terça-feira, 25 de abril de 2006

Favela

Roberto Martins
A gravação de uma canção pode algumas vezes depender de circunstâncias que nada têm a ver com seus méritos artísticos. Este é o caso de "Favela", o belo samba de Roberto Martins e Valdemar Silva, que se tornou um clássico de nossa música popular.

Martins já estava cansado de ter "Favela" rejeitada por Francisco Alves quando, num almoço em casa de uma amiga comum, o cantor se interessou por uma cadelinha pertencente à anfitriã. Conhecendo a história da rejeição, a moça propôs: "Grave 'Favela' que eu lhe dou a cachorrinha". Três dias depois, Alves tirou "Favela" do ineditismo.

A esta gravação, seguiram-se muitas outras - é a música mais gravada de Roberto Martins -, que têm intérpretes como Carlos Galhardo, Sílvio Caldas, Ataulfo Alves, Maysa, o internacional Carlos Ramirez, e orquestras rivais como as de Zaccarias e Severino Araújo. Aliás, devem-se essas e outras gravações instrumentais ao fato de a composição se prestar otimamente a execuções dançantes. Uma homenagem ao legendário morro carioca, "Favela" foi precedida em três anos por uma canção homônima, de Hekel Tavares e Joracy Camargo, também de muito sucesso.

Favela (samba, 1936) - Roberto Martins e Valdemar Silva

Disco 78 rpm / Título da música: Favela / Autoria: Martins, Roberto (Compositor) / Silva, Valdemar (Compositor) / Alves, Francisco (Intérprete) / Regional RCA Victor (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1936 / Nº Álbum 34059 / Gênero musical: Samba



---
--E7------------ Am
Favela, oi Favela
-----F--------------------------- E7---- A7
Favela que trago no meu coração
----------Dm -----------Dm6
Ao recordar com saudade
-------Am
A minha felicidade
-----F--------------------- E7
Favela dos sonhos de amor
--------------------Am
E do samba-canção
----E7
Hoje tão longe de ti
---Am
Se vejo a lua surgir
E7
Eu relembro a batucada
-------------------A7
E começo a chorar
-----Dm ------------------Dm6
Favela das noites de samba
----Am
Berço dourado dos bambas
------F-------------------- E7 ----Am
Favela, é tudo o que eu posso falar
----E7
Minha favela querida
----Am
Onde eu senti minha vida
----E7
Presa a um romance de amor
------------------A7
Numa doce ilusão
-------Dm--------------- Dm6
Em uma saudade bem rara
----------Am
Na distância que nos separa
---------F--------------- E7---- Am--- F--- Am
Eu guardo de ti esta recordação.


Fonte: A Canção no Tempo - Vol. 1 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34.
Postar um comentário