quarta-feira, 19 de abril de 2006

O que será de mim

O "Hino da malandragem" é tema frequente em sua obra, que comprovou o grande compositor que era o trabalhador Ismael Silva (foto ao lado: Francisco Alves e Mário Reis).

Foi gravado em 1931, por Francisco Alves e Mário Reis: “Se eu precisar algum dia / De ir pro batente / Não sei o que será / Pois vivo na malandragem / E vida melhor não há (...)”.

O Que Será de Mim (samba, 1931) - Ismael Silva, Nílton Bastos e Francisco Alves

Disco 78 rpm / Título da música: O que será de mim / Autoria: Alves, Francisco (Compositor) / Silva, Ismael, 1905-1978 (Compositor) / Bastos, Nilton (Compositor) / Alves, Francisco (Intérprete) / Reis, Mário (Intérprete) / Orquestra Copacabana (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1931 / Nº Álbum 10780 / Gênero musical: Samba



Se eu precisar algum dia
De ir pro batente
Não sei o que será
Pois vivo na malandragem
E vida melhor não há
Minha malandragem é fina
Não desfazendo de ninguém
Deus é quem nos dá a sina
E o valor dá-se a quem tem
Também dou a minha bola
Golpe errado ainda não dei
Eu vou chamar Chico Viola
Que no samba ele é rei

Dá licença seu Mário

Oi, não há vida melhor
Que vida melhor não há
Deixa falar quem quiser
Deixa quem quiser falar
O trabalho não é bom
Ninguém pode duvidar

Oi, trabalhar só obrigado
Por gosto ninguém vai lá
Postar um comentário