segunda-feira, 5 de junho de 2006

Pedro pedreiro

No dia 5 de maio de 1965, chegou às lojas o primeiro disco de Chico Buarque de Hollanda, um compacto simples da RGE que apresentava “Pedro Pedreiro” e “Sonho de um Carnaval”. Na ocasião, às vésperas de completar 21 anos, Chico sonhava em cantar como João Gilberto, compor como Tom Jobim e fazer versos como Vinícius de Moraes.

Relevando-se a inexperiência do estreante, pode-se afirmar que os sonhos do autor de “Pedro Pedreiro” não estavam assim tão distantes da realidade.

Ao longo de sessenta versos, este samba conta as (des)esperanças de Pedro, um operário de obras, que vive esperando por alguma coisa a palavra “esperando” é repetida 36 vezes no poema — que não acontece, mas, se acontecer pouco ou nada irá influir no curso de sua existência miserável: “Esperando, esperando, esperando / esperando o sol / esperando o trem / esperando aumento para o mês que vem / esperando um filho para esperar também / esperando a festa / esperando a sorte / esperando a morte / esperando o norte / esperando o dia de esperar ninguém / esperando enfim nada mais além...”

Marco inicial da carreira profissional de Chico Buarque, o alentado samba “Pedro Pedreiro” seria, então, por ele repetido à exaustão em todas as suas apresentações, por exigência de seus primeiros admiradores (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).



Pedro pedreiro (samba, 1965) - Chico Buarque
Tom: G7+
Intro: G7M  Bb7/9  A7/9  Ab7/9 

G7M               Am7       D7/9      G7M  Bb7/9   Ab7/9
Pedro pedreiro penseiro esperando o trem
G7M             Am7         D7/9     C5-/6
Manhã parece, carece de esperar também
                         B7                        Em
Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém
          Am7                 Em
Pedro pedreiro fica assim pensando
                          Am7                  Em         Am7
Assim pensando o tempo passa e a gente vai ficando prá trás
      B7                                        Em
Esperando, esperando, esperando, esperando o sol
              Am7                 Em
Esperando o trem, esperando aumento 
                          Am7          B7      Em      D7/9
    desde o ano passado para o mês que vem
REFRÃO
          Am7                 Em
Pedro pedreiro espera o carnaval
                      Am7           Em        Am7
E a sorte grande do bilhete pela federal todo mês
      B7                                        Em
Esperando, esperando, esperando, esperando o sol
              Am7                 Em                    Am7
Esperando o trem, esperando aumento para o mês que vem
             Em                  Am7
Esperando a festa, esperando a sorte
               Em                       Am7           B7      Em
E a mulher de Pedro está esperando um filho prá esperar também

REFRÃO

          Am7                     Em
Pedro pedreiro está esperando a morte
                Am7               Em
Ou esperando o dia de voltar pro Norte
           F#7                     
Pedro não sabe mas talvez no fundo 
                    Am7                    B7
    espere alguma coisa mais linda que o mundo
                Am7            B7    
Maior do que o mar, mas prá que sonhar 
        Em        Am7                 Em
    se dá o desespero de esperar demais
          Am7                Em7  
Pedro pedreiro quer voltar atrás, 
               Am7                 Em         D7/9
    quer ser pedreiro pobre e nada mais, sem ficar
      B7                                        Em
Esperando, esperando, esperando, esperando o sol
              Am7                 Em                    Am7
Esperando o trem, esperando aumento para o mês que vem
               Em                    Am7
Esperando um filho prá esperar também
              Em                Am7  
Esperando a festa, esperando a sorte, 
                    Em                 Am7
      esperando a morte, esperando o Norte
              Em                Am7 
Esperando o dia de esperar ninguém, 
                  Em              Am7
     esperando enfim, nada mais além
                  Em       Em/C     C       B7          Em
Que a esperança aflita, bendita, infinita do apito de um trem

(G7M               Am7       D7/9)
Pedro pedreiro pedreiro esperando
Pedro pedreiro pedreiro esperando
G7M               Am7       D7/9      B7
Pedro pedreiro pedreiro esperando o trem
        Em         Am7         Em         Am7
Que já vem, que já vem, que já vem, que já vem...
 
 

Nenhum comentário: