terça-feira, 29 de agosto de 2006

Quem eu quero não me quer

Raul Sampaio
Cantor, integrante do Trio de Ouro por vários anos e compositor, com mais de duzentas músicas gravadas, Raul Sampaio viveu a sua melhor fase no início dos anos sessenta. Em 1962, por exemplo, ele emplacou dois grandes sucessos, o samba-canção “Lembranças”, cantado pelo amigo Miltinho, e o bolero “Quem Eu Quero Não me Quer”, em gravação sua, lançada no final de 61, mas que estourou nas paradas depois do carnaval de 62.

Embora autor de repertório eclético, que vai do carnaval (“Eu Chorarei Amanhã”) ao mais intenso romantismo, é neste último estilo que melhor se exprime a ele pertencendo “Lembranças” (“Lembro um olhar / lembro um lugar / teu vulto amado / lembro um sorriso / e o paraíso! que tive ao teu lado”) e “Quem Eu Quero Não me Quer" (“Quem eu quero não me quer / quem me quer mandei embora / e por isso eu já não sei! o que será de mim agora”), sua canção mais gravada, inclusive com uma versão mexicana de Agustín Lara, que saiu inicialmente sem o seu nome.

Capixaba de Cachoeiro de Itapemirim, Raul Sampaio homenagearia a sua cidade na composição “Meu Pequeno Cachoeiro”, oficializada em 66 como hino do município, e que, além de sua gravação (em 63), foi sucesso na voz de Roberto Carlos (em 70), outro ilustre cachoeirense (A Canção no Tempo - Vol. 2 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34).

Quem eu quero não me quer (bolero, 1962) - Benil Santos e Raul Sampaio - Intérprete: Raul Sampaio


Am 
 Quem eu quero não me quer 
                        Dm 
 Quem me quer mandei embora 
                       E7 
 E por isso eu já nem sei 
                     Am 
 O que será de mim agora 
 Passo as noites recordando 
                     Dm 
 Revivendo o meu castigo 
                      E7 
 No meu quarto de saudade 
                 Am 
 Solidão mora comigo 
                         Dm 
 Por onde anda quem me quer? 
 G7                           C 
   Quem não me quer onde andará? 
 Am                  Dm 
   Que será de suas vidas 
 E7                      Am 
   Da minha vida o que será 
                         Dm 
 Não sou capaz de ser feliz 
 G7                         C 
   Ao lado de um amor qualquer 
 Am                     Dm 
   Ah! Se este fosse o outro 
 E7                            Am 
   Que eu amo tanto e não me quer. 



Nenhum comentário: