quinta-feira, 25 de maio de 2006

Outra vez

Isolda
Os irmãos Isolda e Milton Carlos faziam backing vocal antes de terem a primeira composição gravada por Roberto Carlos, “Amigo, Amigos”, o que aconteceu em 1973, com a colaboração do amigo comum Eduardo Araújo.

Daí então os dois passaram a contribuir regularmente para o repertório do cantor, que chegou a incluir duas de suas canções no disco de 76: “Pelo Avesso” e “O Jeito Estúpido de Te Amar”.

Infelizmente, na noite em que comemoravam este fato, aconteceu na Via Anhangüera o desastre de automóvel que matou Milton Carlos. Arrasada com o desaparecimento do irmão, Isolda sentiu-se comprometida, mesmo sem ele, a continuar enviando composições para Roberto.

Um dia, em 77, estando com amigos num barzinho na avenida Europa, em São Paulo, surgiu de uma conversa sobre ex-namorados a idéia para a melodia e boa parte da letra de “Outra Vez”, que a compositora anotou num guardanapo: “Você foi o maior dos meus casos / de todos os abraços / o que eu nunca esqueci / você foi dos amores que eu tive / o mais complicado / e o mais simples pra mim.” Naquela noite, ao chegar em casa, Isolda completaria, ao violão, a romântica canção “Outra Vez”. Como não tinha refrão e a letra era muito extensa, ela julgou-a inadequada ao estilo de Roberto, sendo realmente surpreendida ao saber que o cantor a incluíra no elepê de 1977.

Precedida pelos sucessos de “Amigo” e “Falando Sério”, faixas do mesmo disco, “Outra Vez” só despontaria nas paradas a partir de abril de 78, quando receberia vários prêmios e entraria para o repertório de Altemar Dutra, Simone, Emílio Santiago, e, no exterior, a orquestra de Ray Conniff (como “Once Again”), o cantor Pepino di Capri (como “Ancora Con Te”) e Armando Manzanero (como “Usted Fué”), compositor de quem Isolda tornou-se parceira mais tarde. “Outra Vez” é uma das raras músicas não compostas por Roberto Carlos (e Erasmo) que podem ser consideradas clássicos de seu repertório. (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Outra vez (1978) - Isolda - Intérprete: Roberto Carlos
(intro)   F#m7/9   F#m7   B6/7   B7/5+

E |---4-5-2---4-5-2-|
B |-----------------|
G |-4-------4-------|
D |-----------------|
A |-----------------|
E |-----------------|

      E                  C#m7
Você foi o maior dos meus casos
            F#m7
De todos os abraços
              B7
O que eu nunca esqueci
    A                    Am
Você foi, dos amores que eu tive
             E
O mais complicado e o mais simples pra mim
    Bm7                      E7
Você foi o melhor dos meus erros
                 A
A mais estranha estória
                Am
Que alguém já escreveu
 E
E é por essas e outras
F#7                  B7
Que a minha saudade faz lembrar
          B6/7    B7/5+
De tudo outra vez....
      E
Você foi
            C#m7
A mentira sincera
            F#m7                  B7
Brincadeira mais séria que me aconteceu
      A
Você foi
              Am
O caso mais antigo
              E
O amor mais amigo que me apareceu
Bm7                           E7
Das lembranças que eu trago na vida
      A                     Am
Você é a saudade que eu gosto de ter
     E              F#7        B7
Só assim sinto você bem perto de mim
      E
Outra vez
         B7
Esqueci de tentar te esquecer
       E
Resolvi te querer por querer
    D#7                              G#m7
Decidi   te lembrar quantas vezes eu tenha vontade
        B7     B7/5+
Sem nada perder
     E
Você foi
            C#m7
Toda a felicidade
      F#m7                       B7
Você foi a maldade que só me fez bem
     A
Você foi
                   Am
O melhor dos meus planos
             E
E o maior dos enganos que eu pude fazer
Bm7                            E7
Das lembranças que eu trago na vida
    A                          Am
Você é a saudade que eu gosto de ter
    E             F#m7     B7
Só assim sinto você bem perto de mim
      E
Outra vez
Postar um comentário