quarta-feira, 24 de maio de 2006

Café da manhã

Uma balada romântica, temperada por boa porção de sensualidade, “Café da Manhã” foi um dos sucessos de Roberto Carlos em seu elepê de 1978, ao lado de “Força Estranha” e “Lady Laura”, música em que o cantor homenageia sua mãe.

Divagando sobre um projetado dia de amor, que começará com “o café esfriando na mesa”, a composição tem versos do tipo “travesseiros soltos / roupas pelo chão / braços que se abraçam / bocas que murmuram / palavras de amor / enquanto se procuram”, o máximo de erotismo a que se permitem Roberto e Erasmo Carlos, mesmo em canções dirigidas ao público adulto (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Café da manhã (1978) - Roberto Carlos e Erasmo Carlos
A7M                           C#7 
Amanhã de manhã vou pedir o café para nós dois  
              F#m7                                  A7 
Te fazer um carinho e depois te envolver em meus braços  
D7M               E7                 A7M        F#m7 
E em meus abraços na desordem do quarto esperar  
           Bm7                           E7 
Lentamente voce despertar e te amar na manhã  
  A7M                               C#7 
Amanhã de manhã nossa chama outra vez tão acesa  
      F#m                               A7 
E o café esfriando na mesa esquecemos de tudo  
D7M                E7             A7M        F#m 
Sem me importar Com o tempo correndo lá fora  
            Bm7               E7               A7M   C#7 
Amanhã nosso amor não tem hora vou ficar por aqui  
                         F#m7            B7 
Pensando bem amanhã eu nem vou trabalhar  
                            Bm7           E7 
E além do mais temos tantas razões pra ficar  
  A7M                           C#7 
Amanhã de manhã eu não quero nenhum compromisso  
            F#m                             A7 
Tanto tempo esperamos por isso desfrutemos de tudo  
D7M               E7              A7M               F#m 
Quando mais tarde nos lembrarmos de abrir a cortina  
            Bm7          E7 
Já é noite e o dia termina  
              A7M F#m Em7 A7 
Vou pedir o jantar  
Dm7                 E7               A7M            F#m 
Quando mais tarde nos lembrarmos de abrir a cortina 
            Bm7            E7 
Jé é noite e o dia termina 
                A7M  Bm7  E7  A7M 
Vou pedir o jantar 

Postar um comentário