terça-feira, 18 de abril de 2006

Asa

Djavan
   Bm7                        G7 
A manhã me socorreu com flores e aves 
  Bm7                     Bb7/9 
Suaves, soltas, em asa azul 
                   A7/13 (Dm7 Bb7 A7/13)
Borboletas em bando
        Dm7 
Diz que pedra não fala 
    Bb7            A7/13 
Que dirá se falasse 
Dm7             F7/9 
Eu, Ama? Me ama 
           Bb7        A7/13 
Me queima na sua cama 
   Dm7 
O veludo da fala 
       Bb7             A7/13 
Disse: Beijo, que é doce 
Dm7              F7/9 
Me prende, me iguala 
        Bb7           A7/13 
Me rende com sua bala 
             Dm7 
Diz que pedra não fala 
           Bb7            A7/13 
Que dirá se falasse 
Dm7            F7/9 
Eu, ama? Me ama 
          Bb7         A7/13 
Me queima na sua cama 
   Dm7 
O veludo da fala 
       Bb7             A7/13 
Disse: Beijo, que é doce 
Dm7              F7/9 
Me prende, me iguala 
         Bb7         A7+
Me rende com sua bala 
Gm7 
De disfarce de Zeus 
C7/9 F#°     Gm7        C7/9  D7/9 
De Juruna, na deusa Azul 
Gm7 
Se me comover 
C7/9 F#°      Gm7   Am7/11  D7/9/13 
Eu já sei que é tu 
Gm7             C7/9 F#° 
Claridade de um novo dia 
      Gm7   C7/9 D7/9 
Não havia sem você 
Gm7                    C7/9 F#° 
Você passou e eu me esqueci 
     Gm7    Em7/5  A7/13 
O que ia dizer 
     Dm7 
O que há pra falar 
     Bb7 
Onde leva essa ladeira 
     Gm7  
Que tristes terras vencerá 
Bb7            A7/13 
Um intérprete tocando blues? 
      Dm7 
O que há pra falar 
     Bb7 
Onde leva essa ladeira 
    Gm7  
Que tristes terras vencerá 
Bb7             A7/13 
Um intérprete tocando blues? 
      Dm7 
O que há pra falar 
     Bb7 
Onde leva essa ladeira 
     Gm7  
Que tristes terras vencerá 
Bb7               A7/13 
Um intérprete inventando blues? 
      Dm7 
O que há pra falar 
     Bb7 
Onde leva essa ladeira 
     Gm7  
Que tristes terras vencerá 
Bb7               A7/13 
Um intérprete delirando blues?
Postar um comentário