quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Domingos Correia

Domingos Correia Mingote (circa 1882 Rio de Janeiro RJ - 06/05/1912 Rio de Janeiro RJ), letrista, poeta e compositor, era conhecido nos meios da boêmia pelo apelido de "Boneco".

Entrou para a história da Música Popular Brasileira com a letra que escreveu para a composição Saudade eterna, de Santos Coelho, por ele rebatizada como "Flor do mal".

Apresentava-se como cantor nos chamados chopes. Escreveu também letra para Implorando, de Anacleto de Medeiros, rebatizando-a como "Segredo".

Suicidou-se no reservado do chope ABC, na Rua do Lavradio, em 1912, bebendo um copo do desinfetante Lisol. Antes, porém, perpetuou nos versos da canção "Flor do Mal" o motivo do suicídio: sua paixão não correspondida por Arminda Santos, uma jovem pernambucana que então iniciava carreira artística nos palcos da cidade.

Fontes: A Canção no Tempo - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34; Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira.

Nenhum comentário: