segunda-feira, 12 de junho de 2006

Sobradinho

Sobradinho - Sá e Guarabira
Tom: E(intro) E D A

 E
O homem chega e já desfaz a natureza
                     D                        A
Tira a gente põe represa, diz que tudo vai mudar
           E
O São Francisco lá prá cima da Bahia
                   D                     A
Diz que dia menos dia vai subir bem devagar
           C                          G
E passo a passo vai cumprindo a profecia
                C                      B7
Do beato que dizia que o sertão ia alagar
   G#m               C#m
O sertão vai virar mar
 A         G#m
Dá no coração
   E              C#m
O medo que algum dia
          A           G#m
O mar também vire sertão
           C#m
Vai virar mar
 A         G#m
Dá no coração
   E              C#m
O medo que algum dia
          A           B7
O mar também vire sertão
 E            C#m   E             C#m
Lá, lá lá lá lá,   Lá, lá lá lá lá

         E
Adeus remanso, casa nova, sento-sé
               D                     A
Adeus pilão arcado vem o rio te engolir
          E
Debaixo d'água lá se vai a vida inteira
                 D                    A
Por cima da cachoeira o Gaiola vai subir
            C                      G
Vai ter barragem no salto do Sobradinho
                   C                      B7
E o povo vai se embora com medo de se afogar
                  C#m
O sertão vai virar mar
 A         G#m
Dá no coração
   E              C#m
O medo que algum dia
          A           G#m
O mar também vire sertão
           C#m
Vai virar mar
 A         G#m
Dá no coração
   E              C#m
O medo que algum dia
          A           B7
O mar também vire sertão

(refrão)

 E
Remanso, casanova sento-sé
                  C#m
Pilão arcado, sobradinho
Adeus, Adeus, Adeus

Nenhum comentário: