segunda-feira, 8 de maio de 2006

Pedacinhos do céu

Waldir Azevedo
Pedacinhos do Céu (choro, 1951) - Waldir Azevedo

Disco 78 rpm / Título da música: Pedacinhos do céu / Autoria: Azevedo, Valdir (Compositor) / Azevedo, Valdir (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Continental, Setembro/1950 - Março/1951 / Nº Álbum 16369 / Lado B / Gênero musical: Choro /

Sei que me amas com grande fervor,
Há em teus lábios mil frases de amor.
Entretanto, eu preciso ouvir a voz da razão
Para saber se direi sim ou não.

És para mim um formoso troféu,
Vejo em ti pedacinhos do céu.
Porém preciso refletir mais um pouquinho
Para não desiludir ao meu dorido coração,
Que ainda sente a emoção
De uma ingratidão.

Afinal, com amor, com fervor e muito apreço,
Eu agradeço
A grandeza, a beleza e a riqueza do troféu.
Julgo-me feliz, pois sempre quis
E tudo fiz, para exaltar um grandioso amor
E incluir neste chorinho,
Entre beijos e carinhos,
Pedacinhos lá do céu.

És para mim um formoso troféu,
Vejo em ti pedacinhos do céu,
Porém preciso refletir mais um pouquinho
Para não desiludir ao meu dorido coração,
Que ainda sente a emoção
De uma ingratidão.
Sei que me amas com grande fervor,
Há em teus lábios mil frases de amor.
Entretanto, eu preciso ouvir a voz da razão
Para saber se direi sim ou não.

És para mim um formoso troféu,
Vejo em ti pedacinhos do céu.
Porém preciso refletir mais um pouquinho
Para não desiludir ao meu dorido coração,
Que ainda sente a emoção
De uma ingratidão.

Afinal, com amor, com fervor e muito apreço,
Eu agradeço
A grandeza, a beleza e a riqueza do troféu.
Julgo-me feliz, pois sempre quis
E tudo fiz, para exaltar um grandioso amor
E incluir neste chorinho,
Entre beijos e carinhos,
Pedacinhos lá do céu.

És para mim um formoso troféu,
Vejo em ti pedacinhos do céu,
Porém preciso refletir mais um pouquinho
Para não desiludir ao meu dorido coração,
Que ainda sente a emoção
De uma ingratidão.
Postar um comentário