terça-feira, 2 de novembro de 2010

Ciro de Souza


Ciro de Souza (Ciro Moura de Souza), cantor e compositor, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 30/12/1911, e faleceu na mesma cidade em  06/01/1995. Filho do flautista e mestre de banda Belarmino de Souza conviveu na infância com vários músicos de choro, que freqüentavam sua casa. Aos 19 anos, fez a primeira composição, um samba para um bloco carnavalesco do bairro de São Cristóvão.

Em 1933 iniciou carreira de cantor, começando também a compor para colegas como Moreira da Silva, Jaime Vogeler e Luís Barbosa. No ano seguinte, teve sua primeira música gravada, a marcha Olha pro céu.

Atuou por mais de dez anos nas orquestras de Fon-Fon, Napoleão Tavares e Simon Bountman. No Carnaval de 1938, alcançou grande sucesso com o samba Tenha pena de mim (com Babaú), gravado por Araci de Almeida.

Na década de 1940, viveu sua melhor fase, quando lançou sucessos como A mulher que eu gosto, Beijo na boca, Vai trabalhar, Cho-chô e Juraci, este com o cantor Vassourinha, cujo início de carreira incentivou.

A partir da década de 1950, passou a compor esporadicamente, dando preferência às canções infantis, como o Rock do ratinho, lançado por Carequinha.

Obra

Beijo na boca (c/Augusto Garcez), samba, 1940; Cabrocha bonita (c/Marino Pinto), s.d.; Cho-chô (c/Antônio Almeida), toada, 1941; Conversa pra estrangeiro, samba-choro, 1939; Duas mulheres e um homem (c/Jorge de Castro), samba, 1943; Du-vi-de-o-dó (c/Antônio Almeida), samba, 1941; Ganha-se pouco mas é divertido (c/Wilson Batista), samba, 1941; Juraci (c/Vassourinha), samba-choro, 1941; A mulher que eu gosto (c/Wilson Batista), samba, 1941; A nossa vida hoje é diferente, samba-choro, 1939; Olha pro céu, marcha, 1934; Onde é que você anda, samba, 1938; Palacete no Catete (c/Herivelto Martins), marcha, 1946; Rock do ratinho, 1961; Tenha pena de mim (c/Babaú), samba, 1938; Vai trabalhar, samba, 1942.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e PubliFolha.

Nenhum comentário: