sexta-feira, 29 de setembro de 2006

Pepe Sánchez

Pepe Sánchez, compositor e violonista, nasceu em Santiago de Cuba, Cuba, em 19 de março de 1856 e faleceu em 3 de janeiro de 1918. José "Pepe" Sánchez é considerado o criador do bolero cubano, expressão da canção trovadoresca da Ilha.

Foi maestro dos cantores dessa cidade oriental, em especial de Sindo Garay, a quem conheceu desde menino e pôs em suas mãos um violão pela primeira vez. Não teve estudos regulares de música, mas era autodidata e tinha grande intuição e sensibilidade para com a mesma.

Muitas de suas canções eram conhecidas na Santiago de Cuba do final do século XIX e começo do século XX, e algumas delas, que não estavam escritas, foram resgatadas por seus alunos e admiradores. Sua voz de barítono se escutava em muitas serenatas da cidade cubana, acompanhado por seu violão, que manejava com habilidade, a mesma com que cortava e costurava trajes para sua clientela como alfaiate.

Era freqüentador de todas as óperas e zarzuelas que se apresentavam em Santiago. Integrou o Quinteto de Trovadores no começo do século XX. Entre suas obras se destacam Me entristeces, mujer (Tristezas), Pobre artista, Rosa I, Rosa II, Rosa III, De profundis, Elvira, Cuando la expresión de tu canto, Cuba, mi patria querida, Caridad, Adán y Eva, Esperanza, Redondilla, Angeles e Naturaleza, assim como Himno a Maceo.


Fonte: SonCubano
Postar um comentário