segunda-feira, 8 de maio de 2006

Adeus Maria Fulô

Sivuca
Adeus Maria Fulô (baião, 1951) - Sivuca e Humberto Teixeira - Interpr.: Os Mutantes



Adeus, vou me embora meu bem
Chorar não ajuda ninguém
Enxugue seu pranto de dor
Que a seca mal começou

Adeus, vou me embora Maria
Fulô do meu coração
Eu voltarei qualquer dia
E só chover no sertão

E os dias da minha volta
Eu conto na minha mão
Adeus Maria Fulô
Marmeleiro amarelou
Adeus Maria Fulô
Olho d'água estorricou
Postar um comentário