terça-feira, 18 de abril de 2006

João e Maria

Sivuca
O jeito ingênuo da melodia, composta por Sivuca em 1947, época em que Chico Buarque vivia sua infância, deu-lhe, ao ouvi-la trinta anos depois, a ideia de fazer-lhe uma letra evocativa na qual são recordadas brincadeiras de criança: “Agora eu era o herói / e o meu cavalo só falava inglês / a noiva do cowboy / era você além de outras três...”

Assim nasceu a valsinha “João e Maria”, nome também de um conto infantil, gravada por Nara Leão e Chico no elepê Meus amigos são um barato e popularizada pela telenovela “Dancin’ Days”. No auge do sucesso de “João e Maria”, que muita gente pensava ser apenas de Chico, Sivuca aproveitou uma série de shows que realizava no Rio para corrigir o equívoco: a letra era do Chico, mas a música era dele há muito tempo... (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

João e Maria (1978) - Chico Buarque e Sivuca - Interpretação: Chico Buarque e Nara Leão.


Em7/9                  Am7/9
      Agora eu era o herói
         D/F#             G7+
E o meu cavalo só falava inglês
Em7/9              Am7/9       D/F#
A noiva do cowboy   era você
                G7+
além das outras três
                 F#7
Eu enfrentava os batalhões
             Bm7
Os alemães e seus canhões
                 G7+                C7+
Guardava o meu bodoque e ensaiava o rock
            B7/4
para as matinês
Em7/9                Am7/9
Agora eu era o rei
        D/F#               G7+
Era o bedel e era também juiz
Em7/9                Am7/9
E pela  minha lei
            D/F#             Dm/F
A gente era obrigada a ser feliz
E7     Am7          D7                  G7+
E você era a princesa que eu fiz coroar
          C7+             F7+
E era tão linda de se admirar
           B7             Em7/9
Que andava nua pelo meu país

Em            B/D#
Não, não fuja não
           E/D                   Am/C
Finja que agora eu era o seu brinquedo
D/F#               G7+
Eu era o seu pião
F7+                B7/F#
O   seu bicho preferido
Em           B7/F#
Vem, me dê a mão
         E/G#              Am7
A gente agora já não tinha medo
D/F#                G7+
No tempo da maldade acho que a gente
Am/C B7       Em7/9
nem  tinha nascido

            Am7/9
Agora era fatal
             D/F#               G7+
Que o faz-de-conta terminasse assim
Em7/9                   Am7/9
Pra lá desse quintal
        D/F#                   Dm/F
Era uma noite que não tem mais fim
E7        Am7          D/F#            G7+
Pois você  sumiu no mundo sem me avisar
           C7+                  F7+
E agora eu era um louco a perguntar
              B7                Em7/9
O que é que a vida vai fazer de mim
Postar um comentário