segunda-feira, 12 de junho de 2006

Bois don't cry

Mamonas Assassinas
(intro) A E D E A

                A
Ser corno ou não ser,
                   E
Eis a minha indagação
Sem você vivo sofrendo
Pelos boteco bebendo
                A
Arrumando confusão
Você é muito fogosa,
                  A7
Tão bonita e carinhosa
                        D
Do jeito que eu sempre quis
                 A
Minha coisinha gostosa,
                    E
Dá aos pobres, é bondosa
                      A
Sou corno, mas sou feliz

Soy un hombre conformado,
                     E
Escuto a voz do coração
Sou um corno apaixonado,
Sei que já fui chifrado
                    A
Mas o que vale é tesão
E na cama quando inflama,
                  A7
Por outro nome me chama
                      D
Mas tem fácil explicação:
                 A
O meu nome é Dejair
                    E
"Facinho" de confundir
                 A
Com João do Caminhão.



                    E
Vejam só como é que é
                       F#m
A ingratidão de uma mulher
               D
Ela é o meu tesouro
                        E
Nós fomos feitos um pro outro
                           A
Ela é uma vaca, eu sou um touro.
E na cama quando inflama,
                  A
Por outro nome me chama
                      D
Mas tem fácil explicação:
                 A
O meu nome é Dejair
                    E
"Facinho" de confundir
                 A
Com João do Caminhão.

                   E
Vejam só como é que é
                       F#m
A ingratidão de uma mulher
               D
Ela é o meu tesouro
                        E
Nós fomos feitos um pro outro
                           A
Ela é uma vaca, eu sou um touro.

E                           A
 Ela é uma vaca, eu sou um touro.
E                           A
 Ela é uma vaca, eu sou um touro.

Nenhum comentário: