#    Dm/F   Am7
Que é melhor partir lembrando
Am/G         Em7  G      Am7
     Que ver tudo piorar

Chegança

Edu Lobo
Chegança (1963) - Oduvaldo Viana Filho e Edu Lobo
Tom: A/G
A/G           B/A             A/G
   Estamos chegando daqui e dali
            B/A                   A/G
E de todo lugar que se tem pra partir
A/G           B/A             A/G
   Estamos chegando daqui e dali
            B/A                   A/G
E de todo lugar que se tem pra partir
   D#m7/5- G#7/5+ C#m7/5-
Trazendo   na  chegança
F#7/5+ Bm7/9  E7/13  A6
Foice  velha, mulher nova
      B/A           A/G
E uma quadra de esperança
      B/A           A/G
E uma quadra de esperança
A7/9/4   A7/9/13      G#m7   C#7/9-
Ah, se viver fosse chegar
F#m7+   F#m7      F#m/E        D#m7/5-
Ah,          se viver fosse chegar
D7+  E7/9-/13 E7/9-  A6/9
             Em7/11           A6/9
Chegar sem parar, parar pra casar
           Em7/11     A6/9
Casar e os filhos espalhar
                 Em7/11   A6/9
Por um mundo num tal de rodar
                 B/A      A/G
Por um mundo num tal de rodar
                 B/A      A/G
Por um mundo num tal de rodar

Só me fez bem

Edu Lobo
Só me fez bem (1967) - Vinícius de Moraes e Edu Lobo
Tom: Am7

    Am7           Bm7   E7/9-
Não sei se foi um mal
    Am7           Gm7   C7/9-
Não sei se foi um bem
   F7+            E7/9+
Só sei que me fez bem
   Am7      E7/9+
Ao coração
  Am7          Bm7   E7/9-
Sofri, você também,
   Am7              Gm7   C7/9-
Chorei, mas não faz mal
  F7+             E7/9+
Melhor que ter ninguém
   Am7      Bb7/5-
No coração
      Am7
Foi a vida
Bb7/5- Am7            
Foi o amor quem quis
    Em7/9       
É melhor viver
             Bm7/5-  E7/9-
Do que ser feliz
    Am7      Bm7   E7/9-
Foi tudo natural
   Am7            Gm7   C7/9-
Ninguém foi de ninguém
    F7+          E7/9+
Mas me fez tanto bem
   Am7
Ao coração

Vento de maio

Elis Regina

Vento de maio - Telo Borges e Márcio Borges
G6
Vento de raio 
                  Eb/F   F7/9  C/D D7/9
rainha de maio estrela cadente
Cm7              Am             Cm7
Chegou de repente o fim da viagem
                F#/G#  F/G       Cm7
Agora já não dá mais pra volar atrás
           Am7              Cm7
Rainha de maio valei o teu pique
              F#/G#   F/G     Cm7
Apenas para chover no meu piquenique
             Am7              Cm7
Assim meu sapato coberto de barro
                 F#/G#  F/G       Dm7
Apenas pra não parar nem voltar atrás
            Am7           Cm7
Rainha de maio valeu a viagem
                  F#/G# (Gm5+/9)
Agora já não dá mais...
 Eb/G      Bb/F     C/E      Cm/Eb   Bb/D    Em5-/7 Gm
Nisso eu escuto no rádio do carro a nossa canção
Eb/G    Bb/F         C/E     Cm/Eb    Bb/D     Em5-/7 Gm
Sol girassol e meus olhos ardendo de tanto cigarro
   Bb      D/F#      C/E                  Cm/Eb
E quase que eu me esqueci que o tempo não pára
     Ab7+  C/D  D7
Nem vai esperar
Eb/G     Bb/F   C/E        Ab7+   D4/7 D7
Vento de maio rainha dos raios de sol
Eb/G       Bb/F    E/E   Cm/Eb  Bb/D       Em5-/7 Gm
Vá no teu pique estrela cadente até nunca mais
 Eb/G     Bb/F        C/E     Cm/Eb
Não te maltrates nem tentes voltar
     Bb/D         Em5-/7 Gm
o que não tem mais vez
      Bb        D/F#    C/E
Nem lembro teu nome nem sei
           Cm/Eb        Ab7+    C/D  D7
Estrela qualquer lá no fundo do mar
 Gm       F/A   Bb         C      D7  Am7 D7/9 Cm7
Vento de maio rainha dos raios de sol
              Am7             Cm7
Rainha de maio valeu o teu pique
              F#/G#    F/G     Cm7
Apenas para chover no meu piquenique
              Am7             Cm7
Assim meu sapato coberto de barro
                F#/G#     F/G    Cm7
Apenas pra não parar nem voltar atrás