domingo, 28 de abril de 2013

Raúl Shaw Moreno

Raúl Shaw Moreno
Raúl Shaw Moreno (Raúl Shaw Boutier), cantor e compositor, nasceu em Oruro, Bolívia, em 30 de novembro de 1923. Podemos dizer que Shaw, mais que um cantor, era um artista completo, pois sabia compor e, além disso, pintar lindos quadros.

Em 1946 fundou o “Trío los Altiplánicos” junto com seu irmão Victor Shaw. Começa a ter fama na Bolívia e em 1948 forma o “Trío los Indios” e com esse trio faz uma turnê pelo México. Mais tarde, junto aos “Hermanos Valdés” forma o “Trío Panamérica Antawara”, com o qual grava seu primeiro disco.

Em 1951 o famoso “Trío los Panchos” está visitando a Bolívia e por causa de um desentendimento, Hernando Avilés decide deixar os Panchos. Alfredo Gil e Chucho Navarro procuram um substituto para a primeira voz e Raúl Shaw Moreno, que se encontrava em La Paz, é o eleito.

Em 1952, após um desentendimento com Alfredo Gil, por causa de sua voz, decide deixar o grupo, e após essa separação funda no Chile o “Trío los Peregrinos”, com Pepe González e Fernando Rossi. Los Peregrinos acompanharam o cantor Lucho Gatica em duas gravações: ‘’Contigo en la distancia’’ y ‘’Sinceridad’’.

Em 1955, na Bolívia, junto a Víctor Shaw, Mario Encinas, Mario Barrios e Luís Otero cria o “Conjunto Los Peregrinos”, com os quais passa os melhores anos de sua carreira.

Em 1969 se reúne de novo com Los Panchos e os acompanha em uma turnê pelo Japão.

Viveu seus últimos anos em Buenos Aires, onde se dedicou totalmente à pintura. Entre suas composições que também merecem destaque estão: “Lágrimas de amor” (bolero), "Cuando tu me quieras" (bolero), "Osito de felpa", “Noche chapaca” (bailecito) e “Pollerita” (huayño).

Morreu em Buenos Aires, Argentina, em 13 de abril de 2003.

Fonte:  http://www.letrasacanciones.com/26541/raul-shaw-moreno.html

Nenhum comentário: