sábado, 13 de maio de 2006

Se todos fossem iguais a você

Vinícius de Moraes
Em meados de 56, Vinícius de Moraes estava com a peça "Orfeu da Conceição" pronta, faltando somente conseguir um compositor para musicá-la e, se possível, orquestrá-la. Achava Vinicius que o nome ideal para a tarefa seria o de Vadico (Osvaldo Gogliano), parceiro de Noel Rosa que, convidado não aceitou.

Atendendo, então, a uma sugestão do crítico musical Lúcio Rangel, o poeta convidou Antônio Carlos Jobim, na época um jovem compositor e arranjador ainda pouco conhecido.

Começava assim a parceria Tom/Vinicius, uma das mais importantes da música brasileira, juntando o talento de um grande músico ao de um poeta consagrado e que deu como primeiro fruto "Se Todos Fossem Iguais a Você". Romântica, requintada, até com uma certa tendência para o monumental, "Se Todos Fossem Iguais a Você" é a melhor composição do repertório criado para a peça. Lançada por Roberto Paiva no final de 56 chegaria ao sucesso no ano seguinte, quando recebeu várias outras gravações.

Se todos fossem iguais a você (samba-canção, 1957) - Tom Jobim e Vinícius de Moraes - Intérprete: Maysa

Disco LP 10 pol 33 1/3 rpm / Título da música: Se todos fossem iguais a você / Jobim, Antônio Carlos (Compositor) / Moraes, Vinícius de (Compositor) / Maysa (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: RGE, 1957 / Nº Álbum RLP-0015 / Gênero musical: Samba-canção.


Tom: D7+

D7M                           E/D
Vai tua vida, teu caminho é de paz e amor
D7M                       G7M
A tua vida é uma linda canção de amor
C#m5-/7       F#7     B6/7    B5+/7       Em7
Abre os teus braços e canta a última esperança
Gm7   F7M       F#m7  B5+/7   Am7    D7
A esperança divina de amar      em paz
G7M    F#m5-/7   B5+/7  Em7      Dm7   G7
Se todos fossem     iguais   a você
C7M      Bm7  E7  Am7
Que maravilha viver
C/D                 G7M
Uma canção pelo ar, uma mulher a cantar
C#m5-/7           F#7      Bm7             Am7
Uma cidade a cantar, a sorrir, a cantar, a pedir
D7        G7M     F#m5-/7  B5+/7
A beleza da amar como o sol,
Em7        Dm7   G7
como a flor, como a luz
C7M          Dm7   G7      C7M
Amar sem mentir,    nem sofrer
C#m5-/7    Cm7   G/B                 Gm/Bb
Existiria verdade, verdade que ninguém vê
Am7                  C/D              G7M
Se todos fossem no mundo iguais a você


A Canção no Tempo - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Vol. 1 - Editora 34
Postar um comentário