quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Nestor Campos

Nestor Campos (Nestor Pereira Campos), compositor, guitarrista e instrumentista, nasceu em São Luís de Piratininga, SP, em 6/3/1920. Foi líder de um conjunto que fazia constantes apresentações em boates paulistas. Atuou como guitarrista na Rádio Nacional do Rio de Janeiro.

Em 1951, apresentou-se com Helena de Lima e Djalma Ferreira no norte do país. Em 1952, teve o Baião do sul gravado na RCA Victor por Zaccarias e Seu Conjunto. No ano seguinte, o choro Mulatinho, com Mesquita, foi gravado na RCA Victor por Mesquita e Seu Conjunto com a utilização do vibrafone.

Em 1954, foi convidado por Dick Farney para fazer parte do Dick Farney e seu Conjunto como guitarrista. Nesse ano, participou com o conjunto de Dick Farney da gravação na Continental do choro João Sebastião Bach, de sua autoria e Dick Farney.

Em 1955, as composições Gafieira e Dama da noite, parcerias com Djalma Ferreira, foram gravadas por Djalma Ferreira pela Musidisc. Nesse ano, seu Choro nº 1 foi gravado no LP Dick Farney e seu quinteto lançado por Dick Farney na Continental. Também em 1955, gravou pela Columbia, em interpretação de guitarra, o mambo As lavadeiras, de Obidulio Morales e Marion Sunshine, e o choro Um baixo no chor", de sua autoria.

Em 1956, lançou pela Musidisc o LP Música da Noite - Volume 1, gravado com seu conjunto de boate. No mesmo ano, teve a canção Beduíno triste, com Sílvio Viana, gravada por Carlos Augusto na Polydor, e a Toada do beijo, com Sílvio Viana, registrada na Copacabana por Carminha Mascarenhas. Por essa época, passou a atuar como integrante do conjunto da Boate Cave.

Em 1958, teve o samba-canção Frases de amor, com Alberto Paz, gravado por Alaíde Costa na Odeon. Nesse ano, como integrante do conjunto da boate Cave, tocando contrabaixo, participou da gravação do LP Uma noite no Cave, do cantor Almir Ribeiro.

Em 1962, gravou três discos pela gravadora Musidisc interpretando o beguine Arrivederci Roma, de Renato Ruscel, Garinei e Giovannini, os sambas Dance e não se canse, de sua autoria, Agora é cinza, de Bide e Marçal, e Madeira, de Maximiano Souza, e os fox The rose tatoo, de J. Brocks e H. Warren, e Molly-o, de Bernestein e Fine.

Instrumentista de intensa atuação, lançou disco pela Columbia e Musidisc e destacou-se como líder de conjunto.

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB.
Postar um comentário