terça-feira, 18 de abril de 2006

Flor de Lis


Um dos melhores compositores brasileiros revelados na década de 1970, o alagoano Djavan (Djavan Caetano Viana) tem em “Flor de Lis” a canção que o projetou. Enquanto sua letra sobre um romance desfeito não se prende a nenhuma mensagem específica, a ideia da música, segundo Djavan, “foi construir uma melodia linear com a harmonia dançando, para lhe dar mais sabor”.

Essa linearidade pode ser exemplificada pela frequência da nota mi, repetida 24 vezes nos oito primeiros compassos (“Valei-me Deus / é o fim do nosso amor / perdoa por favor / eu sei que o erro aconteceu / mas não sei o que fez...”), contendo ainda o mesmo trecho uma progressão harmônica com sete acordes diferentes, quase todos sobre esta mesma nota. A melodia prossegue nessa linha, realçando o jogo harmônico, cuja originalidade estabeleceu a certeza de que um novo talento surgia na MPB.

Destaque no elepê de estreia do autor — A voz, o violão e a música de Djavan — “Flor de Lis” não mostra ainda alguns dos elementos que marcariam o estilo de seu trabalho posterior. Antigo emblema da realeza francesa, a flor de lis foi também título de uma canção de Agustin Lara, carro-chefe do repertório de Pedro Vargas, o cantor mexicano de maior popularidade no Brasil nos anos trinta e quarenta (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34)

Flor de lis (1977) - Djavan
Intro.: C7+/9  Fm6  C7+/9  Fm6

  C7+/9                       Bm7/5-  E7/13-
Valei-me Deus! é o fim do nosso amor
        Am7/9    D7/13          Gm7           C7/9
Perdo-a por favor  eu sei que o erro aconteceu
           F#m7/5-   B7/9-       Bb7+     A7/13-
Mas não sei o que fez     tudo mudar de vez
             F#m7/5-
Onde foi que eu   errei?
B7/9-               Em7/9     A7/13-       D7/9
Eu só sei que amei, que amei, que amei,
       F/G  G7/9-
Que amei

   C7+/9                 Bm7/5-     E7/13-
Será, talvez,  que minha ilusão
            Am7/9   D7/13          Gm7
Foi dar meu coração       com toda força
         C7/9      F#m7/5-
Prá essa moça me fazer feliz
B7/9-          Bb7+
E o destino não quis
A7/13-         F#m7/5-
Me ver como raiz
B7/9-        Em7/9       A7/13-
De uma flor-de-lis
                   Am6     Fm6          C7+/9
E foi assim que eu vi   nosso amor na poeira,
  E7/9+
Poeira
Am7/9           E/G#       Gm7 
Morto na beleza fria de Maria

     C7/9           F7+
E o meu   jardim da vida
     Bb7/9     Em7/9
Ressecou, morreu
   A7/13-              D7/9
Do pé     que brotou Maria
    F/G           Gm7
Nem margarida nasceu
    C7/9             F7+
E o meu    jardim da vida
     Bb7/9    Em7/9
Ressecou, morreu
   A7/13-              D7/9
Do pé     que brotou Maria
    F/G           C6/9  G7/5+
Nem Margarida nasceu

Nenhum comentário: