sexta-feira, 7 de abril de 2006

Peterpan

Peterpan - 1944
Peterpan (José Fernandes de Paula), compositor e instrumentista nasceu em Maceió AL em 21/1/1911 e faleceu no Rio de Janeiro RJ em 28/4/1983. Mudou-se para o Rio de Janeiro aos 11 anos e, a partir do final da década de 1930, dedicou-se à composição, principalmente de músicas de Carnaval.

Em 1940 obteve sucesso com a valsa Última inspiração, gravada por João Petra de Barros. Ainda em 1940, Francisco Alves gravou sua composição Fiz um samba, que ele assinou como José Borba, usando o sobrenome da mulher, Xezira Borba (artisticamente Nena Robledo), irmã de Emilinha Borba. Também assinou músicas como José Fernandes.

Em 1945, Eu quero é sambar (com Alberto Ribeiro), foi um dos destaques do Carnaval, na voz de Dircinha Batista. Dois anos depois, Emilinha Borba lançou com sucesso o samba Se queres saber.

Em 1950, Já vi tudo (com Amadeu Veloso) foi gravado em dupla por Emilinha Borba e Marlene, desfazendo boatos de rivalidade entre as duas cantoras da Rádio Nacional. No ano seguinte, o conjunto Quatro Ases e Um Curinga lançou a Marcha do caracol (com Afonso Teixeira). Ainda em 1951, Dóris Monteiro estreou em disco, na Todamérica, com Se você se importasse, outro êxito de meio-de-ano.

Em 1983, Marcha do caracol e Se queres saber foram incluídas na série Quem ama não mata, da TV Globo.

Obras

Espanhola diferente (c/Nássara), marcha, 1949; Eu quero é sambar (c/Alberto Ribeiro), samba, 1945; Fita meus olhos, samba, 1955; Já vi tudo (c/Amadeu Veloso), samba, 1950; Marcha do caracol (c/Afonso Teixeira), 1951; Olha pro céu (c/Luís Gonzaga), marcha, 1951; Se queres saber, samba, 1947; Se você se importasse, samba-canção, 1951; Tudo foi surpresa (c/Nalzinho), samba, 1938; Última inspiração, valsa, 1940.

Nenhum comentário: