sexta-feira, 22 de setembro de 2006

Orora analfabeta

Gordurinha
Orora analfabeta (1959) - Gordurinha - Intérprete: Jorge Veiga



Eu arrumei uma dona boa lá em Cascadura
Que boa criatura mas não sabe ler
E nem tão pouco escrever
Ela é bonitona, bem feita de corpo
É cheia da nota
Mas escreve gato com "j"
E escreve saudade com "c"
Ela disse outro dia que estava doente
Sofrendo do "estambo"
Levei um tombo... Cai durinho pra trás
Isso assim já e demais
Ela fala "aribu", "arioprano" e "motocicreta".
Diz que adora feijoada "compreta".
Ela é errada demais!
Viu uma letra "O" bordada na blusa
Eu disse é agora
Perguntei seu nome ela disse Orora
E sou filha do Arineu
Mas o azar é todo meu

Meio Termo
Eu quero você meu bem
Eu quero você com o jeito que voce tem
Sem pintura, sem vaidade
Sem orgulho, sem chiquê
Sem malícia e sem maldade
Do jeito que é
Sem brigar com a vizinhança
Sem ligar para a society
Mas sem ir pra gafieira

Meio termo é melhor
Nem alto demais
Nem querer Copacabana
Nem viver lá em Gramacho
Nem querer pegar estrelas
Nem pegar em bruxaria
Nem vagar durante a noite
Nem dormir durante o dia.
Postar um comentário