segunda-feira, 27 de outubro de 2008

O chero da Carolina

O chero da Carolina (xote, 1956) - Amorim Rego e Zé Gonzaga - Intérprete: Luiz Gonzaga


Carolina foi pro samba (Carolina)
Pra dançá o xenhenhém (Carolina)
Todo mundo é caidinho (Carolina)
Pelo chero que ela tem (Carolina)
Hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum (Carolina)
Pelo chero que ela tem (Carolina)

Gente que nunca dançou (Carolina)
Nesse dia quis dançá (Carolina)
Só por causa do cherinho (Carolina)
Todo mundo tava lá (Carolina)
Hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum (Carolina)
Todo mundo tava lá (Carolina)

Foi chegando o Delegado
Pra oiá os que dançava (Carolina)
O Xerife entrou na dança (Carolina)
E no fim também cherava (Carolina)
Hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum (Carolina)
E no fim também cheirava (Carolina)

Falando:
Aí chegou dono da casa
O dono da casa chegou com a mulesta
Chamou atenção de D. Carolina e:
- D. Carolina venha cá. O povo anda falando aí
que a senhora tem um chero diferente, é verdade?
- Moço, sei disso não, é invenção do povo.
- Ah, é invenção do povo, não é?
- É sim senhor
- Então dá licença
Hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum
Carolina

Eu quisera está por lá (Carolina)
Pra dançar contigo o xote (Carolina)
Pra também dá um cheirinho (Carolina)
E fungar no teu cangote (Carolina)
Hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum
Carolina, hum, hum, hum
Carolina
E fungá no teu cangote
Carolina

Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá...
Postar um comentário