domingo, 26 de março de 2006

Confissões de amor

Sinhô
Confissões de Amor - (modinha, 1930) - Sinhô - Disco 78 rpm - Gastão Formenti (Intérprete) - violões (Acompanhante) - Imprenta [S.l.]: Brunswick, Indefinida - Nº Álbum: 10120 - Gênero musical: choro / modinha



Fiz da luz do teu olhar um poema de amor
Que traduz odor da mais pura flor
Do jardim do meu penar
E tornei-me sonhador, infeliz e sofredor
Somente por querer a luz dos olhos teus
Só para os meus, que sem os teus irão morrer

Eu vejo em ti o ideal, meu santo amor
Quando contemplo o teu olhar encantador
Nas madrugadas quando a luz se desfaz
Em esplendor, eu peço em vão ao Criador
Sempre a cantar em serenatas de amor
Nas minhas preces de poeta e de cantor
Num santo altar junto à cruz do Bom Jesus
Eu rezo só por teu amor
Postar um comentário