quinta-feira, 20 de abril de 2006

Se eu Quiser Falar com Deus

Roberto Carlos pediu a Gilberto Gil uma canção, sem especificar o tema. Sabendo-o religioso, Gil fez então “Se Eu Quiser Falar com Deus”, uma longa e filosófica enumeração de atitudes e pensamentos (“Tenho que ficar a sós / (...) / tenho que apagar a luz / (...) / tenho que calar a voz / (...) / tenho que encontrar a paz...”) distribuídos por 36 versos, sobre uma melodia repetida três vezes e de grande simplicidade na parte inicial, com seus dez primeiros compassos baseando-se numa mesma célula melódica.

O seguimento, que tem um caráter de soul music, ostenta um elaborado desenvolvimento melódico, em movimento crescente, só de colcheias, que vão atingir o ápice na tônica final, depois de uma intrincada seqüência harmônica. Na terceira e última volta a palavra “nada” é repetida treze vezes, sem que se produza uma sensação de monotonia, em razão dos predicados assinalados.

Entretanto, talvez pelo seu sentido mais filosófico do que religioso, “Se Eu Quiser Falar com Deus”, não foi aproveitada por Roberto Carlos. “O que chegou a mim”, afirma Gil no livro Todas as letras, “foi que ele (Roberto) disse que aquela não era a idéia de Deus que ele tem”. Então, a canção foi gravada pelo autor no citado álbum, Luar, com grande orquestra de sopros e cordas, além de um coro feminino, salientando-se como a principal faixa do disco (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Se eu quiser falar com Deus (1981) - Gilberto Gil

C7+         Bm7   Db/E     Am7  Bb/C
   Se eu quiser falar  com Deus
F7+      Bb7/9       C7+/G
   Tenho que ficar a sós
C7+      Bm7    Db/E   Am7  Bb/C
   Tenho que apagar  a luz
F7+      Bb7/9       C7+/G  Fm6/Ab G7
   Tenho que calar a voz
C7+      Bm7      Db/E   Am7 Am7+ Am7
   Tenho que encontrar a paz
Gm7 Gb7/11+ 
F7+      Bb7/9         Gm6
   Tenho que folgar os nós
      F7+          Db/E      Am7
Dos sapatos, da gravata, dos desejos,
Bb7+ 
  dos receios
      Bm7/5-            Am7
Tenho que    esquecer a data
Am/G  F#º          C/G
Tenho que perder a conta
      G#º            Am7
Tenho que ter mãos vazias
      Ab7+     F/G   C7+
Ter a alma e o corpo nus
 
 
C7+         Bm7   Db/E     Am7  Bb/C
   Se eu quiser falar  com Deus
F7+      Bb7/9         C7+/G
   Tenho que aceitar a dor
C7+      Bm7   Db/E  Am7  Bb/C
   Tenho que comer o pão
F7+        Bb7/9   C7+/G  Fm6/Ab G7
   Que o diabo amassou
C7+      Bm7   Db/E   Am7+ Am7
   Tenho que virar um cão
Gm7 Gb7/11+ 
F7+      Bb7/9          Gm6
   Tenho que   lamber o chão

      F7+            Db/E       Am7
Dos palácios, dos castelos suntuosos
Bb7+ 
  dos meus sonhos
      Bm7/5-            Am7
Tenho que    me ver tristonho
Am/G  F#º            C/G
Tenho que me achar medonho
      G#º             Am7
E, apesar de um mal tamanho
   Ab7+     F/G C7+
Alegrar meu coração
 
 
C7+         Bm7   Db/E     Am7  Bb/C
   Se eu quiser falar  com Deus
F7+      Bb7/9        C7+/G
   Tenho que me aventurar
C7+      Bm7   Db/E    Am7  Bb/C
   Tenho que subir aos céus
F7+      Bb7/9        C7+/G  Fm6/Ab G7
   Sem cordas prá segurar
C7+      Bm7   Db/E  Am7  Am7+ Am7
   Tenho que dizer  adeus
Gm7 Gb7/11+ 
F7+       Bb7/9       Gm6
   Dar as costas, caminhar
    F7+          Db/E           Am7
Decidido pela estrada que ao findar
Bb7+ 
  não vai dar em nada
      Bm7/5- Bb7/11+ Am7   Am/G
Nada, nada,  nada,   nada, nada,
F#º         C/G
Nada, nada, nada,
      G#º         Am7
Nada, nada, nada, nada
          Ab7+ F/G      C7+
Do que eu pensava  encontrar
Postar um comentário