quinta-feira, 25 de maio de 2006

Ilegal, imoral ou engorda

Ilegal, imoral ou engorda (1976) - Roberto Carlos e Erasmo Carlos
G#m
Vivo condenado
A fazer o que não quero
Então bem comportado 
Às vezes eu me desespero
  C#7
Se faço alguma coisa 
Sempre alguém vem me dizer
Que isso ao aquilo 
Não se deve fazer
G#m
Restam meus botões...
Já não sei mais o que é certo
 D#7
E como vou saber
      C#7
O que eu devo fazer
     D#7
Que culpa tenho eu
   C#7
Me diga amigo meu
             D#7
Será que tudo o que eu gosto
      C#7                                  ( G#m  C#7 )
É imoral, é ilegal ou engorda
  G#m
Há muito me perdi entre mil filosofias
Virei homem calado e até desconfiado
   C#7
Procuro andar direito e ter os pés no chão
      C#7
Mas certas coisas sempre me chamam atenção
G#m
Cá com meus botões...
Bolas eu não sou de ferro
D#7
Paro pra pensar
           C#7
Mas eu não posso mudar
   D#7
Que culpa tenho eu
 C#7
Me diga amigo meu
           D#7
Será que tudo que eu gosto
    C#7                   G#m
é imoral, é ilegal ou engorda

  Am
Se eu conheço alguém num encontro casual
E tudo anda bem, num bate papo informal
D7                     A
Uma noite quente sugere desfrutar
   D7
Do meu terraço, a vista de frente para o mar
  Am
A noite é uma criança
Delícias no café da manhã
  E7
Então o que fazer
        D7
Já não quero mais saber
    E7
Se como alguma coisa
         D7
Que não devo comer
          E7
Será que tudo que eu gosto
    D7                     Am
É imoral, é ilegal ou engorda
          E7
Será que tudo que eu gosto
    D7                     Am
É imoral, é ilegal ou engorda
         E7
Será que tudo que eu gosto
   Am
É imoral...

Nenhum comentário: