quinta-feira, 6 de março de 2008

Pálida morena

Francisco Alves
Pálida morena (tango-canção, 1933) - Freire Júnior

Disco 78 rpm / Título da música: Pálida morena / Autoria: Freire Junior (Compositor) / Francisco Alves (Intérprete) / Regional (Acompanhante) / Orquestra (Acompanhante) / Orquestra Odeon (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1933 / Nº Álbum 11067


Beijei
A tua boca e adormeci
Sonhei
Que era feliz junto de ti
Eu vi nos teus olhos
Linda criança
A cor que simboliza a esperança.

Pensei

Que fosse minha, ó ilusão
Julguei
Me pertencer teu coração
Momento de prazer e felicidade
Eu a sonhar na realidade.

Ó sonho de ilusão
Que se desfaz
Aquela de olhar meigo
Tão tristonho
Mulher, é uma mulher
Igual às mais...

Ó pálida morena
Dos meus sonhos
Adeus
Não quero ver-te nunca mais
Os teus
Olhos me ferem, são punhais
Teu beijo, é um veneno
Que tortura
E manda um mortal pra sepultura.

Porém
Triste consolo de paixão
Ninguém
Conquistará teu coração
Tu dás o teu amor
A quem quiser, e a quem quiser
O teu amor, mulher....
Postar um comentário