domingo, 26 de março de 2006

Minha branca

Minha branca (samba, 1929) - Sinhô - Interpretação: Januário de Oliveira, acompanhado por Pedroso e Sinhô - Disco 78 rpm - Selo Columbia - Gênero: Samba - Álbum 5085 - Lançamento: Setembro 1929 - Lado único -

Os óio da minha branquinha têm
Meiguice de quem sabe querer bem
Teu riso me traz a recordação 
Das trovas dos tempos que lá se vão

Ai, como é bom saber querer! 

Tudo n'alma é um prazer
Mesmo dentro de um sofrer

Passa-se a vida tão sutil
Num sorrir primaveril

Igual todo o céu de anil

A boca da minha branquinha tem

O cheiro que as flores também contêm
Teu rosto me inspira a consagração

Da Virgem Maria da Conceição

Nenhum comentário: