sábado, 16 de fevereiro de 2008

O sairá

O sairá (marcha-rancho, 1911) - José Rebelo da Silva e Antenor de Oliveira

Junto a um bosque copado e airoso
Tem um jardim tão rico e mimoso
Se eu pudesse gozava as delícias
Deste jardim de tantas carícias

E todas as manhãs um sairá
Vai ali colher um resedá
Para ofertar às faceiras
Filhas das jardineiras.

E assim cantava um sairá
Quando pousava no resedá
Sou o senhor destas flores mimosas
Destes vastos jardins.

Vastos jardins
Venho a colher resedás
Para ofertar aos meus querubins
Meus querubins

Eu vou depressa e mui pressuroso
Qual brisas fagueiras.
Brisas fagueiras
Para entregar este ramo odoroso
Às filhas das jardineiras
Das jardineiras
Postar um comentário