quarta-feira, 26 de abril de 2006

Abre a janela

Orlando Silva
O samba "Abre a Janela" defende a regalia masculina de "cair na orgia", com direito ao perdão da mulher, passado o carnaval. E o amante folião anuncia e justifica o seu projeto de liberação ao pé da janela da namorada, como se fizesse uma serenata: "Abre a janela formosa mulher / e vem dizer adeus a quem te adora / apesar de te amar / como sempre amei / na hora da orgia eu vou embora". Em seguida, sugere uma solução conciliatória ofertando-lhe em penhor o coração e prometendo voltar para a sua companhia, assim que a orgia terminar...

Ótimo na letra e na melodia, "Abre a Janela" foi o primeiro grande sucesso de Arlindo Marques Júnior e Roberto Roberti, uma boa dupla de autores carnavalescos. Este sucesso seria ajudado ainda pela interpretação de seu lançador Orlando Silva.

Abre a janela (samba, 1938) - Arlindo Marques Júnior e Roberto Roberti

Disco 78 rpm / Título da música: Abre a janela / Autoria: Marques Júnior, Arlindo (Compositor) / Roberti, Roberto (Compositor) / Silva, Orlando (Intérprete) / Regional RCA Victor (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1937 / Nº Álbum 34279 / Lado B / Lançamento 1938 / Gênero musical: Samba


-------------G-------- C7 --------G
Abre a janela / Formosa mulher
------------------E---------------- Am -----D7
E vem dizer adeus a quem te adora
-------G7 --------------------------C
Apesar de te amar / Como sempre amei
--------G------- D7 -------------G
Na hora da orgia eu vou embora

-----------Am------------------- D7
Vou partir e tu tens que me dar perdão
------------G
Porque fica contigo o meu coração
-----------G7 --------------------C
Podes crer que acabando a orgia
--------A7 -------------------D7
Voltarei para a tua companhia



Fontes: Instituto Moreira Salles - Acervo musical;  A Canção no Tempo - Vol. 1 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34.
Postar um comentário