sábado, 22 de abril de 2006

O que é, o que é?


Além das canções pungentes, sofridas, que lhe renderam muito sucesso, Gonzaguinha também era capaz de fazer música alegre e otimista. Isso é mostrado no samba “O Que É o Que É?”, uma boa composição que, depois de justificar com inúmeras razões o direito à felicidade, explode num vibrante refrão que é um verdadeiro hino de amor à vida: “Viver e não ter a vergonha de ser feliz / cantar (...) a beleza de ser um eterno aprendiz / eu sei que a vida devia ser bem melhor e será / mas isto não impede que eu repita / é bonita, é bonita, e é bonita...”

Muito apropriadamente, Gonzaguinha compôs “O Que É o Que É?” em ritmo de samba-enredo, o que sugere um canto coletivo e empolgado, como é de praxe no gênero (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

O que é, o que é? (1982) - Gonzaguinha


Gm             A7           Dm          Dm/C
 Eu fico com a pureza das respostas das crianças
 Bb7                     A7
É a vida! É bonita e é bonita!

(coro)
 D     F#7    Bm      Bm/A          G    A7
Viver   e não ter a vergonha de  ser feliz
 Em                  A7
Cantar, e cantar, e cantar
                            D
A beleza de ser um eterno aprendiz
 A7                 D   D7
 Ah, meu Deus! Eu sei                              
                            G
Que a vida devia ser bem melhor e será
 Gm                         D         B7
Mas isso  não impede que eu repita
Em           A7        D       A7     (bis)
É bonita, é bonita e é bonita!

    Dm                  D7       Gm
E a vida? E a vida o que é, diga lá , meu irmão?
     Em5-/7             A7
Ela é a batida de um coração?
 Em5-/7     A7         Dm
 Ela é uma doce ilusão?

 A7     Dm     Dm7+ Dm7            Gm           Gm7+  Gm7
 Mas e a vida? Ela é maravilha ou é sofrimento?
                   Em5-    A
Ela é alegria ou lamento?
 Bb          A7          Dm
 O que é? O que é, meu irmão?

         C7                 C7/Bb           F
Há quem fale que a vida da gente é um nada no mundo
    Em5-/7            A7
É uma gota,  é um tempo
      Eb         D7
Que nem dá um segundo
         Gm                             Dm
Há quem fale que é um divino mistério profundo

     Bb            Bb7          A7
É o sopro do criador numa  atitude repleta  de amor
    Em5-/7             A7
Você diz que é luta e prazer
    Dm
Ele diz que a vida é viver
     A7
Ela diz que melhor é morrer
           Am5-/7                 D7
Pois amada não é, e o verbo é sofrer
      Gm
Eu só sei que confio na moça
      Dm
E na moça eu ponho a força da fé
      Bb7
Somos nós qu e fazemos a vida
      A7
Como der, ou puder, ou quiser
 Gm       A7  Dm        C7            F
 Sempre desejada  por mais que esteja errada
 A      A7/C#    Dm    Bb       A7
 Ninguém quer a morte só saúde e sorte
 Em5-/7  A7     Dm      C7            F  D7/F#
E  a pergunta  roda,  e a cabeça  agita
 Gm          A7              Dm      Dm/C
 Fico com a pureza das respostas das crianças
   Bb7                    A7
É a vida! É bonita e é bonita!

Postar um comentário