quarta-feira, 19 de abril de 2006

Gago apaixonado

Lançada originalmente no teatro de revista na peça Café com Música onde se destacava a famosa cantora Araci Cortes, composição essa que se tornaria peça obrigatória nas apresentações de Noel Rosa; nesta composição Noel demonstra todo seu fino humor, sua imensa verve satírica e sua facilidade em retratar as características peculiares dos tipos humanos da sociedade brasileira dos anos 30, especificamente do Rio de Janeiro, capital da República do Brasil.

Noel inclusive gravou sua composição Gago apaixonado e costumava dizer em tom de deboche que o que mais gostava nesta música era o fato de "esta meus vizinhos não conseguem cantar" (Dárcio Fragoso).

Gago apaixonado (samba, 1931) - Noel Rosa - Intérprete: Noel Rosa ("Noel Rosa - Pela Primeira Vez", 2002) -
Intr.:(  G/B E7/G# A7 D7/F# G G/F 
         G/B E7/G# A7 D7/F# G)

                G                A#°         G/B
Mu... mu... mulher, em mim fi... zeste um estrago
A#° G/B                           E7            Am
        Eu de nervoso esto... tou fi... ficando gago
E7/B Am     B7              B7/D#             Em
        Não po... posso com a     cru... crueldade
            A7/C#                A7
Da saudade, Que... que mal... maldade
      D7         D/C
Vi... vivo sem afago

    G
Tem tem... tem pe... pena 
D7                    G             Em
Deste mo... mo... moribundo, que... que já virou
B7                              Em     E7/G#
Va... va... va... va... ga... gabundo
      Am
Só... só... só... só...
     Cm6/Eb             C#°       G/D
Por ter     so... so... sofri... frido
                  E7
Tu... tu... tu... tu... tu... tu... tu... tu...
   A7                D7                 G
Tu tens um co... coração fi... fi... fingido

*Repete Introdução*

                G                A#°         G/B
Mu... mu... mulher, em mim fi... zeste um estrago
A#° G/B                           E7            Am
        Eu de nervoso esto... tou fi... ficando gago
E7/B Am     B7              B7/D#             Em
        Não po... posso com a     cru... crueldade
            A7/C#                A7
Da saudade, Que... que mal... maldade
      D7         D/C
Vi... vivo sem afago

    G             D7          G
Teu teu co... coração me entregaste
      Em
De... de... pois... pois... 
   B7                   Em     E7/G#  
De mim tu to... toma... maste
      Am                  Cm6/Eb              G/D
Tu... tua falsi... si... sidade  é pro... profunda
                  E7
Tu... tu... tu... tu... tu... tu... tu... tu...
    A7                 D7     G
Tua vais fi... fi... ficar corcunda!

Nenhum comentário: