segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Garota solitária

Ângela Maria
Garota solitária (cha-cha-chá, 1962) - Adelino Moreira - Interpretação: Ângela Maria


Esta noite eu chorei tanto
Sozinha sem um bem
Por amor todo mundo chora
Um amor todo mundo tem
Eu, porém, vivo sozinha
Muito triste sem ninguém

Será que eu sou feia?
Não é, não senhor
Então eu sou linda?
Você é um amor.

Respondam, então, por que razão
Eu vivo só, sem ter um bem.
Você tem o destino da lua
Que a todos encanta
E não é de ninguém.

Ai, eu tenho o destino da lua,
A todos encanto,
E não sou de ninguém....
Postar um comentário