sexta-feira, 21 de abril de 2006

Começaria Tudo Outra Vez

Gonzaguinha - 1977
Aluno da Faculdade de Ciências Políticas Cândido Mendes, no Rio de Janeiro, onde se formou em economia, Luiz Gonzaga Júnior foi um participante do grupo que dominou os primeiros festivais musicais universitários, no final dos anos sessenta, tendo entrado para a música popular principalmente como autor de canções de protesto. Aliás, ele estaria, ao lado de Chico Buarque e Taiguara, entre os compositores mais perseguidos pela censura da ditadura.

Depois, abriria em sua obra outros segmentos, dos quais o de maior sucesso foi o das canções de letra extensa, ao mesmo tempo sofridas e agressivas, que focalizavam conflitos amorosos, irremediáveis, quase sempre, mas, algumas vezes amenizados pela possibilidade de um esperançoso recomeço.

Este é o caso de “Começaria Tudo Outra Vez”, o seu primeiro grande sucesso. “Começaria tudo outra vez 1 se preciso fosse / meu amor 1 a chama em meu peito ainda queima / saiba / nada foi em vão / (...) / veja, meu bem / a orquestra nos espera / por favor 1 mais uma vez recomeçar...” Muito adequadamente composto em ritmo de bolero, “Começaria Tudo Outra Vez” seria lançado por Maria Bethânia, não por coincidência a intérprete ideal de Gonzaguinha (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Começaria tudo outra vez (1977) - Gonzaguinha
Introdução: A7/9  A7/9b

               D7M                           Dbm7        Gb7 
    Começaria tudo outra vez, se preciso fosse meu amor 
                    Bm7                                    Am7 D7 
    A chama no meu peito ainda queima, saiba, nada foi em vão 
             G7M                      Abº 
    A cuba-libre da coragem em minha mão
               Am6                    B7
    A dama de lilás me machucando o coração
            Em                      A7
    A febre de sentir seu corpo inteiro
                  D7M    A7/5+
    Coladinho ao meu 
                 D7M  
    E então eu cantaria a noite inteira 
                Dbm7         Gb7
    Como eu já cantei e cantarei
               Bm7                                        Am7 D7
    As coisas todas que já tive, tenho e sei que um dia terei
                 G7M                  Abº              Am6
    A fé no que virá e a alegria de poder olhar pra trás
                  F7         Em
    E ver que voltaria com você
               A7                   Am7     D7
    De novo a viver nesse imenso salão
                   G7M                  Abº
    Ao som desse bolero, a vida, vamo nós
                  Am6             B7
    E não estamos sós, veja meu bem
                      Em
    A orquestra nos espera, por favor
              A7        Am7    D7
    Mais uma vez, recomeçar
                   G7M                 Abº 
    Ao som desse bolero, a vida, vamo nós
                  Am6             B7
    E não estamos sós, veja meu bem
                      Em
    A orquestra nos espera, por favor
              A7       D7M
    Mais uma vez, recomeçar
A7/9A7/9-D7+Dbm7Gb7
Bm7Am7D7G7+Abº
Am6B7EmA7A7/5+
F7

Nenhum comentário: